General afirma que construir o Linhão de Tucuruí é prioridade do presidente Temer.

Compartilhe nosso conteúdo!
 A Coluna de Hoje | Publicada 00h08
Presidente da Funai, o general Franklimberg acredita que a obra do linhão será iniciada ainda este ano.

Líderes dos índios Waimiri-Atroari firmaram na semana passada um acordo com a Fundação Nacional do Índio (Funai) para realização de estudos na área indígena, localizada no Amazonas. Pelo acordo, uma equipe multidisciplinar poderá trabalhar no Plano Básico Ambiental do projeto do Linhão (de energia) Tucuruí, que liga Manaus a Boa Vista.

Para a Funai, é necessário adequar o plano de trabalho apresentado pela Eletronorte ao Protocolo de Consulta dos indígenas. Após a adequação, deverão ser discutidas as ações de mitigação e compensação entre a Eletronorte e os Waimiri-Atroari.

A construção dessa linha de transmissão é uma das prioridades do presidente Michel Temer, que está preocupado com a grave crise energética do Estado de Roraima”, diz o presidente da Funai, general Franklimberg de Freitas.

Em nota, a Associação Comunidade Waimiri Atroari afirma que autorizou apenas os estudos para a elaboração do plano básico, mas essa autorização está condicionada ao respeito ao protocolo de consulta, feito com base na Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

No dia 25 de abril, ocorrerá uma reunião entre líderes indígenas e representantes da empresa contratada para realização dos estudos. Os Waimiri-Atroari destacam que sempre estiveram abertos ao diálogo e ressaltam que as obras precisam cumprir algumas condições, pois costumam ter impactos ambientais e deixam a população indígena em condição vulnerável. Fonte | Agência Brasil

Teresa pede socorro

Centenas de venezuelanos estão acampados na Praça Simon Bolívar, em Boa Vista. Foto | Divulgação

Em vídeos difundidos em suas contas das redes sociais, a prefeita Teresa Surita fez um desabafado, depois de visitar os venezuelanos que se encontram acampados na praça Simon Bolívar.

Teresa faz um pedido de socorro ao Governo Federal para a situação de miséria em que se encontram os ‘hermanos’, porque o município de Boa Vista, definitivamente, não tem condições financeiras nem estruturais de ajudar todo mundo, com alimento, remédio, assistência social, saúde e moradia.

A vinda dos venezuelanos para Boa Vista tornou-se uma crise humanitária onde as pessoas que estão vindo para cá chegam sem nenhuma condição de moradia, alimentação ou trabalho e trazem com eles doenças e desespero por consequência de um regime político desumano na Venezuela. Eles não estão aqui porque querem, e sim para tentar uma vida melhor. Peço mais uma vez ao governo federal que seja obrigatória a vacinação na fronteira. Não adianta colocar o posto de vacinação e não obrigar as pessoas a se vacinarem na entrada do Brasil. Peço ações concretas para tirar as pessoas das ruas, o período de chuvas está chegando e a situação está cada dia mais grave. Peço socorro!”, diz Teresa 

O sarampo avança

A campanha de vacinação continua em todo o Estado para evitar a propagação do sarampo.

Secretaria Estadual de Saúde informou ontem que já são 28 os casos confirmados de sarampo em Roraima, com 0utros 71 sob investigação.

A outra constatação é que o vírus em circulação veio da Venezuela, trazido pela migração descontrolada.

A doença já provocou a mote de dias crianças, uma de 4 anos e outra de 4 meses, ambas venezuelanas.

A Sesau classifica todos os casos da doença – confirmados, suspeitos e descartados – como ‘notificados’.

Recrudesce a violência no trânsito

Excesso de velocidade: Vários acidentes ocorreram no final de semana.

A decisão judicial que praticamente eliminou a função dos radares eletrônicos instalados em algumas avenidas de Boa Vista produziu seus efeitos nesse final de semana: negativos, claro.

Foram várias as ocorrências verificadas no trânsito da cidade, todas por excesso de velocidade – com três capotamentos – e justamente nos locais onde os equipamentos de controle de velocidade estão instalados.

Óbvio que impedidos de registrar os excessos os radares apenas ilustram a paisagem das avenidas incentivando os infratores a fazem o que eles mais gostam: correr.

Prefeitura recorrerá de decisão

Os radares que fazem a fiscalização eletrônica estão ativados mas impedidos de registrar excessos.

A Prefeitura de Boa Vista informou que vai recorrer da decisão judicial que suspendeu o funcionamento dos radares e as multas aplicadas desde novembro do ano passado. O município foi notificado na última sexta-feira, (16).

Como a decisão foi de caráter liminar a Prefeitura tentará reverter a suspensão e fazer com que os procedimentos feitos até hoje tenham validade.

A ação civil pública na Justiça contra a aplicação excessiva de multas de trânsito em Boa Vista foi movida pelo Procon Assembleia, sob a alegação de não existir estudos técnicos de monitoramento da eficácia do controle de velocidade de tráfego, conforme prevê as normas do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

O município nega e afirma que o órgão nunca procurou a prefeitura.

Nova placa padrão

O modelo de placa que será utilizado a partir de setembro entre os países do Mercosul.

Na semana passada, o Denatran instituiu novos prazos para que as placas padrão Mercosul sejam adotadas no Brasil. Agora, donos veículos novos ou transferidos de município devem aderir até 1º de setembro. Para os demais carros, o prazo é 2023.

O anúncio, no entanto, já encontra resistência. O deputado federal Hugo Leal (PSB/RJ), autor da Lei Seca, entrou com um decreto legislativo na Câmara para sustar os efeitos da resolução.

Para Leal, obrigar os donos de veículos a substituírem suas placas é exagerado e fere o interesse público. Ele acredita que ainda há o que se discutir sobre a sua implementação.

Apesar de terem sido apresentadas há quatro anos, as placas com chip e código QR não saíram do papel. O prazo para implantação foi postergado duas vezes e, depois, suspenso.

Teatro Municipal: o primeiro espetáculo | O Teatro Municipal de Boa Vista recebeu no último sábado (17) o primeiro espetáculo nacional desde a sua inauguração (foto acima). A Cia carioca Centro Teatral Etc e Tal apresentou, pela primeira vez em Boa Vista, o espetáculo ‘João O Alfaiate – Um Herói Inusitado’. Com classificação livre e 50 minutos de duração, o espetáculo já reuniu mais de 6.000 espectadores por onde passou e, em Boa Vista, também foi sucesso de público. Na primeira noite de apresentação, 800 pessoas compareceram ao Teatro. O Teatro Municipal de Boa Vista é um prédio imponente e moderno, localizado na avenida Glaycon de Paiva, no bairro São Vicente. O espaço conta com sala de espetáculos com 1.100 lugares, Teatro Escola e espaço para exposições, pronto para receber espetáculos musicais, teatrais, de dança e outros movimentos culturais. É comparado a grandes teatros em cidades como Berlin, Paris, Londres, reconhecidas mundialmente como centros culturais.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts