Governo Federal acena com carência para pagamento de dívida dos Estados. Roraima agradece!

Compartilhe nosso conteúdo!

Coluna da segunda ||||| Publicada 00h13

lll
Os ministros Henrique Meirelles e Romero Jucá é quem comandam a política econômica do Governo e a renegociação das dívidas estaduais.

O governo quer avançar nessa semana nas negociações com os Estados sobre o alívio da dívida com a União. O ministro do Planejamento, Romero Jucá, sinalizou que o Tesouro Nacional poderá conceder um prazo de carência para o pagamento do valor principal e dos juros da dívida. Mas Jucá avisou que o Governo deverá exigir como contrapartida medidas mais duras e pretende deixar claro que é uma ação emergencial para resolver o problema de curto prazo de fluxo de caixa dos governos estaduais.

A proposta de socorro, enviada ao Congresso Nacional pela equipe econômica da presidente afastada Dilma Rousseff, terá que ser modificada. O governo federal quer, no entanto, evitar o termo “moratória” para as negociações. Segundo Jucá, Estados com maiores problemas de caixa poderiam ter uma interrupção maior do pagamento da dívida, mas em contrapartida medidas mais duras para sanear as suas finanças.

Outra preocupação dos Estados é de que o governo federal não aumente os gastos dos governos estaduais. Há uma preocupação com o impacto do reajuste do Judiciário que serve de parâmetro para gastos dos servidores nos governos estaduais.

Café requentado 
ll
Jucá: vitima do café requentado

O senador roraimense Romero Jucá (atual ministro do Planejamento de Temer) está sendo vítima da velha retórica. É assim que funciona no Brasil: alguém assume projeção no cenário político nacional e logo torna-se vidraça do denuncismo, principalmente da imprensa paulista, declaradamente petista.

Juca está sendo apedrejado com denúncias requentadas. Café frio. É o mesmo assunto, mastigado, moído e ruminado. Picuinhas adormecidas há mais de uma década, emergem como se fossem algo extraordinário a ponto colocar o ministro nas manchetes diárias da grande imprensa.

Por mais que Jucá tente se explicar. Por mais clara que seja a razão, ajustada pelo fato de não existirem provas, Jucá continuará a ser açoitado porque esse é o papel singular da imprensa sensacionalista. É o preço que ele está pagando pela ousadia de apontar os podres do petismo e tentar consertá-los.

O assunto só interessa a meia dúzia de inimigos seus. E não será nenhuma surpresa se Pedro Panilha – lembram dele? – aparecer nas páginas da Folha de S. Paulo, ou de outro ‘jornalão’ qualquer e danar-se a falar besteira a respeito de Jucá.

Deu no pé. Escafedeu-se!
llll
Telmário não compareceu e nem justificou sua ausência na entrevista de ontem.

O senador Telmário Mota (PDT) fugiu de uma entrevista que estava agendada para ontem de manhã em uma emissora de rádio local. Falaria de seu apoio incondicional a Dilma Rousseff e sobre uma ação impetrada por ele que questiona a nomeação do ministro Romero Jucá.

A produção da rádio informou que o senador não compareceu nem deu justificativa alguma pela ausência, apesar das tentativas de encontrá-lo.

Esquivou-se provavelmente para não ter que dar satisfação de recente episódio que envolve sua esposa, foragida da Justiça.

Quem deve, vai pagar…
ll
O ‘caso gafanhoto’ ainda vai tirar o sono de muita gente.

Tem o dito popular: “quem não deve não teme!”. Pois bem, aqui deixo um aconselhamento para quem tem pendências com aquele rumoroso “caso gafanhoto”, que já levou um unhado de gente a dormir na cadeia e que tanto atazana a vida do ex-governador Neudo Campos: procurem tem bastante calma e tranquilidade, porque a Polícia Federal mais cedo ou mais tarde baterá na sua porta.

Com base naquele jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF), que, em decisão proferida em fevereiro, admitiu a execução da pena criminal após a decisão de segunda instância, independentemente da pendência de recursos direcionados aos Tribunais Superiores, todo mundo que já teve o processo concluído que recebeu alguma pena de privação de liberdade, será recolhido.

Fora Temer. Aqui também… 
lll Foto: divulgação.
O protesto contra Temer reuniu pouca gente no centro de Boa Vista, ontem. Foto: FolhaBV.

Aconteceu em vários estados do Brasil. Aqui também. Manifestantes simpatizantes da presidente afastada Dilma Rousseff, protestaram com o presidente em exercício, Michel Temer (PMDB) ontem no centro de Boa Vista.

Eles gritavam “fora, Temer”, e a concentração, embora tímida, produziu muito barulho nas imediações do monumento ao garimpeiro, na Praça do Centro Cívico.

Depois os caminharam até a sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan-RR), também no Centro da capital, onde os manifestantes formaram um cordão humano em volta do prédio. Participaram da CUT e militantes do PT.

25 mil atendimentos
lll
A governadora Suely Campos acompanha todas as fases do programa Caravana do Povo.

O governo de Suely Campos (PP) vai fincando sua marca no interior através do programa social “Caravana do Povo”. Atingiu na última sexta-feira, 20, a extraordinária marca de 25 mil atendimentos.

A ação aconteceu na Escola Estadual José Aureliano da Costa, na sede do município do Cantá, a 30 quilômetros da Capital Boa Vista. A ação do Governo do Estado proporcionou diversos serviços básicos, especializados de saúde e assistência social para toda população.

Nós estamos chegando a torno de 25 mil atendimentos através da Caravana do Povo este ano. Só no Baixo Rio Branco, foram contabilizados cinco mil atendimentos. Isso significa que realmente a população precisa desses serviços e destes atendimentos pontuais em cada localidade do nosso Estado”, comentou a governadora.

Custo menor
llll
Maria Helena se empenha na Câmara para que o projeto da conversão seja aprovado.

A deputada Maria Helena (PSB) está empenhada para que seja mantida, na Câmara dos Deputados, um dispositivo proposto pelo então senador Romero Jucá (PMDB) no Projeto de Lei de conversão da Medida Provisória 706/15, para diminuir os custos dos cálculos da tarifa de energia aos consumidores de Roraima. Ela argumenta que as ineficiências de gestão das distribuidoras do Norte seriam financiadas com repasses às tarifas dos consumidores das demais regiões do País.

Além do pagamento dos débitos da Eletrobras com a Petrobras, o substitutivo proposto por Juca retira, até 2025, do cálculo do custo de referência da energia elétrica para as distribuidoras Eletrobrás dos estados do Amazonas, Rondônia, Roraima e Amapá, os encargos cobrados dos demais consumidores, o que resulta no aumento do subsídio concedido àquelas concessionárias da Região Norte.

lll
A campanha de vacinação contra a influenza acabou na ultima sexta-feira e alcançou a meta pretendida.

H1N1: meta alcançada | A campanha de vacinação contra a influenza terminou na sexta-feira, 20. A Prefeitura de Boa Vista já atingiu a meta que é de 80%, preconizada pelo Ministério da Saúde. De acordo com a Coordenação Municipal de Imunização, foram vacinadas 47.183 das 57.800 pessoas que precisariam receber a dose da vacina, o que representa 81,63%. Apesar de ter ultrapassado a meta, gestantes e crianças estão com cobertura vacinal baixa. Crianças estão com 62,34% e gestantes estão com 50,32% de cobertura. A campanha não será prorrogada. A dose da vacina protege contra três subtipos do vírus da gripe – A (H1N1), A (H3N2) e influenza B.


CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts