Exército e PRF informam fim da paralisação dos caminhoneiros e desbloqueio da BR-174, em Roraima.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h13

O Exército garantiu o desbloqueio de caminhões que estavam parados na BR-174. Foto | Divulgação

Por meio de nota, Exército Brasileiro anunciou o fim da Greve dos Caminhoneiros em Roraima, após sete dias de duração. O comunicado da 1ª Brigada de Infantaria de Selva e da Polícia Rodoviária Federal informa a realização, ontem à tarde, com as lideranças do movimento de caminhoneiros grevistas e como resultado do diálogo os motoristas decidiram encerrar a paralisação e desbloqueio imediato da BR-174 no sentido sul.

O Exército destacou ainda que desde o início do bloqueio parcial da rodovia, todos os envolvidos na ação procuraram uma solução para a crise de forma pacífica, preservando a ordem social e privilegiando o diálogo.

A PRF informou ainda que os caminhoneiros decidiram sair por escolha própria. Um comboio de 66 carretas seguiu para Manaus, no Amazonas e outro aproximadamente 88 seguiram para Boa Vista. Eles carregavam diferentes tipos de produtos.

A operação foi chamada de São Cristóvão e se baseia no decreto de Garantia da Lei e da Ordem assinado pelo presidente Michel Temer (MDB) no último dia 24.

De acordo com o Exército, na ação foram estabelecidos dois “corredores livres” por onde os caminhoneiros que quisessem deixar o protesto puderam passar. Não houve registro de tumulto e nem de ameaça, segundo o Exército.

‘Agi de forma coerente’, diz Luciano

Luciano afirmou que buscou uma saída coerente para sua candidatura ao Senado.

‘A decisão de aderir ao grupo governista foi feita com absoluta serenidade e coerência’ disse ontem o pré-candidato ao Senado Luciano Castro ao justificar sua aliança política à Suely Campos, para, segundo ele, não só viabilizar sua campanha como contribuir para solucionar gargá-los no Governo até então irrealizáveis.

Luciano participou, ontem de manhã, do programa “Direto ao Ponto’ do jornalista Luiz Valério, na rádio 94.1 FM, onde listou várias razões que o levaram a tomar a decisão, entres elas, sendo esta a principal, tornar possível consolidar uma candidatura, segundo ele, voltada para o interesse único e exclusivo do Estado.

“Eu sou um politico que está sempre disposto ao diálogo, ouvir criticas, buscar saídas e sempre com o mesmo foco, servir ao povo de Roraima. Se estão me criticando porque me alinhei à governadora Suely, não o fiz por conveniência pessoal, mas por uma questão de conveniência política. Eu tentei outras possibilidades, mas me restou essa decisão como perspectiva de ter êxito no meu projeto. Esse é o dinamismo da política. Mas vejo que há exageros em algumas avaliações”, disse.

Luciano afirmou ter certeza do passo que deu e não vê anomalia nenhuma no que fez. “Fiz isso com absoluta tranquilidade, poque estou buscando o melhor caminho para consolidar minha candidatura que é uma candidatura para o estado”, reforçou.

Segundo ele o fato de estar agora com Suely deu-se por uma conjuntura estrutural, porque não se viabilizou em outros grupos. Mas isso não significa que serei rival dos parceiros com quem caminhei até aqui”.  Luciano confessou que estava em entendimentos com o grupo de José Anchieta, Romero Jucá e Abel Galinha Chico Rodrigues.

Mas vi que junto com o senador Romero Jucá, de quem sou amigo e admirador, não havia possibilidade de elegermos dois senadores. Eu não poderia entrar no embate com Romero numa disputa interna, algo que já vivi há 4 anos. Então se estou buscando caminhos, são caminhos possíveis, com coerência e respeito aos demais”, completou.

Cegos no castelo 

Suely e Luciano agora são aliados, parceiros da chama que disputará as eleições de outubro.

Do experiente Chico Rodrigues – várias vezes deputado federal, vice e governador de Roraima – sobre a aliança de Luciano Castro com Suely Campos:

  • Um cego guiando outro, rumos ao precipício.

A avaliação de Chico é a mesma expressada por muitas opiniões expostas ontem nas redes sociais, que dita uma certa ressonância sobre essas decisões políticas extemporâneas e inesperadas.

A maioria não aprovou a decisão de Luciano, mais pela desgraça do governo de Suely e pela impopularidade dela que beira os 95%. E por isso Luciano corre sério risco de ser afetado.

E mesmo montado na máquina do Governo, que as vezes ajuda, pode ser esmagado no caminho. Porque a máquina segue desgovernada.

E o Édio. Vai ou não?

O deputado Édio e o senador Romero Jucá: parceiros em várias ações em prol das comunidades indígenas.

O deputado federal Édio Lopes, anunciado com parte do pacote do PR na aliança de Luciano Castro com o governo, ainda não se manifestou.

Édio, todos sabem, é aliado antigo do senador Romero Jucá (MDB) e juntos desenvolvem um apreciável trabalho no interior do Estado, principalmente em comunidades indígenas.

Nada impede uma coligação proporcional do PR com o PP. Mas é pouco provável que Édio vá subir no palanque de Suely e pedir votos para ela.

A bomba vai explodir

O governo de Suely ‘comeu’ o dinheiro dos servidores e não repassou para os bancos conveniados.

Está para eclodir no colo da governadora Suely Campos uma bomba de efeitos devastadores.

Corre na Justiça local, mais precisamente na Vara da Fazenda Pública, um punhado considerável de ações que vai varrer as contas do Governo.

Trata do rumoroso caso dos empréstimos consignados dos servidores estaduais, onde o dinheiro da parcela é descontado do salário, porém, não repassado aos bancos conveniados.

Centenas de servidores estão com o nome sujo no Serasa por conta do crime financeiro cometido pela governadora. A Justiça pode determinar o bloqueio da quantia na conta do Estado e o consequente crédito na conta dos bancos.

Turbinando a infraestrutura

O montante repassado para a Seinf será investido em melhorias urbanas em Boa Vista.

No pós-ingresso de Luciano Castro no Governo, a Secretaria de Infraestrutura, agora sob seu comando, foi turbinada com uma remessa de dinheiro considerável.

A Secretaria foi entregue ao ex-deputado como contrapartida de sua ida para a base do Governo de Suely. E para comandá-la Luciano indicou o engenheiro Carlos Bríglia (Kaká) que já ocupou a pasta no governo de Zé Anchieta.

No Diário Oficial de ontem há um crédito suplementar milionário, aberto no Orçamento do Estado na conta da Seinf no valor de R$ 50.382.765,28 (cinquenta milhões e trezentos e oitenta e dois mil e setecentos e sessenta e cinco reais e vinte e oito centavos).

Na especificação o dinheiro será empregado em elaboração, execução e gestão de projetos de Infraestrutura e saneamento básico em áreas urbanas e rurais Boa Vista.

Há dinheiro. Muito dinheiro!

Escolas do Estado recebem uma pintura, nas cores do Partido de Suely e são dadas como reformadas.

 A empresa Extremo Norte Comércio e Serviços revela-se a ‘queridinha’ do governo de Suely para a realização de pinturas nas escolas estaduais.

Acaba de ser anunciado pela Comissão Permanente de Licitação (CPL) que foi a Extremo Norte (de novo!) a ganhadora de três certames para executar serviços de reforma e pintura (interna externa) nas escolas do Estado.

Valor da brincadeira: R$ 18,191 milhões.

A revolta dos madeireiros 

Madeireiros de Roraima em protesto contra medidas rigorosas do Governo. Foto | Divulgação

Centenas de pessoas que dependem da indústria madeireira em Rorainópolis estão revoltadas com a forma com que os órgãos fiscalizadores estão agindo contra eles.

Nas últimas semanas eles foram multados em milhões de reais e serão obrigados a demitir funcionários porque não suportam mais tanta ‘perseguição’.

Eles culpam a Femarh e o Ibama pelos atos e dizem que o grande problema é que a fundação estadual não deu a reposição florestal por pura perseguição política.

Outro problema enfrentado é com o Ibama. O órgão é comandado por um indicado a senadora Ângela Portela e ela não faz nada, porque sabe que muitos dos empresários não são eleitores dela. Fonte | Roraima em Tempo.

Vacinação mantida

A campanha de vacinação da Prefeitura foi mantida e vai até o dia 15 de junho.

A Campanha nacional de vacinação contra a gripe foi prorrogada para até o dia 15 de junho. O Ministério da Saúde fez o comunicado na terça-feira, 29, devido ao impacto da paralisação dos caminhoneiros.

A vacina está disponível em todas as unidades básicas de saúde da Prefeitura de Boa Vista para os grupos prioritários, que são mais suscetíveis a complicações por conta da gripe.

Fazem parte dos grupos prioritários pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, mulheres gestantes e puérperas, indígenas, pessoas privadas de liberdade (incluindo adolescentes cumprindo medidas socioeducativas), profissionais do sistema prisional e portadores de doenças crônicas (este público deve apresentar prescrição médica no ato da vacinação).

Até o momento, a capital registra 20.766 pessoas vacinadas. Este número inclui todos os grupos prioritários.

Fazendo água 

A má gestão e a falta de investimentos está levando a CAER ao fundo do poço.

A Caerr está literalmente no fundo do poço e completamente destroçada, na atual gestão. Ou seja, está fazendo água.

Em vários bairros da cidade a rede de esgoto está estourada, causando sérios transtornos para comerciantes e moradores, a lagoa de estabilização está sem manutenção e os equipamentos das elevatórias estão todos quebrados ou funcionando na base do ‘arrebite’.

Daqui para o final do ano é capaz que Suely Campos consiga acabar de vez com a empresa, que já foi modelo de gestão e prestação de serviço em Roraima.

ALE ao Seu Alcance | A carência de médicos no município do Cantá, a 38 quilômetros de Boa Vista, levou a população desta localidade a chegar cedo ao evento ‘Assembleia ao Seu Alcance, na tarde de ontem, 30. A chuvinha foi uma aliada para amenizar o calor, enquanto dezenas de pessoas aguardavam para ser atendidas pelos especialistas em clínica geral, pediatria, dermatologia, oftalmologia, cardiologia e odontologia. No total 11 profissionais atenderam a demanda do município. Com exceção do clínico geral, as demais especialidades são consideradas raras na região, e os moradores precisam se deslocar até a Capital para conseguir uma consulta. Às vezes demora anos para a consulta ser marcada, e o paciente não obtêm êxito. O Procon Assembleia também esteve presente no evento do Cantá. O órgão tem sido um grande aliado dos consumidores e também de fornecedores, quando o assunto são as relações de consumo. No município do Cantá, por exemplo, onde aconteceu o Assembleia ao Seu Alcance, dezenas de 10 moradores do município passaram no estande do órgão de defesa do consumidor da Assembleia Legislativa de Roraima, para registrar os mais variados de reclamações.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta