Deputados federais ‘torraram’ mais de R$ 208 milhões do ‘Cotão’ em 2017. Roraimenses gastaram quase R$ 4 milhões.

*** A Coluna de Hoje /// Publicada 00h13m ***

Os oito deputados federais roraimenses – na foto apenas Abel está ausentes – gastaram quase R$ 4 milhões do ‘cotão’.

Deputados federais gastaram ao menos R$ 208,5 milhões da verba da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (o Cotão), em 2017. “Ao menos”, porque eles têm até 90 dias para lançar os gastos, o que ainda lhes dá 3 meses para registrar as despesas do ano passado. Os 8 deputados federais roraimenses gastaram juntos gastaram R$ 3.986,740,51 em 2017.

É uma média de R$ 406,5 mil para cada 1 dos 513 deputados, algo em torno de R$ 33,8 mil por mês. É mais do que o teto constitucional de 1 salário de ministro do STF, por exemplo, fixado em R$ 33,7 mil. O valor ainda é menor que o de 2016, quando foram gastos R$ 221 milhões.

A cota parlamentar serve para os congressistas bancarem despesas envolvendo o mandato. O valor varia dependendo do Estado a qual o deputado representa. O menor é para os deputados do Distrito Federal, com limite mensal de R$ 30,7 mil, e o maior para os de Roraima, que podem gastar até R$ 45,6 mil.

Vale lembrar que a cota parlamentar é apenas parte do que os deputados têm a seu dispor. Além do salário de R$ 33.763, eles têm direito a outros benefícios mensais como auxílio moradia de até R$ 3.600 e uma verba de R$ 101.971,94 para contratação de pessoal para o gabinete.

As despesas estão previstas em lei e compreendem: manutenção de escritório de apoio à atividade parlamentar, telefonia, serviços postais, locação e fretamento de veículos automotores, fornecimento de alimentação do parlamentar, combustíveis e lubrificantes, divulgação da atividade parlamentar, serviço de segurança prestado por empresa especializada e emissão de bilhete aéreo.

O lucro das aéreas com o ‘cotão’

Empresas aéreas lucram milhões com a venda de passagens para deputados e senadores.

As quatro maiores empresas aéreas brasileiras (Latam, Gol, Avianca e Azul) faturaram R$ 152,7 milhões apenas com a cota parlamentar dos deputados e senadores desde 2015, segundo dados da Transparência do Congresso.

Sem licitação, assim como a Medida Provisória do governo Dilma que liberou a compra direta com as aéreas, o gasto com passagens é de longe o mais alto entre as despesas pagas no “cotão”.

A Latam, que usa critérios distintos para bagagem de mão em cidades diferentes, foi a que mais lucrou com os parlamentares: R$ 67 milhões. Em segundo lugar, a Gol recebeu R$ 48,7 milhões no período. Azul e Avianca levaram R$ 18,6 milhões e R$ 18,3 milhões, respectivamente.

Ao todo, foram mais de 330 mil compras nos últimos três anos, o que equivale a uma média de 557 notas apresentadas por parlamentar. Fonte | Diário do Pode

Haverá dinheiro para o salário?

Com ‘bandejão’ vazio Suely não tem dinheiro para pagar em dia os salários dos servidores públicos.

A expectativa é incomensurável, colossal, entre servidores públicos do Estado. Amanhã, 10, saberemos se haverá dinheiro para o pagamento dos salários dezembro.

O atraso é anômalo, atípico na estrutura administrativa de Roraima, algo jamais visto. Como depende dos repasses do FPE, o Governo de Suely não foi capaz de administrar adequadamente a questão financeira estadual, daí esse trauma todo.

E como há ações judiciais que bloqueiam as contas para a efetiva integralização do duodécimo dos poderes, é bem capa que o repasse de amanhã (a 2ª cota do mês) não seja suficiente para juntar todo o dinheiro da folha. Ai o caos será inevitável.

Cascavel é o novo? Fala sério…

Cascavel surge agora com a pregação de que a política em Roraima precisa mudar.

A dialética é apelativa, floreada com um discurso emotivo, um vocabulário impulsivo que visa mudar o pensamento das pessoas.

Mas quem conhece o agora empresário do agronegócio, Airton Antônio Soligo, ou simplesmente Cascavel, não se surpreende com a retórica, a linguagem envolvente como se ele fosse o novo para as eleições deste ano. Mas que novo?

Cascavel quer ser candidato ao governo de Roraima, mas o apelo remontado nessa homilia de que tudo precisa mudar, que e preciso ser ético, honesto, que é preciso passar Roraima a limpo, não é mais palatável.

Cascavel é batizado na mesma capela dos que agora ocupam o poder. Afinal foi presidente da Assembleia, vice de Neudo Campos, deputado federal, depois deputado estadual. E sumiu… Agora quer ser o novo? Conta outra, né meu caro…

2018: Prefeitura define calendário de pagamento

O calendário de pagamento de salários na Prefeitura para 2018 já foi definido.

A prefeitura de Boa Vista já definiu o calendário de pagamentos dos servidores municipais de 2018. No calendário estão incluídos também os pagamentos das parcelas do 13º salário que serão pagas nos meses de junho e dezembro, respectivamente.

Cerca de nove mil servidores ativos compõem a estrutura da administração municipal e são os maiores beneficiados. São efetivos, comissionados e seletivados.

Além disso, estão incluídos os inativos, no caso os aposentados e pensionistas do município. Agora o servidor poderá consultar o calendário no site da Prefeitura de Boa Vista, ou possuir uma réplica impressa. Para ter acesso as datas de pagamento basta acessar: www.boavista.rr.gov.br/calendário

ALE tem Diário gordo

A Assembleia detalhou todos os gastos do exercício de 2017 e relata a lei orçamentária deste ano.

O Diário da Assembleia Legislativa, que é órgão oficial que cuida das publicações legais do Poder Legislativo, circulou ontem (8) com uma edição bem gorda, com 124 páginas.

Foi todo ele dedicado à prestação de contas do exercício anterior, mas traz coisas novas e do interesse do cidadão roraimense. Vem atopetado e bem discriminado – com o PPA, que é o Plano Plurianual até 2019, o orçamento geral do Estado para este ano com todos os valores definidos e as emendas parlamentares.

É sem dúvida e certamente uma boa fonte de informação para quem se preocupa com o destino do dinheiro gerenciado pelos órgãos públicos estaduais. O acesso é simples: basta clicar na página oficial da Assembleia http://www.al.rr.leg.br e buscar o link Diário Oficial.

‘Grana’ para estados e municípios

Occhi não revelou que Estados e municípios terão seus recursos liberados.

O presidente Michel Temer discutiu em reunião com dirigentes da Caixa Econômica os contratos de empréstimos do banco aos Estados e municípios. A concessão desses financiamentos pela Caixa e também o Banco do Brasil (BB) está provocando uma ciumeira entre os governadores e é moeda de troca de apoio político para aprovação da reforma da Previdência.

O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, antecipou que o banco vai liberar cerca de R$ 2 bilhões em empréstimos a Estados e municípios. Segundo ele, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB), ficará responsável por fazer a interlocução com Estados e municípios para definir a liberação.

“Construímos um calendário de datas e agendas para liberação. O que estiver possível de ser liberado, vai se manter contato com os Estados para construir uma agenda ainda este mês. O ministro Marun vai tocando isso”, disse Occhi após reunião com Temer. Ele não revelou que Estados e municípios terão seus recursos liberados.

2.616%: foio a inflação na Venezuela em 2017

Nicolás Maduro continua sua escalada em direção ao fracasso total na Venezuela. 

A Venezuela fechou 2017 com uma inflação de 2.616% e uma queda do Produto Interno Bruto (PIB) de 15%, segundo cálculos de uma comissão especializada do Parlamento, de maioria opositora. A indústria petroleira – responsável por 96% da receita do país – produz 1,9 milhão de barris diários, segundo a última cifra oficial divulgada.

A redução da produção foi de mais de 400 mil barris diários no ano passado, segundo o Parlamento.  O governo, que não reconhece o Parlamento, culpa o colapso dos preços do petróleo e uma “guerra econômica” de empresários de direita pela grave crise.

Em 2017, Maduro anunciou seis aumentos salariais, o último, em 31 de dezembro, que definiu o salário mínimo integral (salário mais bônus alimentar) em 797.510 bolívares (US$238 dólares na taxa oficial e US$ 6 no mercado negro).

Planejamento e resultados | A Prefeitura de Boa Vista, por meio da Secretaria Municipal de Administração e Gestão de Pessoas (SMAG), desenvolve internamente o Programa Servidor de Valor, que tem como propósito a valorização do servidor municipal em todos os aspectos. Um deles é ter um bom planejamento financeiro e orçamentário. Isso, de acordo com o secretário Paulo Bragatto, tem permitido à administração municipal honrar compromissos, principalmente, com a folha de pagamento. Dentro da política de valorização do servidor adotada pela prefeitura, o secretário ressaltou que há um leque de capacitações que permitem o envolvimento deles nas decisões, no desenvolvimento de logoativos, além de outros procedimentos. Todas essas medidas têm o objetivo de tornar sempre melhor a gestão da administração pública. “Bragatto explicou também que, por determinação da prefeita Teresa Surita, está sendo criado o Serviço de Medicina do Trabalho, em parceria com a Junta Médica. Esse serviço vai atender aos servidores na questão de exames periódicos, com o objetivo de cuidar de cada uma dessas pessoas e dos ambientes dos prédios para que tenham melhores condições de trabalho. O planejamento tem sido a palavra chave para se alcançar todos os avanços registrados no que se refere à gestão de pessoal. “O planejamento, sem dúvida, faz parte de todas as ações. Isso, a prefeita Teresa tem feito com todas as secretarias, e na Administração, não tem sido diferente.”


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta