Campanha franciscana: Juntos os 9 candidatos a prefeito de Boa Vista arrecadaram apenas R$ 1.455.484,00.

Compartilhe nosso conteúdo!
A Coluna de Hoje | Pubicada 00h13
ll
A prefeita Teresa em campanha no Feirão do Garimpeiro: foi quem mais arrecadou entre todos os candidatos a prefeito de Boa Vista.

Na primeira disputa eleitoral após a proibição de doações de empresas a partidos e candidatos, o dinheiro anda escasso. A 19 dias da eleição [2 de outubro] somente seis dos nove candidatos que disputam a Prefeitura de Boa Vista conseguiram arrecadar dinheiro de doações, a maioria vinda de recursos próprios e muito pouco do Fundo Partidário. No apurado feito pela Coluna na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a campanha para prefeito de Boa Vista deste ano revela-se absolutamente atípica no que diz respeito ao volume de dinheiro. Franciscana mesmo, ou seja, pobre de recursos. Juntos todos os candidatos conseguiram apenas R$ 1.455,484,00 como doações, volume bem inferior inclusive ao valor máximo de gastos fixado pelo TSE – por candidato – que é R$ 1.830.123,37, para o 1º turno.

No topo do ranking está a prefeita Teresa Surita (PMDB) que foi a mais aquinhoada até o momento. É a campeã de arrecadação: R$ 621.784,00 (recursos vindos de duas transferências dos diretórios estadual e nacional do seu partido). Em segundo aparece o deputado federal Abel Galinha (DEM) com R$ 450 mil (também recolhidos de duas transferências do diretório nacional do seu partido). O advogado Alex Ladislau (PRR) movimentou R$ 150 mil (recursos próprios), Kalil Coêlho (PV) aparece logo em seguida com R$ 113 mil (doados por ele e pela esposa Elaci Cicilia de Melo Lima Coelho).

O candidato do Governo, Sandro Baré (PP), com R$ 100.400,00 aparece com doações pulverizadas vindas de oito fontes, a maioria das transferências feitas por parentes. Apesar de ser filiado a um partido com boa representação no Congresso, Baré não recebeu nenhum centavo do Fundo Partidário. E Márcio Junqueira (PROS), Luís Oca (PSOL) e Roberto Ramos (PT) não tem nada na conta. Estão fazendo campanha a custo zero. Algo inédito.

Cunha é cassado: com votos de 5 roraimenses
lll
Eduardo Cunha perde os direitos políticos por oito anos a partir do fim do seu mandato.

O plenário da Câmara cassou ontem (12), por 450 votos a favor, 10 contra e 9 abstenções, o mandato do ex-presidente da Casa deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Eram necessários 257 votos para a cassação. A bancada de Roraima votou dividida pela cassação. Abel Galinha (DEM), Jhonatan de Jesus (PRB), Maria Helena (PSB), Remídio Monai (PR) e Shéridan (PSDB) votaram sim. Édio Lopes (PR) e Hiran Gonçalves (PP) se ausentaram e Carlos Andrade (PHS) votou contra.

A cassação foi motivada por quebra do decoro parlamentar. O deputado foi acusado de mentir à CPI da Petrobrás ao negar, durante depoimento em março de 2015, ser titular de contas no exterior. Na sessão de ontem, o advogado de Cunha e o próprio deputado foram à tribuna da Câmara para apresentar a defesa. Eles reafirmaram que Cunha não tem contas no exterior.

Com a decisão do plenário, Cunha, atualmente com 57 anos, fica inelegível por oito anos a partir do fim do mandato. Com isso, está proibido de disputar eleições até 2026. Assim, ele só poderá se candidatar novamente aos 67 anos.

A CER continua sangrando o Estado
lll
A CERR receberá quase R$ 9 milhões de créditos do Governo: situação financeira é delicada. 

Afundada por Anchieta Júnior e a beira da falência, principalmente depois que sua concessão como prestadora de serviço foi revogada, a Companhia Energética de Roraima (CERR) segue sangrando a conta do Governo do Estado.

Sem dinheiro para absolutamente nada, cabe ao Governo sair em seu socorro. A governadora Suely Campos encaminhou para apreciação dos deputados estaduais projeto de abertura de crédito suplementar em favor da CERR, por Excesso de Arrecadação, no valor global de R$ 8.958.261,10 (oito milhões, novecentos e cinquenta e oito mil, duzentos e sessenta e um reais e dez centavos).

Os recursos destinam-se justamente para manter a CERR viva, de pé. Especificamente para gerar energia, custos fixos e variáveis, e a manutenção geral da empresa. Sem essa sinecura milionária do Governo a CERR certamente irá a óbito.

O prazo de julgamentos acabou 
lll
O movimento no cartório da zona eleitoral de Boa Vista foi bastante movimentado ontem. 

O prazo para julgamento de todos os pedidos de registro de candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador, inclusive os impugnados e os respectivos recursos, terminou ontem.

De acordo com estatísticas do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE), dos 1.786 pedidos de registro de candidatura referentes às eleições municipais de 2016, os juízes eleitorais julgaram 1.735, o que corresponde a 97,15% dos processos autuados. A Justiça Eleitoral deferiu 1.507 registros e indeferiu 179 candidaturas. Do total, 19 candidatos tiveram o registro indeferido com recurso, um cancelado e foram homologadas 27 renúncias.

De acordo com o calendário eleitoral, 12 de setembro é a data em que todos os pedidos de registro de candidatos, inclusive os impugnados e os respectivos recursos, devem estar julgados pelas instâncias ordinárias, e publicadas as decisões a eles relativas. No entanto, ainda restam 51 pedidos de registro para serem analisados pelos juízes das zonas eleitorais roraimense, equivalente a 2,85%.

Baré e Alex deferidos. Junqueira não
ll
O advogado Alex Ladislau conseguiu finamente ter o registro de candidatura deferido pelo TRE.

Os candidatos Sandro Baré (PP) e Alex Ladislau (PRP) conseguiram finalmente a obtenção dos seus respectivos registros no TRE. Estão oficialmente habilitados pelo juiz Aluízio Ferreira Vieira, da 1ª Zona eleitoral de Boa Vista.

O pedido de impugnação de Baré baseava-se na cassação do mandato de vereador pela 1ª Zona Eleitoral de Roraima e por conduta incompatível com a moralidade “ao ser flagrado em uma rinha de galo por agentes da Polícia Civil e levado para delegacia”. Mas isso não o impediu de ser candidato.

Já o ex-deputado federal Márcio Junqueira (PROS) ainda não conseguiu se entender com a Justiça Eleitoral. Seu registro continua indeferido, aguardando julgamento de recurso.

Flamarion volta ao Parlamento 
lll
Flamarion é cumprimentado por Jalser após tomar posse ontem a tarde na sala da  presidência.

Flamarion Portela (PTC) já estará na sessão de hoje, no Plenário, certamente discursando como deputado estadual. Ele assumiu a cadeira no lugar de Chicão da Silveira que seguiu para a presidência do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

A posse de Flamarion reuniu alguns deputados ontem ao final da tarde na sala do presidente Jalser Renier, em uma solenidade informal, porém muito prestigiada pela maioria dos seus novos colegas de batente.

Flamarion deixa a Secretaria Estadual de Infraestrutura e ocupará também todas as funções de seu antecessor nas comissões da ALE.  Em seu lugar na Seinf, assume o diretor do Departamento de Infraestrutura de Transportes, o engenheiro civil, Gregório Almeida Junior, servidor efetivo do Estado há doze anos.

Merenda escolar garantida
llll
Concluído o processo de aquisição o Governo conseguiu colocar merenda farta nas escolas da rede pública.

O processo de entrega dos alimentos para a merenda escolar foi finalizado ontem. Com isso, todas as escolas da rede estadual de ensino foram reabastecidas com os gêneros alimentícios para o preparo da merenda.

Os produtos começaram a ser entregues no Departamento de Apoio ao Educando, setor responsável pela distribuição da merenda. Todas as unidades de ensino da Capital, do interior e também as escolas indígenas, receberam os alimentos.

As escolas também receberam botijas de gás. Os produtos alimentícios foram adquiridos por meio de um processo de compra emergencial.

Comprando com economia
lll
A primeira remessa de medicamentos vai abastecer todas as unidades da rede púbica estadual.

O governo informou que fez uma economia substancial de cerca de R$ 5 milhões na aquisição de medicamentos para rede pública. A Secretaria Estadual de Saúde começou a receber as primeiras remessas adquiridas junto à Fundação para o Remédio Popular.

O investimento foi de R$ 1,8 milhão, cerca de R$ 5 milhões a menos do que o preço cobrado por instituições particulares. As primeiras caixas de 38 itens que estavam em falta já foram recebidas e a próxima remessa está prevista para outubro.

Os remédios vão atender às unidades hospitalares da Capital e Interior do Estado, que passarão a ser abastecidos nesta semana pelo período de um ano.

Uma mulher no comando do STF
lll
A ministra Carmem Lúcia assina o termo de posse tendo o presidente Michel Temer por testemunha.

Diante de uma plateia repleta de autoridades, como o presidente da República Michel Temer, a ministra Cármen Lúcio assumiu ontem à noite a presidência do Supremo Tribunal Federal e direcionou seu discurso à “Sua Excelência, o povo”.

Ela defendeu a transformação no Judiciário, diante da constatação dela de que a população brasileira está descontente com a Justiça do país. Para a ministra, uma transformação no Judiciário é “urgente e necessária”. 

– Há de se reconhecer que o cidadão não há de estar satisfeito hoje com o Poder Judiciário. O juiz também não está. Para que o Judiciário nacional atenda como há de atender a legítima expectativa do brasileiro, não basta, ao meu ver, apenas mais uma vez reformá-lo”, disse Cármen Lúcia.

A governadora Suely Campos (PP) e o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Almiro Padilha participaram da solenidade de posso como convidados.

ll
A qualidade do ensino nas escolas do município elevaram o índice de Boa Vista no Ideb para além da média nacional.

Boa Vista acima do IdebQuando se fala em educação de qualidade, Boa Vista tem muito a comemorar. Pelo quinto ano consecutivo, a Rede Municipal de Ensino superou a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), principal indicador da qualidade do ensino no Brasil. Boa Vista obteve a nota 5.5 para o primeiro ciclo do Ensino Fundamental, ultrapassando a sua própria meta para 2015 (5.3) e a meta nacional (5,2). As notas foram divulgadas no último dia 8, no site oficial do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC).  O resultado apontou que das 36 escolas municipais participantes da Prova Brasil (instrumento de avaliação do Ideb) em 2015, 24 atingiram ou ultrapassaram a meta projetada para o ano e algumas já superaram, inclusive, a meta para 2021. É o caso das escolas municipais Pequeno Príncipe e Centenário de Boa Vista que com as notas 6.0 e 6,7, respectivamente, superaram as metas 5,9 e 6,6 projetadas para 2021. O Ideb é o resultado da Prova Brasil, realizada de dois em dois anos com alunos das redes públicas e particulares. A avaliação é feita com alunos das séries do 4º, 5º, 8º e 9º ano do Ensino Fundamental e também do Ensino Médio.


CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts