Bolsonaro quer mineração e agropecuária em terras indígenas.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h13

Bolsonaro defende autonomia total para os povos indígenas.

O presidente Jair Bolsonaro defendeu em uma transmissão ao vivo em sua página no Facebook – realizada diretamente do Palácio do Planalto – a possibilidade de comunidades indígenas desenvolverem atividades de mineração e agropecuária em seus territórios.

“O que nós pudermos fazer para que vocês tenham autonomia sobre todo o perímetro geográfico de vocês, nós faremos”, afirmou o presidente sobre a possibilidade de permitir a exploração econômica das reservas.

Bolsonaro ressaltou que, se as comunidades indígenas quiserem, devem ter liberdade para produzir e obter recursos minerais no território. “Em Roraima, tem trilhões de reais embaixo da terra. E o índio tem o direito de explorar isso de forma racional, obviamente. O índio não pode continuar sendo pobre em cima de terra rica”, acrescentou.

Segundo líder indígena roraimense Abel Macuxi, que esteve com Bolsonaro, a proibição de exploração da terra mantém as comunidades em situação de pobreza. “Nós estamos em cima da riqueza, mas ainda continuamos pobres. Viemos aqui representar nossos agricultores que querem plantar, mas não têm apoio”, disse Abel, que reivindicou o direito de praticar atividades pecuárias nas terras demarcadas

“Eles ficam proibindo a gente de criar gado. O índio não pode ser fazendeiro, por que será? Somos todos iguais”, acrescentou.

Bolsonaro criticou a atuação de organizações não governamentais (ONGs) em questões indígenas e ressaltou que não aceitará “intermediários” na relação do governo com os índios. “O povo indígena é o que diz o que a Funai vai fazer. Se não for assim, eu corto toda a diretoria da Funai”, afirmou.

Telmário com Maduro: o mico foi maior

Telmário faz reverência ao ditador Nicolás Maduro, em Caracas.

Foi bem mais constrangedor do que se supõe o papelão do senador Telmário Mota (Pros), que foi a Caracas e posou para fotos fazendo reverências ao ditador da Venezuela Nicolás Maduro.

O tirano, que persegue e prende opositores e cala a imprensa, mandou buscar o Telmário em seu avião. O passeio do senador foi ignorado pelo Brasil, que, ao lado de dezenas de países, considera Maduro um “usurpador”. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Telmário tentou arrastar outros senadores à presepada, mas acharam que não seria correto fazer esse movimento contra a posição do Brasil.

A embaixada do Brasil em Caracas, chefiada por um diplomata que é encarregado de negócios, não participou desse insulto ao Brasil.

Apesar da lorota contada para justificar o mico, a fronteira continua fechada no lado venezuelano por ordem do ditador Maduro.

Maduro ‘pede pinico’

Em carta Maduro pediu a intervenção do Congresso brasileiro.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou que quer restabelecer as relações com o Brasil e abrir a fronteira entre os dois países, fechada por ele desde 22 de fevereiro.

Em carta entregue ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), Maduro faz um apelo ao Congresso para que seja “porta-voz” do governo venezuelano e dê início a um processo de negociação entre os dois países.

No texto ele não faz menção a negociações diretas com o presidente Jair Bolsonaro, a quem acusa de interferir na política de seu país e de se submeter a interesses do governo Donald Trump. A carta foi trazida ao Brasil e entregue a Alcolumbre pelo senador Telmário Mota (Pros), que se reuniu na última segunda-feira (15) com Maduro em Caracas.

A reunião incomodou o Palácio do Planalto e o Itamaraty, que defendem o distanciamento entre os dois países, chamam Maduro de ditador e reconhecem Juan Guaidó, chefe da Assembleia Nacional, como presidente. Posição oficialmente adotada por aproximadamente 60 países.

Nova troca de secretários

Leila Perussolo foi exonerada da Secult. Foto | Secom RR

No silêncio o Governo de Denarium promoveu nova mudança de secretários no 1º escalão. Leila Soares de Souza Perussolo – que é secretária de Educação – foi exonerada da Secretaria de Cultura, que acumulava.

Em ato contínuo Denarium nomeou Dianery de Souza de Souza Coelho para ocupar o posto principal na Secult.

A Secretaria de Cultura – que só produz gastos – deve ser extinta na prometida reforma administrativa de Denarium, que não saiu ainda das promessas.

No momento cultura que é bom, nada.

Transporte escolar já, quer MP

Alunos do interior continuam sem transporte escolar.

O Ministério Público do Estado de Roraima (MP), por meio da Promotoria de Justiça de Defesa das Pessoas com Deficiência e Idosos e Direito à Educação (Pro-DIE), emitiu Recomendação à Secretaria estadual de Educação e Desporto.

No documento, a Promotora de Justiça Erika Michetti requer a adoção urgente de providências para o início regular do ano letivo de 2019, o que implica na obrigação de restabelecer imediatamente o serviço de transporte escolar aos alunos da rede estadual de ensino, de acordo com a responsabilidade que lhe foi constitucionalmente atribuída.

De acordo com a Recomendação do MPRR, a Secretária estadual de Educação e Desporto terá o prazo de 10 dias, a partir da notificação sobre o documento , para adotar as medidas necessárias, a fim de solucionar o problema.

Informações sobre HPV

Pais e alunos tiram dúvidas sobre a vacinação contra HPV.

Pais de adolescentes inscritos no programa Abrindo Caminhos, da Assembleia Legislativa de Roraima, procuraram a coordenação da instituição para tirar dúvidas sobre a vacinação contra HPV (Papiloma Vírus Humano). Diante desta demanda, a enfermeira Carine Eulalia reuniu alunos com mais de 13 anos em uma palestra dinâmica e informativa.

O encontro ocorreu na noite dessa quarta-feira (17) e juntou cerca de 30 alunos dos cursos de teatro e coral da instituição. Com o tema “HPV – Proteja o Futuro de Quem você mais ama”, a enfermeira explicou os tipos de vírus, as formas de transmissão, sintomas, características, tratamento, formas de prevenção e sobre a vacina indicada para meninas de 9 a 14 anos e para meninos de 11 a 14 anos.

Com as doses da vacina contra o HPV em dia, Cailany Pedrosa, de 12 anos, participou da palestra e pretende disseminar as informações entre as amigas. “Eu quero dizer que é muito importante tomar a vacina para se prevenir”. A menina é aluna do coral e da ginástica rítmica e está há dois anos no programa.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: