Associação de indígenas Yanomami denuncia novo ataque de garimpeiros na região de Palimiú.

Compartilhe nosso conteúdo!

Dois novos ataques de garimpeiros contra indígenas foram registrados nas comunidades Palimiú e Korekorema, Terra Yanomami em Roraima. Esses são os primeiros ataques após operação da Polícia Federal (PF), deflagrada no dia 29 de junho, para retirar os garimpeiros região. 

Ofício da Hutukara Associação Yanomami, desta quarta-feira (14), narra que o primeiro ataque foi realizado no dia 8 de julho, às 10h30, em Korekorema, onde um grupo de mulheres indígenas que procuravam um jovem que havia desaparecido no rio foi alvo de tiros. Segundo a organização, quatro disparos foram efetuados.

Já no dia 13 de julho, o ataque foi Palimiú, às 2h,. De acordo com a Hutukara, dois barcos lotados de garimpeiros chegaram à comunidade e dispararam dez tiros na direção dos indígenas, e fugiram para o acampamento. Não foram identificados feridos em nenhum dos ataques. 

O documento, assinado pelo vice-presidente da Hutukara, Dário Kopenawa, foi encaminhado à Frente de Proteção Etnoambiental Yanomami, Polícia Federal 1ª Brigada de Infantaria da Selva do Exército, e ao Ministério Público Federal em Roraima (MPF-RR).

Conteúdo: Roraima em Tempo.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts