PAMC é um “caldeirão de cozinhamento de presos” diz presidente da OAB.

Compartilhe nosso conteúdo!

A situação da Penitenciária Agrícola do Monte Cristo – PAMC, continua no centro das atenções da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Roraima. Segundo o presidente, Ednaldo Vidal, a PAMC foi transformada “em um caldeirão de cozinhamento de presos”. Ele relatou que o odor no local é insuportável, “não deixa qualquer um entrar, é uma situação absurda”, relatou.

De acordo com Ednaldo Vidal, a penitenciária tem capacidade para 500 pessoas, mas abriga cerca de 1.300. Também faltam materiais de higiene e limpeza, o que levou a OAB a fazer uma doação de sabonetes antibacterianos e aparelhos de ar-condicionado para o presídio. 

O presidente da OAB-RR aponta ainda que que Roraima passa por uma crise na área da saúde e carece de médicos especializados, o que dificulta o diagnóstico preciso da doença. A situação também preocupa os agentes penitenciários e advogados. Vidal diz que alguns defensores relatam não querer entrar no presídio por medo de contaminação. 

A esposa de um dos presos, que não quis se identificar, afirma que visitou o marido na sexta-feira e que ele e vários outros detentos estão com os sintomas. “Ele está com a pele cheia de sarnas e dorme no banheiro por causa da superlotação”, disse. Ela está requisitando transferência para o detento, que responde por associação ao tráfico.

Contatos – www.peronico.com.br– emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts