Governo Federal leva atendimento de saúde a indígenas de Roraima.

 Governo Federal leva atendimento de saúde a indígenas de Roraima.
Compartilhe este artigo

There is no ads to display, Please add some

Em meio à pandemia causada pelo coronavírus, o governo do Brasil intensificou a assistência à saúde prestada a indígenas de todo o Brasil.

Nesta segunda-feira (29), os Ministérios da Saúde e da Defesa iniciam a 5ª missão de apoio aos povos indígenas. Desta vez, a missão será nas terras Yanomami e Raposa Serra do Sol, em Roraima. A região possui uma população de aproximadamente 75 mil indígenas.

Além de ampliar o atendimento aos povos indígenas da região, o Ministério da Saúde entregará quatro toneladas de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e insumos médicos para reforçar a assistência à saúde.

São máscaras cirúrgicas, álcool 70%, avental hospitalar, luvas, toucas, protetores faciais, cloroquina, azitromicina, testes rápidos, etc. Os materiais serão transportados pela Força Aérea Brasileira (FAB).

Na 5ª missão interministerial, entre os dias 30 de junho e 5 de julho, 21 profissionais de saúde das Forças Armadas irão reforçar o atendimento aos indígenas da região, trabalhando junto às Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena, do Ministério da Saúde, que já atuam na região.

Atualmente, a região conta com 1.762 profissionais de saúde da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde, realizando o atendimento de atenção primária aos indígenas nas aldeias.

São 1.037 profissionais no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Yanomami e 725 no DSEI Leste de Roraima, atuando diariamente na região. São agentes de saúde e saneamento, agentes de combate a endemias, médicos, farmacêuticos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, técnicos de enfermagem, entre os profissionais da área. 

A expectativa é de que as equipes de profissionais de saúde da SESAI, junto aos profissionais das Forças Armadas, façam o atendimento a cerca de 3 mil indígenas em cinco Polos Base: Auaris, Waikás e Surucucu (Yanomami) e Frexal e Maturuca (Leste de Roraima).

Como medida de segurança para os povos indígenas, toda a equipe que compõe a missão realizou o teste RT-PCR (molecular) para Covid-19. O embarque só é permitido com o resultado negativo para a doença, após triagem realizada por profissionais de saúde. A missão tem previsão de retorno no domingo (05/07).

Por Alexandre Penido, da Agência Saúde

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

peronico

http://peronico.com.br

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Posts Relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: