Deputado afirma que aulas no interior ainda não começaram. “É tudo mentira”.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h07

Reunidos ontem, deputados desmentiram a secretária de Educação. Foto | SUpCom/ALE

Embora tenha anunciado o início das aulas no interior, a Secretaria de Educação não está cumprindo com o que disse. Essa é a conclusão de deputados estaduais da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa.

Reunidos ontem de manhã os parlamentares manifestaram preocupação com alunos do Interior e escolas indígenas, uma vez que, segundo eles, as aulas nos municípios não iniciaram por falta de estrutura nas escolas.   

O presidente da comissão, deputado estadual Evangelista Siqueira (PT), lamentou a situação. “Essa história de dizer que as aulas já iniciaram no Interior é mentira. Estamos em contato com as escolas. Não há condições necessárias para que isso aconteça e precisamos responsabilizar o Governo”.

Siqueira afirmou que as informações repassadas pela Secretaria Estadual de Educação são “rasas e inconsistentes” e por isso, a comissão cobra uma resposta mais completa sobre o início das aulas.

Outro fato que preocupa a comissão é o não recebimento do calendário Escolar 2019 e a falta de informação sobre a reposição de aulas em escolas que perderam grande parte dos dias letivos no ano passado. “Isso já foi pedido em conversa com a secretária de Educação, cobrado por meio de documentação oficial, mas não obtivemos resposta”, disse Evangelista Siqueira.

Em razão disso, foi determinado um prazo de três dias úteis para que a secretaria encaminhe o calendário. Caso não haja resposta, a Secretaria de Educação, Leila Perussolo, será convocada para dar explicações pessoalmente à comissão. Fonte | SupCom/ALE

Denarium convoca manifestação

O anunciou publicado por Denarium em seu Facebook.

Antônio Denarium usou sua página no Facebook para convocar a população do estado a participar de manifestações em defesa do presidente da República, Jair Bolsonaro, no próximo domingo.

Denarium diz que “não podemos mais conviver com um País e um Estado que tínhamos, com desvios de dinheiro público, má gestão, corrupção, valores familiares sendo destruídos. Precisamos reconstruir o nosso País com ordem, disciplina, moral e gestão eficiente”.

E finaliza: “A nossa bandeira brasileira é verde, amarelo, azul e branco. Não tem vermelho. Vem pra rua Brasil! Por isso, convido a todos que amam Roraima e amam o Brasil, que saiam às ruas no dia 26 de maio 2019, às 17 horas, na praça do Centro Cívico.

A manifestação convocada por admiradores do presidente, apelidados de ‘bolsominho’s’ vem sendo criticada por lideranças empresariais e políticas de todo o Brasil.

Não faz muito sentido, até porque o país não está vivendo um caos. Isso remonta aquele fracassado movimento de taxistas convocado por Fernando Collor na véspera de sua degola, em 1992.

Jalser contra-ataca

Jalser ajuizou representação contra ‘invasores’ de sua casa.

O deputado Jalser Renier (SD) decidiu ir ao ataque contra aquela desditosa operação policial, batizada de “Royal Flush”, uma ação do Ministério Público, onde sua casa foi invadida por policiais civis, ocorrida no dia 2 de janeiro deste ano.

A operação resultou mais tarde em infortunada demonstração de inabilidade dos envolvidos na ação, com abordagens agressivas e truculentas, abuso de autoridade, intimidações desnecessárias e constrangimento à família do deputado.

Todos esses fatos levaram Jalser a ingressar com representação criminal junto à Procuradoria Geral de Justiça de Roraima contra policiais e promotores de justiça que atuaram na Operação. A alegação é que ele e sua família foram vítimas de abuso de poder.

Na ação, Jalser acusa os policiais de usarem aparato de guerra, além de ter submetido sua esposa Cinthya Padilha e seus filhos a toda sorte de constrangimento.

Na acusação que faz aos promotores e policiais, Jalser diz que parte dos bens apreendidos, como dinheiro em espécie e cheques, desapareceu.

Seis por meia dúzia

Joilma Teodoro continua na Secretaria do Índio.

O governador Antônio Denarium (PSL) promoveu nova mudança no primeiro escalão. Mas nesse caso específico, algo absolutamente irrelevante.

Demitiu Joilma Teodoro da inservível Secretaria de Articulação Municipal e Política Urbana – pelo menos o nome é faustoso – e para o lugar nomeou Ilaine Inês Henz-Dias.

A troca não significa nada, em se tratando de uma pasta que só produz despesas e empreguismo.

Mas Joilma não foi dispensada da estrutura de Governo: continua titular da Secretaria do Índio, outra Secretaria inútil.

Venezuela: Brasileiros rejeitam invasão

Distúrbios são frequentes na Venezuela por conta da crise.

Com o agravamento das tensões na Venezuela, levantamento do Paraná Pesquisa encomendado pelo site Diário do Poder, verificou que 70,7% dos entrevistados são contrários a intervenção militar para derrubar a ditadura de Nicolás Maduro.

Contra a tradição brasileira de não intervir em assuntos internos de outros países, impressionantes 23,6% dos entrevistados apoiariam a guerra. Aqueles que não sabem ou preferiram não responder somam 5,7%.

Quanto mais velho o entrevistado, maior a rejeição à intervenção militar brasileira na Venezuela: 79,5% dos que têm tem 60 anos ou mais.

Homens e mulheres divergem pouco: 66,8% do público masculino recusa a ideia e 74,2% do público feminino também.

O maior apoio à ideia de intervenção bélica do Brasil na Venezuela se concentra nas regiões Norte e Centro-Oeste: 30,4% são favoráveis.

O instituto Paraná Pesquisa entrevistou 2.452 brasileiros acima dos 16 anos de idade, em todos os 26 estados e no Distrito Federal.

Denarium no Conselho da Sudam

Denarium participou ontem da reunião do conselho a Sudam.

O governador de Roraima Antônio Denarium e o secretário de Desenvolvimento e Planejamento Marcos Jorge participaram da 19ª reunião ordinária do Condel (Conselho Deliberativo) da Sudam (Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia), ontem, 23, em Brasília.

O encontro permitiu discutir os principais pontos para o desenvolvimento de Roraima, a exemplo do Zoneamento Ecológico-Econômico, Regularização Fundiária e os projetos para interligar Roraima ao Sistema Interligado Nacional, para que o Estado tenha independência energética.

Entre as demandas citadas no Plano Regional estão a reforma e ampliação da BR-174 e da BR-319 e a execução dos trechos remanescentes da BR-210 e BR-163, interligando municípios de São João da Baliza, São Luís e Caroebe com o norte do Estado do Pará (Porto Trombetas, Óbidos e Alenquer), além da intervenção na Hidrovia do Rio Branco e revitalização das estradas vicinais, cuja finalidade é favorecer o escoamento da produção da agricultura familiar.

Rumo ao Canadá | Como parte do reconhecimento recebido com o 11º Prêmio Professores do Brasil, os 30 docentes destaques regionais de 2018 estão embarcando para o Canadá no próximo dia 25. Entre eles está Suelen Barbosa, professora da Escola Municipal Martinha Thury Vieira (foto acima), que através do seu projeto “Libras: Alfabetizar para aprender a conviver” é a representante de Boa Vista e da região norte na categoria Ciclo de Alfabetização 1º, 2º e 3º anos. A comitiva está indo para Ottawa, cidade com o maior nível educacional do Canadá. De 25 a 2 de junho de 2019, os professores farão uma imersão na educação canadense, conhecerão instituições locais e terão a possibilidade de vivenciar e trocar informações sobre a cultura local. A viagem foi oferecida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). A aluna que inspirou o projeto foi Ingrid Vieira, mesmo com deficiência auditiva ela tinha rejeição a Libras e não queria aprender. A ideia foi ensinar toda a turma e assim surgiu o projeto que se destacou no Prêmio Professores do Brasil em 2018.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: