Bolsonaro deve nomear general Pazuello (ex-gestor da Operação Acolhida em Roraima) como número 2 da Saúde.

Compartilhe nosso conteúdo!

O presidente Jair Bolsonaro pode indicar mais um militar para auxiliar Nelson Teich no Ministério da Saúde. O general Eduardo Pazuello está cotado para ser o secretário-executivo da pasta, cargo de número dois do ministério.

A expectativa, segundo interlocutores do presidente, é deixar Nelson Teich focado nos dados técnicos de saúde enquanto o general se debruça no trabalho administrativo e de logística da pasta.

Pazuello está em Brasília e deve se reunir com Bolsonaro. Ele foi o coordenador operacional da Operação Acolhida, que dá assistência aos venezuelanos refugiados em Roraima.

Pazuello foi escalado pelo governo de Michel Temer a assumir a Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) durante o período da intervenção federal em Roraima, ficou secretário durante os primeiros meses do governo empossado, depois continuou suas ações junto a migração.

Bolsonaro já indicou seu assessor especial da Presidência, contra-almirante Flávio Rocha, para colaborar na transição no Ministério da Saúde. Ele é chefe da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos (SAE), vinculada à Presidência.

Ele tinha a função de assessorar o presidente em questões de política externa.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts