Horário eleitoral na TV não têm alterado o cenário da disputa em Boa Vista a um mês da eleição.

Compartilhe nosso conteúdo!
A Coluna de Hoje | Publicada 00h13
lll
Mobilidade Urbana: ciclovias, sinalização de ruas e iluminação são as marcas da atual administração de Teresa.

Numa campanha de tiro curto, após a mudança da legislação eleitoral, havia expectativas de que o guia eleitoral seria o elemento decisivo para a sorte das urnas. Afinal, essa tem sido uma eleição atípica em que a pré-campanha foi bem mais longa do que em pleitos passados. E a definição do cenário de disputa ocorreu nessa pré-campanha. Ocorre que os adversários da prefeita Teresa Surita (PMD), que desponta com 70% das intenções de voto, segundo o Ibope, estão se utilizando dos programas eleitorais apenas para fazer promessas imaginárias e lançar o denuncismo como se isso servisse para transformar alarido em voto.  

Mas, após uma semana de início dos programas, não se percebe a ocorrência de mudanças expressivas no quadro da disputa. Ou seja, não se identifica claramente um fato novo de grande proporção, capaz de criar um cisma e mudar o rumo da campanha, a exatamente um mês da eleição, que será no domingo 2 de outubro. A campanha tem sido marcada pelo acometimento de inexpressivas síncopes à Teresa, algumas coisas bem insignificantes como por exemplo uma rua lá no bairro Raiar do Sol que alagou no período de chuvas, creditado como deficiência da atual administração.

Os adversários da prefeita porém não estão encontrando nenhuma ressonância na apelação. Existe, óbvio, algum defeito na administração de Teresa, por razões ululantes, mas nada capaz de modificar o voto de quem já declarou sua opção. Há ataques aqui e acolá mas quem é testemunho do que foi feito nesses quase quatro anos desse atual mandato, vai certamente contabilizar que os acertos suplantam em muito o que ainda não existe ou que deixou de ser realizado. Se a tentativa é desgastar a imagem da prefeita, isso, pelo visto, não vem surtindo efeito nenhum.

Teresa, por seu turno, não parece muito incomodada com as apoplexias dos concorrentes. Seu comportamento, até esse momento da campanha, tem sido de muita serenidade. Ou demonstração de serenidade. E Teresa leva uma admirável e assombrosa vantagem sobre os demais. Enquanto todos tentam sacar uma obrigação como promessa – como se isso fosse obrar algum milagre – a prefeita, ao contrário, vai apenas relacionando o que todos já estão acostumados a ver.

Enquanto os adversários esforçam-se na busca de mudar a consciência de algum eleitor indeciso, com uma ou outra razão, Teresa abre um leque de razões. Boa Vista se transformou na gestão de Teresa. Só não enxerga quem não está disposto a distinguir o que é real. E esse parece o cenário a preço de hoje, a um mês exatamente do veredicto das urnas. Se até lá, um fato de proporções bíblicas não ocorrer, a eleição pode terminar já no 1° turno, sendo decidida de acordo com os números até agora sinalizados pelas pesquisas.

‘Filho da puta’. Disse Dilma sobre Telmário
lll
Telmário acovardou-se e votou pelo Impeachment da ex-aliada Dilma Rousseff.

Vão surgindo aos poucos os pequenos detalhes e as sutilezas do pós-impeachment de Dilma Roussef. E Telmário Mota (PDT) tem sido o protagonista de passagens que só agora começam a ser reveladas.

Como, por exemplo, o ocorrido na biblioteca do Palácio da Alvorada no instante em que a TV mostrou o placar do Senado, na voz de Ricardo Lewandowski: ‘aprovado o Impeachment da senhora presidente por 61 a 20’.

O silêncio do recinto foi quebrado quando ouviu-se um brado: “Filho da puta!”. Era a voz de Dilma referindo-se à Telmário, que mudara de lado após promessa de cargos.

Um fato novo
lll
Por conta da traição Telmário vem sendo xingado até por eleitores seus nas redes sociais.

Essas atitudes inconvenientes e reprováveis de Telmário lhe rendem um lastreio de indignação dos roraimenses que o colocaram no Senado da República.

Ontem, por exemplo, vi inúmeros depoimentos nas redes de pessoas chocadas com as posições inoportunas de Temário, algumas inclusive afirmando ali que estariam retirando o voto que lhe fora dado na eleição de 2014.

Como não é possível tecnicamente reverter a situação, moralmente serve para balizar o pensamento do povo daqui contra a covardia do senador do povo. O pior é que teremos que aturar Telmário ainda por 6 anos e 4 meses. Que deus tenha piedade de nós…

Neudo: 70 anos
lll
O ex-governador Neudo Campos pode ser beneficiado com prisão domiciliar pelos seus 70 anos.

O ex-governador Neudo Campos, que se encontra internado em um hospital de Boa Vista cuidando de um monte de enfermidades, agravadas depois que foi preso por conta de seu envolvimento no “Caso gafanhoto”, foi festejado nas redes sociais ontem por conta do seu aniversário: fez 70 anos de idade.

Foram centenas de manifestações exaltando certamente uma das mais proeminentes figuras públicas de Roraima das últimas décadas. Mas o aniversário de Neudo não pode ser visto apenas pelo lado da emoção. Pelo lado da razão também.

Afinal de contas a comemoração pela idade nova lhe traz também a possibilidade de deixar a prisão para ser acolhido em casa, com a admissibilidade da prisão domiciliar (Lei das Execuções Penais, artigo 177: se admite o recolhimento do beneficiário de regime aberto em residência particular quando se tratar de:I – condenado maior de 70 anos). Os advogados de Neudo são sabedores desse aditamento e com certeza vão busca-lo na esfera judicial com chances reais de êxito, muito em breve.

Jucá efetivado na presidência do PMDB
lll
Romero Jucá assumiu ontem oficialmente a presidência nacional do PMDB.

Interino na função desde maio, o senador roraimense Romero Jucá assumiu definitivamente o cargo de presidente do PMDB, o maior Partido da Nação. O presidente, Michel Temer, renunciou ao posto para o qual foi reeleito em 12 de março.

Jucá disse ontem que seu compromisso é de dar uma base ampla de sustentação ao governo do presidente da República Michel Temer no Congresso Nacional.

Vamos ter que discutir com a sociedade e propor medidas que vão poder reorientar a direção que o País vai precisar tomar. Nós temos que ter muita consciência de que precisamos construir uma base política que dê operacionalidade e rapidez às decisões de um governo de curto espaço de tempo, um governo de dois anos. Precisamos também discutir com a sociedade, por meio de segmentos organizados, pois as medidas terão que ser muito bem entendidas e o contexto dessas medidas também muito bem explicado”, disse.

O momento é de definição

Segundo Jucá o momento agora é de definição, em que o Brasil terá que enfrentar seus dramas, seus desafios, suas incorreções. “Nós vamos viver um Brasil de muitos novos desafios.

– Ontem nós enfrentamos e vencemos a primeira etapa que era o processo de impeachment mas, com a posse definitiva do presidente Michel Temer, temos a consciência da responsabilidade e do grande desafio amplo e múltiplo que vamos ter que enfrentar no curto espaço de tempo”, afirmou.

O senador disse que as medidas serão apresentadas pelo governo no curto prazo e que terão que ser aprovadas com rapidez. Jucá negou que o partido tenha patrocinado algum tipo de acordo para manter os direitos políticos de Dilma. “Eu votei favorável a decisão de punição porque entendo que a cassação não é divisível”.

Contra o fatiamento
lll
Dilma foi beneficiada por uma manobra politica mas a habilitação para função pública deve ser derrubada no STF.

Em seu primeiro dia como presidente efetivo do PMDB, o senador Romero Jucá afirmou que seu partido está disposto a subscrever o recurso que o PSDB apresentará nesta sexta-feira junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) questionando o fatiamento da pena da ex-presidente Dilma Rousseff.

— Eu disse ao Aécio (Neves) que, se ele entender que vai ser uma ação coletiva, o PMDB também assinará o pedido — afirmou.

O senador ponderou, entretanto, que não se trata de uma ação de governo, mas partidária. Na quarta-feira, o presidente Michel Temer, pouco após a conclusão do processo de impeachment, sinalizou a Aécio Neves, presidente do PSDB, que seria solidário a qualquer iniciativa dos tucanos para contestar a decisão do Senado de não inabilitar Dilma para exercício de cargos públicos ou disputas eleitorais.

— Não é coisa do governo, é do partido. Isto é uma discussão congressual — pontuou Jucá.

A vez dos precatórios
A governadora Suely recepcionou um grupo de advogados durante a assinatura do decreto dos precatórios.
A governadora Suely recepcionou um grupo de advogados durante a assinatura do decreto dos precatórios.

Uma notícia que era aguardada por muita gente: a governadora Suely Campos (PP) assinou ontem, finalmente, o decreto que regulamenta a utilização de depósitos judicias e administrativos para o pagamento de precatórios de qualquer natureza. 

O melhor de tudo é saber que Roraima tem aproximadamente R$ 76 milhões em precatórios para pagamento e R$ 110 milhões em depósito judicial. Com o decreto que regulamenta a Lei Estadual 243/2016, poderão ser sacados até 70% do valor total de depósito judicial para pagamento de precatórios dessas obrigações. Os advogados, claro, estão em festa.

Atualmente, 11 Estados Brasileiros já efetuaram saques do depósito judicial para amenizar a situação financeira, que, somados chegam a ordem de R$ 17 bilhões. 

Muda o Detran: De novo?
ll
Flamarion – atual secretário de Infraestrutura – deve voltar aos embates do Plenário da Assembleia.

Em construção nos bastidores do poder uma nova mudança no escalão da governadora Suely Campos.

O deputado Chicão da Silveira – que ocupa a vaga do deputado licenciado Oleno Matos – está de malas prontas para desembarcar na presidência do Detran. Isso foi cogitado inclusive no início do ano.

E como Oleno permanece chefe da Casa Civil do Governo, o atual secretário de Infraestrutura Flamarion Portela regressará ao Plenário da Assembleia. Essa mudança deve ser anunciada na próxima semana.

 

ll
Suely (centro) inaugurou ontem o programa Balcão de Ferramentas para incentivar pequenos empreendedores. 

Balcão de ferramentas | A governadora Suely Campos resgatou uma inciativa que fez bastante sucesso no governo do seu marido, Neudo Campos: o balcão de ferramenta. Trata-se de um programa que visa financiar investimentos fixos e desburocratizados de pequeno valor a microempreendedores formais e informais, que não têm acesso ao sistema financeiro tradicional. Com recursos oriundos do Fundo de Desenvolvimento Social do Estado de Roraima, o Balcão de Ferramentas abrangerá todos os municípios e a princípio disponibilizará R$ 450 mil, com linhas de crédito de até R$ 3 mil. Podem obter a oferta de crédito pessoas físicas maiores de 18 anos.

É uma das áreas que mais temos carinho. A pessoa que trabalha com venda de comidas, por exemplo, poderá obter um carrinho de churrasco ou pipoca, e a costureira terá a oportunidade de trocar a máquina de costura por outra mais atual. É uma oportunidade para quem está precisando, além do fato de que gera mais empregos”, comentou a governadora Suely campos, ao discursar no evento.


CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts