A bomba venezuelana: Moradores de Pacaraima se revoltam com presença de imigrantes, protestam e fecham a BR-174.

Compartilhe nosso conteúdo!
A Coluna de Hoje | Publicada 00h10
Moradores de Pacaraima bloquearam a passagem em protesto contra a migração venezuelana. Foto | Divulgação

Moradores de Pacaraima não suportam mais a presença de tantos venezuelanos na cidade. A migração desordenada acabou com a paz e a tranquilidade nas ruas, superlotou espaços públicos, ocasiona problemas estruturais seríssimos e ainda traz doenças variadas, antes erradicadas em Roraima.

E ontem, aproveitando a visita relâmpago e surpresa do ministro da Justiça Torquato Jardim ao município, a população explodiu em protestos e fechou inclusive o tráfego na rodovia BR-174. Os habitantes se queixam da falta de políticas efetivas do governo para conter os efeitos da imigração. Os moradores Eles cobram atenção para Saúde, Educação e Segurança da cidade, setores que, segundo eles, são gravemente afetados pela imigração venezuelana.

Jardim veio verificar a situação atual da migração e pode verificar que a situação só piorou em relação a última vez que ele esteve aqui, acompanhando o presidente Michel temer. O ministro recebeu um grupo de moradores e durante a reunião eles entregaram a autoridade federal, um documento com reivindicações e sugestões.

O ministro percorreu algumas ruas, visitou abrigos e escolas, porém não anunciou nenhuma medida de impacto para conter o caos. “Ele recebeu e prometeu algumas melhorias na cidade, porém não sabemos se vai ocorrer mesmo. Estamos em uma situação difícil e o Governo Federal precisa olhar por nós”, disse um morador.

O ministro chegou a Pacaraima por volta das 10h30, visitou o centro de triagem na fronteira, as instalações de um novo abrigo que será inaugurado na cidade, o abrigo Janokoida, que recebe índios venezuelanos e o Centro Pastoral para Migrantes, percorreu algumas ruas e depois foi embora.

Ministro fala de ações
Torquato visitou Pacaraima, ontem de manhã, em uma passagem rápida e silenciosa. Foto | Divulgação

Cabe ao Ministério da Justiça, entre outras funções, colaborar com a organização e promoção da regularização migratória dos imigrantes na fronteira brasileira no Estado de Roraima.

Pacaraima é a cidade por onde tem chegado a maior parte dos venezuelanos que se dirigem ao Brasil. O Ministro Torquato Jardim destacou a importância das ações governamentais em andamento.

“Estamos combatendo as consequências causadas pela crise socioeconômica da Venezuela. Entretanto, venho reafirmar os compromissos internacionais do Brasil na área de direitos humanos e as medidas emergenciais de caráter humanitário para assistência e proteção dessa população, inclusive com a destinação de recursos para financiamento dessas ações”, disse ele.

Segundo o Ministro “é determinação do Presidente Michel Temer para que as áreas do Governo Federal façam esforço com todos os meios disponíveis, para que esse assunto seja resolvido da melhor maneira possível”.

A atuação do Comitê Federal relativa ao fluxo migratório venezuelano está organizada em três eixos principais: a) ordenamento do fluxo de migrantes na fronteira de Roraima; b) abrigamento e acolhida dos imigrantes e c) interiorização e proteção social dessa população.

Vídeo de invasão é falso
O vídeo, na verdade, foi feito na fronteira com a Colômbia. E não em Pacaraima.

Um vídeo compartilhado nas redes sociais nos últimos dias alerta para uma multidão de venezuelanos “invadindo” a fronteira com o Brasil. O registro de 30 segundos foi feito durante a noite e, nos últimos dois dias, já teve mais de 20 mil compartilhamentos no Facebook e quase 500 mil visualizações, além de muitos comentários de protesto. Só que a informação é falsa.

O vídeo foi gravado, na verdade, na fronteira entre a Venezuela e a Colômbia, na cidade de San Antonio del Táchira, no dia 23 de junho deste ano. As imagens mostram venezuelanos entrando no país vizinho e foram publicadas por uma jornalista venezuelana no Twitter, que escreveu: “Momento em que foi aberta a fronteira entre Venezuela e Colômbia em San Antonio del Táchira. Nos informaram que todos os dias a situação é igual”.

De acordo com uma reportagem do jornal El Nacional a fronteira entre os dois países tinha sido fechada naquele dia por causa das eleições na Colômbia e os venezuelanos se aglomeraram no local aguardando a reabertura.

Oleno de vice de Suely? Endoidou…
Oleno abandona um projeto político promissor para ariscar ser vice-governador de Suely Campos.

Diz o ditado ‘que de louco todo mundo tem um pouco’. Parece que o deputado Oleno Matos, que é defensor público licenciado, está disposto a voltar à prestação de serviço de atendimento aos mais carentes.

Abandonou a possibilidade de ganhar uma das 8 vagas de deputado federa, ou até retornar à Assembleia Legislativa, para ser vice de Suely Campos.

Desgastada, conduzindo um governo manco, com popularidade em declínio, Suely corre o isco de sequer chegar ao segundo turno na eleição de outubro.

Mas há os que acreditam, como Oleno, no peso da máquina pública. Ocorre que a máquina só produz quando há alguém capacitado no comando. O que não é o caso…

É uma grande brincadeira
Leocádio abandonou a Sefaz e foi nomeado em seguida para presidir o Instituto de Previdência.

Antigamente ser secretário de governo em Roraima tinha algum valor. Havia solenidade de posse, salão lotado com convidados e imprensa, e o suplicante ainda ganhava status de proeminência na sociedade.

Mas essa prática foi banalizada no Governo de Suely, onde a troca de secretário virou rotina.

Ontem foi anunciado que Leocádio Vasconcelos não ficará desempregado, depois que abandonou a Sefaz, alegando problemas pessoais. Vai presidir o Instituto de Previdência do Estado – IPERR.

E Ronaldo Marcílio, que presidia o IPER pela segunda vez, retoma o comando da Sefaz.

Os decretos de exoneração e nomeação de ambos estão publicados no último Diário Oficial do Estado.

Prefeitura promove o 1º AgroFest
A agricultura familiar será o tema principal da festa do sábado batizada de AgroFeste. Foto | Divulgação

Um grande evento marcará neste sábado, 21, a passagem do dia do agricultor familiar. Trata-se da primeira AgroFest, a Festa da Agricultura Familiar.

A programação será realizada pela Prefeitura de Boa Vista, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Assuntos Indígenas, Smai, com os agricultores familiares do Projeto de Assentamento Nova Amazônia a partir das 8h.

Durante a festa, haverá visitas técnicas e dia de campo nas lavouras, estações tecnológicas, demonstração em campos experimentais de soja e milho, além da Feira do Agricultor, com a venda de produtos fresquinhos direto do campo e a exposição de máquinas, equipamentos e insumos de empresas do segmento do agronegócio.

Toda a programação acontecerá na Associação Elifas Levi Veloso Filho, localizada no P.A Nova Amazônia, vicinal 2, Polo 1.

São esperadas no evento em torno de mil pessoas, entre empresários do agronegócio, convidados, agricultores e familiares. Para o Secretário Municipal de Agricultura Marlon Buss o evento vai mostrar os excelentes resultados alcançados pelos agricultores nos últimos anos.

Começam hoje as convenções
As convenções partidárias, para a definição de candidatos e coligações, começam hoje.

Ainda com o cenário das coligações indefinido, os partidos políticos que disputam todos os cargos disponíveis nas eleições de Roraima, em outubro, iniciam nesta sexta-feira (20) as convenções para definir candidaturas.

Os nomes dos candidatos a governador e vice, além de senadores, deputados federais e estaduais têm que ser aprovados nas convenções até 5 de agosto e registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até 15 de agosto.

Neste momento há 6 pré-candidatos ao Governo de Roraima. Três deles tem potencial de ganhar o Governo: Anchieta Júnior, Suely Campos e Antônio Denarium.

Suely insiste na teimosia
Empresas que prestaram serviço de Transporte Escolar não recebem há meses do Governo de Suely.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) já terminou que o contrato emergencial para a contratação de uma única empresa para realizar o transporte escolar, fosse anulado.

Decidiu ainda que o Governo realize a devida licitação, com total publicidade do feito para que outras empresas possa participar, pois o governo está dando privilégios a apenas uma: Diamond Tours e Transportes, ligada à família Silva Campos.

Ocorre que Suely decidiu ‘peitar’ a ordem do TCE e está republicando os contratos com a Diamond, ratificando a escola e mantendo os mesmos valores, que ultrapassam R$ 28 milhões.

Chuva não é mais problema | Quem chega ou sai da cidade de Boa Vista pela avenida das Guianas, no trecho que compreende da Praça Simon Bolivar até a Ponte dos Macuxi, que divide os bairros São Vicente e 13 de Setembro, pode notar que pela primeira vez o local ficou livre dos transtornos causados pelo inverno. Isso porque a Prefeitura de Boa Vista, fez em 2017, uma grande obra de infraestrutura no local, que incluiu duplicação da via, urbanização, drenagem, asfaltamento, iluminação moderna, sinalização, construção de calçadas, estacionamentos e recapeamento das vias marginais. Em invernos anteriores, as imediações da via ficavam com o tráfego comprometido por conta da lama e, no verão, comerciantes e população sofriam com a poeira. A obra da avenida das Guianas facilitou a vida de quem mora, trabalha e transita pelo local, incluindo moradores de outros municípios que utilizam a via como rota.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts