Cesar Penna pediu demissão: Secretário de Saúde não suportou as pressões e a desorganização do Governo.

*** A Coluna de hoje /// Publicada 00h13 ***

O médico Cesar Penna está demissionário da Secretaria de Saúde. Aguarda apenas a chegada do substituto para dar adeus.

O médico César Ferreira Penna de Faria está demissionário há pelo menos dois meses do cargo de secretário estadual de saúde. Preparado para a função, criterioso nos atos e extremamente paciente, Penna não aguentou as pressões externas, a desorganização do governo e sobretudo a influência da família de Suely sobre a pasta, e pediu para sair. Só não abandonou ainda a cadeira porque não lhe levaram ainda o substituto e não pegaria bem para a sua conduta abandonar a função e fechar a porta do recinto.

A governadora Suely Campos (PP) vai assim se notabilizando como a mandatária que mais promoveu mudanças no Estado, em toda sua história. Mudança de secretários, claro. São tantos os secretários que na Educação por exemplo, a ser verdade que fará nova troca no comando da pasta, custa memorizar o nome de cada um, arquivar com precisão a identidade no ‘quengo’ pela quantidade de exonerações e nomeações.

Mas voltando ao caso de César Penna, é lamentável que sua indisposição para o cargo se dê por vias não muito convencionais pois são muitos os candidatos àquele cargo, um dos mais destacáveis e cobiçados da administração estadual. Além do prestígio que o posto proporciona o ocupante estará montado no terceiro maior orçamento do Governo, quase R$ 900 milhões anuais por conta da obrigação do repasse de 18% das receitas correntes líquidas para a Saúde Púbica.

Mas apesar de administrar uma fábula de dinheiro César Penna não conseguiu executar suas aspirações como médico. Não lhe deram a chance de aplicar decentemente os recursos puramente na efetuação de um plano de gestão capaz de devolver qualidade à saúde pública roraimense, capenga e manca desde a gestão anterior e que não conseguiu se impetrar no Governo de Suely. Ai diante das intervenções ‘alienígenas’, falta de autonomia e por ser o governo atual extremamente perdulário, desorganizado e sem norte, Penna decidiu arregar. Que pena!

Mudanças. Mudanças. E tome mudanças… 

Suely notabiliza-se como recordistas em mudanças de secretários. Recorde na história de Roraima.

Um dia depois de promover uma misturada no seu escalão principal a fim de acomodar os interesses políticos, por conta das adesões de 4 deputados estaduais, Suely prenuncia mais mudanças.

Deverão acontecer a troca no comando das Secretarias de Educação e Saúde, consideradas as principais do Governo e donas de quase metade do orçamento estadual.

Juntas Educação e Saúde engolem 43 de tudo o que o governo arrecada, mas não foram capazes ainda de dar um resultado satisfatório à população roraimense.

Na educação não se construiu uma sala de aula nesses quase 3 anos de administração, passou por greves terríveis e as escolas encontram-se sucateadas, ensino sem qualidade e os professores desprestigiados.

Na Saúde a situação é pior ainda e as queixas sobre o mau atendimento em todas as unidades é corriqueiro e diário. Falta remédio, não há leito nos hospitais e até a alimentação é de má qualidade. Ou seja, não adianta só mudar. É preciso saber escolher os gestores e fazer acontecer.

Abre o olho, Oleno. Frederico tá na área!

Oleno é o chefe da Casa Civil mas as funções serão repartidas com o secretário o vizinho Fred Linhares.

Suely foi obrigada a desalojar Frederico Linhares da Secretaria de Administração para abrigar Aline Rezende, como pagamento da fatura pela adesão do Coronel Chagas.

Mas não deixou Fred entrar para estatísticas dos desempregados. Criou uma secretaria só para ele: mesmo contrariando decisão do TCE que proibiu a instituição dessas pastas informais, abriu a Secretaria Extraordinária do Gabinete Institucional, ou seja, um anexo do Gabinete Civil, atualmente ocupado pelo deputado licenciado Oleno Matos.

Mas a intenção de Suely é clara: colocou Fred ligado com Oleno para mais tarde, quando o ‘queridinho’ estiver ‘maduro’ colocá-lo como titular da Casa Civil.

Funções de Fred anulam Oleno

Frederico Linhares foi nomeado para uma função com atribuições superiores ao secretário Oleno Matos.

Como secretário extraordinário do Gabinete Institucional, Frederico Linhares terá entre outras responsabilidades a gestão, a assessoria direta da governadora, coordenando toda a agenda política e de governo.

Ou seja, mesmo na condição de Extraordinário, Fred terá poderes sobrepujantes em relação ao titular da Casa Civil, Oleno Matos, anulando praticamente as funções do deputado licenciado.

Os poderes de Fred estão consagrados no decreto de criação da Secretaria onde está consignado de forma absolutamente clara, que é ele quem vai cuidar da agenda política de Suely.

A Secretaria de Estado Extraordinária de Gabinete Institucional – SEGABI terá como finalidade a execução e gerenciamento de atos do Chefe do Executivo atinentes à gestão administrativa, especialmente os relacionados ao cumprimento dos prazos de pronunciamentos, pareceres, notas técnicas e informações do Poder Executivo às solicitações externas, a formalização procedimentos ao Poder Legislativo, a coordenação e instrução de processos e documentos sujeitos a decisão do Governador, além da veiculação e controle das determinações procedimentais emanadas do Chefe do Executivo em atos da Administração”, diz o enunciado do decreto entre outras atribuições.

 ‘Não me comparem com eles’, diz Jorge Everton

Aliado do senador Romero Jucá, Jorge Everton não tem e nem quer qualquer proximidade com Suely Campos. 

Vítima de insinuações nas redes sociais sobre seu engajamento ao grupo que aderiu à Suely ou sobre possibilidades de aderir ao Palácio Hélio Campos, o deputado Jorge Everton (PMDB) foi ríspido ao rebater essas ‘injúrias ultrajantes’, disse ele.

Todos sabem – e quem não que sabe fique sabendo – Jorge é grudado ao grupo político do senador Romero Jucá, aliado da prefeita Teresa Surita, portanto aliar-se ao grupo governista não será possível jamais, algo impraticável. As alusões à Everton são temerárias. É o deputado mais critico do governo na Assembleia e é dele o pedido de Impeachment que visa apear Suely do Palácio do Governo.

E para demonstrar sua posição sobre esses fatos, ele publicou o seguinte em sua página no Facebook:

Meus amigos, fiquem atentos a essas movimentações na política de Roraima. Estamos nos aproximando das eleições e muitos deputados que antes eram oposição ao governo agora estão aceitando cargos e benefícios em troca de apoio. Devemos combater esse jogo sujo da política nas urnas. Acompanhe como o seu deputado trabalha, veja se ele tem posicionamento firme. Se ele vive mudando de lado, cuidado, é muito certo que ele esteja trabalhando em benefício próprio. O que será que esses deputados ganharam em troca de apoio? Quanto isso vai custar aos cofres públicos? Fiquem de olho! Jorge Everton | Deputado Estadual (PMDB)

Pizzollati está desempregado: e agora?

Pizzollati perdeu o cargo porque sua secretaria foi substituída por outra igualmente extraordinária.

Para não deixar Frederico Linhares desempregado Suely justifica no decreto de criação da Secretaria de Gabinete Institucional que foi obrigada a extinguir a Secretaria Extraordinária de Promoção de Investimentos.

Arrumou a vida de Fred, por um lado, mas acabou jogando no olho da rua outro aliado: justamente o ex-deputado João Alberto Pizzollati Junior. Isso mesmo, Pizzollati está desempregado.

E até ontem não havia qualquer sinal, nem de fumaça, indicando o caminho que Pizzollati deverá seguir. O certo é que sem esse emprego oficial ele vira presa fácil da Justiça, pois está atolado até o pescoço na operação Lava-Jato.

Ela demitiu até a cunhada

Suely não poupou nem os mais próximos para poder acomodar os agregados dos novos aliados.

E na marola das exonerações e nomeações – o Diário Oficial de ontem está lotado de decretos nesse sentido – a governadora Suely não poupou nem a cunhada, a professora Anabel Mota e Silva – mãe do ex-vereador Gabriel Mota – exonerada do cargo de secretária adjunta da Administração.

A vaga de Anabel foi ocupada por Rhomer de Souza Lima, ex-prefeito de Bonfim, uma indicação do deputado Coronel Chagas, dentro do ‘pacote’ porteira fechada exigido pelo parlamentar para se apossar da Secretaria.

Na esteira das exonerações sobrou até para José Haroldo Ribeiro Sousa, demitido da função de secretário adjunto da Secretaria Extraordinária de Aquicultura e Pesca.

Braço direito de Neudo Campos, Haroldo é quem coordenava o Partido Progressista (PP) durante os anos que Neudo presidiu a sigla em Roraima.

Suely ‘desagradou os de casa’

As ofertas de Suely aos novos aliados causou banzeiro entre os mais antigos da base.

O ofertório de Suely aos ‘cristão’ novos – aqueles 4 deputados que aderiram ao seu grupo político – criou banzeiro entre os mais antigos e pode ser transformado em tormenta.

Os donativos presenteados a antigos adversários como forma de afaga-los pela ‘pulada de muro’ nunca em época alguma foram proporcionados na mesma simetria aos ‘de casa’.

Há deputado da base enfurecido pois desde o nascimento da candidatura de Suely, em 2014, posicionou-se como soldado na linha de frente e nunca foi chamado para a mesa de ‘refeições’ como deveria.

Suely não adotou a sabedoria nordestina onde primeiros os ‘de casa’. Quem chega por último só senta à mesa se sobrar lugar. Lembrando: os antigos da base não gostaram do tratamento dado aos ajuntados de última hora.

Reforma possível, defende Jucá

Jucá defende uma reforma da previdência que possa traga equilíbrios e atenda a todos os envolvidos.

O presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá defendeu ontem a aprovação de uma reforma da Previdência “possível”. Para ele, a reforma possível deve alterar pontos como privilégios do funcionalismo público e elevação da idade mínima para aposentadoria.

“Temos que voltar ao debate e aprovar a reforma possível”, afirmou o peemedebista em entrevista à imprensa. Na avaliação dele, a mudança na idade mínima e o fim dos privilégios são “mecanismos tranquilos” de serem aprovados pelo Congresso.

Jucá reconheceu que houve “equívoco” e “manipulação” por parte do governo no processo de comunicação sobre a reforma da Previdência durante a discussão da proposta na comissão especial da Câmara. “O que houve foi muita manipulação e equívoco do governo”, afirmou o senador.

O presidente do PMDB defendeu, porém, a proposta do governo. “Nenhum país está fazendo uma reforma da Previdência suave como o governo brasileiro”, disse. “Se fosse candidato a presidente, estaria rezando para esse governo fazer a transição e aprovar a reforma da Previdência”, acrescentou.

PMDB ganha novo senador 

Presidente do PMDB, o senador Jucá abonou ontem a ficha de filiação do pernambucano Fernando Bezerra.

Com a filiação de Fernando Bezerra Coelho no PMDB, o deputado Jarbas Vasconcelos perderá, realmente, espaço em Pernambuco. O presidente nacional da sigla, Romero Jucá, admitiu que conversou com Jarbas e com o vice-governador Raul Henry no sentido de realocar espaços no diretório estadual em Pernambuco para abrigar os novos parlamentares que vão chegar com Coelho.

“É necessário que se ajuste a direção partidária do estado, já que nós tínhamos um deputado federal, com sua respectiva direção, e agora nós teremos cinco parlamentares federais que terão que ter espaço também na direção do partido”, disse Jucá.

Seu filho, o ministro Fernando Filho (Minas e Energia) deve esperar a janela partidária para migrar para o PMDB. João Fernando Coutinho, hoje no PSB, havia anunciado que acompanharia.

Shéridan e a relação com a família Cunha

A amizade íntima de Shéridan e Danielle Cunha ganhou espaço na imprensa.

Deu ontem na Coluna Radar, da Revista Veja, uma das seções de bastidores da política nacional mais lidas na impressa nacional:

“A relatora da reforma política na Câmara, deputada Shéridan, está no auge do seu mandato na Casa, o primeiro da excelência. A exposição deve encher os amigos de orgulho em Roraima. Não só lá. Ela também nutre fortes relações fora de seu estado.

A filha de Eduardo Cunha, Danielle, por exemplo, é uma das que compõem o ciclo íntimo da deputada. Ela e Shéridan costumam trocar corações, emojis fofos e palavras de carinho pelas redes sociais.

Na semana passada, a herdeira do ex-todo poderoso da Câmara escreveu à jovem parlamentar roraimense: “Amar você por inteiro é uma sorte e um privilégio. Obrigada por ser uma amiga e uma pessoa de verdade”.

Quem sabe, se Shéridan disputar a reeleição, elas não venham a trabalhar juntas em 2019… Só dependerá dos eleitores”.

Prevenção ao suicídio | Começa na próxima segunda-feira, 11, a Campanha de Prevenção ao Suicídio (foto acima)Setembro Amarelo, com o tema “Doe um minuto, salve uma vida”. A Prefeitura de Boa Vista é parceira neste movimento mundial e vai desenvolver diversas atividades de conscientização em todas as unidades básicas de saúde. As ações alusivas seguem até dia 30 deste mês. Na segunda-feira as unidades iniciam atividades de conscientização com palestras e rodas de conversas abordando o tema. A unidade do Jardim Floresta preparou extensa programação a partir das 8h30, quando haverá palestra e roda de conversa abordando o suicídio. Na quarta-feira, 13, a partir das 8h, profissionais se mobilizam em ação de panfletagem na blitz “Quero Viver”, no semáforo da avenida Venezuela, próximo ao IBAMA. A prefeitura também vai iluminar as fachadas dos prédios da Secretaria Municipal de Saúde, CAPS II, Hospital da Criança Santo Antônio, Praça das Águas, Monumento ao Garimpeiro e Palácio 9 de Julho na cor amarelo. A campanha Setembro Amarelo foi criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) na tentativa de reduzir as estatísticas de suicídio no mundo. Foi instituída no Brasil em 2014 e promove diversas ações voltadas à valorização da vida e à prevenção.


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta