Assalto ao Banco do Brasil expõe a fragilidade da Segurança Pública no Governo de Suely.

Compartilhe nosso conteúdo!
A Coluna de Hoje | Publicada00h13
A agência do banco do Brasil da Avenida Ville Roy foi assaltada por 4 homens armados: levara R$ 400 mil.

A crônica policial do dia a dia expõe a ferida da violência que se abriu em Roraima nos últimos meses, especialmente em Boa Vista onde concentra-se a maior parte da população do Estado. A população, desprotegida, sente-se assustada, acuada e sem ter a quem recorrer.

São verificadas todos os dias ocorrências de assaltos a mão armada, invasão de residências com reféns, roubos, furtos, invasão de comércios, assassinatos, tráfico de drogas, uma verdadeira escalada de crimes sem precedentes e jamais vista em Roraima.

E ontem aconteceu aquilo que parecia improvável: um bando armado invadiu e assaltou uma agência do Branco do Brasil, bem no centro da capital. E o mais espetacular é que o assalto ocorreu logo no início do expediente quando agência Monte Caburai, na Ville Roy, começava o atendimento ao público.

O que impressiona é ver a tranquilidade dos bandidos no interior da agência, o que confirma a vulnerabilidade da segurança estadual. Renderam as pessoas, caminharam pelos caixas, recolheram o dinheiro, cerca de R$ 400 mil, e saíram tranquilamente pela porta da frente. E certos de que permanecerão impunes nem tivera o cuidado de cobrir o rosto. Segundo relatos da polícia são os mesmos que assaltaram uma cooperação de crédito na semana passada.

O fato é: o Governo de Suely Campos perdeu o controle da violência em Roraima. Faltam policiais e falta coordenação da cúpula do Governo. É preciso admitir isso para que se adote as providências necessárias e urgentes.

O Governo precisa sair da acomodação e reagir, estabelecendo um plano efetivo porque os bandidos já agem sem qualquer preocupação. O pior é que o Governo não reconhece que não está conseguindo oferecer segurança à população. Prefere ficar brincando de trocar de secretários de Segurança como se fosse essa a mudança capaz de frear a criminalidade.

O que estamos presenciando atualmente, com a escalada da violência sem precedentes no Estado, seja no número de assassinatos, seja nos crimes contra o patrimônio e assaltos todos os dias, é a prova cabal de que a falta de polícia é responsável pela insegurança social e um convite a crimes e furtos de toda ordem, diariamente.

Ou seja, o Governo de Suely nunca elegeu a segurança pública com prioridade, preferiu gastar excessivamente em proselitismo e assistencialismo e nunca teve controle sobre a violência. A população está à mercê da própria sorte a espera de um novo governo.

MPF apura factoide de Suely
O acordo que Suely diz ter feito com Maduro está sob investigação do Ministério Público. 

O Ministério Público Federal (MPF) quer explicações do ‘acordo’ firmado por Suely Campos com o ditado Nicolás Maduro para repatriar venezuelanos que migraram para Roraima.

O ‘factoide’ que atende a interesses eleitorais de Suely, como último suspiro na tentativa de melhorar seu desempenho pífio na campanha à reeleição, não vingou. Não tem consistência e certamente não será executado.

O MPF quer saber toda a metodologia de devolução dos venezuelanos, se é que ela existe, o público-alvo da ação, quais serão os mecanismos que serão utilizados e se isso não prejudicará os cidadãos do país vizinho que buscam refúgio no Brasil.

E os termos do acordo para eventuais análises, já que se trata de uma área cuja competência é do Governo Federal. Cadê o acordo? Óbvio que não existe, foi tudo da boca para fora.

No topo da violência
O mapa mostra que Roraima está no topo da violência. Quadro | IBGE

Uma pesquisa divulgada recentemente coloca Roraima no topo do ranking dos estados mais violentos do País.

Em 2015, era o quarto em segurança, mas, em 2018, despencou para a 26ª posição, perdendo apenas para Pernambuco.

Nos últimos três anos, ou seja, desde que a atual gestão assumiu o governo, o número de homicídios cresceu 86% no Estado.

Eis aí um dos frutos colhidos por uma administração em constante declínio.

Denarium vai chegar lá?
Denarium não conseguiu ainda se consolidar como o candidato capaz de derrotar Anchieta.

Pesquisa elaborada pelo jornal curitibano A Gazeta do Povo registra que dos 13 candidatos do PSL a governos estaduais, 12 deles patinam nas pesquisas.

O único representante do partido de Jair Bolsonaro com chance de chegar ao segundo turno é Antônio Denarium, aqui em Roraima.

Ocorre que Denarium também estacionou, patina na mediocridade e falta de conteúdo. Não muda o discurso mediano e repetitivo e não chega a 30% do eleitorado, segundo as pesquisas do Ibope.

Ou pessoal do marketing esquenta a elocução nessa reta final ou Denarium será engolido pelo Zé Anchieta já no primeiro turno.

Paralisação por falta de salários
Servidores do Iteraima paralisaram as atividades porque não recebem salários em dia.

Os servidores do Instituto de Terras de Roraima (Iteraima) paralisaram as atividades ontem (24) em protesto por atraso no pagamento de salário pelo Governo de Roraima.

De acordo com os manifestantes, os funcionários do Iteraima e do Instituto de Amparo à Ciência e Tecnologia (Iact) estão há 2 meses sem pagamento.

Por conta do atraso, que já dura dois meses, muitos trabalhadores já estão passando por dificuldades, inclusive, para se deslocar para o local de trabalho.

O governo alega, mais uma vez, o bloqueio das contas do estado. “Se o governo diz estar sem dinheiro, imagine como os servidores estão com suas contas atrasadas”, disse o sindicalista.

Obras na Ville Roy | A capital Boa Vista vem passando por uma transformação em sua infraestrutura. As obras são visíveis em todo canto da cidade, como, por exemplo, a construção das calçadas, meio-fio e sarjeta na avenida Ville Roy. O serviço de 1.350 metros vai garantir mais segurança aos pedestres. As obras somam com os 153 km de calçada construídos pela Prefeitura de Boa Vista de 2013 até agosto deste ano. Entre os bairros contemplados estão: Aparecida, 31 de Março, São Francisco, Centenário, Senador Hélio Campos, Paraviana, Professora Araceli Souto Maior, Bela Vista, Nova Cidade, Jardim Tropical, Jardim Primavera, Caranã e Tancredo Neves. De acordo com a prefeita Teresa Surita, o Município tem garantido recursos por meio de parcerias, possibilitando assim, que muitos bairros sejam contemplados com a construção de calçadas.

TRE lacra urnas eletrônicas
Servidores do TRE iniciaram ontem o procedimento de lacre e carga das unas eletrônicas.

O procedimento de carga e lacre das 1.390 urnas eletrônicas disponibilizadas para as eleições gerais de 2018 teve início ontem e segue até o próximo dia 28 de setembro.

Conforme o calendário, nos dias 25 e 26 de setembro, serão realizados os procedimentos nas urnas dos 14 municípios do Estado, exceto Boa Vista. Na capital, a carga e lacre das máquinas ocorrerão nos dias 27 e 28 de setembro.

Neste pleito, 333.969 eleitores estão aptos a votar nas 1.172 seções eleitorais existentes, distribuídas em 320 locais de votação, em oito zonas eleitorais que abrangem 15 municípios.

De acordo com o secretário de tecnologia da informação do TRE-RR, Wanderlan Fonseca, na última sexta-feira (21), foi realizada a geração de mídias, que consiste em armazenar nos flashs cards (cartões de memórias) os sistemas de dados dos eleitores e também dos candidatos por meio da geração de tabelas que incluem o nome do candidato, partido, foto, cargo, número, seção e lista de eleitores com nome, número do título e dados biométricos.


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts