Governo vai distribuir venezuelanos de Roraima para São Paulo e Amazonas. Operação começa em 15 dias.

Compartilhe nosso conteúdo!
A Coluna de Hoje | Publicada 00h13m
Venezuelanos ocupam a praça Simon Bolívar, em Boa Vista, serão levados para outros estados, segundo o governo federal.

O governo federal deve começar em 15 dias a transferência de venezuelanos que estão atualmente em Roraima e estejam em condições de trabalha. O governo começa nos próximos dias um processo de triagem e de vacinação da população venezuelana que entrou no país nas últimas semanas em busca de trabalho.

Segundo o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, cerca de 40% dos imigrantes, pelo que o governo conseguiu registrar até agora é de homens solteiros em busca de trabalho. Os primeiros serão distribuídos para São Paulo e Amazonas.

A medida foi anunciada ontem (21) após a primeira reunião do comitê de assistência emergencial criado pelo presidente Michel Temer para tratar da crise humanitária envolvendo os venezuelanos refugiados.

O prazo de 15 dias é, segundo o ministro, o tempo necessário para que seja feita a imunização desses imigrantes contra doenças como sarampo e malária. De acordo com Padilha, o processo de “interiorização” envolve imigrantes venezuelanos que estão vivendo em abrigos ou acampamentos nos espaços públicos de Boa Vista.

Para os que continuam dormindo nas praças de Pacaraima, fronteira com a Venezuela, e Boa Vista, capital de Roraima, o governo anunciou a construção de centros de apoio e triagem. Cada um terá a capacidade de receber 1,5 mil pessoas.

— A gente está trabalhando com vários estados, não só com São Paulo e Amazonas. Estamos garantindo primeiro a vacinação para depois interiorizar — informou. Fonte | Agência Brasil 

Exército acolherá 3 mil imigrantes

Os venezuelanos continuam cruzando a fronteira em direção a Boa Vista, fugindo da fome.

Exército brasileiro vai abrir vaga para o acolhimento de mais 3 mil imigrantes. Isso é mais do que o dobro da capacidade de atendimento dos três abrigos públicos de Roraima.

Segundo o governo, 1,5 mil vagas serão abertas em Pacaraima, município que faz fronteira com a Venezuela, e outras 1,5 mil em Boa Vista.

Os abrigos estão sendo chamados de Centro de Acolhimento de Viagem e vão oferecer alimentação, banheiro químico e acesso a consultas médicas.

As contas do governo de Roraima apontam para a entrada de cerca de 800 venezuelanos por dia no Estado em busca de trabalho e ajuda, e atualmente cerca de 40 mil estão na capital Boa Vista.

Segundo Padilha, o governo calcula um gasto em Roraima de R$ 70 milhões em alimentos e medicamentos, especialmente, incluindo vacinas contra sarampo e outras doenças transmissíveis. Fonte | Agencia Brasil

Pisou na bola, hein Paulinho! 

Paulinho Linhares (em pé) pede votos em reunião com servidores do Estado, no Parque Caçari. Foto | Divulgação

O dentista Paulinho Linhares – que foi desastroso como secretário de Saúde no Governo da titia Suely – reuniu servidões do Estado em uma casa no Parque Caçari, para pedir votos, já que prenunciou sua candidatura à Câmara dos Deputados.

Imaturo e juvenil o moço desviou o foco da reunião e danou-se a caluniar Romero Jucá com discurso injurioso destinado a ofender o senador, que é líder do Governo no Senado.

Ocorre que a conversa foi gravada e junto com fotos o teor da reunião foi encaminhado ao senador, em Brasília. O registro exibe funcionários do Governo e o claro cometimento de crime eleitoral, por configurar campanha antecipada.

O material ganhou rápida repercussão nas redes sociais locais principalmente nos grupos de Whats App e foi enviado ao senador Romero Jucá para conhecimento e tomada de medidas judicias cabíveis.

Um aviso a esses marujos de 1ª viagem: se vão duelar com o senador Romero Jucá e seu grupo, cuidem de acrisolar a armadura. Porque o tiroteio que vem de lá é pesado e intenso.

Jucá é mantido na presidência do MDB

Romero Jucá presidiu a reunião da Executiva do MDB em que seu mandato foi esticado por mais um ano.

A Executiva Nacional do MDB prorrogou por mais um ano o mandato da direção nacional do partido, o que inclui a permanência do senador Romero Jucá à frente da sigla. A reunião deliberativa aconteceu ontem na sede do partido na Câmara dos Deputados.

A decisão, que alonga o mandato no comando do partido até 2 de março de 2019, foi tomada por unanimidade pela executiva nacional do PMDB.

Durante a reunião, os dirigentes também determinaram como será a divisão do fundo eleitoral para as campanhas de senadores e deputados federais. Sendo assim, deputados vão receber R$ 1,5 milhão e senadores receberão R$ 2 milhões.

Também participaram da reunião, os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), Leonardo Picciani (Esportes) e Carlos Marun (Secretaria de Governo).

Candidatura própria 

Presidente do MDB, Jucá afirma que Partido pode ter candidatura própria em outubro.

Reconduzido à presidência do MDB, o senador Romero Jucá disse ontem que o partido vai trabalhar para ter candidato próprio à Presidência da República e que o presidente Michel Temer é sempre um nome, como outros, para a função.

“O presidente Michel Temer é uma opção do MDB para ser candidato a presidente da República, se ele assim o entender. O partido defende candidatura própria, nós temos várias opções e vamos trabalhar no sentido de termos candidatura própria”, declarou Jucá após reunião da Executiva da sigla.

Jucá disse que o tempo vai dizer se Temer será candidato. “O presidente vai definir no momento apropriado se ele poderá ser ou não candidato”, afirmou.

O emedebista destacou como possível candidato do bloco governista o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, e o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

Nós temos muitos nomes que podem ser candidatos a presidente. Nós estamos discutindo qual é o nome mais viável, mais factível, que possa ganhar as eleições”, disse

Suely no ‘país das maravilhas’

Jorge Everton compara o governo de Suely Campos ao conto “Alice no País das Maravilhas”.

O clássico “As Aventuras de Alice no País das Maravilhas”, do escritor inglês Lewis Carroll serviu de encosto para o discurso do deputado Jorge Everton, ontem, para achincalhar o pronunciamento de Suely Campos, na abertura dos trabalhos legislativos na terça, 20.

A governadora proclamou que o Estado avançou em tudo, que os roraimenses vivem no paraíso, os servidores são bem tratados, os investimentos geram emprego e renda ao que abespinhou o parlamentar.

“Avançou sim, para o abismo. Esse Governo vive um conto de fadas. Só pode. Tudo quebrado, nada funciona, desvio de dinheiro jorrando, nepotismo, e nenhum investimento e ainda vem a governadora dizer aqui que avançou. Avançou em quê?”, indaga o parlamentar.

Ela é a Suely do país das maravilhas. Ela disse aqui que é a Suely da Educação, mas hoje pela manhã recebi a ligação de um pai que mora no interior, alegando que os filhos ainda não começaram a estudar porque a governadora não pagou o transporte escolar. Essa é a Suely da Educação? E Suely do sistema prisional, recordista em fugas e mortes no Estado, sem falar no desvio de mais de 20 milhões que apuramos na CPI do sistema prisional”, lembrou, ao dizer que a governadora não sabe aonde quer chegar, “portanto qualquer caminho serve”.

‘O pior governo de todos os tempos’, diz

Para George Melo se Suely tivesse ‘vergonha na cara’ renunciaria ao mandato imediatamente. 

“A governadora Suely esteve nesta Casa lançando sua candidatura, dizendo que se justificava a candidatura por ela ser a Suely de várias ações benéficas à população. Ora, a Suely da Saúde foi a pior governadora que esse Estado já teve, pois no hospital não tem remédio e nem material da saúde. Agora, falta até o pagamento de médicos, servidores e dos terceirizados, que já estão há quatro meses sem receber”, disse o deputado George Melo.

No discurso o parlamentar foi pontuando cada órgão administrado pelo Executivo, e citado por Suely Campos. “As escolas na cidade e quase todas no interior estão sem condições de funcionamento. A cultura é feita para inglês ver. A Suely das obras, para as pessoas que moram no interior e querem escoar sua produção, tem que pedir ajuda para sair das vicinais intrafegáveis. Ontem ficamos olhando a empáfia e arrogância de uma senhora que não sabe o que é gestão”, afirmou.

Para o parlamentar, “o melhor caminho seria a renúncia”. “Renuncie, governadora, enquanto é tempo. Respeito a senhora como mãe, mas a senhora precisa entender que o Estado de Roraima não é sua família, que está levando o Estado à pior crise da história.

Telmário pede perdão à Dilma: acreditem!

Telmário Mota perdeu privilégios que tinha no Governo Temer e agora se diz arrependido por Dilma.

O senador Telmário Mota (PTB) não perde sua excentricidade pilhérica e fulgente. Afirmou em pronunciamento no Senado que o maior erro de sua trajetória parlamentar foi ter votado a favor do Impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Mas porque esse arrependimento somente agora, hein Temário? Para quem não sabe Telmaío aliou-se a Michel Temer porque conseguiu empregar uma de suas irmãs em uma diretoria dos Correios. Como a moça foi dispensada por incapacidade atestada, claro, o senador rebelou-se contra o presidente.

“Quero aqui até de público pedir a minha desculpa, Dilma, porque você foi a melhor presidenta pro meu estado”, discursou Temário, que mudou seu voto na semana da última votação do impeachment alegando arranjo partidário estadual com vistas às eleições municipais de 2016.

Os ‘grã-finos’ do pós vão em cana

Land Rover foi apreendida pela Polícia Federal na casa de um dos líderes da quadrilha, em Boa Vista.

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público do Estado de Roraima, desencadeou ontem a Operação Ponte Aérea, com objetivo de desarticular associação criminosa integrada por investigados que atuavam no tráfico de drogas, financiamento e associação para o tráfico.

Foram cumpridos 9 mandados de prisão preventiva, 9 mandados de busca e apreensão, bem como o sequestro de bens de 10 investigados, decorrente de ordens judiciais deferidas pela Justiça do Estado de Roraima.

Os investigados se valiam da posição social – classes alta e média – para traficar drogas em boates e festas raves frequentadas por jovens com alto poder aquisitivo, bem como empregavam no transporte de drogas pessoas que aceitavam correr o risco de serem presas por uma pequena fração dos lucros que ganhavam. Ostentavam muitos veículos importados e bens adquiridos com dinheiro ilícito.

Em um ano de investigação foram apreendidos, apenas no Aeroporto de Boa Vista, 145 kg da droga e 15 transportadores foram presos em flagrante. Dois dos presos confessaram que estavam a serviço da associação criminosa alvo da operação de hoje e os demais ficaram em silêncio. O principal destino da droga era o estado do Paraná, de onde o skunk era redistribuído para São Paulo e Santa Catarina.

Édio debate privatização |  O deputado federal Edio Lopes (PR) participou na manhã de ontem (foto acima) da audiência pública, na Câmara dos Deputados, que discutiu sobre a privatização da Eletrobras e distribuidoras. O parlamentar já solicitou ao partido sua integração na comissão que irá tratar sobre o tema. Em seu pronunciamento, o parlamentar reafirmou seu posicionamento intransigente contra a privatização da Eletrobras, sobretudo a subsidiária de Roraima. “Com a privatização, teremos um duro retrocesso na tão precária política de desenvolvimento da Região Norte, sobretudo em Roraima”, destacou Edio. Promovida pela Frente Parlamentar em Defesa das Distribuidoras de Energia, a reunião contou com a participação de deputados, senadores e funcionários do setor de energia elétrica.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts