Comitê eleitoral na SSP: Delegado Francisco elege embate com Romero Jucá e eleições de 2018 como prioridades.

Compartilhe nosso conteúdo!
*** A Coluna de Hoje ||| Publicada 00h13 ***
O delegado Francisco Araújo tomou posse na quinta e pelo que falou fará uma gestão predominantemente política.

O delegado Francisco, pelo visto, vai transformar a Secretaria de Segurança em Comitê Eleitoral, com um anexo dedicado exclusivamente a fomentar uma rixa pessoal dele com o senador Romero Jucá (PMDB). Logo após ser empossado na espinhosa função foi logo mostrando suas credenciais do que pretende fazer inicialmente. Falou de um monte de coisas fortuitas e ocasionais, menos de segurança pública. Aliás não entendi porque tanto mistério na posse do ‘Juvenal’, portas fechadas, sem imprensa e com poucas pessoas como testemunhas.

Senão vejamos o que “dr. Francisco” catalogou de primeira como prioridades iniciais: revelou seu encanto pela governadora Suely Campos e afirmou que terá um grande embate político com o senador Romero Jucá [PMDB]. E como presidente regional do Partido Ecológico Nacional (PEN) que tem 12 vereadores eleitos no interior e o deputado estadual Odilon Filho como liderança política no Estado, disse que está sendo montado um grupo para eleger três estaduais, um federal e um senador em 2018, óbvio, utilizando-se da estrutura física da Secretaria de Segurança Pública.

O agora secretario, “dr. Francisco” deveria tranquilizar a popular e jurar como primazia o combate a violência, a restruturação da Polícia Civil, a valorização dos servidores de sua pasta e por fim acabar com essa fixação em relação a Romero Jucá. Pelo discurso político resta claro que “dr, Francisco” quer implantar um comité eleitoral na Segurança. Sei não, essa sua nova missão tem tudo para naufragar. E a segurança do povo? E a bandidagem crescente? E a violência assustadora? Acorda, Juvenal…!!!

Mas “dr. Francisco” disse que vai mexer na estrutura de sua Secretaria. Segundo ele, uma primeira medida será a realização de concurso público para a Polícia Civil o mais urgente possível. Outra ação será antecipar a promoção de 25 delegados, até então prevista para acontecer 2023, já para janeiro de 2019. E a terceira, a mais sensível, será retomar com o funcionamento das delegacias em dois expedientes (manhã e tarde). Atualmente as delegacias funcionam em horário corrido até às 13h30.

Na Segurança o negócio e mais em baixo, viu Juvenal!!!
Sem a menor preocupação com a liturgia do cargo, dr. Francisco já se exibiu ontem no Facebook comendo panelada.

O folclórico e divertido “dr. Francisco” dá pinta de que vai levar as coisas na Segurança Pública do jeitinho que fazia como prefeito, postando tudo na internet e com piadinhas e anedotas sem graça… Na prefeitura de Iracema, no seu curto reinado, vivia a maior parte do tempo brincando defacermen’… E julgar pelo uso de seu perfil no Facebook, o anedotário persistirá.

O negócio na segurança ‘é mais em baixo…’. “dr. Francisco” terá que assumir a postura de um secretário de estado e não de um delegado frequentador e adorador de botecos de ponta de esquina, onde costuma tomar uma pinga.

Vai lidar com bandidos no dia-a-dia, terá a responsabilidade de projetar ações efetivas de segurança para a população e lidar com problemas sociais seríssimos que se verificam no cotidiano da população.

Portanto, ‘Juvenal’, nada de gracejos. Porque o que tens de enfrentar pela dianteira é pesado, viu mano… Fui!!

E o salário, vai renunciar também?
“Dr. Francisco” também é vítima de ‘fakes’ no Facebook com pérolas como essa.

O marketing pessoal de dr. Francisco no Facebook, enquanto prefeito de Iracema, apelou dramaticamente para o emocional da população ao fazer algo jamais visto.

Como delegado de carreira, logo, com o salário mais pujante, dr. Francisco fez opção pelos proventos da função, ignorando o minguado ganho de um prefeito de interior.

Quero saber se agora vai fazer o mesmo… Duvido!. Ao contrário, como é permitido, vai é engolir os dois. Né Juvenal!!!

Hipocrisia excessiva
O nível do rio branco subiu, a água invadiu as ruas e famílias foram desalojadas. E isso é cula da Teresa?

Há uma certa histeria nas redes sociais sobre esse momento chuvoso que alaga ruas, ocasiona deterioração das ruas e causa incômodos.

Tem gente culpando a prefeita Teresa Surita pela subida do nível do rio branco e a consequente invasão das vias públicas pelo volume excessivo das águas.

Intempéries como chuva em alta escala não se pode impedir. E Teresa certamente não fez nenhum acordo com São Pedro para que cesse as chuvas aqui em baixo.

A prefeitura investiu muito em infraestrutura no período pré-chuvoso. Acabou com muitos pontos de alagamentos e ainda investe em obras para acabar com esses infortúnios.

Mas como evitar os fenômenos naturais quando não é possível prever a quantidade de água que vai cair. Quanta hipocrisia!. O pior é que a maioria das pessoas que censura a prefeita vem exatamente daquela casta que comeu e se lambuzou no prato oficial.

O ministro a prefeita e os venezuelanos
Teresa encontrou-se com Torquato Jardim e fez um relato sobre a situação dos migrantes venezuelanos.

A prefeita Teresa Surita recebeu ontem o ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim, no Palácio 9 de Julho. No encontro, que contou também com o presidente da Fundação Nacional do Índio, Franklimberg de Freitas, foram discutidos temas relacionados à imigração de venezuelanos a Boa Vista, sobretudo os indígenas daquele país.

Na audiência a prefeita solicitou apoio do Governo Federal para que preste atendimento aos venezuelanos em seu próprio território, uma vez que o claro motivo do fenômeno migratório seja a crise financeira.

A prefeita apresentou ao ministro um relatório onde constam os principais atendimentos feitos pelo município aos imigrantes venezuelanos e como isso afeta diretamente a prestação de serviços aos cidadãos boa-vistenses. Na rede municipal de ensino, por exemplo, são atendidas mais de 460 crianças estrangeiras.

Na saúde, entre janeiro e junho deste ano foram atendidos mais 8.770 venezuelanos em unidades básicas de saúde, sendo que destes, 104 passaram por algum procedimento médico como tratamento de influenza ou atendimento de urgência clínica pediátrica.

Essas comunidades [imigrantes indígenas] têm todo um atendimento da prefeitura no setor agrícola, educação e saúde. Então, debatemos com o ministro da Justiça e com o superintendente regional da Polícia Federal sobre a questão orçamentária do município que é bastante delicada”, disse a prefeita.  

Ministro leva solicitação a Brasília
Torquato Jardim reuniu-se com Teresa, deputados estaduais e funcionários do gabinete da prefeita ontem à tarde.

O ministro Torquato Jardim disse ser conhecedor da realidade vivida em Boa Vista em relação à imigração venezuelana e afirmou que vai levar a solicitação feita pela prefeita a Brasília.

Em sua passagem por Roraima, ele e sua comitiva cumprem uma vasta agenda, discutindo com diversas organizações governamentais e não governamentais questões como demarcações de terras indígenas, construção do Linhão de Tucuruí e melhorias no atendimento de saúde.

Ao final, a comitiva segue neste sábado para o Estado do Amazonas.

Medidas de contenção na fronteira
Torquato esteve também com a governadora Suely Campos onde anunciou providências na fronteira.

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim, disse ontem que o governo federal irá implementar medidas de contenção de venezuelanos. Em entrevista concedida logo após encontro com a governadora Suely campos, no Palácio Senador Hélio Campos, Torquato disse que as ações podem ser feitas em curto prazo.

“Vamos instalar em curto prazo um posto da PF em Pacaraima, no norte do Estado para conter os imigrantes e identificar os que já chegaram. Impedir não há como, não tem parede, mas vamos implementar esse mecanismos de contenção. Apoiar para melhoria na qualidade de vida nos abrigos ou nos centros de identificação são medidas paliativas”, disse.

No mês passado, o ministro da Relações Exteriores, Aloysio Nunes, fez uma rápida visita ao Centro de Referência ao Imigrante (CRI), em Boa Vista, onde estão abrigados 289 venezuelanos que migraram para o Brasil em busca de refúgio, a maioria índios da etnia warao. São 205 indígenas, dos quais 73 são crianças menores de 13 anos.

Estima-se que 30 mil venezuelanos ingressaram em Roraima desde o agravamento da crise político-econômica da Venezuela. Pelo menos 3 mil pediram refúgio à Polícia Federal somente no primeiro trimestre deste ano.

Águas invadem Getúlio Vargas | As cheias do Rio Branco ocasionadas pelo período chuvoso também atingiram uma parte da avenida Getúlio Vargas (foto acima), no bairro Canarinho, e por conta disso será interditada parcialmente a partir da tarde desta sexta-feira, 07. A Defesa Civil Municipal esteve no local durante toda a manhã, avaliando as condições da pista. De acordo com o diretor da Defesa Civil, Amarildo Gomes, o tráfego na avenida seguirá normalmente, porém a recomendação é que os condutores busquem outras vias de acesso, por questões de segurança. Somente com o aumento do avanço das águas na pista é que motivará a interdição total da avenida. “Por enquanto, a avenida está interditada em meia pista, em ambos os sentidos. Nossas equipes estarão 24 horas monitorando a situação, não apenas da pista, mas também de outras áreas afetadas pelas cheias. Se as águas tomarem toda a pista, iremos interditar por completo a Getúlio Vargas, mas por enquanto isso não é necessário”, afirmou. Com o aumento do nível do Rio Branco, mais de 40 famílias já foram retiradas de áreas alagadas localizadas nos bairros Calungá, Paraviana, Cauamé, além de uma parte do Centro e da área de interesse social Caetano Filho, o “Beiral”. Grande parte buscou apoio em casas de parentes e amigos e outros foram levados ao abrigo no bairro Caimbé.

Uma sinecura para Luiz Castilho
O advogado Luiz Castilho foi nomeado para um cargo de direção no Detran.

O advogado Luiz Eduardo Silva de Castilho, que já foi presidente, diretor financeiro, presidente de novo, enfim, uma espécie de faz tudo no Detran, não ficou desamparado quando perdeu o cargo para Titonho Bezerra.

A governadora Suely Campos premiou o causídico com outra função na mesma repartição. Não tão importantes como as anteriores, mas abrigou-lhe na estrutura oficial.

Castilho foi nomeado Diretor de Controle de Condutores de Veículos do Departamento Estadual de Trânsito de Roraima.

O MP não quer o camelódromo 
A empresa já iniciou a montagem do canteiro de obra onde será construído o camelódromo. Foto | Internet

O Centro de Comércio Popular, batizado de Camelódromo que a Prefeitura pretende construir na Avenida Silvio Botelho, no centro da cidade, está sob ameça revezes. Primeiro pelo surgimento de um movimento popular que brada pela permanência de uma pracinha desconhecida que existe na localidade do empreendimento.

Agora vem o Ministério Público do Estado alegando que vai embargar a obra porque está afetando a flora do local (brincadeira), afeta o cenário estético e paisagístico agradável e aprazível da região, trazendo, indiscutivelmente, enormes prejuízos ambientais, urbanísticos, culturais, estéticos e paisagísticos.

O MP ajuizou medida junto ao Tribunal de Justiça para que o Mercado não seja construído ali. A Prefeitura ainda não foi notificada porque a causa não foi julgada. O MP deveria ouvir, antes da presa, as mais de 100 famílias de pequenos vendedores ambulantes que serão beneficiadas com o camelódromo.


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts