Jair Bolsonaro e Romero Jucá cara a cara: será hoje no Palácio do Planalto.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h30

Jair Bolsonaro fez campanha em Boa Vista no ano passado.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ex-senador roraimense Romero Jucá (presidente nacional do MDB) estarão cara a cara hoje no Palácio do Planalto. Analistas políticos de Brasília não têm ideia de como será a reação de ambos, uma vez que Jucá tem feito sucessivas análises e críticas construtivas ao Governo de Bolsonaro. O presidente, por sua vez, disse em campanha – aqui em Boa Vista – que Jucá jamais chegaria na ante-sala do gabinete palaciano.

Em entrevista a jornais de circulação nacional, Jucá fez a seguinte afirmação. “O governo Bolsonaro tem um longo caminho a percorrer no sentido de que, ao fazer ajustes aos novos tempos, dependerá também da política como aliada na construção de um país melhor. No final das contas, a política é quem vai decidir”, disse Jucá.

Junto com Jucá estarão também outros cinco presidentes: do PSDB (Geraldo Alckmin), PP (Ciro Nogueira), DEM, PSD (Gilberto Kassab) e PRB (Marcos Pereira). Além deles, o presidente do DEM, ACM Neto, e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, vão participar de almoço com Bolsonaro.

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse ontem (3) que o presidente Jair Bolsonaro vai receber presidentes de partidos para uma primeira rodada de diálogos em busca de apoio à aprovação da reforma da Previdência. As primeiras reuniões estão agendadas para hoje.

“O tom da conversa [com os presidentes dos partidos] vai ser de convidá-los, a instituição partidária, para que participe desse esforço de construção do entendimento na busca de poder ter a nova Previdência aprovada, para que o Brasil encontre o equilíbrio fiscal”, disse Onyx.

Mais uma baixa

Aílton Wanderley deixa a pasta da Saúde a partir de hoje.

O médico anestesista Aílton Wanderley não é mãos o secretário estadual de Saúde, a partir de hoje.

É o terceiro secretário de Antônio Denarium que deixa o posto nesses primeiros meses de Governo. Já saíram Renato Martins (Agricultura) e Gefster Chagas (Administração).

A saída de Aílton já estava sendo aguardada. E acontece o mesmo dia em que o governador negara sua demissão. Assume interinamente o cargo de secretário de Saúde, o coronel do Exército Brasileiro, Elcio Franco.

“Diante de um cenário de terra arrasada na Secretaria Estadual de Saúde, o Dr. Ailton trabalhou intensamente, durante quatro meses, atuando para colocar em dia os salários dos servidores da saúde, reabastecer o estoque de medicamentos e insumos hospitalares, além de revisar contratos de fornecimento e serviços, muitos, supervalorizados, que resultaram em economia de recursos públicos”, disse o Governo em comunicado.

Aílton alegou problemas pessoais e familiares para a tomada da decisão. Mas o problema, aliás, os problemas, são outros: a desestruturação total da saúde pública estadual.

Oposição em formação na Assembleia

Jorge Everton tem feito duras críticas ao Governo de Denarium.

Está em ascendência na Assembleia Legislativa, e de forma natural, a formação de um grupo de oposição ao Governo de Antônio Denarium (PSL)

E não é por questões ideológicas tampouco por antagonismo partidário. É por inépcia do próprio Governo que não se articula para cultivar uma base consistente.

A surpresa está no deputado Jorge Everton (MDB), que foi aliado de Denarium no 2º turno. Ultimamente Everton tem sido um frequente crítico da gestão atual.

Estamos cansados de ver pessoas se jogarem na política, alegando que querem a mudança. Na campanha vimos o candidato ao Governo dizer que dinheiro tinha e o que faltava era gestão, mas depois de eleito o discurso foi diferente da prática”, disse Jorge.

O caminho do dinheiro

Para Betânia, Governo não disse ainda a que veio. Foto | Jáder Souza

Se o Governo de Denarium continua não honrando os compromissos financeiros sob a alegação de falta de dinheiro, os deputados Renato Silva (PRB) e Betânia Medeiros (PV) provaram ontem que ‘grana’ tem.

Betânia inaugurou a Tribuna, ontem, para cobrar do Governo uma atitude mais clara sobre o que Denarium tem de projeto para Roraima. E mostrou extratos do dinheiro recebido pelo Governo no primeiro trimestre. “Uma montanha de dinheiro”, disse.

“O povo, Denarium, te elegeu porque você disse que sabia como resolver a situação, como tirar Roraima da crise, mas o que temos é falta de medicação, cirurgias suspensas e estrutura precária. Na educação, a promessa era que não faltaria merenda e nem transporte escolar e aí perguntamos: pra quê merenda e transporte se nem aula tem?”, questionou a deputada.

Em aparte o oposicionista declarado Renato Silva foi mais objetivo ainda. Mostrou planilhas que somente de FPE o Governo de Denarium já embolsou R$ 690 milhões nos primeiros 3 meses deste ano.

E a conta foi engordada em mais R$ 283 milhões de receitas próprias, totalizando R$ 973 milhões, R$ 100 milhões a mais do que o recebido na gestão de Suely Campos no mesmo período do ano passado.

Teresa cria ‘Alvará Eletrônico’

Teresa anunciou ontem o Alvará de Construção Eletrônico.

Construir em Boa Vista ficou agora menos burocrático. Isso porque a prefeita Teresa Surita (MDB) lançou ontem, 3, o Alvará de Construção Eletrônico. Com isso, a emissão do documento vai acontecer de forma mais ágil, em até quatro dias.

“Recebemos muitas reclamações relatando a demora. Mas depois de pesquisar e planejar encontramos uma forma moderna para diminuir o prazo para até quatro dias. E isso vale para 90% dos alvarás. É um avanço grande que estamos dando para tirar a burocracia nessa questão que atrapalhava muita gente”, disse Teresa.

A solicitação e abertura do processo passa a ser totalmente digital através do portal de serviços da Prefeitura de Boa Vista, publicado na internet através do endereço

A prefeitura criou algumas categorias que dispensam a análise técnica para a emissão do alvará de construção, devendo obedecer alguns critérios:  Imóvel residencial unifamiliar: com área a ser construída inferior a 700m2 e conter até dois pavimentos, Residencial multifamiliar até oito unidades familiares, área total a ser construída inferior a 750m2 e conter até dois pavimentos e Comercial:  área a ser construída inferior a 300m2, até um pavimento.

Disney expõe Xingu

Xingu fez discurso contundente contra Denarium na ALE.

Aquele discurso ‘incendiado’ do deputado Jânio Xingu (PSB), na semana passada, onde até incitou ‘seus pares’ a se rebelarem contra Antônio Denarium, a quem acusou de não ter feito nada ainda pelo Estado, parece não ter passado de um ‘teatrinho’.

Na solenidade de posse do agora conselheiro Brito Bezerra, no TCE, anteontem, o chefe da Casa Civil, Disney Mesquita, encontrou Xingu no corredor e não perdeu o ensejo de confrontá-lo.

A fonte que testemunhou o ocorrido e contou ao Blog, ouviu o seguinte. Disney: “E então Xingu, fala ai para ela [apontou para uma jornalista presente na prosa] se tú é ou não é aliado do governador Denarium!”.

Entre constrangido e descorado, Xingu foi forçado a admitir. Balançou a cabeça em gesto de confirmação e disse: ‘claro!’.

Ai fica o questionamento: e para que serviu todo aquele motim na Tribuna da Assembleia?

Aprovada a LDO de 2019

Deputados aprovaram ontem a LDO e o PPA de 2019.

O que deveria ter ocorrido no ano passado, junto com a aprovação do Orçamento de 209, somente ontem os deputados estaduais deram o “Ok” para a LDO – Lei de diretrizes Orçamentária.

A LDO foi aprovada conforma o texto proposto pelo Governo do Estado. Foram 22 votos favoráveis.

Com isso, o orçamento dos Poderes será o mesmo de 2018 e dessa forma o Governo não desembolsará cerca de R$ 54 milhões a mais em relação ao ano anterior.

Ainda durante a sessão, foi aprovada uma emenda ao PPA (Plano Plurianual) para 2019, que determina diretrizes e metas que devem ser seguidas pelos governos Federal, Estadual e Municipal durante quatro anos.

Era tudo lorota

Projeto sobre terrenos para servidores foi rejeitado ontem.

Lembram daquele projeto de Suely Campos que previa a construção de residências para servidores, financiadas por bancos públicos, chamado de programa “Bem Morar Servidor?” era tudo lorota. Foi inclusive uma de suas peças mais difundidas de campanha.

É que o projeto de lei para desafetação e doação de terras, para atender a um programa habitacional para servidores do Estado, não terá continuidade. A proposta foi apresentada à Assembleia Legislativa pelo Poder Executivo no ano passado e havia sido aprovada na Casa. No entanto, diante da alegação do atual Governo de que não haveria interesse público na proposição, os deputados optaram por vetá-lo.

A justificativa do Governo do Estado foi de que, diante da crise enfrentada por Roraima, não é o momento oportuno para elaboração de um programa habitacional para os servidores, lembrando inclusive a decretação de calamidade financeira. “A ocasião, portanto, impõe medidas de racionalização do aparato estatal, contenção de despesas e maximização de resultados”, diz a mensagem governamental.

O Executivo afirmou ainda que a gestão anterior não apresentou estudo de viabilidade social e financeira para criação de programa habitacional, e mencionou que a área em questão é objeto de demanda judicial, o que poderia trazer insegurança jurídica caso a iniciativa fosse mantida.

Nova comitiva de ministros

Ministro Bento Albuquerque estará na comitiva.

Mais uma caravana de ministros do Governo de Bolsonaro virá a Roraima, entre os dias 11 e 14 deste mês. Essa será a segunda visita oficial do ano na gestão do presidente Jair Bolsonaro (PSL). A primeira ocorreu em janeiro.

Os ministros virão verificar a situação energética do Estado e também visitar e acompanhar as ações desenvolvidas com os refugiados venezuelanos.

Estão relacionados para a viagem os ministros da Secretaria de Governo, general Santos Cruz, além dos ministros de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, e da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Também estarão na comitiva os presidentes da Fundação Nacional do Índio (Funai), Franklimberg de Freitas, e do Ibama, Eduardo Bim.

Reconhecimento e valorização | Boa Vista é uma capital privilegiada por ter a melhor e mais bem equipada Guarda Civil Municipal do Brasil. Hoje, além de atuar na defesa e proteção do patrimônio público, o efetivo também atua fortemente na segurança pública. Como forma de reconhecimento pelos bons serviços prestados, a prefeita Teresa Surita promoveu 152 guardas civis municipais, em cerimônia na Praça de Eventos Aderval Ferreira, Parque Germano Augusto Sampaio. Os promovidos conquistaram o direito de trocar as insígnias para uma nova patente devido ao bom comportamento no exercício da função. Está prevista na legislação, que a cada três anos, seja concedida a promoção através de uma avaliação que comprove os bons serviços prestados. Neste período, eles não podem ter faltas ou falhas em seu histórico funcional que impossibilitem o reconhecimento por parte do executivo municipal. Para a prefeita, Teresa Surita, todo o investimento e a valorização da Guarda hoje faz com que seja uma das melhores, preparadas e treinadas, do Brasil. “Nós duplicamos o número de guardas. Temos hoje uma guarda armada, capacitada e com equipamentos que poucas guardas têm no Brasil. Eu gostaria de ter recursos para ter mais guardas ainda mas estamos de acordo com as nossas condições financeiras. Os 400 guardas que temos hoje, fazem toda a diferença em Boa Vista”, ressaltou. Ao todo, 152 guardas conquistaram o benefício este ano. Destes, 34 foram promovidos de segunda classe para primeira; 52 de primeira classe para subinspetor e 66 guardas promovidos de subinspetor para inspetor. Deydson Câmara, 39, está há 14 anos na instituição e pela quarta vez conquista a promoção. Promovido a inspetor, ele agradece a gestão pelo reconhecimento e valorização.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: