Fracasso na Educação: Governo de Suely não atinge meta do IDEB. Que vergonha!

A Coluna de Hoje | Publicada 00h12

Escolas acabadas, educação dilacerada: é a gestão fracassada de Suely Campos.

O fracassado Governo de Suely expôs mais um lado negativo. As escolas estaduais não atingiram a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) no ensino médio, ficando com a nota 3,5, conforme apontam os dados do Ministério da Educação (MEC), divulgados nesta semana. Em contrapartida, no ensino fundamental, apenas as escolas públicas alcançaram a nota 5,5.

O Ideb é o principal indicador de qualidade da educação básica no Brasil representado numa escala de 0 a 10. O índice é calculado a cada dois anos para os anos iniciais e finais do ensino fundamental e o ensino médio. O MEC leva em consideração as notas dos estudantes na prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e os índices de fluxo, compilados pelo Censo Escolar.

Roraima ficou entre os estados que tiveram diminuição no Ideb. Em 2015, a nota do ensino médio foi 3,6 e este ano caiu para 3,5, sendo que a meta era 4,8. A avaliação feita no ensino fundamental nos anos iniciais (6º ao 9º ano) resultou há dois anos na nota 5,2 e em 2017 esse número foi para 5,5, mas a meta era 5,4. No ensino fundamental nos anos finais (6º ao 9º ano), o resultado em 2015 foi 3,8 e este ano foi 4,1, todavia a meta era 4,9.

Conforme o Inep, após três edições consecutivas sem alteração, o Ideb do ensino médio avançou apenas 0,1 ponto em 2017. Apesar do crescimento observado, o país está distante da meta projetada. De 3,7 em 2015, atingiu 3,8 em 2017. A meta estabelecida para 2017 é de 4,7. Fonte | Roraima em Tempo

Mais 204 venezuelanos se foram

Mais 204 venezuelanos embarcam em avião da FAB com destino a Brasília, São Paulo e Rio Grande do Sul.

O programa de interiorização dos venezuelanos transferiu ontem mais 204 imigrantes de Boa Vista para Brasília, São Paulo e Esteio (RS).

Os refugiados saíram da capital roraimense em voo da Força Aérea Brasileira no início da manhã. Havia a previsão de que mais 13 venezuelanos embarcariam ontem, mas eles preferiram aguardar para serem transferidos com parentes em outra oportunidade.

O deslocamento está sendo coordenado pelo governo federal em parceria com agências da Organização das Nações Unidas (ONU) e apoio de entidades da sociedade civil e autoridades locais. Hoje, quatro venezuelanos desembarcaram em Brasília, 75 foram acolhidos em São Paulo e 125 chegarão no Rio Grande do Sul no início da noite.

O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, acompanhou a transferência de ontem dos venezuelanos.

Segundo o ministro Beltrame, entraram no país cerca de 150 mil venezuelanos, mas a maioria já deixou o Brasil.

A maior parte dos que permanecem está abrigada em Roraima.

Suely enche o bolso

Suely foi quem mais recebeu dinheiro de campanha entre todos os candidatos ao Governo.

Os recursos especiais para as campanhas dos candidatos ao Governo de Roraima, transferidos pelas executivas nacionais de seus respectivos, já somam R$ 3,7 milhões.

Suely Campos (PP), candidata à reeleição foi quem mais arrecadou. Engordou sua conta de campanha em R$ 1,4 milhão, dos R$ 2,8 milhões do seu limite de gastos.

Telmário Mota (PTB) recebeu R$ 1,3 milhão do fundo especial do partido e José de Anchieta (PSDB) embolsou R$ 1 milhão.

Antônio Denarium (PSL) não recebeu ainda nenhum valor do partido e entre os candidatos é o que menos teve investimentos na campanha.

O que consta na divulgação de seus recursos de campanha no site do TRE é a doação de uma pessoa física, identificada como Francisco Assis da Silva, no valor de R$ 5.500.

E Fábio Almeida (Psol), o patinho feio da campanha, não recebeu um centavo sequer.

HiranXSuely: novos rounds

A cizania entre Suely e Hiran agita o grupo do Governo que segue desunido.

A confusão entre o deputado Hiran Gonçalves e a governadora Suely Campos promete novas etapas nos próximos dias.

É que com o pedido do Ministério Público Eleitoral para tornar a governadora inelegível, Hiran, que é presidente do PP, estaria tentando se aproveitar da situação para barrar a candidatura dela.

Essa seria uma boa oportunidade para que o troco de Hiran fosse dado, uma vez que logo depois de registrar sua candidatura, Suely mandou exonerar todos os cargos comissionados que ele mantinha na Secretaria de Saúde, inclusive, o então secretário.

Mais 70 km de calçadas | Boa Vista se tornou um verdadeiro canteiro de obras. Para todo lado que se olhe, tem equipes da Prefeitura de Boa Vista trabalhando em prol da população, como por exemplo, a construção de mais de 70 km de calçadas por toda cidade. É quase a distância entre Boa Vista e Alto Alegre. Com este serviço, são contemplados bairros como Aparecida, 31 de março, São Francisco, Centenário, Senador Hélio Campos, Paraviana, Caçari, Professora Araceli Souto Maior, Bela Vista, Nova Cidade Jardim Tropical, Jardim Primavera, Caranã e Tancredo Neves. Desde o início da gestão de 2013 até agosto deste ano, foram construídas 153 km de calçadas, que segundo a prefeita Teresa Surita, contribuem com a segurança dos pedestres, embeleza a via pública e aumenta a valorização dos imóveis. “As calçadas garantem ao pedestre um espaço próprio para transitarem com segurança, além de valorizar os imóveis e melhorar a qualidade de vida da população. Estamos trabalhando para preparar a cidade para o futuro e buscando recursos para que outros bairros sejam também atendidos”, frisou a prefeita.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta