Frutuoso ‘chuta o balde’ e rompe com Denarium. “Não cumpre nada”.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h08

Frutuoso chama Denarium de ‘garoto do agronegócio”.

Seis meses e 27 dias após ter tomado posse ao lado de Antônio Denarium, o vice Frutuoso Lins chutou o balde e ontem anunciou o fim do relacionamento com o titular. Razão: “Denarium não está cumprindo nada do que foi prometido em campanha”, disse ele em entrevista ontem ao formalizar o fim da aliança e chegou a ironizar ao chamar Denarium de “Garoto Propaganda do Agronegócio” por privilegiar somente os interesses dos grandes produtores e de investidores de fora do Estado.

O fato é raro na política – e é a segunda vez que ele rompe dom Denarium –, mas a manifestação pública do vice em relação ao titular vai muito mais além do que o simples descumprimento do prometido na campanha passada. Envolve falta de espaço e desavenças ocasionadas por medidas ríspidas do governo em relação a Coopebrás – a Cooperativa que Administra a vida profissional de muitos médicos, um deles, o próprio vice.

Ao anunciar o rompimento com o governador, Frutuoso segue o mesmo caminho que Paulo César Quartiero. O arrozeiro também rompeu com a então governadora Suely Campos, no ano de 2015. As legações foram as mesmas: o não cumprimento de promessas de campanha.

Entre os motivos elencados por Frutuoso Lins para seu rompimento com o grupo político de Antônio Denarium está a suposta preferência dada pelo governador ao agronegócio em detrimento da agricultura familiar. Disse que Roraima tem milhares de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza, mas o governo só tem pensado em festas e nos grandes empresários que o visitam frequentemente no Palácio.

Os problemas verificados na área da saúde também estão entre os motivos alegados por Frutuoso para deixar o grupo político do governador. “Eu e o governador Antônio Denarium rodamos todo esse estado fazendo promessas para mudar a vida das pessoas e nada do que foi prometido está sendo feito”, disse.

Frutuoso Lins disse que vai continuar exercendo sua função de vice-governador, mas afirmou que será um crítico do governo. Disse que continuará apontando os problemas que verificar na administração estadual.

E finalizou: “Eu não quero mais continuar no governo Antônio Denarium, porque aquilo que está acontecendo no governo não é aquilo que nós prometemos na campanha”.

Denarium diz que lamenta

Frutuoso e Denarium:”não há mais aliança”.

Em uma extensa nota, distribuída para a imprensa e publicada em seu perfil no Facebook, Denarium disse que recebeu a notícia da saída de Frutuoso durante reunião com Bolsonaro, em Brasília.

“É lamentável, mas nem sempre vamos agradar a todos. Vale a pena lembrar que não é a primeira vez que o vice-governador pede para sair”, diz.

E evitando polemizar com o vice e criar ainda mais desgastes para o Governo, Denarium preferiu pontuar as segundo ele “as realizações” nesses sete meses e até recitou uma poesia de autor desconhecido: “Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo!”.

Ele diz ainda que tem compromisso com o povo e não com um grupo político. “Sigo acreditando no trabalho, com a minha honestidade, integridade, moral, ética e tenham certeza, que ao final do meu mandato, sairei com as mãos livres e de cabeça erguida”

Por fim disse acreditar na justiça e no poder de Deus e seguirá em frente com o olhar de desenvolvimento para um Estado cada dia melhor!

Por fim, a CPI da Saúde

Jalser prometeu e cumpriu: CPI da Saúde instalada.

Mais uma dor de cabeça para o governador Antônio Denarium: Ontem durante a sessão ordinária o presidente da Assembleia Legislativa Jalser Renier anunciou a instalação da tão requisitada CPI da Saúde.

A Comissão Parlamentar de Inquérito vai investigar denúncias de irregularidades na Secretaria Estadual de Saúde, pronunciadas pelo ex-secretário Aílton Wanderlei.

A CPI deve apurar a conduta da pasta em contratos licitatórios e investigar denúncias referentes ao desabastecimento de medicamentos e materiais nos hospitais.

E vai escarafunchar a caixa preta que envolve o pagamento milionários a médicos plantonistas feitos supostamente de forma irregular pela Copebrás, que terceiriza a mão de obra médica.

Jalser indicou os deputados Betânia Almeida (PV), Coronel Chagas (PRTB), Evangelista Siqueira (PT), Jorge Everton (MDB), Nilton Sindpol (Patri), Soldado Sampaio (PC do B) e Renato Silva (Republicanos) para a comissão.

A previsão é que ainda nesta semana o grupo se reúna para definir a relatoria, presidência e vice-presidência da CPI, cujos trabalhos têm prazo de 90 dias.

A volta de Antônio Reis

Reis (camisa amarela): de volta ao cenário político.

O ex-prefeito de Caracarai, Antônio reis – fora do cenário político porque ficou com os direitos políticos cassados por vários anos – voltou ao centro das disputas na cidade portuária.

Ele teve a pré-candidatura a prefeito de Caracarai lançada no último sábado, 24, pelo Partido Liberal (PL), que realizou um dia de filiações na cidade.

Estavam presentes o deputado federal Édio Lopes (PL) presidente do partido em Roraima, o ex-senador e presidente Nacional do MDB, Romero Jucá, e o ex-deputado Raul Lima (PROS). Todos declarando apoio a pré-candidatura de Antônio Reis.

Codesaima: ALE breca demissões

Jorge Everton: “o governo descumpre a constituição”.

Deputados estaduais aprovaram ontem, com 16 votos favoráveis, o Projeto de Decreto de Legislativo que susta os efeitos das demissões dos empregados públicos admitidos por concurso público, pertencentes ao quadro da Companhia de Desenvolvimento de Roraima.

No mês de fevereiro, 88 servidores da Codesaima foram demitidos. Após uma decisão judicial, o Estado se comprometeu em reconduzir os servidores, mas somente 55 foram reaproveitados e os outros 33 foram exonerados.

A justificativa da estatal foi a impossibilidade financeira para remunerar os funcionários afetados pela medida.

Para o deputado Jorge Everton (MDB), autor do ato normativo, o Governo não está cumprindo a Constituição Estadual, que especifica os critérios para a demissão.

“Primeiro você tem que demitir temporários, extinguir secretarias extraordinárias, demitir cargos comissionados para só assim chegar aos não estáveis e, havendo necessidade constitucional, nos estáveis”, explicou.

Bolsonaro enfrenta governadores

Bolsonaro com governadores: muitas queixas e pedidos.

Os governadores dos estados que compõem a Amazônia Legal (Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins) entregaram ontem (27) ao presidente Jair Bolsonaro propostas para um planejamento estratégico que leve ao desenvolvimento sustentável da região.

Entre as quais a regularização fundiária e a retomada da cooperação internacional, especialmente o Fundo Amazônia. Bolsonaro reuniu os chefes de Executivo estadual, no Palácio do Planalto, para discutir as ações de combate às queimadas na região.

No encontro, o presidente voltou a citar declarações do presidente francês, Emmanuel Macron, sobre a intenção de construir um novo direito internacional para o meio ambiente e destacou a importância da união dos estados na defesa da soberania da Amazônia.

“Essa guerra aqui está acima dos estados, é nossa, é do Brasil”, disse Bolsonaro. “A nossa união é importantíssima, aqui não tem esquerda nem direita, é uma questão de soberania nacional”, acrescentou.

Durante a reunião, o governo federal apresentou as ações que já estão sendo executadas pelas Forças Armadas. Na sexta-feira (23), Bolsonaro autorizou uma operação de Garantia de Lei e Ordem (GLO), que ganhou o nome de GLO Ambiental.

Presidente ataca demarcações

Bolsonaro: reservas atrapalham o desenvolvimento.

O presidente Jair Bolsonaro gastou boa parte do tempo na reunião com governadores da Amazônia discutindo a demarcação de reservas indígenas.

Após a fala de cada governador, ele perguntava qual o percentual em cada estado de demarcações e de áreas de proteção ambiental. O presidente disse que por trás das demarcações há uma tentativa de “inviabilizar” o país:

— Muitas reservas têm o aspecto estratégico. Alguém programou isso. O índio não faz lobby, não fala a nossa língua e consegue hoje em dia ter 14% do território nacional. Uma das intenções é nos inviabilizar — afirmou, sem entrar em detalhes.

De acordo com Bolsonaro, se ele tivesse demarcado “dezenas” de terras indígenas quando voltou do G20, realizado no Japão, não haveria comoção devido aos incêndios na Amazônia.

Mais 69 vagas na Prefeitura

inscrições para seletivo podem ser feitas amanhã e depois.

A Prefeitura de Boa Vista vai realizar mais um processo seletivo para a saúde. O objetivo é suprir as vagas remanescentes do processo anterior realizado em junho deste ano. Ao todo, 69 vagas estarão disponíveis para médicos e demais áreas técnicas.

O edital de publicação foi divulgado ontem (27), na área de Editais e também no Diário Oficial do Município (DOM) no site da prefeitura, com todas as informações e orientações para os candidatos.

As inscrições poderão ser feitas na quinta-feira (29) e sexta-feira (30), na Secretaria Municipal de Saúde, na Rua Coronel Mota, Bairro São Pedro, 418, das 8h às 17h, sem intervalo para o almoço.

Boa Vista perdeu 8 médicos

Mais 8 médicos desfalcam o atendimento no município.

Boa Vista conta hoje com 79 médicos atuando nas unidades básicas de saúde. Desses, 53 são do Mais Médicos.

Neste mês de agosto já foram desligados 8 médicos do programa do Governo Federal que não terão os contratos renovados pelo Ministério da Saúde. Essas vagas não serão repostas pelo Ministério.

Isso ocorre porque o Ministério da Saúde não reconhece Boa Vista como um município em condições de maior vulnerabilidade, mesmo com a pressão da crise migratória em todos os setores, especialmente na saúde. Em setembro, mais profissionais serão desligados.

Como estratégia para enfrentar toda essa situação na saúde pública de forma emergencial, a prefeitura tenta contratar os profissionais por meio de mais um processo seletivo e até o fim do ano pretende realizar um concurso público.

Nova Pró-Infância | A prefeita Teresa Surita inaugura nesta quarta-feira, 28, a Proinfância – Emília Rios Peixoto, localizada no bairro Cidade Satélite. A nova unidade de ensino tem capacidade para atender 300 alunos e é destinada a crianças até 5 anos e 11 meses. Evento: Inauguração da Proinfância Emília Rios Peixoto Local: Rua José Lacerda – bairro Cidade Satélite Horário: 10h30

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: