Jalser ‘detona’ governo de Suely: ‘perdulário, irresponsável e sem compromisso com o povo que o elegeu’.

Compartilhe nosso conteúdo!
*** A Coluna de Hoje /// Publicada 00h14 *** 
Em defesa de Romero Jucá – seu amigo e aliado – Jalser ‘detonou’ o governo de Suely. ‘Ruim e irresponsável’, disse.

Se havia alguma dúvida sobre o que pensa o deputado Jalser Renier a respeito do decadente Governo de Suely Campos, tudo foi dissipado ontem de manhã. Raríssimas vezes o presidente da Assembleia ocupa a Tribuna da Casa para manifestar seu pensamento sobre algo, mas quando o assim faz, o ambienta ‘pega fogo’, inflama de vez e entra em ebulição.

E não foi diferente quando Jalser ‘detonou’ a atual gestão a quem cunhou de “administração irresponsável, perdulária e sem compromisso com o povo a que a elegeu”, disse. Se havia insinuações de um relacionamento não declarado, porém amistoso ‘por debaixo dos panos’, como diz o dito popular entre presidente e governadora, fica afirmado desde então que isso não passa de rumores.

O amuamento do presidente foi motivado por um discurso tosco e sem eloquência alguma em que o líder de Suely, Brito Bezerra, foi chamuscar a imagem do senador Romero Jucá, aliado de Jalser Ai a atmosfera do Plenário eclodiu. Jalser fez um anteparo para preservar a figura do senador ao mesmo tempo que realçou as qualidades de Romero Jucá como um grande e proeminente representante político roraimense no cenário nacional. Segundo Jalser, não fosse pelas ações de Jucá – tão execrado pela turma de Suely – a situação em Roraima estaria certamente bem pior.

E como o gás estava inflamando o presidente aproveitou para derramar todo seu vapor sobre a administração de Suely. Ele arrolou um verdadeiro rosário de defeitos no Governo que ele julga ‘muito ruim’ pela falta de visão, não há programa de gestão e nem planejamento das ações, nem direção, nem execução, nem controle ‘tudo acontecendo de forma paliativa e emergencial e sem foco’, atiçou o presidente.

– A Saúde está um caos, a educação capengante e manca, a segurança abandonada e com índices de violência altíssimos, a agricultura inexiste, não tem investimento em infraestruturas, programas sociais puramente assistencialistas, enfim, não há nada para ser acendido nesse governo que possamos destacar.

Jalser relatou ainda um episódio interessante, já divulgado aqui na coluna. Revelou que Suely foi à sua casa, juntamente com uma filha [Emília Campos, a dona da Setrabes], rogar, implorar para que ele não cassasse o mandato dela [Suely]. “E eu disse que não cassaria porque não sou ‘caçador’. Se ela teve votos, ela que pague pelos seus atos e o povo que aprenda a saber melhor escolher seus mandatários”, apontando ainda que o governo atual é perseguidor e comandado por Neudo Campos (PP), marido de Suely que atualmente encontra-se preso em regime domiciliar.

Na fervura das palavas, Jalser ainda fez citações a Nicolau Maquiavel, o filósofo italiano, proferindo a seguinte doutrina: “Maquiavel fala que um homem sempre terá inimigos para que seus amigos possam lhe dar valor. São muitas as traições e enganações. Muitas pessoas não reconhecem o trabalho que esse homem faz. Estou aqui defendo uma amigo [Jucá]. O meu mandato é do povo. Mas não vejo ninguém aqui nesse Estado se destacar tanto como o senador Jucá”.

E como já era esperado Jalser não poupou os ex-colegas de G-16 (4 deputados bandearam para o lado do Governo). Sem mencionar nomes Jalser os provocou para que usem a tribuna e falem algo sobre lealdade e gratidão. “Gostaria que eles falassem na minha cara. Todos os dias eu venho para esta Casa esperando algum pronunciamento. Até a agora não aconteceu. Não tenho medo de ninguém. Você tem de ser homem até na hora de cair. E se acham que vão me bater, fiquem tranquilos. Isso não me impõe medo”.

Minha Opinião: Raul Lima sofre agressões gratuitas no Facebook
Raul Lima (no centro da foto, de joelhos) estimula práticas esportivas e o faz isso regularmente em sua própria casa.

O empresário Raul Lima, dono de concessionárias de carros e motos em Roraima, e que já foi deputado estadual e federal, de repente passou a ser vítima de uma campanha sórdida no Facebook. Raul assumiu recentemente a presidência regional do Prós – Partido Republicando da Ordem Social – com a intensão de empreender ações, através da política, que possam contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

E como de praxe usou o horário partidário gratuito na TV para difundir uma mensagem absolutamente positiva de combate às drogas, incentivo à prática esportiva e pelo desenvolvimento local. E logo surgiram manifestações agressivas, vocabulário chulo, algo tão desprezível quanto condenável.

Raul tem um histórico político vitorioso, uma trajetória absolutamente bem sucedida nos negócios e além de gerar muitos empregos e renda em Roraima, ele é aquilo mesmo que expressou na propaganda. Suas relações com o esporte são manifestas, todos em Roraima sabem disso. Tanto que transformou sua própria casa em uma academia para a prática esportiva, tangenciada para as artes marciais.

Quem o agrediu e puxou uma verdadeira corrente do mal, estimulando outras postagens hostis e invasivas, certamente não conhece Raul Lima. Ou se conhece, deve nutrir alguma divergência pessoal fútil, mas fazer exposição de uma rixa ocasional em uma rede de computadores revela um caráter absolutamente reprovável e covarde. Viola qualquer princípio de racionalidade.

Costumo dizer sempre que toda agressão é gratuita. Primeiro porque ninguém tem direito a isso, e segundo porque mesmo havendo alguma razão, a violência nunca foi uma forma saudável de lidar com desavenças. No caso específico, conheço bem o Raul e posso afirmar, sem pretensão alguma de apadrinhá-lo, que oportunista certamente ele não é. Pratica a política por vocação, auxiliado por suas habilidades que são muitas. E reafirmo mais: nem carece disso para se manter.

Bloqueio do FPE: Ai para tudo
Suely não teria recolhido alguns tributos obrigatórios e por isso as contas do Governo foram bloqueadas.

Uma informação ‘bomba’ ecoou ontem no período da tarde, causando estragos. É sobre um bloqueio da 2ª parcela do FPE do Governo, pela Receita Federal, para cobrir ausência de recolhimento de tributos federais do servidor estadual pela governadora Suely Campos.

O significado desse embaraço será devastador nas contas do Governo de Suely, porque sem o dinheiro ela não conseguirá repassar o Duodécimo dos poderes nem terá recursos para o pagamento de contas gerais – custos fixos e variáveis – do mês de setembro.

Se a situação do Governo já é certificadamente dramática, por deficiência financeira, o caos certamente se instalará por conta do bloqueio. Ai não haverá dinheiro para custeio, pagamento de salários e fornecedores, ou seja, Suely perderá de vez a governabilidade.

Teresa está em alta. E bem distante dos demais…
Teresa tem aprovação superior a 82% e se as eleições fosse hoje 72% dos eleitores votariam nela para o Governo.

Vejam só, a pesquisa que divulguei aqui, ontem, realizada pelo Inop, revela um ambiente de possibilidades para o quadro sucessório de 2018. A prefeita Teresa Surita (PMDB) aparece bem distante dos demais possíveis candidatos mesmo não tendo ainda se manifestado oficialmente sobre sua candidatura.

Mas como em toda gestão organizada, as avaliações de desempenho são realizadas com frequência. Para aferir a satisfação dos moradores sobre as ações da Prefeitura e também para balizar futuros investimentos.

A última medição promovida por empresa especializada põe a administração de Teresa em alta, no conceito popular. Os números são mais consistentes, sólidos e cômodos na aceitação do boa-vistense.

A aprovação de Teresa em Boa Vista atingiu 89% e na questão sucessória, precisamente, 72% da população de 9 municípios pesquisados afiançam a candidatura dela ao Governo do Estado em 2018.

Dhiego alerta sobre empréstimo
O deputado Dhiego está preocupado com o endividamento do Estado com mais um empréstimo.

Preocupado com a possibilidade de o Governo de Suely endividar mais ainda o Estado em R$ 185 milhões, através de um empréstimo pretendido no Banco do Brasil, o deputado Dhiego Coelho (PSL) fez um alerta na Assembleia e manifestou suma inquietação.

“Isso é preocupante e quero pedir aos colegas deputados não deixem que essa aberração aconteça, às vésperas das eleições estaduais. Além do excesso de arrecadação, ainda querem mais 185 milhões?

Dhiego disse que “é injustificável neste exato momento de crise que passam Roraima e o Brasil, a governadora Suely Campos (PP) solicitar autorização para fazer empréstimo”.

Seletivo da PMBV Educação e Gestão Social
A prefeitura vai selecionar profissionais para duas importantes secretarias municipais.

A Prefeitura de Boa Vista está autorizada a realizar dois processos seletivos para a contratação temporária de servidores para atender as secretarias de Gestão Social e de Educação e Cultura.

O ato foi publicado nessa terça-feira, 19, no Diário Oficial do Município (www.boavista.rr.gov.br). Os editais estão em fase de elaboração, onde serão estabelecidos prazos, locais e demais procedimentos para inscrição no processo seletivo.

Na Gestão Social foram criadas 86 vagas para nível superior, 447 para nível médio e 16 para nível fundamental. Os salários variam de R$ 1.020 a R$ 2.125 mil. Os cargos a serem preenchidos são de supervisor, antropólogo, assistente social, pedagogo, psicólogo, nutricionista, visitador programa Criança Feliz, assistente de ofício, entrevistador social, educador social, sócio educador, técnico de enfermagem e motorista.

Para a Educação a necessidade temporária é para contratação de 735 profissionais para atuarem nas funções de professor das modalidades Educação Infantil e Ensino Fundamental (1º ao 5º ano), profissional de Educação Física e Assistentes de Aluno. Os salários variam de R$ 1.260 a R$ 2.079 mil. Serão 85 vagas para assistentes de aluno, 550 para professores e 100 para professores de Educação Física.

O carro pipa de Suely tem utilidade sim…
Esse carro-pipa auxiliará a irrigação em todos os municípios de Roraima, promete o Governo de Suely.

Sabe aquele carro pipa anunciado por Suely como a ‘salvação da lavoura’ para pequenos agricultores do interior? Pois bem, o deputado George Melo já encontrou uma utilidade para o ‘dito cujo’.

O governo anunciou que o caminhão vai auxiliar na irrigação em pequenos projetos de agricultura familiar em todo o estado. “Mas como um único carro vai auxiliar e dar conta de atender 15 municípios em todo o Estado?”, debocha George.

Então foi sugerido por ele [George] que o caminhão seja utilizado como esguicho para ‘banhar’ a gurizada roraimense que tanto se divertia naquelas fontes da praça interativa José Renato Hadad, próximo do Totozão, abandonada por Suely.

É, faz sentido.

Governo empossa servidores na Saúde
O atendimento no HGR será reforçado com a chegada de novos servidores, empossados ontem pelo Governo.

Mais 477 profissionais aprovados no último concurso da Secretaria de Saúde do Estado e que se encontravam na lista de espera foram convocados ontem pelo Governo. Os novos servidores serão lotados no Hospital das Clínicas e outras unidades da capital e de oito municípios do interior.

Com a medida o Governo de Roraima terá cerca de 30% de servidores a mais do que tinha em 2014, reduzindo significativamente o déficit de profissionais em diversas áreas da assistência em saúde.

Na capital, a maioria dos servidores será lotada no Hospital das Clínicas, que será inaugurado no próximo mês. No entanto, também serão atendidas unidades como os Centros de Atenção Psicossocial, Unidade de Acolhimento e Núcleo de Reabilitação Física. Também serão designados profissionais para as unidades de saúde dos municípios de Alto Alegre, Mucajaí, Amajari, Normandia, Pacaraima, Bonfim, Iracema e Caroebe.

PMDB fará convenção nacional
Jucá anunciou para o começo de outubro a convenção nacional do PMDB onde haverá mudanças significativas.

O maior Partido da nação, o PMDB, prepara-se para tomar decisões importantes nos próximos dias.

O presidente da sigla, senador Romero Jucá, publicou ontem no Diário Oficial o edital de convocação para o encontro do partido, no começo de outubro.

Entre os assuntos do dia, a extinção da fundação Ulysses Guimarães e a mudança de nome para MDB, além de deliberar quanto a adoção ou não de regras de ‘compliance’ e a revisão do programa partidário.

Esforço de Shéridan em vão: mantidas as coligações
Shéridan não conseguiu aprovar seu substitutivo que previa o fim das coligações já em 2018.

A deputada Shérinda (PSDB) até que tentou, esforçou-se ao máximo, mas não conseguiu que seu substitutivo propondo o fim das coligações partidárias já para as eleições de 2018 fosse aprovado.

A Câmara dos Deputados decidiu ontem liberar, por 348 votos a 87, a formação de coligações partidárias para as eleições do próximo ano. O texto-base da PEC aprovada em primeiro turno em 5 de setembro proibia a formação de coligações já no ano que vem.

Por ser um projeto que modifica a Constituição Federal, o destaque precisaria de, ao menos, 308 deputados para ser aprovado. Na análise dos destaques com sugestões de mudança no texto, os parlamentares aprovaram um que adia para 2020 o fim das coligações.

O texto também estabelece cláusula de desempenho para os partidos obterem recursos do Fundo Partidário e acesso a tempo de rádio e TV para propaganda, inclusive na campanha eleitora

 


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts