Inocentado mais uma vez: Ricardo Lewandowski arquiva inquérito contra Romero Jucá.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h12

Renan e Jucá foram inocentados por Ricardo Lewandowski a pedido da procuradora Raquel Dodge.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski decidiu ontem (14) arquivar inquérito aberto na Corte em 2016 para investigar os Romero Jucá (MDB) e o alagoano Renan Calheiros (MDB) no âmbito da Operação Zelotes, da Polícia Federal.

Lewandowski atendeu ao pedido de arquivamento feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge. De acordo com a PGR, “não há mínimos elementos probatórios para justificar a deflagração de ação penal contra os senadores”. Segundo a procuradoria o inquérito se baseava no “ouvi dizer” de um investigado.

A praxe no STF é aceitar pedidos de arquivamento que partem da Procuradoria-Geral da República, sem a necessidade de analisar a fundo os argumentos.

Em seu parecer, Dodge escreveu que a Polícia Federal elaborou relatório “conclusivo no sentido de que os parlamentares não receberam doações das referidas empresas nem de seu grupo econômico”.

“O que foi apurado, objetivamente, é que João Gruginski ouviu dizer de Alexandre Paes dos Santos que o grupo pagaria quinze milhões de reais a cada senador em troca da provação da conversão da medida provisória em lei, no ano de 2010. A partir do que ouviu dizer, Gruginski fez um registro computacional. De forma semelhante, Alexandre Paes dos Santos disse não saber se a proposta de 45 milhões de reais era verdadeira, mas que seria um boato surgido em São Paulo, durante um almoço. Finalmente, um documento manuscrito por Alexandre Paes dos Santos sugere esse pagamento. Seria, segundo ele, uma memória do que ouviu nesse almoço em São Paulo”, anotou Dodge no pedido de arquivamento.

Esse elementos de convicção justificam uma ação penal? À míngua de outros dados, de forma alguma. O que há, na essência, é o estabelecimento de indicativo a partir de testemunhos de ‘ouvir dizer’. Essa Suprema Corte já entendeu que ‘não se pode presumir a responsabilidade simplesmente com apoio em ‘ouvir dizer das testemunhas; sabido que o nosso sistema jurídico penal não admite a culpa por presunção’, concluiu Dodge.

TRE julga todos os registros

O TRE encerrou ontem as sessões de julgamento de todos os pedidos de registros para 2018.

Apesar de o prazo para o julgamento dos pedidos de registro de candidatura encerrar apenas no próximo dia 17, o TRE de Roraima, concluiu, em sessão realizada na tarde de ontem, o julgamento de todos os requerimentos protocolados no Sistema de Candidaturas do TSE.

De acordo com dados do sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais, a Justiça Eleitoral roraimense recebeu 683 pedidos de registro de candidatos que pretendem concorrer nas Eleições Gerais de 2018 aos cargos de governador, vice-governador, senador, suplentes, deputado federal e deputado estadual.

Conforme explicou o secretário judiciário do TRE-RR, Jadilson Castro, 609 registros foram deferidos, três foram deferidos com recurso, 39 indeferidos e nove indeferidos com recurso, além de 19 renúncias.

Até o dia 17 de setembro pode haver alguma substituição de candidatos e os dados estatísticos podem ser alterados. Restam julgar quatro pedidos de substituição”, ressaltou.

Suely e Anchieta tem recursos 

Anchieta e Suely estão com registros no TRE sob recurso.

Para o cargo de governador, foram deferidos os registros dos seguintes candidatos: Antônio Denarium (PSL), Fábio Almeida (Psol) e Telmário Mota (PTB).

Os registros da atual governadora e candidata à reeleição Suely Silva Campos (Na Luta por Roraima), e do ex-governador José de Anchieta Júnior (Todos Por Roraima) foram deferidos, mas foram protocolados recursos.

As duas cadeiras no Senado Federal poderão ser disputadas por 10 candidatos: Ângela Portela, Mecias de Jesus, Christian dos Santos, Chico Rodrigues, Isamar Ramalho, Júlio Martins, Lourival Gomes da Silva Ferreira, Luciano Castro, Romero Jucá e Telma Marques. O pedido de registro de Rudson Leite foi indeferido.

O bom samaritano 

Calos Wizard está coordenando em Boa Vista missões de retirada de imigrantes venezuelanos.

O megaempresário Carlos Wizard se instalou recentemente em Boa Vista para ajudar na interiorização de imigrantes venezuelanos que chegam ao estado.

Entre outras iniciativas, Wizard pediu auxílio à companhia aérea Azul para ceder assentos vagos aos venezuelanos nos voos que partem da capital.

O empresário se encarrega de localizar locais de acolhimento para os imigrantes, faz contatos para conseguir trabalho e fornece as condições necessárias para que as famílias comecem uma nova vida.

Manutenção no Linhão de Guri

Torres de alta tensão do lado venezuelanos estão tomadas pelo mato.

A Eletrobrás Roraima e a Eletronorte articulam com o Governo Federal o envio de uma força-tarefa, formado por técnicos brasileiros, para realizar a manutenção das linhas de transmissão em território venezuelano, o Linhão de Guri.

Muitas torres que conduzem os cabos de alta tensão estão tomadas pelo mato, que acaba atingindo os fios, ocasionando desequilíbrio e causando desligamento todo o sistema

Quando ocorrem os desligamentos no país vizinho toda a carga é assumida pelas usinas térmicas existentes no parque de geração da Eletrobrás Distribuição Roraima.

A empresa esclarece que todos os sessenta desligamentos registrados até a presente data tiveram origem na Venezuela e nenhum em seu sistema.

As interrupções têm origem nas cidades venezuelanas nos trechos Las Claritas e Santa Helena que são atingidas quando ocorre os desligamentos e precisam aguardar a correção dos problemas, uma vez que também não possuem geração própria.

Passando fome na PAMC

Detentos da PAMC estão passando fome e famílias impedidas de fornecer alimentos.

Familiares de internos da Penitenciária Agrícola do Monte Cristo (PAMC) denunciara ontem que os detentos estão passando fome dentro da unidade prisional.

Ontem seria dia em que os familiares poderiam levar o conhecido ‘Sacolão’ (kits com alimentação, produtos de higiene e limpeza), mas não houve permissão para a entrega.

O clima é de tensão nas imediações da PAMC. As mulheres, principalmente, estão desesperadas porque sabem que no interior da PAMC a alimentação fornecida pelo Governo é de péssima qualidade e gera revolta nos detentos.

Merenda mais saudável | Crianças bem alimentadas são mais saudáveis, têm bom desenvolvimento e melhor rendimento em sala de aula. Anualmente os cardápios da alimentação escolar passam por alterações e, já pensando na merenda do próximo ano, um grupo de 20 merendeiras das Casas Mãe participou de uma oficina para a elaboração de novas receitas para a alimentação na rede municipal de ensino. Entre os novos pratos que farão parte do cardápio escolar no próximo ano também estão: bolo de aveia com banana, bolo de beterraba, bolo de abóbora, “strofonoff caboquinho”, arroz com couve, farofa com cenoura, salada colorida, pão de queijo, pão de cenoura, pão de aveia, patê de frango e batatas e paçoca de charque com banana, cenoura e beterraba. Segundo a nutricionista Adnayara Figueiredo, as merendeiras estão sendo capacitadas também para serem multiplicadoras. Dessa forma, serão elas a levar tudo o que foi aprendido nesta oficina para as demais merendeiras, que atendem toda a rede escolar de Boa Vista.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: