A vingança de Quatieiro: vice assume o Governo e exonera a cúpula da Secretaria do Índio.

Compartilhe nosso conteúdo!
A Coluna de Hoje | Boa Vista,RR | Publicada 00h13
lll
No exercício do cargo de governador, Paulo César Quartieiro demitiu ontem a cúpula da Secretaria do Índios. Foto | Divulgação.

Amanhã, 19 de abril, comemora-se em todo o país o Dia do Índio. E para festejar a data o vice-Paulo César Quartieiro não poderia ter sido mais original: presenteou-se com ato que certamente consuma sua vingança por ter sido tempos atrás expulso da Área de Raposa Serra do Sol. Ao assumir o governo com a licença da titular – Suely Campos viajou para o exterior – Quartieiro deu um ‘canetaço’ e pôs na rua toda a cúpula da Secretaria Estadual do Índio, que era comandada pelo líder Dilson Ingarikó.

Estava na cara que isso aconteceria a qualquer tempo, quando um dia Quartieiro tomasse o lugar de Suely mesmo que por alguns minutos ou dias. Essa sede de vingança remonta ao ano de 2008 quando o então rizicultor Paulo César Justos Quartieiro foi desalojado de suas fazendas de arroz da área onde hoje assenta-se a reserva indígena Raposa Serra do Sol. Quartieiro perdeu as terras, foi preso e ainda amargou um prejuízo incalculável.

Ai veio o momento e Quartieiro juntou a fome com a vontade de comer. E o agravante minou quando Dilson Ingarikó e o adjunto Hugo Cabral foram festejar nas redes sociais a decisão recente da justiça federal de demarcar mais uma área indígena na região do Anzol, aqui em Roraima.

Óbvio que a decisão de Quartieiro deverá ser desfeita pela titular no retorno de suas férias. Mas até lá o estrago estará feito pela repercussão e pode abrir inclusive uma fissura na relação de Suely com as comunidades indígenas. De toda sorte Quartieiro exibiu suas credenciais, aliás, conhecidas por todos. Imagina se assumisse o governo oficialmente, o rebuliço que não causaria.

Todo empregado ao órgão tem que ter lealdade ao patrão, no caso o governo de Roraima. A demarcação de uma nova terra indígena é ruim para o governo e para o Estado pois prejudica o restante da população. É extremamente prejudicial para Roraima e isso após o governo federal prometer que não iria mais demarcar terra indígena aqui”, disse.

‘Teria de ser fuzilado’, diz Quartieiro
s, PODER).
Dilson foi demitido porque teria feito exaltação a demarcação de mais uma área indígena.

E já no exercício do cargo, durante uma entrevista coletiva ontem á tarde, Quartieiro cunhou uma expressão um tanto quanto descomedida, exagerada mesmo ao condenar a atitude de Dilson Ingarikó por ter festejado a nova área indígena.

“Se fosse em situação de guerra, ele teria de ser fuzilado, na realidade. Mas como temos democracia, ele foi demitido”, disse.

Segundo Quartieiro um secretário de Estado apoiar novas áreas indígenas contraria a posição do governo local e depõe contra o desenvolvimento do Estado.

E em se tratando de Paulo César Justos Quartieiro podem esperar mais polêmica nesses próximos dias. Será uma semana de expectativas.

Risco desnecessário
çç
A governadora Suely Campos não precisava deixar Quartieiro no comando do Governo.

A governadora Suely Campos correu um risco desnecessário ao decidir por entregar o comando do barco a Quartieiro. Como o período da viagem não excede 15 dias, não tinha a menor necessidade de deixar o Governo sob os cuidados do vice.

A legislação é clara quanto a isso: basta informar ao Legislativo que vai se ausentar quando o período for inferior a 15 dias. E isso ela o fez, pois a mensagem governamental foi lida na Sessão de quarta-feira, 12.

Quando o período exceder 15 dias ou mais, pede autorização e ai sim o vice assume naturalmente. Certamente o ato de Quartieiro será desfeito. Mas Suely não precisava passar por este constrangimento.

Por outro lado não constitui assombro nenhum o fato de um mandatário pedir licença para viajar para onde bem entender. Só acho que mesmo sendo uma viagem de lazer ou para cuidar de assuntos pessoais, não custava nada informar o destino.

Quartieiro havia rompido com Suely 
ll
O dia em que Quartieiro anunciou, em entrevista coletiva, seu rompimento com o grupo de Suely.

Há exatamente 1 ano (em 14 de abril de 2015) o vice-governador Paulo César Quartiero anunciava sua saída da base aliada do governo do estado. A decisão, segundo ele, foi motivada pela insatisfação com a gestão da atual governadora, Suely Campos.

Quartieiro fez o anuncio em uma entrevista coletiva e não guardou adjetivos maldosos direcionados à titular. Se declarou ‘decepcionado’ e classificou a gestão como um ‘estelionato eleitoral’.

“O governo não está cumprindo as promessas feitas durante a campanha. Prova disso, é que nada mudou desde o início do ano. Com isso, a partir de hoje [terça-feira], o Democratas de Roraima assumirá uma postura de oposição para cobrar aquilo que foi prometido ainda na disputa eleitoral de 2014”, declarou Quartieiro à época.

Mas o tempo passou, a estranhezas foram desfeitas, houve uma aproximação de ambos, mas Quartieiro deixou claro ontem que não tem o menor respeito pela dona do cargo.

Macuxi deve assumir Secretaria
Silvestre Leocádio foi escolhido por Quartieiro para assumir a Secretaria do Índio.
Silvestre Leocádio foi escolhido por Quartieiro para assumir a Secretaria do Índio.

Outro líder indígena deverá ser nomeado secretário no lugar de Ingarikó.

Quartieiro escolheu o macuxi Silvestre Leocádio, que presidiu a Sociedade de Defesa dos Índios Unidos de Roraima – Sodiur. A entidade representava a voz de pelo menos 12 mil indígenas em todo o Estado de Roraima.

O governador em exercício afirmou que tem uma lista de questões que serão resolvidas durante a semana, mas não quis adiantar do que se trata.

O retorno de Telmário. E Dai?!
llll
Telmário volta às atividades do Senado após afastar-se do cargo para que o o 1° Thieres Pinto assumisse.

O senador Telmário Mota, agora no PTB, anunciou ontem seu retorno ao Plenário e às atividades normais da casa legislativa. E daí, Roraima continua do mesmo jeito, com menos um senador.

O certo mesmo é que o reingresso de Temário desalojou o primeiro suplente Thieres Pinto, que durante os 120 dias do mandato tampão, não apresentou um único projeto e sequer foi à tribuna fazer um único pronunciamento.

Durante os 4 meses do afastamento Telmário ‘zanzou’ por Roraima, entre reuniões políticas e farta distribuição de melancia e alguns brindes para eleitores principalmente na periferia de Boa Vista.

O detalha é que a ausência de Telmário não foi sentida e nem fez falta alguma nas atividades do Senado. Ademais em mais de 2 anos o senador do povo não fez nada de relevante pelo Estado.

Chamuscada, Ângela disputará o Senado em 2018
ll
A senadora Ângela diz ter projeções que indicam a possibilidade de retorno na eleição de 2018.

A senadora Ângela Portela – agora no PDT – está disposta a enfrentar uma reeleição em 2018, embora as projeções indiquem o contrário, pelo seu desgaste político ocasionado pelas tramóias do PT.

Ângela acha que o PDT está menos afetado pelas ondas da operação Lava-Jato, e diante de dados colhidos que apontam uma razoável avaliação do seu desempenho político, decidiu que vai disputar novamente uma vaga no Senado.

Por ter sido menos atingido por essa guerra política, o PDT me dá essas melhores condições de atuar. Então, eu mudo de partido para avançar na tentativa de qualificar melhor o meu trabalho como senadora de Roraima”, afirmou.

Novos juízes no TRE
hh
A advogada Rozana Ignácio toma posse hoje como juíza do Tribunal Regional Eleitoral.

O juiz federal Igor Itapary Pinheiro e a advogada Rozane Pereira Ignácio tomam posse como juízes eleitorais do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE), biênio 2017/2019, respectivamente das classes Juiz Federal e Jurista, em sessão ordinária a ser realizada nesta terça-feira (18), às 16 horas, no plenário da instituição.

O TRE é composto por sete membros, escolhidos mediante eleição, pelo voto secreto, sendo dois desembargadores do Tribunal de Justiça; dois juízes, dentre juízes de direito, escolhidos pelo Tribunal de Justiça; um juiz do Tribunal Regional Federal com sede na Capital do Estado ou no Distrito Federal, ou, não havendo, de juiz federal, escolhido, em qualquer caso, pelo Tribunal Regional Federal respectivo.

Compõem ainda a Corte Eleitoral, por nomeação, pelo Presidente da República, dois juízes dentre seis advogados de notável saber jurídico e idoneidade moral, indicados pelo Tribunal de Justiça

Foco na Influenza
jj
A Prefeitura inicia hoje a primeira etapa da campanha contra a gripe influenza.

Profissionais que atuam diretamente nas salas de vacina das unidades básicas de saúde receberam uma capacitação sobre a administração da vacina. A ideia é repassar orientações e as novidades da campanha deste ano para que eles possam administrar da melhor forma possível.

A campanha será dividida por etapas. A primeira etapa, com início na manhã de hoje, 18, é voltada para vacinação dos trabalhadores de saúde, e segue até o dia 20, próxima quinta-feira.

A segunda etapa vai do dia 24 de abril ao dia 26 de maio, com a vacinação de todos os grupos prioritários nas unidades básicas de saúde. A programação do Dia “D” será realizada no dia 13 de maio, em alguns pontos estratégicos na cidade, unidades básicas de saúde a serem definidas e os dois shoppings.

 

ll
O projeto da Assembleia Legislativa estimula a prática esportiva nas comunidades mais carentes de Boa Vista.

Abrindo Caminhos | O Abrindo Caminhos, programa social da Assembleia Legislativa de Roraima, inicia nesta terça-feira, dia 18, as inscrições para aulas de futebol para crianças e adolescentes de 7 a 17 anos. O programa, implantado em outubro do ano passado, já desenvolve atividades de teatro, ginástica rítmica, coral, jiu-jitsu e balé, para 1.050 pessoas. As inscrições podem ser feitas na sede do programa Abrindo Caminhos (avenida São Sebastião, 883 – bairro Cambará), das 8h às 12h e das 14h às 18 horas, e os interessados devem apresentar cópia da carteira de identidade e CPF dos pais; certidão de nascimento; comprovante de residência; declaração escolar e foto 3×4. As aulas de futebol serão realizadas, por enquanto, em oito núcleos (campos de futebol), localizados em diferentes bairros de Boa Vista, sendo que cada turma será formada por 50 alunos.

Para Jalser, um estímulo aos esportes 
uu
Jalser é o autor do projeto que abriu novas perspectivas para a prática de vários esportes.

O presidente da Assembleia Legislativa e idealizador do programa Abrindo Caminhos, deputado Jalser Renier (SD), explicou que a ideia é incentivar a prática esportiva junto às crianças e adolescentes.

“Quando planejei o programa Abrindo Caminhos, pensei em disponibilizar atividades artísticas e esportivas para nossas crianças e adolescentes, com a finalidade de oferecer aulas extras curriculares que ajudassem na sua formação, e estamos trabalhando com esse propósito”, comentou.

Jalser ressaltou que as aulas de futebol irão preparar essa turma para um futuro esportivo, seja na escola onde estuda ou em competições dentro e fora do Estado. “Temos certeza que nosso público alvo está recebendo bem essa iniciativa, melhorando seu desempenho em casa e na escola, e desenvolvendo habilidades que, até então, nem imaginavam possuir”, disse.


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts