Denarium empossa todo o 1º escalão e promete Governo com no máximo 12 secretarias.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h10

Denarium empossou ontem de uma só vez todo o primeiro escalão do Governo.

Está em vias de formatação o projeto de reforma administrativa mas ontem o governador Antônio Denarium (PSL) disse que será estabelecido um número máximo de 12 secretarias e haverá um drástico enxugamento da máquina com a finalidade de enquadrar a estrutura de Governo na realidade atual, um estado em crise financeira gravíssima e com dificuldades de honrar compromissos mais urgentes como pagar servidor e custeio.

A revelação de Denarium ontem na solenidade em que empossou todo o secretariado, nomeando ao todo 37 nomes para secretarias, autarquias, fundações, empresas de economia mista, institutos e órgãos de Governo. Denarium disse que o número de secretarias deve ser reduzido em mais da metade como forma de diminuir custo da máquina, que se encontra em total desequilíbrio.

“Vamos formar secretarias por eixo de política pública, provavelmente vai ficar em torno 10 a 12 secretarias. Algumas serão extintas e outras serão fundidas, como forma reduzir o custo. Nos próximos dias da reforma administrativa, toda essa informação será contemplada”, afirmou.

Ele destacou que os gestores começaram a ser escolhidos após o resultado das eleições. “Depois do segundo turno da eleição, começamos a indicar os futuros secretários, alguns inclusive participaram da transição de governo. Assim que assumimos a Intervenção Federal, eles também foram nomeamos. Hoje, de forma oficial, assumem as funções, nomeados pelo governador eleito”, complementou.

Denarium disse ainda que os novos gestores vão trabalhar para sanear as contas públicas. “Desde o início da Intervenção estamos trabalhando todos os dias. Essa é a prova do nosso comprometimento com essa mudança que toda a população espera e tem a esperança de que seja realizada. Vamos cumprir tudo aquilo que nos comprometemos durante a campanha, de fazer uma gestão honesta, justa, transparente e isenta de corrupção. Vamos fazer um Roraima cada dia melhor”, enfatizou.

O dinheiro ainda é curto

Denarium durante solenidade de posse. “O dinheiro ainda é curto”.

Enquanto discursava no Salão Nobre do Palácio do Governo, Denarium fez uma revelação um tanto sombria: a situação financeira é muito crítica e o Governo terá dificuldades para pagar salários.

Mesmo assim que a folha de dezembro será paga com a sobra dos R$ 30 milhões dos 275 milhões que foram enviados pelo Governo Federal no final de 2018.

“No mês de fevereiro temos que pagar a folha de janeiro, mas nós temos conhecimento que talvez os recursos não serão o suficiente”, disse.

O governado falou que parte do governo está sendo feita, com redução de cargos comissionados, carros e prédios alugados estão sendo devolvidos, e que o esforço no momento é pelo fim do desperdício, a fim de reduzir a despesa pública.

MPE ‘enquadra’ o Governo 

O Governo tem prazo de 20 dias para prestar esclarecimento ao MPE.

O Ministério Público do Estado recomendou o governador Antonio Denarium para que cumpra a Constituição Federal e se abstenha de adotar qualquer ato unilateral de redução dos duodécimos ou embaraços ao repasse das quotas devidas ao Legislativo e Judiciário, Ministério Público do Estado, Defensoria Pública, Tribunal de Contas e MP de Contas.

segundo o MP a notificação foi motivada após anúncio do Governo do Estado de cortes no repasse dos valores do duodécimo aos respectivos órgãos. O documento foi entregue ao governador durante reunião realizada ontem à tarde no gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça.

Segundo a recomendação, o governador deverá apresentar relatório de auditoria realizado nas contas do Estado, bem como planilha detalhada do montante da dívida pública, em especial aquelas que digam respeito às retenções no Fundo de Participação do Estado – FPE, com cópia de documentos pertinentes à eventual autorização de desconto direto nessa fonte de receita.

O governador deverá, ainda, apresentar propostas de contingenciamento do Poder Executivo para o devido ajuste fiscal e financeiro, contendo medidas de redução de gastos, renegociação das dívidas com a União, recuperação de ativos fiscais, entre outras, em procedimento formalizado e com cronograma de cumprimento.

Foi concedido prazo de 20 dias, a contar da data do recebimento da notificação, para que o governo do Estado informe ao MPRR quais as medidas adotadas para o cumprimento da recomendação, sob pena de responsabilização.

O general Pazuello fica

O general Pazuello decidiu permanecer na Sefaz.

O general de divisão Eduardo Pazuello por enquanto fica no comando da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz).

Embora tenha sido nomeado pelo ex-presidente Michel Temer para comandar as finanças no período da intervenção (que acabou no dia 31 de dezembro), Pazuello continua dando as cartas nas finanças.

Foi convidado por Denarium a permanecer no cargo até que o desmantelo do governo anterior seja consertado.

E ontem tomou posse oficialmente como secretário de Estado da Fazenda do Estado de Roraima.

O secretariado de Denarium:
  • Marcio Roberto Amorim – Secretaria de Segurança Pública
  • Leila Perussolo – Secretaria de Educação, Cultura e Desportos.
  • Tânia Soares – Secretaria Estadual de Trabalho e Bem-Estar Social.
  • Marcos Jorge de Lima – Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan).
  • General Eduardo Pazuello – Secretaria de Fazenda.
  • Renato Virgílio Martins Primo – Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
  • José Raimundo Rodrigues – Representação do Governo de Roraima em Brasília.
  • Francisco de Assis Wanderley Lasmar – Comissão Permanente de Licitação.
  • Herbert Cardoso – Delegacia Geral da Polícia Civil.
  • Érico Veríssimo Assunção de Carvalho – Controladoria Geral do Estado.
  • Bruna Sack Nogueira – Cerimonial.
  • Airton Cascavel – Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos.
  • Francisco Oliveira – Companhia Energética de Roraima.
  • Márcio Granjeiro – Instituto de Terras e Colonização do Estado de Roraima.
  • James Serrador – Companhia de Águas e Esgotos de Roraima
  • Edilson Damião Lima – Secretaria de Infraestrutura.
  • Marcos Marques – Secretaria de Comunicação.
  • Antônio Elias Santana – Polícia Militar de Roraima.
  • Elson Paiva – Casa Militar.
  • Igo Brasil – Detran.
  • Disney Barreto Mesquita – Casa Civil.
  • Ailton Rodrigues Wanderley – Sáude.
  • Jean Cláudio Hermógenes – Bombeiros.
  • Mariana Poltronieri – Junta Comercial.
  • José Haroldo Figueiredo Campos – Instituto de Previdência (IPER).
  • Joilma Teodora – Articulação Municipal e Secretaria do Índio
  • Gelb Platão – Aderr.
  • Isabella de Almeida Dias Santos – Ipem.
  • Gefster Chagas – Administração.
  • Vandelino José Kroetz – Instituto de Amparo à Ciência e Tecnologia da Inovação.
  • André Fernandes Ferreira – Sejuc.
Procurador do MPC é apeado

Paulo Cesar é acusar de desviar dinheiro do MPC.

Paulo Sérgio Oliveira de Souza, até então o paladino do Ministério Público de Contas (MPC) foi apeado do cargo justamente por fazer aquilo que tanto combate, malversação do dinheiro público.

Ele é investigado por desviar dinheiro público por meio de concessões de diárias indevidas para viagens nacionais e internacionais. A ação foi comandada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate a Organizações Criminosas (Gaeco).

Ontem de manhã Paulo Sérgio viu-se constrangido por uma operação do Ministério Público Estadual (PME), denominada “Embarque Imediato”, com mandados de busca e apreensão em sua casa e no trabalho, sequestro de bens móveis e imóveis e bloqueio de contas.

O afastamento foi determinado pelo magistrado Luiz Fernando Castanheira Mallet, que proibiu também Paulo ter acesso às dependências do MPC e de manter contato com servidores do órgão, informou o MPRR.

“Cada Dia Melhor” é a ‘logo’

A nova identidade do Governo foi apresentada ontem.

A comunicação de Denarium optou por algo simples como identidade visual, porém, identificado com as expectativas do Governo.

Foi criada então a logomarca, centralizada de em uma estrela amarela de 5 pontas, que simboliza o ouro, o sol e a força roraimense, emoldurada por duas folhas em azul e verde e com a inscrição “Cada Dia Melhor”.

O azul representa os ventos e as belezas naturais do Estado. O verde significa a agricultura familiar, a agricultura indígena e o agronegócio, uma das maiores bandeiras do governo de Denarium, segundo informou o secretário de Comunicação, Marcos Eraldo Marques.

“A marca foi desenvolvida dentro do Palácio pela equipe de comunicação. Pessoas que realmente fizeram um estudo, elaboraram a ideia de como seria a marca, baseada no slogan Cada dia Melhor. É o que a gente espera para o Estado, que possamos olhar para as pessoas e falar: está ficando cada dia melhor esse governo”, declarou Marques.

Wallace continua foragido 

Ionne está presa e o marido Wallace continua foragido.

Acusado de comandar um esquema milionário de desvio de dinheiro no transporte escolar, o empresário José Wallace Barbosa da Silva, continua foragido da Justiça.

José Wallace é marido da deputada estadual Ionne Pedroso (SD) também presa na ação junto com mais oito pessoas.

O casal é sócio na Diamond, empresa que mantinha contratos de transporte escolar fraudulentos com o governo. Ionne está cumprindo prisão domiciliar e sequer foi empossada na Assembleia, no último dia 1º.

Países ignoram Maduro

Representantes dos países reunidos ontem em Lima. Não a Maduro.

Brasil, Peru, Argentina, Canadá, Colômbia, Costa Rica, Chile, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá e Paraguai decidiram ontem que não vão reconhecer o governo da Venezuela se Nicolás Maduro assumir um novo mandato em 10 de janeiro.

Este mandato não resulta de uma eleição legítima”, disse à TV Globo o novo chanceler brasileiro Ernesto Araújo, que participou da reunião do grupo em Lima — o México do esquedista Andrés Manuel López Obrador se recusou a assinar.

“Espero que o Maduro examine sua consciência e veja que é uma oportunidade que ele tem de deixar o poder com um mínimo de dignidade, talvez, se é que ainda existe, e que pare o sofrimento do povo venezuelano que está sendo oprimido por uma ditadura”, acrescentou.

Segundo o grupo, não há legitimidade no processo de reeleição de Maduro. Em declaração conjunta, divulgada após reunião em Lima, no Peru, o grupo reitera que a reeleição “carece de legitimidade” porque não contou com a “participação de todos os atores políticos venezuelanos, nem com a presença de observadores internacionais independentes”.

Velha e sucateada | Nos seus 62 anos de bons serviços prestados a Roraima, a velha Rádio Roraima encontra-se atualmente abandonada e sucateada. E no seu aniversário, nada há para ser comemorado, segundo o próprio Governo descreveu em sua página, no Facebook. O texto fala de rádio envelhecida, mal conservada e abandonada pelos governos passados. A Rádio Roraima foi saqueada, sugada em seus recursos e jogada no lixo, com desvios, esquemas fraudulentos, corrupção e equipamentos ultrapassados. “A Rádio Roraima convive hoje, em mais um aniversário, com a dor e a tristeza de poucos antigos servidores, que amam e que enchem os seus olhos de lágrimas ao lembrar como era a ‘voz’ das notícias do Estado.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: