Governo estadual dá sinais de que não terá candidatura própria à Prefeitura de Boa Vista este ano.

 Governo estadual dá sinais de que não terá candidatura própria à Prefeitura de Boa Vista este ano.

lll

Compartilhe este artigo

There is no ads to display, Please add some

A Coluna da Segunda |||| Publicada 00h12

lll
O clima é amistoso, mas não houve ainda entendimento entre Hiran e Suely para lançamento de candidatura própria do PP.

Os sinais são cada mais evidentes de que o Governo de Roraima não terá uma candidatura própria para disputar a Prefeitura de Boa Vista, este ano, tampouco afixará sua marca em uma candidatura avulsa ou de terceiros. Ao tempo em que na maioria das capitais os nomes ligados ao poder estadual estão definidos, por aqui, nem acenos, quebrando uma tradição que vem desde a transformação do território em Estado. Havia prospecções sobre nomes como Oleno Matos (atual chefe da Casa Civil), dos deputados estaduais Brito Bezerra e Mecias de Jesus, do vereador licenciado Paulo Linhares, todos ligados ao Palácio Senador Hélio Campos.

Ocorre que o projeto do Governo nesse sentido esvaneceu com a perda de comando do Partido Progressista, o PP, entregue na bacia ao deputado federal Hiran Gonçalves, deixando a governadora Suely Campos e o próprio Neudo Campos – ex-homem forte do Partido e que foi obrigado a renunciar à presidência – praticamente desalojados dentro da sigla. Neudo manobrava com certa maestria todas as conjecturas sobre indicados e especulava sobre requisitos exigíveis para quem almejasse o encosto do Palácio na disputa eleitoral.

A pá de cal veio na semana que passou quando Hiran Gonçalves, em uma entrevista a um jornal local, praticamente descartou que vá indicar ou ser fiador de uma candidatura própria na disputa com a atual prefeita Teresa Surita. Ele mesmo anunciou como equivoco o fato de ter sido mencionado como candidato. E emendou: “para lançar uma candidatura para a Prefeitura da Capital é preciso que haja diálogo com o chefe estadual”. Conforme o deputado, até o momento não houve conversa entre o partido que preside e a governadora Suely Campos (PP) sobre uma provável candidatura.

lll
A senadora Ângela está sofrendo desgaste político por conta da crise que afeta o PT.

Ângela afunda junto com o PTAo passo que vai afundando, o Partido dos Trabalhadores vai puxando a senadora roraimense Ângela Portela para o buraco. Ela não consegue mais nem colher opiniões favoráveis de seus simpatizantes no Facebook que a aconselham que ela deixe o PT a todo instante.

A pouca operosidade no Senado e a crise política que evidencia toda essa sujeira no PT afetam tanto a senadora roraimense que as vozes das ruas já projetam o fracasso dela na busca de um novo mandato em 2018.

A trajetória política de Ângela teve início em 2006 onde elegeu-se deputada federal pelo PTC, com 9.429 votos e em seguida, em 2010, alcançou o Senado Federal com 110.993 votos (junto com Romero Jucá). Mas na última eleição que disputou em 2014 conseguiu apenas 43.897 votos o que sanciona sua ruina que certamente se configurará com o Impeachment de Dilma.

lll
Jucá defende uma efetiva aliança política com o PSDB. Mas não com cargos no Governo.

PSDB + PMDB: será?O senador Romero Jucá, presidente nacional do PMDB, afirmou ontem que a participação do PSDB com a ocupação de cargos num eventual governo Michel Temer não é vital. Para Jucá, o importante é que o PSDB ajude a compor a base de sustentação e contribua com sugestões para a condução de áreas estratégicas.

O senador participou de um encontro de Temer com o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, no Palácio do Jaburu. Ele disse que se houver um acordo, o PSDB pode contribuir com todas as suas forças, integrando, inclusive, o ministério para o êxito de um governo capaz de colocar o Brasil nos eixos.

O Temer está conversando com todo mundo. E o PSDB está discutindo sua estratégia internamente. Nós respeitamos isso. Mas o fundamental é que o PSDB componha a base de sustentação. Se vão indicar nomes ou não, isso é outra história”, disse Jucá.

RODA VIVA | O programa Roda Viva desta segunda-feira – 25, conta com a presença do senador Romero Jucá – PMDB. Às 22h, ao vivo, na TV Cultura. (Aqui o boa-vistense pode acompanhar a entrevista no Canal 2, a partir das 9 da noite).

Líder de novo? De jeito nenhum… 

Escreveu Vera Guimarães, na coluna Radar Online, da revista Veja:

– Um dos principais responsáveis pela vitória do impeachment na Câmara e general da tropa de Michel Temer, Romero Jucá almeja o Ministério do Planejamento — e deve ser atendido.

Quando argumentam que, caso assuma, Temer precisará de um homem forte no Congresso, o senador se arrepia: “Não vou ser líder de novo, né? Viraria piada”.

O senador já foi líder dos governos Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma Rousseff.

llll
Renan contraria o próprio Partido (o PMDB) e mantém aliança com Dilma.

Que apego estranho | Políticos do PMDB, inclusive aqueles mais leais ao presidente do Senado, não conseguem entender o apego de Renan Calheiros a Dilma Rousseff.

Esses amigos têm advertido, de maneira crua, que a presidente “já morreu” politicamente, e que a saída dela é inevitável. Mas Renan parece apostar em uma sorte lotérica: afinal, caso consiga “salvar Dilma”, como tem dito a amigos, será dele o bilhete premiado.

Um dos mais leais “renanzistas” do Senado, Romero Jucá também não entende o “abraço de afogados” de Renan em Dilma. “Há quem ache Renan grato à ‘ajuda’ de Dilma ao governo do filho”, diz Romero Jucá, “mas ela jamais liberou um só tostão para Alagoas”.

O baixo nível do reservatório de obriga o Governo da Vnezuela a decretarracionamento, a partir de hoje.
O baixo nível do reservatório de Guri obriga a Venezuela a decretar racionamento, a partir de hoje.

Hoje começa o racionamento | Não está dito, oficialmente, quais consequências o racionamento de energia na Venezuela trará ao povo roraimense.

Mas o corte diário no fornecimento dentro do país vizinho começa hoje em dez estados, inclusive em Bolívar, de onde vem a energia que nos abastece.

A medida faz parta de um Plano de Gerenciamento de Carga para preservar o nível da água do reservatório da hidrelétrica de Guri, por um período de quatro horas por dia e terá a duração de 40 dias “ou até que os níveis de Guri votem ao normal.

llll
Mozarildo deve ter o apoio de Neudo e Suely à sua candidatura.

Apoio a MozarildoSem um candidato próprio à Prefeitura de Boa Vista, ou seja, oriundo do Partido da governadora, o PP, o apoio não oficial do Palácio do Governo deve incidir sobre o ex-senador Mozarildo Cavalcanti (PTB).

Será uma espécie de reforço pessoal do casal Neudo e Suely Campos a uma candidatura originalmente local, de um ‘filho da terra’. Mozarildo, um político habilidoso, deputado federal constituinte e com a bagagem de quem transitou por 16 anos no Senado da República, reúne sem dúvidas as condições para administrar o município.

Mas a referência eleitoral não lhe é favorável se tomarmos como baseamento sua última eleição, em 2014, quando tentou o 3º mandato de senador: recolheu apenas 25.594 votos.

lll
Altamair (de blazer) é acusado de não prestar contas de verba de convênios.

Prefeito denunciadoO prefeito de Pacaraima, Altemir da Silva (PSDB) foi denunciado pelo Ministério Público Federal por deixar de prestar contas da aplicação de recursos de um convênio firmado em 2011.

A suspeita é que o processo licitatório foi fraudado e houve pagamento maior e antecipado em relação à execução de obra para a uma empresa contratada pelo município.

Conforme a denúncia, o Ministério da Defesa, por meio do Programa Calha Norte (PCN), repassou à prefeitura de Pacaraima mais de R$ 1,4 milhão para a custear a revitalização e infraestrutura da rua Suapi.

lll
Alunos da rede estadual serão recebidos hoje com atraso em várias escolas para o início do ano letivo de 2016.

Retorno às aulas | Prejudicados pela greve dos professores, no ano passado, que durou 75 dias, somente hoje os alunos da rede estadual de ensino retomam o aluno letivo de 2016. Ao todo, 23.579 alunos retornam para a rotina de aulas e trabalhos escolares em 32 escolas. Conforme a diretora do Departamento de Educação Básica da Seed (Secretaria Estadual de Educação e Desportos), Lucimar Gomes, todas as escolas estão preparadas para receber e dar boas-vindas aos alunos. Todas as escolas do calendário nº 4 terminam o primeiro semestre no dia 31 de agosto. O recesso escolar ocorrerá do dia 1º a 16 de agosto. O final do ano letivo está marcado para o dia 6 de fevereiro de 2017. Essas unidades também terão aulas aos sábados e feriados para reposição de aula.


CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

peronico

http://peronico.com.br

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Posts Relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: