Jalser nega qualquer acordo político com Suely. ‘É mentirosa essa informação’, disse o presidente da Assembleia.

*** A Coluna de Hoje /// Publicada 00h13 ***

“Essa notícia de que me aliei com a governadora Suely é absolutamente mentirosa”, disse Jalser Renier em nota.

Antes que a falsa notícia ‘plantada’ por um site mantido pelo Governo do Estado se espalhe nas redes sociais e na ‘rádio corredor’, o deputado Jalser Renier cuidou logo de cortar a praga na origem: liberou ontem uma nota oficial negando qualquer acordo político com a governadora Suely Campos, nem para agora muito menos para as eleições do ano que vem. A pérfida ‘notícia’ trazia inclusive a preciosidade de que o ‘acerto’ seria anunciado ontem, às 11 horas no Palácio do Governo. O que, óbvio, não aconteceu.

– É mentirosa a notícia divulgada pelo site BNC Roraima de que o presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, deputado Jalser Renier (SD) vá anunciar qualquer tipo de apoio político ao grupo da governadora Suely Campos (PP), em um “amplo arco de aliança para as eleições do ano que vem”, como diz a matéria postada às 10h38 desta segunda-feira, dia 4 de setembro”, diz a nota.

O texto destaca ainda que não tem qualquer procedência a informação de que houve uma “aproximação” de Jalser com o grupo governista. Por fim, Jalser Renier lamenta a postura do veículo de comunicação em querer manipular a opinião pública utilizando uma informação mentirosa e equivocada, “ao mesmo tempo em que reafirmo meu compromisso com a população de Roraima”.

A decisão de Jalser em contradizer o dito-cujo [o site] tem um sentido lógico e coerente porque aqui em Boa Vista a mentira costuma caminhar léguas na frente da verdade e isso possibilita outra vasta difusão de pensamentos contraditórios, comentários cáusticos obrigando a ‘vítima’ a constantes esclarecimentos.

Jalser reuniu ontem no final da tarde os 12 deputados que decidiram permanecer ao seu lado e promete para hoje um duro pronunciamento onde colocará seu posicionamento sobre o momento político em que o Estado se encontra absolutamente mergulhado no caos e na desordem financeira. Quem estava presente pode vislumbrar a face indômita do presidente. Sinal de quem vem chumbo grosso por ai.

Jucá rebate Suely: ‘governo é muito ruim’

Para Jucá a governadora não conclui nada no governo dela e ainda tenta colocar a culpa nos outros.

A um pequeno comentário sobre Romero Jucá, feito por Suely Campos na festa de abertura da colheita de soja, no sábado [‘Jucá atrapalha a regularização fundiária em Roraima’] mereceu ontem um repele do senador na base do açoite.

“Suely é uma gestora muito ruim. Ela não conclui as coisas e ainda tenta colocar a culpa em outras pessoas. Antes, era na gestão anterior. Agora que o período eleitoral se aproxima, ela deixou de criticar o ex-governador Anchieta, com quem pretende coligar, para tentar me responsabilizar. Isso não existe. Eu não sou governador de Roraima e sempre trabalhei pelo nosso Estado. Prova disso, são os recursos que faço chegar na conta do Governo”, afirmou.

O senador cobrou ainda a responsabilidade de outros parlamentares que são da base aliada governamental. “A governadora tem dois senadores aliados e outros deputados na bancada federal. Onde estão Ângela e Telmário? Por que eles não dão apoio ao Governo Suely para resolver essa questão?”, questionou.

Jucá destacou que, a nova Lei de Regularização Fundiária é um mecanismo que será usado para facilitar a titulação em Roraima. “Em 2010, muita gente recebeu o título definitivo e, se depender do meu trabalho, muito mais famílias serão atendidas com esse documento. Já começamos com a titulação do PA Nova Amazônia, numa parceria entre o Incra e a Prefeitura de Boa Vista. Com eles, esse trabalho funciona. Com o atual governo, ainda não”.

Meu papel como senador é trabalhar pelo povo e por isso, faço recursos chegarem nas contas das prefeituras e também, na conta do Governo do Estado. Acho a gestão da governadora Suely muito ruim, mas isso não impede que eu faça o que nossa população precisa. É com recursos que garante em Brasília que o Governo está executando obras como a ampliação do HGR, a 4ª e 5ª etapa da obra de saneamento básico, construção das delegacias e a conclusão do Estádio Canarinho. Reafirmo que meu compromisso é com a população e vou continuar trabalhando para que Roraima seja ainda melhor”, disse Jucá.

G16 perde 4 para ‘base’ do Governo

Três dos quatro deputados – Chagas, Odilon e Xingu – que ontem se aliaram ao grupo de Suely.

O boato desta vez foi sobrepujado pela verdade e 4 deputados estaduais do G16, como se especulava, enquadraram-se ao alinhamento do Palácio do Governo e migraram para o grupo de Suely Campos.

Jânio Xingu (PSL), Gerson Chagas (PRTB), Joaquim Ruiz (Podemos) e Odilon (PEN) agora fazem parte da ‘base situacionista’ e como se nada tivesse acontecido nesses dois anos e sete meses de trombadas, já anunciaram engajamento na candidatura à reeleição da governadora Suely Campos ara 2018.

Com a ‘pulada de muro’ e a ‘engordada’ do grupo governista, oposição e situação agora dividem as mesas cadeiras no Plenário da Casa Legislativa, 12 para cada lado. Só falta o governo definir e anunciar a ‘premiação’ para cada novo aliado. Orque de graça certamente não foram.

O governo tem agora Mecias de Jesus (PRB), Aurelina Medeiros (PTN), Brito Bezerra (PP), Flamarion Portela (Sem Partido), Ângela Aguida Portella (PSC), Gabriel Picanço (PRB), Soldado Sampaio (PCdoB), Evangelista Siqueira (PT), Jânio Xingu (PSL), Coronel Chagas (PRTB), Odilon Filho (PEN) e Joaquim Ruiz (PTN) – novo aliado

Do lado da oposição ficaram: Jalser Renier (SD), Marcelo Cabral (PMDB), Masamy Eda (PMDB), Valdenir Ferreira (PV), Naldo da Loteria (PSB), Jorge Everton (PMDB), Francisco Mozart (PRP) George Melo (PSDC), Izaias Maia (PT do B), Lenir Rodrigues (PPS), Dhiego Coelho (PSL), Zé Galeto (PRP).

Na prática, quase nada…

O Plenário da Assembleia agora estará dividido a partir de hoje com 12 deputados de cada lado.

O reforço obtido pelo governo, na prática, não quer dizer muito não. A não ser que ela consiga engordar o bloco em pelo menos mais 1 deputado para a aprovação de matérias corriqueiras ou mais 3 para matéria constitucional. Com os 12 atuais é possível aprovar por exemplo uma moção de pesar, e nada mais.

A Constituição prevê que para a aprovação de matérias aleatórias o mínimo exigível são 13 deputados favoráveis. E para matérias constitucionais, o mínimo de 15 de deputados.

Com seus 12 cavalheiros a governadora não consegue sequer aprovar o nome de alguém indicado para um cargo na administração indireta. E nem terá êxito em matérias mais complexas.

Agora se a intenção de cooptar aliados é evitar a abertura do processo de Impeachment – segundo alguns deputados é esse o objetivo – ai ela conseguiu.

Mais um ‘frontispício’ do Governo

Como nos eventos festivos anteriores, o Salão Nobre ficou lotado de servidores para o anuncio de ontem.

Na esteira de sua gestão sem realizações consistentes a governadora Suely Campos entupiu novamente o Salão Nobre do Palácio para o arremesso de mais um ‘programa de governo’. Agora é o “Movimento Todos por Roraima”, com a inclusão do lema “a união de todos em prol de um projeto de Estado”.

Não faz muito tempo Suely lançou com super aparato e ostentações o não menos ‘super’ programa de desenvolvimento batizado de Progredirr, que prometia desenvolvimento sustentável, geral de empregos e renda. Isso aconteceu no dia 2 de maio de 206. E de lá para cá as coisas na gestão de Suely só pioraram e o tal Progredir foi esquecido.

Na semana passada foi espalhado outro programa destinado a remunerar jovens, algo duvidoso quando o governo não tem dinheiro nem para o custeio. E nesse restolho a administração vai se completando com as caravanas, os programas sociais, as demandas puramente politiqueiras que tem a finalidade apenas de fazer volume e as ‘festinhas’ promovidas regularmente pela Setrabes, comandada por Emília Campos, filha da governadora.

E você, hein, Xingú?! 

Cena patética: Xingu aparece sorridente do lado de Suely, a quem criticava de forma atroz não faz muito tempo.

Nos últimos anos o deputado José Jânio da Silva, o popular Xingu, notabilizou-se por criticar brutal e de forma contumaz a administração de Suely Campos. Ontem Xingu foi fotografado sorridente ao lado dela – sua ex-desafeta – aparentando felicidade.

Não só pelos defeitos naturais de um governo decadente, mas pelos contornos na sua formação original, com o emprego de irmãos, filhos, genros, noras, sobrinho, tios, primos, cunhados – só não nomeou os netos porque são menores de idade.

Xingu deslanchava na tribuna da Assembleia sua verve ferina contra Suely e sempre encontrou amparo, pela consistência do discurso e pela pertinência das colocações.

Agora aparece Xingu, de forma patética, comovente, confrangedora a declarar que “não fico em cima do muro. Errando ou acertando, tenho posição e estu do lado do Governo. A covardia é cega e anula qualquer tipo de decisão”, disse. Acreditem se quiser, mas é verdade.

Coronel Chagas justifica adesão

Chagas discursa ao se manifestar pela adesão ao bloco governista na Assembleia.

O deputado Coronel Chagas (PRTB), vice-presidente da Assembleia Legislativa, justificou ontem sua adesão ao grupo político de Suely Campos.  Disse ter observado o compromisso do Governo do Estado em dar continuidade aos projetos como o colégio militar – projeto de autoria dele –, que está se estendendo às outras escolas da Capital, além da previsão de aumento de efetivo da Polícia Militar, por exemplo.

Segundo ele, a governadora enviou um pacote de Leis para a Assembleia Legislativa, ao qual ele foi o relator. “Eu já estava sendo relator dos projetos do governo e por essa razão passei a compor a base governista, por entender que os nossos projetos estão sendo defendidos pela atual gestão de governo. Então não havia a necessidade de se manter no bloco de oposição ao governo Suely Campos”, disse.

Joaquim trai seus próprios princípios 

Joaquim e suas decisões dúbias. De crítico contumaz passou a aliado de Suely.

Entre as aquisições de Suely o deputado Joaquim Ruiz surpreende porque sempre se destacou pela eloquência dos discursos. Porém, na sua independência de agir, notabilizou-se também pelo emprego de censura à administração atual, a quem fazia questão de avaliar como fraca.

Disse na semana passada que o governo padecia de programa de investimento, não tinha norte e manifestou-se outro dia inclusive pelo fim da Codesaima – que já presidiu – alegando que a estatal não tem serventia alguma.

Ai de repente aparece lá o nome de Joaquim como o mais novo aliado de Suely, configurando-se uma quebra de princípios entre a razão e a falsidade.

Sobre Odilon, cujo nome de batismo é Antônio Eduardo Filho, não vale nem apenas escrever algo. Já esteve do lado de lá, saiu e regressou novamente – certamente por algum acerto ‘cifrado’. Um contrapeso apenas. Na mais que isso.

Gafanhotos: Neudo tem que devolver R$ 16,3 milhões

O ex-governador Neudo Campos foi preso pela Polícia Federal e encontra-se atualmente em prisão domiciliar.

O TCU decidiu que o ex-governador de Roraima Neudo Campos, atualmente preso em sua própria residência, na Praça da Bandeira, terá que devolver aos cofres públicos R$ 16,3 milhões.

Neudo foi condenado pela Justiça, em fevereiro, por participar de esquema de desvio de verbas públicas no famoso e rumoroso “escândalo dos gafanhotos”.

O crime, comprovadamente, foi praticado de forma reiterada. Com efeito, entre os anos de 1999 e 2002, com periodicidade mensal e em nome de dezenas de pessoas enganadas, os salários dos empregados fictícios eram distribuídos a deputados estaduais e outras autoridades em troca de apoio político.

 

Mais um semáforo | O Departamento de Engenharia de Trânsito da Superintendência Municipal de Trânsito iniciou ontem a implantação de mais um ponto semafórico em Boa Vista (foto acima). Dessa vez, será a avenida Princesa Isabel, cruzamento com Avenida dos Imigrantes, a receber a sinalização que vai contribuir para regularização do tráfego de veículos naquela região. A previsão é de que até no máximo a próxima semana o aparelho já esteja em operação. Este é o 32º novo ponto semafórico implantado em Boa Vista desde 2013. Além disso, os antigos foram substituídos por outros também modernos, sendo que os dois últimos foram os que estão localizados no cruzamento da avenida Glaycon de Paiva com Terêncio Lima e também com a avenida Araújo Filho, centro de Boa Vista. A previsão é de que novos semáforos também sejam implantados nos cruzamentos das avenidas Parimé Brasil com Rui Baraúna (União), Izídio Galdino com Felinto Barbosa (Silvio Botelho) e Felinto Barbosa com Solón Rodrigues (Pintolândia).


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta