Circo dos horrores: Plenário da Assembleia vira palco de ofensas pessoais, falta de respeito e quebra do decoro.

A Coluna de Hoje | Publicada 00:05

Sampaio agride enquanto Jalser escuta.

Perdeu-se o respeito, puramente. As últimas sessões na Assembleia Legislativa foram transformadas em lavandeira onde a roupa suja é levada em praça pública e isso não interessa ao povo de Roraima.

O estopim de toda essa confusão é por conta dessa vergonhosa história de um áudio gravado no gabinete do Palácio Senador Hélio Campos, tendo o governador Antônio Denarium e a deputada Catarina Guerra como protagonistas.

Na gravação editada e vazada – de propósito claro – vê-se a articulação de uma trama sórdida para depor o presidente da Assembleia Legislativa Jalser Renier de suas funções na Mesa Diretora. A conversa nada republicana, sob qualquer aspecto ético ou moral, depõe contra a integridade do bom relacionamento entre os poderes.

Mas a bomba que ainda estava no manejo, sendo preparado, eclodiu ontem, com efeito de hecatombe, por obra de um pronunciamento absolutamente irracional do líder do Governo, Soldado Sampaio (PC do B). Na tribuna, sem o menor decoro ou referência ao presidente da Casa, sem o menor respeito a liturgia do cargo, Sampaio desvairou:

“Jalser tu és bandido, tu és chefe de quadrilha, você é ladrão do dinheiro público, tu ganhou a eleição de mim aqui por oito votos, mas no dia seguinte estava com a mão na parede sendo revistado pela Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Federal na tua casa, tendo a intimidade invadida, esse é você Jalser. O polícia aqui sou eu”.

Nos 12 minutos de pronunciamento – se é que se pode chamar aquilo de pronunciamento – Sampaio apegou-se a um vocabulário reles, agressivo, invasivo, absolutamente irresponsável para o cargo que ocupa.

Uma postura desequilibrada, com o agravante de estar ali na Tribuna falando como líder do Governo, porque como ele próprio qualificou seu ato de pessoal – “entre eu e esse bandido ai”, afirmou – essa discussão idiota deveria ter sido levada para fora do ambiente do Poder Legislativo.

Sampaio não arrefeceu: “Não me acovardo, vossa excelência pode ser o que for para os seus, usar de covardia para agredir mulher, como já agrediu. Tu não tem moral, e eu vou te tratar como caso de Polícia daqui pra frente, pois é assim que você merece ser tratado. Acredito na Justiça roraimense”.

No silêncio, de cabeça erguida, com olhos fixos na direção de Sampaio, Jalser assistiu espetáculo de horrores e só quando acabou dos oradores inscritos, manifestou em poucas palavras. Pediu desculpas pelas declarações de Sampaio e em seguida deflagrou:

“Eu atribuo essa atitude do colega Soldado Sampaio ao desespero do Governo. O deputado Sampaio é despreparado e não tem condição como líder do governo de seguir defendendo um governo agiota, que vende as pessoas e que empresta dinheiro a juros. Peço desculpas a todos em nome de uma pessoa desocupada e sem nenhum escrúpulo, e sem respeito pela sociedade roraimense”.

Minha Opinião | Incendiários ateiam fogo no circo

Seja lá quem for esses incendiários aloprados que estão orientando seus assessorados nessa crise que se instalou na Assembleia Legislativa, estão levando parlamento para o precipício.

Estão acelerando uma conflagração que não chamuscará apenas uns ou outros, mas queimará a todos – deputados, governador, servidores – e sobrará para o povo apenas as cinzas dessa insanidade total. Jogam gasolina nas labaredas.

Alguém de bom sendo, equilibrado, sensato, tem que apagar as chamas dessa fogueira de egos e vaidades. A política existe para servir ao povo e não o contrário. Os políticos têm que servir ao povo, não a si mesmos.

A ser mantida essa defrontação delirante, estarão todos eles se atirando na vala comum. Esse espetáculo deplorável a nenhum dos lados interessa, muito menos ao Estado de Roraima, já fragilizado pelos equívocos cometidos em nome da política.

E se as instituições – já desacreditadas – vão a pique, lá se vai também essa fachada que o é tal “Estado Democrático de Direito” e suas liberdades, transformando Roraima em republiqueta de bananas, expressando a atual crise política e moral em uma velha ordem em avançado estágio de decomposição. E o povo que se dane.

Xingu paz e amor…

Xingú: ‘o povo tá com nojo da gente’.

Um discurso apaziguador irrompeu o ambiente de hostilidade no Plenário da Assembleia, na manhã de ontem.

Vice-presidente da Casa, o deputado Jânio Xingu – que na semana passada travou diálogos ásperos com o deputado Soldado Sampai – pegou a harmonia, o respeito e que todos se deem as mãos em torno do bem comum.

“Diante de todos esses horrores, o povo de Roraima certamente está com vergonha de todos nós deputados estaduais. O povo tá odiando tudo isso”, disse Xingu.

A palavra moderadora de Xingu talvez amenize o clima ardente e de disputas pessoais entre os deputados. Mas se não houver recuo de ambos os lados, a coisa bandará para a ruptura.

Concursos: Teresa anuncia 520 vagas

Teresa anunciou ontem mais dois concursos. Fotos | Secom/PMBV

A prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (MDB), anunciou ontem dois concursos públicos para preencher 520 vagas na capital. Os editais estarão disponíveis no Diário Oficial a partir do dia 31 de outubro.

As vagas são destinadas às áreas da Educação, Saúde, Guarda Municipal, Administrativo e Controladoria Geral do Município.

Serão 430 vagas para a área da Saúde (técnicos, analistas e médicos), 24 para Educação (assistente de alunos), 8 para a Secretaria Municipal de Administração e Gestão de Pessoas (Técnicos em Segurança do Trabalho); e 8 para a Controladoria Geral do Município (Auditores). Já no Edital II, serão ofertadas 50 vagas para a Guarda Municipal.

É importante frisar que a prefeitura não está criando novas vagas e sim preenchendo grande parte dos cargos vagos do município, e que já estão previstos no orçamento municipal.

A vacância de um cargo no serviço público ocorre por diversos motivos, entre eles, exoneração, demissão, aposentadoria, falecimento ou posse em outro cargo inacumulável.

“Valorização e segurança’, diz prefeita

Para a prefeita, é a valorização do serviço público.

Para a prefeita Teresa Surita o objetivo é valorizar os servidores, dar segurança no serviço público e melhorar o atendimento da gestão municipal.

“Diminuímos muito os cargos comissionados durante esses seis anos. Hoje, temos apenas 1.462 para todas as 17 secretarias. Normalmente, pelo menos 20% dos cargos comissionados são preenchidos por servidores concursados, obedecemos estritamente a lei”, disse Teresa.

A prefeita informou que atualmente a Prefeitura de Boa Vista tem um dos menores números de comissionados entre todas as administrações municipais do país. “É muito importante você investir no funcionário concursado porque é a garantia do melhor serviço prestado”, declarou a prefeita.

Salários vão até R$ 5,404,00

A Prefeitura vai pagar até R$ 5.404,88.

As remunerações iniciais para os concursos anunciados ontem pela prefeita variam entre R$ 1.297,17 e R$ 5.404,88. 

“O salário é de acordo com o salário municipal. Inclusive, equiparado a vários outros municípios, é diferente do estadual e federal aonde eles têm um recurso maior que a gente. É um início de carreira, você entrando em um concurso, vai fazer uma carreira e ter um plano de cargos e salários, onde naturalmente vai melhorando com o tempo”, destacou a prefeita.

O prazo de inscrições do Edital I, será entre os dias 4 de novembro e 15 de dezembro de 2019, e as provas previstas para dia 19 de janeiro. Já do Edital II, o prazo de inscrições será do dia 4 de novembro a 8 de dezembro, e as provas previstas para o dia 26 de janeiro.

Suely denunciada por apropriação

Suely: apropriação dos recursos do IPER.

Já está com o juiz Marcelo Mazur a denúncia do Ministério Público contra a ex-governadora Suely Campos e outros nove ex-secretários por apropriação indébita.

O governo de Suely se apropriou de R$ 136,3 milhões das contribuições previdenciárias, cujo dinheiro não foi até hoje repassado aos cofres do Instituto de Previdência do Estado (IPER). A denúncia foi encaminhada ontem para a 3ª Vara Criminal, em Boa Vista.

No despacho, o magistrado determinou que os denunciados apresentassem defesa frente às acusações no prazo de 10 dias, e que a partir de agora “quaisquer mudanças de endereço deverão ser informadas”.

De acordo com a denúncia, o grupo não repassou ao Instituto de Previdência os valores descontados dos contracheques dos servidores públicos estaduais, no período de janeiro de 2015 a dezembro de 2018, ou seja, durante toda a gestão de Suely.

Vacinação: campanha encerra amanhã

Vacinação contra sarampo encerra amanhã.

A campanha nacional de vacinação contra o sarampo encerra nesta sexta-feira, 25. Até o momento, a prefeitura já recebeu 6.357 pessoas nas unidades básicas de saúde para atualizar os cartões de vacina, sendo que 4.507 destas já tinham sido imunizadas e 1.850 receberam a vacina.

No último sábado, 19, dia de mobilização, a prefeitura disponibilizou 26 pontos de vacinação, em unidades básicas de saúde, escolas e pontos estratégicos. Nesse dia, compareceram 4.864 pessoas, destas, 4.114 já estavam vacinadas e apenas 750 receberam a dose da vacina.

A campanha encerra amanhã mas as doses da vacina continuarão disponíveis nas unidades básicas de saúde da capital. A vacinação ocorre de forma seletiva, ou seja, quem já estiver com o esquema de vacinação de rotina completo de acordo com a idade e calendário nacional não precisará tomar a vacina.

Câmara terá 23 vereadores

Número de vagas foi aprovado na sessão de ontem.

A Câmara de Boa Vista elegerá 23 vereadores no ano que vem. A resolução que aumenta de 21 para 23 foi aprovada ontem em segundo turno.

Sobre as críticas públicas à criação de mais duas cadeiras, o presidente Mauricélio Fernandes firmou que a ampliação não trará impacto financeiro para a Casa na próxima legislatura.

“A Câmara continua com o mesmo orçamento. As despesas não vão aumentar. O duodécimo é constitucional, já fixado por lei então é o mesmo para atender os atuais 21 ou os 23 a partir da próxima legislatura. Que será feito é uma adequação ao orçamento para atender mais dois vereadores”, ressalta.

Segundo Mauricélio essa mudança, na verdade, favorece a população que terá maior representatividade junto ao parlamento e mais legisladores para lutar por suas demandas.

Asfalto: sono realizado | As obras de pavimentação asfáltica executadas pela Prefeitura de Boa Vista têm chegado a diversos bairros e mudado a vida de muita gente, pois além de trazer qualidade de vida, melhorar a mobilidade e garantir valorização de imóveis, também representam a realização de um sonho para muitos moradores que aguardavam ansiosos pela chegada do asfalto em sua rua. Moradores da rua Professora Antonia Cutrim, no Senador Hélio Campos, um dos bairros contemplados com um pacote de obras da prefeitura, celebraram as melhorias que a rua recebeu. Os bairros mais afastados, principalmente os da Zona Oeste, a exemplo do Senador Hélio Campos, ganharam uma nova cara, com infraestrutura completa, como asfalto, drenagem, calçada, meio-fio e sarjeta. Um volume de obra tão grande como não se via em outras gestões. Dentre os bairros que recebem esses serviços também estão o Sílvio Botelho, Cinturão Verde, Jóquei Clube, Raiar do Sol, Professora Araceli Souto Maior e Jardim Tropical. Mais de 400 ruas já foram asfaltadas desde o início da gestão em 2013. Foram mais de 200km de pavimentação por toda cidade e mais de 40km estão em execução.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: