‘Golpe é convocar novas eleições’, afirma Romero Jucá em entrevista com jornalistas da grande imprensa.

 ‘Golpe é convocar novas eleições’, afirma Romero Jucá em entrevista com jornalistas da grande imprensa.

lll

Compartilhe este artigo

There is no ads to display, Please add some
Coluna da Quarta |||| Publicada 00h13
jucarodavivav
Jucá, no Roda Vida, segunda-feira á noite: “essa ideia de eleições agora é artimanha do PT para atrapalhar”.

Repercutiu na grande imprensa e em todos os sites e blogs políticos do país, a entrevista do senador Romero Jucá, (PMDB) na noite de segunda-feira (25) no programa “Roda Viva”, da TV Cultura. E de cara foi inquirido a se pronunciar sobre eventual realização de novas eleições gerais ainda neste ano, “Isso sim seria um golpe” – disse numa alusão à posição do governo e de aliados de que o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff é um golpe.

A reposta de Jucá foi considerada “sensacional” por milhares de internautas ao demonstrar que a proposta não passa de um golpe, similar à uma tentativa de mudar o resultado do jogo da Copa do Mundo em que o Brasil perdeu de 7×1 para a Alemanha. Para Jucá, seria igual a perder o jogo e depois pedir para “fazer o jogo de novo”, aguardando um mês para Neymar se recuperar. Mas isso estaria na regra? Claro que não. Enfim, truque sujo tem que ser refutado com esculacho, no que Jucá caprichou:

Ainda de acordo com Jucá, a realização de um novo pleito seria “uma artimanha, uma manobra diversionista” do processo de impeachment ou uma “tentativa de melar o jogo”, fora das regras que preveem eleições para presidente apenas em 2018. “Fora disso, aí sim é golpe, é tentativa de anular a regra”, declarou. Um dos principais articuladores do vice-presidente, Jucá disse ainda que Michel Temer é “o homem certo” para o momento de crise que vive o país. “Ele tem todas as condições de construir uma base de diálogo com o Congresso, porque ele foi criado naquele meio, ele é jurista, um constitucionalista,” afirmou.

Jucá defendeu a redução de ministérios e dos cargos comissionados no governo federal ao defender que as conversas de Temer com políticos não objetivam a distribuição de nomeações para sustentar um eventual governo. Ele afirmou ainda que é preciso discutir a indexação dos gastos do governo com educação. Como argumento, ele citou que, em algumas cidades, haveria mais idosos do que crianças e adolescentes para que a cidade seja obrigada a separar 25% em investimentos em educação. Citado em depoimentos da Lava Jato, o senador afirmou que seu partido defende a operação e as investigações. “Não há demérito em ser investigado, há demérito em ser condenado”.

camaraanimos
O clima esquentou novamente na Sessão de ontem na Câmara de Vereadores de Boa Vista.

Ofensa a Teresa gera rebuUma expressão grosseira e impublicável (…Teresa vá tomar no c….) encontrada em uma cédula de votação durante apreciação de vetos na Câmara de Vereadores de Boa Vista foi motivo de ‘arranca-tocos’ (natural) na sessão de ontem.

O fato incivil foi descoberto na sessão do dia 20 deste mês enquanto eram apurados os votos extraídos de uma eleição secreta. E voltou ao debate porque a vereadora Nira Mota, presidente da Comissão de Ética, anunciou que levará o caso adiante porque deseja identificar e puir a bruteza do vereador.

O vereador Mário César cobrou que a Casa descubra quem escreveu o xingamento à prefeita. No entendimento dele nenhum outro veto poderia ser analisado antes que a Câmara identificasse o autor do recado. E o bate bota com o Guarda Alexandre (sempre ele) foi inevitável, com xingamentos imorais, claro.

llll
George lavou as mãos e liberou o grupo para votar da forma que quisesse cada deputado.

O recuo de George… Absolutamente estranho o recuo do deputado George Melo ao veto governamental a um projeto de sua autoria. Aliás o Governo agradece penhoradamente a ‘generosidade’ do parlamentar que se pronunciou pela manutenção do ato e de lambuja liberou seus comandados a o seguirem.

Trata da proibição de uso de cores que não sejam oficiais da bandeira do Estado na pintura de prédios públicos. George teve a iniciativa para barrar o deslumbramento governamental que vem sapecando os tons do Partido Progressista, o PP (branco, azul e vermelho) principalmente nas Escolas Estaduais.

Suely vetou integralmente o projeto e quando esperava-se um rebate alentado e possante do seu autor, Melo deu pra trás. E o veto foi mantido.

lll
Jorge Everton cobra atenção da Mesa Diretora para requerimentos seus que estão paralisados.

… a cobrança de Jorge | Em outro extremo o deputado Jorge Everton cobrou ligeireza da Mesa Diretora na análise dos requerimentos apresentados por ele para criação de CPIs a fim de investigar contratos nas secretarias estaduais do Governo, principalmente na Saúde.

Ele informou ter protocolado requerimento solicitando o desarquivamento da denúncia feita pelo Ministério Público de Contas em setembro de 2015 contra a governadora Suely Campos (PP), onde são apontados supostos crimes de responsabilidade.

Eu peço encarecidamente que traga o assunto ao Plenário. Que traga esse debate para os deputados. E que cada parlamentar faça o seu papel para que foi eleito nesta Casa. Para que toda a sociedade tome conhecimento do pensamento de cada um aqui referente a CPI da Saúde, da Educação e ao pedido de afastamento feito pelo MPC”, apelou Jorge Everton.

lll
Telmário não é levado a sério porque sempre deprecia seus pronunciamentos em Plenário.

Telmário: o rei do pito | O senador Telmário Mota (PDT) está distinguindo sua passagem pelo Senado por um lado absolutamente negativo, desfavorável.

É repreendido sempre que se pronuncia em Plenário pela postura repulsiva, debochada e nada séria. Ontem tomou novo pito do senador capixaba Magno Malta que atribuiu a Telmário o titulo honorário de ‘bajulador oficial do Palácio do Planalto’.

Segundo Malta, Telmário não pode ser levado a sério, ‘porque ele próprio deprecia sua oratória e não qualifica o debate’.

lll
Jalser demonstrou alívio porque a pauta foi simplesmente limpa na Sessão de ontem.

Pauta limpa na ALE. Aleluia| Os deputados estaduais excederam o tempo regulamentar da Sessão de ontem e simplesmente limparam a pauta do Plenário, que travava os trabalhos legislativos há dias. O presidente Jalser Renier respirou aliviado ao final das atividades.

Votaram todos os vetos governamentais, com destaque para a manutenção da maioria, inclusive contando com ajuda imprevista do pessoal da oposição. E com o voto da maioria derrubaram apenas o veto que cria o programa de apoio médico-terapêutico e educacional aos portadores de deficiência auditiva profunda, de autoria da deputada Lenir Rodrigues.

E no embalo e com plenário cheio, os deputados aprovaram ainda os projetos que revisam vencimentos e proventos de servidores do Tribunal de Justiça e do Tribunal de Contas e outro que autoriza o Governo a usar depósitos judiciais e administrativos para pagamento de precatórios de qualquer natureza.

lll
lll

Um novo lar para Izaias | O deputado Izaias Maia já cuidou firmar ficha de filiação em um novo Partido Político. Pertence agora ao Partido Trabalhista do Brasil – PT do B.

Izaias foi eleito pelo PRB nas eleições de 2014 com 3.427 votos, em penúltimo lugar entre os 24 deputados.

Mas este ano, aproveitando um mecanismo criado pelo Senado Federal, a janela partidária, largou o PRB sem ameaça de perder o mandato por infidelidade, alegando problemas pessoais.

lll
Alunos se apresentam na Escola Rittler Lucena, que passa a oferecer o Ensino Básico Militar.

Ensino básico militar | Oferecer educação de mais qualidade que priorize a disciplina. É assim que a professora Antônia Costa, de 34 anos, avalia a nova modalidade de ensino da escola estadual Luiz Rittler Brito de Lucena, no bairro Nova Cidade, Zona Oeste. Ela matriculou pela primeira vez os três filhos na unidade, que agora passa a oferecer o EBM (Ensino Básico Militar).

“Sem dúvida, a mudança será gerada não somente nos alunos, mas também na comunidade próxima a escola. A implantação do EBM nesta escola merece aplausos”, disse a professora.

O secretário de Educação, Marcelo Campbell, destaca a parceria da Seed (Secretaria Estadual de Educação e Desportos) com a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, que vêm somar na missão. “Nossa expectativa é alta em relação ao sucesso destas escolas, que se tornam um porto seguro para a comunidade, além de ser uma propagadora de mudanças nas áreas que estão inseridas”, ressalta.

lll
Dilma pode ser afastada do Palácio do Planalto na votação que está marcada para o dia 11/5.

Só mais duas semanas de DilmaO Brasil tem de aturar Dilma Rousseff por mais duas semanas. O voto para afastá-la do Palácio do Planalto está marcado para 11 de maio.

Antes disso, porém, há o voto na comissão do impeachment, previsto para o dia 6, sexta-feira da semana que vem.

Duas semanas. Só isso

lll
Meninos do programa Dedo Verde, criado pela prefeita Teresa Surita em seu primeiro mandado, em 1993.

23 anos do Dedo Verde Durante esta semana, o Programa Dedo Verde comemora 23 anos de criação. A programação de aniversário terá apresentações culturais, gincana e confraternização entre os integrantes. O Dedo Verde foi criado em 14 de abril de 1993, na primeira gestão da prefeita Teresa Surita, com foco na proteção social e no fortalecimento dos vínculos familiares. Atualmente, atende 100 adolescentes de 14 a 18 anos que participam de atividades que têm ênfase na cidadania ambiental.


CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

peronico

http://peronico.com.br

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Posts Relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: