Bolsonaro só prometeu o diretório do Aliança a apenas dois aliados. E Denarium não é um deles.

Compartilhe nosso conteúdo!

O Presidente Jair Bolsonaro assiste em silêncio a batalhas travadas por seus correligionários pelo comando dos diretórios do Aliança pelo Brasil país afora.

Parte desses aliados espalha por aí que tem o apoio do capitão para tocar o partido em suas regiões. Só não é verdade.

Quando alguma cizânia partidária é levada ao arbítrio de Bolsonaro, ele faz questão de dizer que prometeu diretórios a somente dois aliados: o de Goiás para o líder do governo, Vitor Hugo e o de Pernambuco para Gilson Machado Neto, o presidente da Embratur.  

Portanto não está definido, ainda, se o Partido em Roraima será presidido pelo governador Antonio Denarium, que tem tomado a ponta das mobilizações para a criação do Aliança em Roraima.

Denarium se elegeu pelo PSL em 2018 e presidiu o Partido até dezembro de 2019. Aliado fiel de Bolsonaro, Denarium abandonou o PSL e optou por seguir o presidente na formação da nova sigla.

Atualmente o PSL é presidido em Roraima pelo deputado federal Antonio Carlos Nicoletti.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts