Intenção de voto: Teresa no topo com quase 50%. Suely ‘derrete’ com míseros 4,19%.

Compartilhe nosso conteúdo!
** A Coluna de Hoje /// Publicada 00h14 *** 
Teresa transformou Boa Vista principalmente fazendo investimento em infraestrutura de mobilidade urbana.

As eleições para escolher o novo governador de Roraima só acontecem em 7 de outubro de 2018, mas as manifestações sobre os nomes que vão governar o Estado a partir de 2019 – se Suely ou outro escolhido – já estão na fervura da pré-temporada eleitoral. A maioria dos partidos políticos já se mobiliza quanto ao diagnóstico do ambiente e aos prognósticos futuros, para determinar que direção tomar quando a campanha chegar para valer no ano que vem, num ambiente de possibilidades.

E de acordo com uma pesquisa elaborada pelo Instituto Norte de Pesquisa (Inop), mostrada em partes ontem pelo blogueiro Luiz Valério, em sua Live ‘Direto ao Ponto’, no Facebook, considerando as candidaturas que já estão sendo especuladas, a prefeita Teresa Surita (PMDB – mesmo não admitindo ainda se irá concorrer à sucessão de Suely – aparece absoluta no topo, com 47,90% das intenções de votos, somatória superior aos demais resultados apurados entre todos os prováveis candidatos. Suely, por sua vez, revela-se embaciada (apagada) com míseros 4,19%.

Em todos os cenários possíveis atualmente, Teresa seria governadora de Roraima se as eleições fossem hoje, com possibilidade de ganhar com folga já no 1º Turno. Interessante relevar aqui que a pesquisa não foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), porém, por não se tratar de ano eleitoral, não há impedimento na divulgação do resultado, como medidas para que o eleitorado comece a se situar sobre o processo sucessório e avalie a melhor escolha. O próprio Luiz Valério teve o cuidado de consultar o TRE e diante da garantia de que nada atalhava a divulgação da pesquisa, soltou os números no ar.

Os demais nomes disponibilizados para avaliação dos entrevistados foram: José Anchieta (12.33%), Ângela Portela (6,93%), Mecias de Jesus (4,89%), Jalser Renier (4,72%), Luciano Castro (3,78%), Telmário Mota (2,03%), Airton Cascavel (1,68%), Parima (1,68%) e Oleno Matos (1,74%). Os números bem definidos apontam ainda que o eleitorado está ligado no cenário, porque houve apenas 2,38% de não, brancos e nulos 3,32% e penas 2,44% de indecisos. Tudo isso foi tabulado no final do último mês de agosto.

Governo decadente e enjeitado
O Governo de Suely é avaliado como péssimo para a maioria dos roraimenses.

Em outro universo de apreciações do desempenho de Suely, os números da pesquisa são liquidantes sobre sua administração, uma gestão absolutamente decadente, com números irrisórios.

Sua performance negativa, apurada na pesquisa, aponta o seguinte: Péssimo (42,61%), Ruim (19,93%) e Regular (17,89), ou seja, 80%43 dos roraimenses se declaram insatisfeitos com o governo de Suely.

Os que se declaram contentes com a gestão dela [Suely] são bem poucos, chega a dá dó: excelente (0,11%), ótimo (1,39%) e bom (8,49%).

E apurado ainda o juízo da população sobre a gestão atual, o declínio fica ainda mais exposto: 13,8% dos roraimenses aprovam a administração de Suely. E a esmagadora maioria, 75,81% desaprovam sua gestão.

Por fim mediu-se os problemas no governo de Suely, que são muitos: Saúde Pública um caos, educação sem investimentos, muita corrupção, segurança pública abandonada e nenhuma ação que possibilite a geração de emprego e renda.

“Gatos”: Jucá é contra portaria da Aneel
Jucá apresentou projeto para impedir a portaria do Ministério de Minas e Energia.

O senador Romero Jucá (PMDB), apresentou ontem o Projeto de Decreto Legislativo número 177, que susta a portaria nº 346/2017 do Ministério de Minas e Energia, que autoriza as distribuidoras de repassar o custo com o furto de energia para o consumidor de Roraima.

Também foram afetados por esta portaria, publicada no em 31 de agosto deste ano, os estados do Amazonas, Rondônia, Acre, Amapá e Piauí. Para o parlamentar, a portaria 346 cria obrigações ao consumidor não previstas nas leis que regulam o sistema nacional de distribuição de energia elétrica.

Jucá afirmou que a portaria é injusta com os consumidores que pagam suas contas corretamente. “ É um grande absurdo esta situação, pois o consumidor não pode ser punido pelas perdas sofridas pelas empresas distribuidoras de energia elétrica, ou através dos “gatos”, ou até com erros de medição. Mesmo sendo líder do governo, discordo totalmente desta medida e defendo a população de Roraima prioritariamente”.

Para entrar em vigor, a proposta de Romero Jucá necessita ser aprovada pelo Senado e em seguida pela Câmara dos Deputados. “Vamos trabalhar para agilizar a tramitação deste decreto e evitar prejuízos ao consumidor”, disse Jucá.

Na base do arrumadinho: E vetos são derrubados
Os deputados dos dois lados entraram um acordo e aprovaram a derrubada dos vetos da governadora.

Na base do ‘arrumadinho’ os 22 deputados presentes à Sessão de ontem encontram um equilíbrio nos interesses em ambos os lados e fincaram o pé pela derrubada os vetos. Só assim esse tipo de votação terá um fim com a maioria votando pelo sim.

Porque se fosse no voto por bancada, a matéria não sairia da gaveta. Ademais não tinha nada que ferisse o interesse deles [deputados]. E com12 a 12 só será possível aprovar moção de pesar.

Câmara dos Deputados rejeita ‘distritão’
Sistema eleitoral permanece o atual para as eleições de 2018, decidiu a Câmara dos Deputados ontem.

Câmara dos Deputados rejeitou ontem à noite por 238 votos a 205 a proposta que transformava o atual sistema eleitoral no “distritão” em 2018 e no “distrital misto”, em 2022. A mudança valeria para escolha de deputados e vereadores.

Para ser aprovado, um texto que muda a Constituição precisa do voto favorável de 308 deputados. Portanto, foram 103 votos a menos que o necessário.

Pelas regras atuais, deputados federais, estaduais e vereadores são eleitos no modelo proporcional com lista aberta. A eleição passa por um cálculo que leva em conta os votos válidos no candidato e no partido. Esse cálculo chama quociente eleitoral. O modelo permite que os partidos se juntem em coligações.

Pelo cálculo do quociente, é definido o número de vagas que cada coligação terá a direito, elegendo-se, portanto, os mais votados das coligações.

Linhão de Tucuruí: uma luz no fim da reserva
Chagas já se encontrou com o presidente da Funai, em Brasília, e tratou da questão do Linhão de Tucuruí. 

O impasse sobre a continuidade das obras do Linhão de Tucuruí, que estão paralisadas na entrada da reserva indígena Waimiri-Atroari, na BR-174, no estado do Amazonas, poderá ser resolvido na próxima terça-feira, 26.

É que o presidente da Funai, general Franklinberg Ribeiro de Freitas, se reunirá com as lideranças da etnia Waimiri-Atroari para tratar sobre o assunto e conseguir a autorização para prosseguir a construção.

A informação é do deputado Coronel Chagas (PRTB). Ele espera que já no dia 27, por ocasião da reunião do Parlamento Amazônico, do qual é presidente, que acontecerá em Manaus, a Funai dê uma boa notícia ao povo de Roraima.

Um dos pontos que mais preocupa o cidadão roraimense é a questão energética, porque a energia que vem da Venezuela é cara, insegura e causa prejuízos e desconfortos a todos nós, e é uma demanda antiga junto a Funai, ao Ministério da Justiça e de Ministério de Minas e Energia, para que as obras do Linhão de Tucuruí, hoje paralisadas porque não houve consentimento daquela comunidade indígena, passe por dentro da reserva”, disse Chagas.

Fogo amigo ‘queima’ farda de Prola
Prola virou réu em um processo por favorecer militares em cursos fora de Roraima.

O comandante geral da Polícia Militar de Roraima, coronel Edison Prola, foi notícia em um site local, por que virou réu em ação civil por improbidade administrativa.

A ação foi movida em virtude das irregularidades e favorecimento na indicação de policiais militares para o Curso de Formação de Oficiais que foi considerado nulo pela Justiça Estadual.

Interessante que o fato, até então desconhecido, veio a público justamente pelo portal de notícias que dá sustentação ao Governo de Suely Campos. Ou seja, Prola foi ‘queimado’ pelo chamado ‘fogo amigo’.

Sul do Estado ganha Delegacia | O Tribunal de Justiça cedeu um de seus imóveis, onde funcionava a casa de apoio ao magistrado, que será transformado em Delegacia de Polícia. Ontem à tarde o secretário de Segurança, Francisco Araújo, juntamente com a presidente do TJ, desembargadora Elaine Bianchi, assinaram o termo de compromisso (foto acima) para a ocupação do imóvel. O secretário Francisco Araújo ressaltou a importância dessa parceria. “Nossa prioridade é levar segurança para todo o Estado. Essa facilidade de atendimento à população é uma meta do Governo. O objetivo é ter essa integração entre os órgãos do Estado”, afirmou.

Roraima na ‘rota do pó’ 
O avião Cesna 206 que caiu no baixo Rio Branco com grande carregamento de cocaína.

A Polícia Federal entrou em cena e passou a investigar o misterioso caso do avião que caiu no Baixo Rio Branco, entupido até as asas de cocaína.

O monomotor Cessna 206 foi achado na tarde de segunda (18) pela Polícia Militar no fundo do rio Branco. O corpo do piloto, que estava preso ao cinto de segurança, também foi localizado.

Pela quantidade de droga apreendida e pela suspeita de que outra parte ainda maior sumiu, a Polícia federal já tem mais dúvida de que Roraima está na rota do tráfico internacional de cocaína na Amazônia.


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts