Brancos, nulos e abstenções: mais de 77 mil roraimenses disseram NÃO aos candidatos Denarium e Anchieta.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h13

Antônio Denarium e Anchieta Júnior foram ignorado por mais de 77 mil eleitores roraimenses.

Um número realmente expressivo de eleitores roraimenses não demonstrou nenhum interesse pelas duas candidaturas que se apresentaram para governador Roraima no domingo, 28: Antônio Denarium (PSL) e José de Anchieta Júnior (PSDB).

Apesar de vencedor com 136.612 votos (53,34%), Denarium sentiu que 77.065 eleitores simplesmente disseram NÃO à ele e ao adversário Anchieta. Foram 3.232 bancos (1,20%), 10.982 nulos (4,06%) e 62.851 (18,86%) de abstenções, ou seja, pessoas que sequer compareceram à urna para votar.

Diferente do 1º turno, onde esperava-se uma abstenção maior devido o feriado do dia 5, pela comemoração do aniversário do Estado, foi neste segundo turno que verificou-se uma das maiores ausências de eleitores nas urnas na eleição roraimense em todos os tempos.

No primeiro turno, por exemplo, a abstenção em Roraima foi considerada a menor em todo o país: registramos 4.382 brancos (1.53%), 13.927 nulos (4.86%) e 46.399 abstenções (13.93%). Foram 16.452 eleitores a mais que não foram às urnas nesse segundo turno em relação ao 1º turno.

Outro dado interessante é que Denarium conseguiu ganhar de Anchieta em apenas 6 dos 15 municípios roraimenses, porém, em três deles (Boa Vista, Rorainópolis e Caracarai) é onde estão concentrados s maiores colégios eleitorais. Os demais fora Iracema, São Luiz do Anauá, São João da Baliza, e Caroebe.

Anchieta saiu vencedor em Cantá, Bonfim, Mucajaí, Alto Alegre, Amajari, Pacaraima, Uiramutã e Normandia. Nesses dois últimos ele recebeu a maior a aprovação com resultados acima dos 60% dos votos.

Bom pagador

O novo governador disse que quer tirar do Governo de Roraima a fama de mau pagador.

O governador eleito Antônio Denarium (PSL) disse ontem que sua primeira meta a ser buscada a partir de janeiro é mudar o conceito de ‘mau pagador’ para ‘bom pagador’, devolver a credibilidade do Governo.

Não será fácil diante do espólio que herdará, um passivo de muitas dívidas e sem nenhum dinheiro em caixa.

Pior que a herança recebida de Anchieta Júnior em 2015, Suely Campos deixa para o sucessor um legado de desgraças, um Estado em farrapos.

Como se comprometeu em transformar Roraima em um Estado pujante a partir da produção agropecuária, terá que ‘bambolear’ muito.

Diferente de tudo

Denarium terá muitos desafios, o mais importante, seguramente, o de equilibrar o caixa.

É muito bom lembrar que o novo governador terá que fazer uma gestão diferente de tudo que já foi feito até agora, do contrário, fracassará.

Será imprescindível executar uma reforma administrativa, enxugar a máquina ao máximo, controlar a folha de pessoal e buscar investimentos através das parcerias políticas em Brasília.

Se quer ter sobras de dinheiro para aplicar em setores vitais como educação, saúde, segurança, infraestrutura e agricultura, por exemplo, não pode brincar com o dinheiro público como fizeram os demais.

Terá que acabar com secretarias inservíveis, órgãos improdutivos e demitir todos os cargos em comissão. Contratar somente o necessários para as funções básicas. Se inchar a folha de pessoal estará cometendo o mesmo pecado de Suely.

Suely parabeniza Denarium

Suely parabenizou Denarium e abriu o governo para a transição.

A governadora de Roraima Suely Campos (PP) manifestou-se, em nota, sobre a eleição do seu sucessor, Antônio Denarium, consagrado governador de Roraima no último domingo. Ela parabenizou Denarium e destaca que a escolha é o resultado do exercício da democracia.

“Os eleitores optaram pela renovação e essa escolha deve ser respeitada, pois, a partir de 1º de janeiro, Antônio Denarium será o governador de todos. Como roraimense que tem amor por essa terra, coloco desde já o governo à disposição para a transição”.

Suely afirmou que ganhar e perder uma eleição faz parte da democracia e ressaltou que, durante sua gestão, o governo enfrentou crises econômica, política e migratória.

“Apesar disso, fizemos mais, com menos. Colocamos Roraima na rota do crescimento econômico, melhoramos os índices sociais e implantamos projetos inovadores de grande alcance. Meu desejo é que Roraima siga avançando e proporcionando dias melhores para nossa gente”, finalizou.

‘Temos a comemorar’, diz Teresa

Teresa diz que apesar da crise financeira o servidor do município têm muito a comemorar.

Para que uma gestão pública seja eficiente, é necessário planejamento, controle administrativo financeiro, compromisso em melhorar a vida das pessoas e responsabilidade com os recursos públicos. No domingo, 28, foi o Dia do Servidor Público e o funcionalismo municipal tem muito a comemorar. Mesmo em tempos de crise, servidores da prefeitura têm segurança, estabilidade, convênios, Plano de Saúde e pagamento em dia.

“Mesmo com os atrasos nos repasses constitucionais, obrigatórios, por parte do Governo do Estado, a Prefeitura de Boa Vista tem conseguido manter em ordem todo o planejamento sem prejudicar os serviços essenciais, a execução de obras, nem tampouco atrasar salários dos servidores, que são pagos em dia com calendário de datas programadas. Na nossa gestão isso é mais que obrigação. É regra”, disse a prefeita Teresa Surita.

Ainda conforme a prefeita, “vivemos em uma crise financeira sem precedentes. E se não fosse o planejamento, a situação dos nossos servidores seria bem diferente do que é hoje. Sem sombra de dúvidas, temos bons motivos para comemorar”, afirma.

9.711 servidores | Hoje o município emprega 9.711 servidores entre efetivos, temporários, comissionados e celetista (CLT). A Prefeitura de Boa Vista é uma das instituições públicas que mais geram emprego e renda. Além das vagas criadas com investimentos em obras de infraestrutura, o município promoveu recentemente novo concurso público para a área da Educação, ofertando 1 mil vagas. Desde 2013, a Prefeitura de Boa Vista convocou 4.227 novos servidores para trabalhar nas áreas da Educação, Saúde, Segurança e Administração. Só na Educação, foram 2.497 novos servidores para atender as novas unidades de ensino construídas, ampliadas e reformadas na cidade.

Sinjoper repudia atitude de Jalser

A ação do deputado Jalser foi repudiada pelo Sindicato dos Jornalistas de RR.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Roraima (Sinjoper) emitiu nota pública apara repudiar a forma truculenta e desrespeitosa com que o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier, tratou os jornalistas Caíque Silva, Ana Florêncio e Maria Claudia, da equipe da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Boa Vista, quando invadiu a FM 93 na última sexta-feira, 26, e, quando ao dirigir ataques verbais à prefeita Teresa Surita, também desferiu ataques verbais e até físicos contra os referidos profissionais, inclusive quebrando o celular do jornalista Caíque Silva, que filmava o ocorrido, causando-lhe também um corte na mão.

“É lamentável que uma pessoa que é representante do povo, tendo inclusive sido reeleito na última eleição, tenha atitudes tão reprováveis e que não condizem com o decoro parlamentar”, diz a nota.

 Cronograma alterado na ALE 

As provas para procurador só serão aplicadas no dia 11 de novembro.

A Fundação de Apoio, Pesquisa, Ensino e Assistência do Rio de Janeiro (Funrio), realizadora do concurso público da Assembleia Legislativa de Roraima, divulgou alteração na data da segunda fase (prova discursiva) para o cargo de procurador. O exame seria aplicado no domingo (4) e com a mudança, passará para o dia 11 de novembro.

Os interessados podem acompanhar a alteração no site da Funrio (www.funrio.org.br) e no Diário Oficial da Assembleia Legislativa pelo endereço eletrônico www.al.rr.leg.br, do dia 29 de outubro.

A divulgação das notas preliminares desta segunda fase será feita no dia 23 de novembro. No dia 30, sairá a convocação para terceira etapa (entrega de títulos), de 8 a 10 de dezembro. O resultado final, conforme o edital, está previsto para o dia 27 de dezembro deste ano.

GABARITO – Os gabaritos oficiais das provas para assistente legislativo e procurador já estão disponíveis no site da Funrio. A previsão para divulgação do resultado final para assistente legislativo e taquígrafo está prevista para o dia 14 de novembro, de acordo com o cronograma. Ontem (29), a Funrio disponibilizou a relação de notas da prova prática para o cargo de taquígrafo.

Descartada ação na Venezuela

General Augusto rechaçou qualquer possibilidade de invasão da Venezuela.

Citado por Jair Bolsonaro como seu futuro ministro da Defesa, o general Augusto Heleno rechaçou a possibilidade de o Brasil participar de um plano militar para derrubar Nicolás Maduro.

Um alto funcionário do governo de Iván Duque na Colômbia, não identificado, afirmou que, se Bolsonaro ajudar a tirar do poder o ditador da Venezuela com uma intervenção militar, terá o apoio dos colombianos.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: