Aneel promove amanhã leilão para geração de energia para Roraima.

Compartilhe nosso conteúdo!

A Coluna de Hoje | Publicada 00h07

O governo busca novas alternativas energéticas para abastecer Roraima.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizará, amanhã (31), o leilão de geração de energia para suprimento da cidade de Boa Vista, capital de Roraima, e localidades conectadas. O estado é o único não integrado ao Sistema Interligado Nacional (SIN) e, atualmente, tem o seu fornecimento de energia gerado a partir de usinas termelétricas e da Venezuela.

O certame será realizado em parceria com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). A iniciativa é “uma medida estruturante para melhorar a qualidade e a eficiência do fornecimento no estado de Roraima”, disse a Aneel.

O leilão será realizado na sede da CCEE, em São Paulo, a partir das 10h, por meio de sistema eletrônico. No total, 156 empreendimentos se cadastraram para participar do leilão. Os projetos somam 6 gigawatts (GW) de capacidade instalada.

Podem participar do leilão empreendimentos de fontes renováveis, como hídrica, solar, eólica, biomassa, biogás, ente outras, fóssil, ou ainda mediante o uso misto de fontes, contendo ou não tecnologia de armazenamento de energia. O início do suprimento está previsto para 28 de junho de 2021.

Para o certame, serão contratados dois tipos de produtos, por potência e energia. Na modalidade potência, está prevista a contratação de dois subprodutos, gás e renováveis, e outro, de demais fontes. No primeiro subproduto serão contratadas soluções de suprimento que tenham como fontes primárias gás natural ou renováveis, com término de suprimento em 27 de junho de 2036.

No subproduto demais fontes serão contratadas outras soluções não enquadradas nas opções anteriores, com término de suprimento em 27 de junho de 2028. Os vendedores poderão considerar em seus lances as perdas elétricas até o ponto de entrega e até mesmo perdas internas e o consumo interno do empreendimento.

 Alerta máximo na PAMC

Corpos recolhidos na chacina ocorrida em 2017 na PAMC.

O massacre que resultou em 55 mortes dento de presídios do Amazonas acendeu o alerta de autoridades de segurança e dos estados onde há detentos da facção ou aliados da FDN (Família do Norte).

O medo é que exista uma repetição do “efeito cascata” da guerra da facção, como ocorreu na crise prisional no início de 2017.

Na Penitenciária Agrícola do Monte Cristo (PAMC), administrada por uma unta interventora desde o ano passado, o clima é de alerta vermelho.

Em 2017, após o assassinato de 56 presos no Compaj (Complexo Penitenciário Anísio Jobim), em Manaus, outros massacres foram registrados inclusive aqui em Roraima, onde 33 detentos foram brutalmente assassinados na PAMC.

Haroldo integra grupo de notáveis

Haroldo faz parte de grupo de debates estratégicos da Câmara.

O deputado Haroldo Cathedral (PSD participou ontem como membro titular da sessão de instalação do Centro de Estudos e Debates Estratégicos da Câmara dos Deputados (Cedes).

Na primeira reunião, Haroldo Cathedral propôs um aprofundamento técnico-cientifico com soluções para área de desenvolvimento urbano, sob o viés do conceito “Cidades Inteligentes”.

O deputado entende que o atual cenário da economia brasileira exige medidas viáveis relacionadas à boa governança e gestão inteligente para o incremento dos setores da segurança, educação, saúde e infraestrutura.

“O desafio dos gestores públicos é prover avanços significativos nos serviços prestados à população. Necessitamos de providências urgentes na adoção de novas alternativas, a fim de atender às exigências contemporâneas, garantindo a qualidade de vida da nossa população, com foco na cidadania e bem-estar das pessoas”, salientou.

O colegiado deliberou sobre cinco temas considerados de grande relevância para o país, que contemplam saúde, educação, energia, déficit fiscal e desenvolvimento urbano.

Alto risco de infecção no HGR

NO HGR, o maior hospital do Estado, a situação é de calamidade.

O Hospital Geral de Roraima (HGR), que representa a chaga na saúde pública estadual, está sob severa investigação do Conselho Regional de Medicina de Roraima.

O órgão apontou em relatório que há um alto risco de contaminação e infecção hospitalar a pacientes submetidos a procedimentos cirúrgicos e invasivos HGR. O motivo é a falta de equipamentos para esterilizar materiais cirúrgicos.

O procedimento foi elaborado depois que uma fiscalização foi realizada na unidade hospitalar.

O CRM aponta os materiais usados em cirurgias devem passar por três testes de segurança de esterilização, mas a unidade não dispõe de nenhum deles.

Denarium cobra responsabilidades

Denarium reuniu gestores da saúde e cobrou mais responsabilidade.

O governador Antônio Denarium, finalmente, resolveu se manifestar sobre o caos na saúde.

Ele reuniu, ontem, a Comissão Estratégica de Saúde e secretários adjuntos da Sesau para cobrar agilidade nos processos de compra de insumos e medicamentos e apuração de fatos ocorridos nos últimos dias a respeito do atendimento a uma paciente.

Denarium foi duro em sua fala – segundo um participante do encontro -, afirmando que todos os servidores e secretários estão recebendo seus salários em dia, por isso devem fazer o melhor no atendimento aos pacientes e pediu a abertura de uma sindicância para apurar a responsabilidade do caso da morte da dona de casa Cícera Sales.

“Essa gestão não admite que pacientes sejam mal atendidos. A população tem que denunciar, não deve ficar calada. Só assim vai nos ajudar a governar, juntos, fiscalizando e monitorando. O dinheiro não é de um órgão A ou B. Os recursos são do povo, de todos”, disse Denarium.

Reduzido o ICMS sobre querosene

Combustível mais barato pode atrair novas empresas para Roraima.

O governador Antonio Denarium assinou a alteração do Decreto 24.852-E, de 5 de março de 2018, que dispõe sobre a redução de base de cálculo do ICMS, de 17% para 3%, nas operações internas com querosene de aviação.

Ele frisou que esta é mais uma ação do Governo do Estado para aumentar a integração do Brasil com outros Estados e países. “É uma conquista que com toda certeza trará desenvolvimento econômico e turístico para Roraima”, disse o governador.

Conforme explicou o diretor do Departamento de Turismo, Bruno Muniz de Brito, o decreto vai proporcionar que as empresas aéreas que estão chegando no Brasil ou em operação possam ampliar as ofertas de voos para Roraima.

“Como Roraima vai se tornar um local onde o combustível é muito barato, vai compensar parar aqui para abastecer as aeronaves”, explicou, ao acrescentar que vai possibilitar também que as empresas que fazem voos internacionais também escolham Roraima como ponto de parada.

Ibanés pode presidir MDB

Jucá presentou em Brasília a minuta do novo estatuto do MDB.

A minuta do novo estatuto do MDB apresentada ontem, 29, em Brasília, autoriza prefeitos e governadores a disputarem eleições para as presidências nacional, estaduais e municipais do partido.

A autorização foi articulada pelo ex-senador Romero Jucá, atual presidente do MDB, e abre caminho para o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, disputar a presidência.

O período de Jucá acaba em setembro e o ex-senador já deu mostras que não disputará a reeleição.

Fracassam Negociações sobre a Venezuela

Guiadó defende o fim da usurpação e queda de Nicolás Maduro.

Terminou sem acordo ontem o encontro entre representantes da ditadura de Nicolás Maduro e da oposição venezuelana, com a mediação da Noruega, em Oslo.

Segundo o documento divulgado pela equipe de Juan Guaidó, os oposicionistas defenderam o fim da “usurpação” de Maduro e eleições “livres, observáveis e verificáveis, com a participação (…) daqueles que hoje têm seus direitos restringidos”.

Os representantes do usurpador não quiseram nem saber.

PIB da Venezuela cai 52% sob Maduro

Maduro levou a Venezuela a uma inflação de 10 milhões por cento.

Desde 2013, quando Nicolás Maduro foi eleito com dinheiro de propina lulista, o PIB venezuelano caiu 52,3%, segundo os dados oficiais do próprio Banco Central, que vinham sendo ocultados há quatro anos.

Desde 2015 o Banco Central da Venezuela (BCV) não publicava seus indicadores econômicos. Ontem, porém, os dados que sistematicamente eram ocultados apareceram no site da instituição, revelando uma queda de 52,3% no produto interno bruto (PIB) desde 2013, quando Nicolás Maduro foi eleito presidente.

O BCV aponta que a inflação alcançou 130.060% em 2018, a cifra mais alta na história recente do país. Em 2017, situou-se no 862,6%, depois de registrar 274,4% em 2016 e 180,9% em 2015.

Os números, entretanto, encontram-se muito abaixo das estimativas da Assembleia Nacional, de consultorias independentes e de organismos multilaterais que calcularam a alta de preços do ano passado em mais de 1.700.000% (1,7 milhão por cento) e preveem que ela irá ultrapassar 10.000.000% (10 milhões por cento) em 2019.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts