BOA NOTÍCIA: Linhão de Tucuruí deve ficar pronto até dezembro de 2021, diz ministro.

Compartilhe nosso conteúdo!
A Coluna de Hoje | Publicada 00h12
Bento Albuquerque garantiu o fim do Linhão para 2021. Foto | Agência Estado

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque confirmou ontem (25) que terão início no segundo semestre de 2019 as obras do Linhão de Tucuruí, que vai interligar o estado de Roraima ao sistema elétrico brasileiro. A expectativa é que a obra seja concluída em 2021, disse o ministro, ao participar de audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado.

“[Paralelamente a isso] vamos realizar em maio um leilão de energias renováveis para Roraima, que nós pretendemos que esteja concluído nos próximos dois anos, quase um ano antes do Linhão de Roraima ficar pronto”, acrescentou o ministro,ressaltando que as obras deverão estar finalizadas em dezembro de 2021.

Albuquerque informou que o leilão será de energia limpa, que tem custo mais barato que a energia das térmicas a óleo. “Todos os consumidores brasileiros terão que pagar, no final do ano, ou ao longo do ano, um custo de R$ 1,9 bilhão, porque estamos gerando 210 megawatts com a utilização de apenas térmicas a óleo diesel. São 80 caminhões de óleo diesel trafegando diariamente em direção a Roraima para manter a segurança energética a esse custo.”

Sobre a possibilidade de remoção para Roraima das térmicas a óleo da Eletronorte, que estão desativadas em Macapá, o ministro disse que a medida está em estudo. “Acionamos os órgãos vinculados, e esses trabalhos [estudos] já estão sendo feitos junto à Eletronorte para levantarmos as condições das termoelétricas e todo o processo que seria removê-las de Macapá até Roraima, além da implementação disso para pesar o custo-benefício.”

Durante a audiência no Senado, Bento Albuquerque informou que existe um grupo de trabalho no ministério acompanhando a situação em Roraima para minimizar possíveis impactos no estado no que diz respeito à segurança energética.

Sobre a situação energética em Roraima, o ministro disse que já era uma prioridade do ministério, mas reconheceu que a situação se agravou no início deste mês, quando a Venezuela deixou de cumprir o contrato de fornecimento que tinha com uma empresa subsidiária da Eletronorte. Fonte | Agência Brasil

Brito conselheiro a unanimidade
Brito, feliz, agradeceu emocionado pela votação unânime. Foto | SupCom ALE

Óbvio, não havia jogo de cartas marcas marcadas, mas imperou o corporativismo em plenário e Brito Bezerra deixa de ser deputado estadual: foi escolhido ontem o novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), para preencher a vaga deixada Essen Pinheiro Filho, morto em janeiro do ano passado.

Estava tão amarrada a eleição de Brito que havia 23 deputados presentes na sessão e todos votaram nele, registrando apenas a ausência da deputada Tayla Parez. Os demais concorrentes – sete ao todo – estavam ali, mas apenas para contemplar a aclamação.

No processo longo que durou mais de um ano, as evidências sempre apontaram para a vitória de Brito e seu favoritismo aumentou com a eleição de Jalser Renier para mais um mandato na Presidência da Assembleia. Essa escolha há tempos devia ter ocorrido não fosse as obstruções impostas pelo deputado Jorge Everton na Justiça. Ele mesmo candidatou-se mas desistiu e ontem votou pela escolha de brito.

O cargo de conselheiro do TCE é vitalício, com salário mensal de R$ 30.471,11. Soma-se a este valor uma gratificação de R$ 9.141,33, auxílio moradia de R$ 4.377,73, auxílio transporte de R$ 9.141,33 e auxílio alimentação de R$ 3.047,11, totalizando R$ 56 mil ao mês.

A vaga de Brito será ocupada por Ângela Águida Portella, eleita 1ª suplente na eleição passada com 2.333 votos.

Teresa fiscaliza obras
Teresa foi aos canteiros fiscalizar a execução das obras.

Um bom gestor é aquele que fiscaliza e acompanha de perto o que está acontecendo na cidade. Assim fez, mais uma vez, a prefeita de Boa Vista Teresa Surita. Ontem, 26, acompanhada por secretários municipais, visitou obras estruturantes que estão mudando a realidade dos bairros e valorizando os imóveis.

A comitiva esteve em três das 97 obras em execução em toda a cidade onde as equipes estão duplicando uma ponte de concreto no bairro Jardim Caranã, estão fechando valas, recuperação rede de drenagem e pavimentando ruas no Jardim Primavera, Santa Teresa e Centenário.

“Começamos o dia visitando várias obras importantes para a cidade. Queremos com essas obras melhorar as condições de vida dos moradores e diminuir os transtornos do período chuvoso. Esses investimentos refletem diretamente no crescimento e modernização da cidade, na melhoria da qualidade de vida da nossa população e na valorização dos imóveis”, destacou a prefeita Teresa Surita.

O discurso do líder
Sampaio assumiu oficialmente a liderança do Governo na ALE.

“Como um deputado de esquerda ousa assumir a liderança de um governo sabidamente de direita?”.

Antes que alguém lançasse a dúvida, o próprio deputado Soldado Sampaio (PC do B), que ontem discursou como novo líder do Governo de Denarium na Assembleia, reconheceu que é contraditório, porém, compatível.

“Eu reconheço que sejam ideologias colidentes, mas não estou aqui para assumir a função montado nas minhas ideias partidárias. A questão está muito acima de ideologias partidárias. O meu compromisso é com o Estado”, disse Sampaio.

Segundo o agora líder, os enfrentamentos ideológicos do passado levaram Roraima ao buraco. Ele entende que o governo precisa dialogar mais com o parlamento e até arrisca dizer que não demorará muito, Denarium terá maioria absoluta na Assembleia.

“Deixei claro ao governador que não abro mão da minha história, da minha luta e das minhas promessas de campanha. O partido do governador defende a reforma da previdência, que sou radicalmente contra. Mas também não vivo alheio aos problemas do Estado, e pelo viés partidário, não posso torcer para dar errado”, disse Sampaio.

Chagas permanece na base
Chagas deixou a liderança mas permanece ma base.

O deputado Coronel Chagas (PRTB) revelou ontem as razões que o levaram a abandonar o posto de líder do Governo na ALE.

“Pedi para ser substituído por discordar de alguns pontos da reforma administrativa e do cancelamento dos concursos públicos da Segurança Pública, pois Boa Vista é uma das cidades mais violentas do país, e a nossa bandeira foi pela realização de concursos públicos”, disse Chagas.

Mesmo assim o parlamentar não revelou nenhuma ranhura com o governador Denarium. Ao contrário, afirmou que permanece na base de apoio ao Governo no Parlamento.

Denarium: périplo em Brasília
Bento Albuquerque e Denarium: energia na pauta. Foto | Secom RR

O governador Antônio Denarium (PSL) participou ontem em Brasília de dois encontros importantes: esteve com os ministros Paulo Guedes (Economia) e Bento Albuquerque (Minas e Energia).

Primeiro foi ao Fórum de Governadores, com a presença de Guedes, onde foi colocado como assunto principal da pauta, a recuperação fiscal dos estados e a Reforma da Previdência.

E esteve também no Senado, acompanhado de parlamentares federais roraimenses, para o alinhamento dos trabalhos do Linhão de Tucuruí.

O governador aproveitou a ocasião e falou sobre os débitos do Estado com a Roraima Energia no valor de R$ 654 milhões.

Esse Telmário é uma piada. De galo!
Telmário: preocupado com apreensão de galos de briga.

É do conhecimento de todos a predileção do senador Telmário Mota (PRÓS) por rinhas de galo. Já andou enrolado até com esse tipo de ‘esporte’ impetuoso e violento.

Mas para certificar sua fama de pilhérico, sempre que ocupa a Tribuna, Telmário abordou um tema sem o menor sentido para o momento que vive o Brasil.

Foi fazer críticas sobre a apreensão de 22 galos de briga em uma rinha na cidade de Itajaí-SC.  Senhor do céu, isso lá é assunto relevante para ser debatido no Senado da República? Claro que não.

De tão irrelevante nenhum senador, óbvio, deu atenção ao pronunciamento de Telmário.

Haroldo: BPC fora da reforma
Haroldo defende retirada do BPC da reforma da previdência.

O deputado federal Haroldo Cathedral (PSD) participou juntamente com os membros da bancada do PSD da Câmara do anúncio para a supressão do texto da Reforma da Previdência das regras que atingem os trabalhadores rurais, os beneficiários do Benefício da Prestação Continuada (BPC) e também aqueles com idade superior a 65 anos, que vivem em estado de reconhecida miserabilidade.

Para Haroldo, que participou ativamente das discussões, esta decisão visa garantir a proteção aos mais pobres. “As pessoas mais vulneráveis não podem ser penalizadas”, disse.

O parlamentar falou ainda sobre a necessidade de mudanças no atual sistema previdenciário. “Temos a plena convicção da urgência na aprovação da Reforma da Previdência para o reequilíbrio das contas públicas. No entanto, é preciso discuti-la com responsabilidade e respeito a todos os cidadãos”.

“Embate é jogo de vaidades”, diz Chico
Para Chico, muita vaidade e pouca produtividade. Foto | Agência Senado

As polêmicas entre membros dos poderes Legislativo e Executivo, expostos de forma pública diariamente nas mídias sociais, não solucionam os problemas do país, disse o senador Chico Rodrigues (DEM) em Plenário ontem (26). Para o parlamentar, essas brigas apenas alimentam vaidades. O momento é de serenidade para que se chegue ao denominador comum a respeito das reformas que tramitam no Congresso, disse ele.

— Esses projetos deveriam ser recepcionados pelos parlamentares de uma forma extremamente serena, extremamente equilibrada, convergente. Não precisamos assinar embaixo do projeto que foi apresentado, podemos modificá-lo, mas que não ficasse esse jogo de empurra, esse jogo de intriga, esse fogo das vaidades ardendo e a sociedade brasileira esperando uma decisão equilibrada de todos nós — avaliou.

Para Rodrigues, as páginas dos jornais deveriam estar noticiando a diminuição no índice de desemprego, em vez de discussões entre representantes dos poderes. O parlamentar disse que o país assistiu à criação de mais de 173 mil vagas de empregos em fevereiro, apresentando o melhor resultado desde 2014.

Índios não querem apito
Indígenas protestaram no centro cívico contra o fim da Sesai.

A manifestação era creditada aos índios, mas havia certamente mais não índio – inclusive uns bem gordinhos – no protesto de ontem, em frente a Assembleia, contra a municipalização da saúde indígena.

Há uma proposta no Ministério da Saúde para retirar da União e repassar aos Estados e Municípios o atendimento médico às comunidades.

A mudança aconteceria após a incorporação da Secretaria de Saúde Indígena (Sesai) ao que poderia ser uma futura Secretaria Nacional de Atenção Básica.

Mas os índios e seus tutores não querem perder o domínio sobre a poderosa Sesai e seu godo orçamento.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts