“Enquanto eu for presidente, não tem demarcação de terras indígenas”, afirma Bolsonaro.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h05

Bolsonaro durante encontro com indígenas. Foto: Alan Santos/PR

O Palácio do Planalto não discutirá a demarcação de terras indígenas na atual gestão. O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem (16) que o assunto não será tratado até o fim do mandato.

“Enquanto for presidente, não tem demarcação de terra indígena”, avisou. O capitão reformado voltou a comentar, ainda, sobre a proposta de regulamentação e legalização do garimpo. O projeto estudado pelo governo, pelo que sinalizou o presidente em outros momentos, poderia abranger até mesmo terras indígenas. 

A resistência em Bolsonaro em discutir a demarcação está na quantidade de terras que, atualmente, estão demarcadas. Segundo ele, 14% do território nacional está demarcado.

“O que são 14%? Imagina a região Sudeste. Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Área maior do que essa de terras indígenas. Ontem, estive de novo com um grupo indígena na Presidência e eles querem é liberdade para trabalhar na sua área. Não querem viver como se fosse um confinamento, como seres pré-históricos”, declarou. 

Para o presidente, as reservas atrapalham o desenvolvimento do país. “Não pode continuar assim, [em] 61% do Brasil não pode fazer nada. Tem locais que, para produzir, você não vai produzir, porque não pode ir numa linha reta para exportar ou para vender, tem que fazer uma curva enorme para desviar de um quilombola, uma terra indígena, uma área proteção ambiental. Estão acabando com o Brasil”, disse. Com informações | Agência Brasil

Exploração racional dos recursos

Governo quer regulamentar garimpo na amazônia.

Questionado se é possível fazer uma exploração racional na Amazônia, Bolsonaro disse que o governo trabalha o assunto por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) na Câmara, embora tenha insinuado que poderia “abraçar” uma outra PEC que está em tramitação na Câmara tratando sobre o assunto.

“Tem PEC na Câmara, estamos trabalhando aqui também. Tem a guerra da informação. Se eu chegar com tudo o que tem na cabeça e botar para frente, vai dar uma explosão, o pessoal não entende”, explicou. 

A proposta do governo sobre a regulamentação e legalização do garimpo está sob a alçada do Ministério de Minas e Energia, que ainda estuda o assunto.

A pretensão é possibilitar que o garimpeiro possa extrair o minério da terra e vender de uma forma legal, para a Caixa Econômica Federal, em área reforçada pelas Forças Armadas.

“Pretendo, uma vez consiga legalizar, ter lá, junto com pelotões do Exército, uma agência da Caixa para comprar isso deles. Proporcionar segurança e agregar valor para nós. Chega de entregar o que temos de mais valioso de graça. Essa que é minha intenção”, sustentou. 

Linhão: Eletrobrás terá licença

A Eletrobrás espera a licença ainda para este mês.

A licença de instalação que libera as obras do Linhão de Tucuruí, que liga Manaus a Boa Vista é esperada pela Eletrobrás ainda este mês. A previsão é de que o documento finalmente seja emitido pelo Ibama para o projeto que foi leiloado ainda 2011.

Enquanto isso a estatal segue conversando com instituições financeiras para obter os recursos para o investimento e em negociações com a Agência Nacional de Energia Elétrica para o reequilíbrio econômico-financeiro do contrato.

De acordo com o presidente da Eletrobrás, Wilson Ferreira Junior, essa medida é fundamental para a obra, uma vez que as condições à época do leilão do projeto eram distintas das atuais. Segundo ele, a empresa vem fornecendo os dados e informações que a agência reguladora vem solicitando.

“Tenho a impressão que estamos próximos de uma solução, se conseguirmos aprovação rápida a obra pode ser retomada este ano ainda, esperávamos para abril, portanto já estamos 3 meses atrasados em relação ao que se estimava”, acrescentou ele.

O inverno que castiga

Asfalto novo e com drenagem para evitar alagamentos.

Boa Vista tem enfrentado um inverno longo e registrado um grande volume de água nos últimos dias. De acordo com o Centro de Previsão de Tempoe Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CEPETC- INMPE), a previsão de chuvas para agosto é de 205 mm.

Em apenas sete dias de chuvas foram registrados mais de 140 mm, quase 70% do quantitativo previsto para o período. E mesmo com tanta chuva, não há registro de casas alagadas e famílias desabrigadas.

A Prefeitura de Boa Vista tem feito um trabalho que envolve uma longa preparação da cidade para suportar o inverno rigoroso, com diversas ações da Patrulha da Chuva e serviços de infraestrutura, inclusive com a construção de mais de 110 quilômetros de drenagem, tubulação que fica embaixo do asfalto, e ajuda a escoar mais rápido as águas das chuvas. A exemplo, a capital já recebeu apenas de drenagem a distância de Boa Vista a Bonfim.  

De 2013 para cá, foram feitos ainda 85 quilômetros de recapeamento, restaurando pavimentos antigos, e 164 quilômetros de asfalto onde antes não havia qualquer pavimentação.

Asfalto antigo causa transtorno

As chuvas têm castigado a cidade todos os dias.

Apesar de um inverno longo e a cidade receber um grande volume de água, o que ocasiona a abertura de buracos na via, a cidade está suportando a quantidade de chuva que tem caído.

As áreas mais afetadas estão onde o asfalto é antigo e já está deteriorado pelas ações do tempo e uso. A vida útil da pavimentação asfáltica, por exemplo, é de 15 anos, em média.

Por isso, é importante manter a operação Tapa Buracos e os investimentos em recapeamento. Mesmo dependendo das condições climáticas para que a operação possa ser executada, o município tem atuado diariamente em diversas ruas e avenidas para diminuir os transtornos causados aos moradores.

Dentre as medidas emergenciais, a Operação Tapa Buraco já contemplou 417 ruas de 56 bairros. De janeiro a abril de 2019 foram utilizadas 9.766 toneladas de asfalto, o que corresponde a 14.5 km de serviços executados.

Incentivo ao esporte amador

Teresa assinou convênio que garante realização de campeonatos.

A prefeita Teresa Surita assinou convênio com a Liga de Futebol Amador do Estado de Roraima (LIFAER), para promover a 7ª Copa de Futebol Amador, o 6º Campeonato Municipal de Boa Vista Sub 12 e o 5º Campeonato Municipal de Futebol Feminino.

Desde 2013, a prefeitura incentiva o esporte no município, priorizando o apoio para estes importantes campeonatos de futebol em nossa capital. O valor total do convênio para 2019 é de R$ 299.932,00 e beneficiará mais de 2500 atletas. A prefeita Teresa destacou a importância do futebol amador e que está muito feliz em poder cumprir com o compromisso deste convênio.

“É muito importante porque são trabalhados diversos pontos da cidade, com vários atletas jovens, que são tirados das ruas, da ociosidade e todos os anos é um sucesso a entrega e os resultados dos campeonatos que eles desenvolvem no decorrer de todos estes meses. Esperamos que continue, pois esse trabalho é importante principalmente para os jovens”, enfatizou Teresa.

São 58 clubes, 10 femininos

As mulheres terão vez no campeonato deste ano.

Serão 58 clubes participando dos torneios, dentre eles, 10 equipes femininas. As disputas vão ocorrer na Vila Olímpica Roberto Marinho, com estrutura de qualidade e apoio da Guarda Municipal na segurança. 

O convênio contempla materiais como bolas, redes, uniformes, medalhas troféus, além dos recursos para arbitragem e a premiação que foi igualada pela prefeita em entre as categorias feminina e masculina.

Há dois anos, a prefeitura igualou as premiações entre torneio Masculino e feminino. Ao final dos campeonatos, serão entregues troféus e medalhas para os vencedores de todas as categorias.

Um novo asfalto | A Secretaria Municipal de Obras informou ontem que neste sábado, 17, a avenida Carlos Pereira de Melo, no trecho compreendido entre a avenida São Sebastião até a rua Jorge Fraxe, será interditada devido ao início das obras de execução dos serviços de revitalização e pavimentação da via. Durante a execução da obra, serão feitos desvios no tráfego com o apoio da Superintendência Municipal de Trânsito (Smtran). Os condutores poderão trafegar no sentido Centro/bairro, fazendo o desvio pelas ruas SD PM Django da Silva e SD PM Wilson Paulino da Silva ou pelas ruas Jorge Fraxe e Júlio Pinto. Já no sentido bairro/Centro as opções são: Avenidas São Sebastião, Princesa Isabel e Reinaldo Neves ou pela avenida Rui Baraúna, rua SD PM Wilson Paulino da Silva ou rua SD PM Django da Silva.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: