Jalser quebra o silêncio e diz que há complôs nos gabinetes do Palácio do Governo.

A Coluna de Hoje | Publicada 00:03

Jalser se manifestou ontem sobre o episódios em redes sociais.

Calado até então, desde que pipocou o escândalo que o coloca no centro de uma conspiração para afastá-lo da presidência da Assembleia Legislativa, o deputado Jalser Renier (Solidariedade) resolveu quebrar o silêncio.

Em vídeo de 1m30s, que foi veiculado ontem em seus perfis pessoais no Facebook e Instagram, Jalser ignorou os nomes dos personagens principais da trama [a deputada Catarina Guerra e o governador Antônio Denarium] e partiu para uma ofensiva moderada, porém objetiva.

Disse que os roraimenses não querem saber de intrigas nem de fofocas. “O povo quer saber de saúde, de educação, emprego e paz. E é para isso que eu, meus colegas deputados e Assembleia estamos trabalhando para melhorar a vida de todos”.

Mas Jalser não foi nada sutil a apontar o dedo para o outro lado da praça onde, está a sede do Governo, contudo sem cometer hostilidades, nem contra Catarina [que é do seu Partido], tampouco contra Denarium, personagens da trama.

“Eu não vejo a mesma vontade nas atitudes do Governo em trabalhar pelo povo. O que vejo são complôs, e articulações feitas em gabinetes do Palácio do Governo Estadual. Traição é feio”.

Quem me conhece sabe que sempre fui leal aos meus compromissos como homem público. Nada disso vai me abalar. Continuarei trabalhando junto com os colegas deputados. Trabalhando com os programas que estão mudando a vida dos roraimenses. Fico triste com essas concitações. Mas isso faz parte da vida. Sou parlamentar há 27 sete anos e sempre trabalharei para ajudar as pessoas. E jamais, jamais para derrubá-las. Política tem seu tempo e lugar. E agora é tempo de trabalhar.

Enredo de Avenida Brasil

Catarina e Denarium: conspiração contra Jalser Renier.

O assunto por aqui continua povoando o imaginário de todos, por conta de sua complexidade, mas a trama conspiratória contra o presidente da Assembleia Legislativa Jalser Renier (Solidariedade) ganhou as páginas da grande imprensa.

O diálogo travado entre a deputada Catarina Guerra (Solidariedade) e o governador Antonio Denarium (PSL) – ecoado nas redes sociais – repercutiu nas páginas da Revista Veja – uma das maiores publicações nacionais – como escândalo. E não deixa de ser.

O título da notícia, aliás bem sugestivo, destaca que o “governador do PSL enfrenta escândalo com miss e áudio clandestino em Roraima”. A revista relata o que é do conhecimento de todos por aqui, porém, serve mais uma vez para colocar Roraima na vala comum do noticiário negativo.

E como não poderíamos esperar algo diferente, o texto avacalha com Roraima afirmando que “Boa Vista, a capital de Roraima, vive dias de barracos e revelações dignas do enredo de Avenida Brasil (a escrachada novela da Globo).

E cita a gravação clandestina de Denarium com a deputada e ex-miss Roraima, Catarina Guerra, revelando uma conspirata do chefe do Estado com a parlamentar para derrubar o presidente da Assembleia, Jalser Renier, do mesmo partido da bela.

Quem terá sido o X-9?

Catarina: pivô do escândalo politico do momento.

E a pergunta que não quer calar: “quem entre os personagens dessa trama teve a infeliz ideia de gravar a conversa de Catarina com Denarium e distribuí-la nas redes sociais?”.

Nesse emaranhado de anfibologias e suspeitas, há algo a ser destacado. Havia mais gente naquela conversa, ocorrida no gabinete de Denarium, segundo a boataria que tomou conta do meio político.

Mas quem gravou o áudio? Certamente não foi Denarium, tampouco Catarina. Eles não seriam alienados a ponto de produzir provas contra si mesmos.

E como havia mais de dois sujeitos nessa oração emblemática, ai já não se trata de uma conspiração, mas de um complô.

E hoje saberemos, na reabertura dos trabalhos legislativos da semana, como estará o clima no Plenário. Certamente bem pesado, feito azougue.

Entre eles próprios

Paulo Sérgio: se for escolhido, abre mão da vaga.

Como só existem três procuradores no desempenho das funções no Ministério Público de Contas (MPC) ficou mais fácil formar a lista tríplice que vai disputar a vaga deixada pro Marcus Holanda no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Então a lista terá os nomes de Bismarck Dias de Azevedo, Paulo Sérgio Oliveira de Souza e Diogo Novaes Fortes. Os três também formam o conselho superior do MPC.

Segundo o MPC, o procurador Bismarck Azevedo recebeu dois votos e procurador Diogo Fortes, um. O corregedor Paulo Sérgio ofereceu seu nome para que a lista pudesse ser fechada, mas declarou que deve abrir mão do cargo caso seja escolhido.

A lista agora segue para o governador do estado, Antonio Denarium (PSL), que deve escolher um nome para ser sabatinado pela Assembleia Legislativa.

Desalojando o secretário

Como o governador Antonio Denarium parece ter dado o caso como esquecido, o Sindicato dos Agentes Penitenciários de Roraima resolveu se mobilizar.

A entidade recorreu aos deputados estaduais pedindo o afastamento do secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, por improbidade administrativa.

André protagonizou o hilário episódio ao utilizar mão de obra de presos condenados do sistema prisional para realizar serviços particulares na casa dele.

O Sindicato pede a desmobilização do secretário, que ele seja intimado a prestar esclarecimento e que o governador explique aos deputados a inércia frente ao caso.

Os riscos no Hospital das Clínicas

Nilton e Chagas: diligência da CPI da Saúde no HC.

Em diligencia realizada ontem no Hospital das Clinicas (HC), deputados da CPI da Saúde constaram a precariedade na unidade, inaugurada no ano passado.

Os servidores relataram perigo para pacientes, pois as máquinas esterilizadoras estão sem funcionamento, deixando os materiais acumulados até serem encaminhados ao HGR para realização do procedimento.

Os denunciantes afirmam que a autoclave está quebrada há seis meses e seladora hospitalar não funciona há nove meses.

Sem uma seladora adequada, há risco de contaminação dos instrumentos, caso os pacotes com materiais para esterilização abram.

Nova juíza reforça TJ

A juíza Anita assina o termo de posse em solenidade no TJ.

O Tribunal de Justiça de Roraima empossou ontem a juíza Anita Lima de Oliveira. Ela foi aprovada no 5º concurso do TJ, realizado em 2015.

Juíza substituta Anita vai reforçar as atividades do Tribunal na Comarca de Caracarai, no sul do Estado.

A cerimônia de posse foi conduzida pelo presidente do TJRR, desembargador Mozarildo Cavalcanti, que destacou a satisfação em receber mais uma magistrada para compor o quadro de juízes e juízas que atuam na promoção da justiça em Roraima.

 “Há uma demanda grande por justiça e celeridade. Nós temos vontade e dedicação para trabalhar e uma satisfação enorme de levar a justiça a quem precisa, principalmente incentivando a conciliação, pois é a melhor forma de resolver um conflito”, afirmou o presidente.

Asfalto novinho | A Prefeitura de Boa Vista liberou ontem o primeiro trecho da avenida Carlos Pereira de Melo (foto acima), com asfalto e sinalização novinhos. O trecho que compreende a avenida São Sebastião até a rua Jorge Fraxe, teve os serviços de pavimentação, sinalização e implantação de iluminação em LED concluídos. Toda a extensão da via receberá as melhorias, incluindo a substituição de rotatórias por semáforos.  Epara dar continuidade às obras da Carlos Pereira de Melo, a prefeitura interditará um novo trecho da via, nesta terça-feira, 22. A interdição vai da rua Deco Fonteles até a rotatória da Avenida João Alencar, no Caranã.

Teresa destaca obra

A prefeita Teresa Surita esteve presente no local e destacou a recuperação de outras importantes avenidas da cidade, a exemplo da Carlos Pereira de Melo, como a avenida Nossa Sra. da Consolata e Mário Homem de Melo.

“A Carlos Pereira de Melo é uma avenida que já não tinha mais asfalto, era só pedra mesmo, e os buracos abrem com muita facilidade. Abre pela chuva, pela condição dos carros passarem em cima, e tem uma hora que não adianta mais fechar o buraco, você tem que realmente recapear. Nós temos investimento de recursos próprio aqui e também recursos do ex-senador Romero Jucá, que foi o que possibilitou executarmos essa obra”, disse a prefeita.

Teresa informou ainda os 2km e 400m serão asfaltados em cinco partes. Haverá troca de sinalização e as rotatórias serão substituídas por semáforos.

A iluminação que era central, ficou lateral e de LED. E com a saída do canteiro central, oferecendo mais espaço para o tráfego.

“É um lugar que acumula trânsito nos horários de pico. Essa avenida vai ficar muito melhor, pois o asfalto vai durar pelo menos uns sete anos”, reforçou a prefeita.

A cratera do medo

Um buraco se transformou em uma verdadeira cratera no cruzamento das ruas José Cassimiro da Silva com S-21, no bairro Senador Hélio Campos, e tem tirado o sossego dos moradores da região. Um morador procurou o programa Fiscaliza Roraima e fez o relato.

O problema começou há quatro meses, com o rompimento de uma rede de esgoto, e desde então, a situação se agrava e acidentes já ocorreram no local. E quando chove, a situação se torna ainda mais complicada.

Pois com o buraco submerso, os motoristas, pedestres e ciclistas não enxergam a dimensão e nem a profundidade da cratera.

Esta foi uma das 50 denúncias coletadas pela equipe do Fiscaliza Roraima no último fim de semana.

Lei dá desconto e parcelamento

A Prefeitura oferece desconto para pagamento de dívidas.

Os contribuintes boa-vistenses com débitos em processos judiciais têm a oportunidade de liquidar ou parcelar suas dívidas com descontos de multas e juros de mora.

É o que diz a Lei 2.022, do Programa de Conciliação Judicial (Conci/Jur), sancionada pela prefeita Teresa Surita e publicada no diário nº 4980, de 03 de outubro de 2019. O período de conciliação teve início no último dia 3, e vai até 3 de dezembro de 2020.

Os débitos poderão ser pagos em até 36 parcelas, onde o valor da parcela não pode ser inferior a R$ 60 para pessoa física e R$ 200 para pessoa jurídica. Quem optar pela negociação da dívida receberá descontos progressivos sobre multas e juros de mora.

O pagamento total da dívida à vista terá desconto de 100% sobre multa e juros de mora. Quem parcelar em até 12 meses terá 80% de desconto; em até 24 meses 70%, e em até 36 meses 60%.

O objetivo é estimular os acordos judiciais nos processos em que o município de Boa Vista é parte.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: