Jungmann diz que segurança melhorou em Roraima após intervenção no sistema prisional.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h12

Raul Jungmann deu entrevista em Brasília para falar sobre a intervenção no sistema prisional em Roraima.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, revelou que resultados da intervenção no sistema prisional de Roraima já estão sendo sentidos também fora da prisão. “Boa vista vinha assistindo a um crime violento por dia. Desde a intervenção, esses crimes foram cessados. Não vou dizer que está solucionada a crise de segurança, longe disso, mas de fato temos um efeito importantíssimo que é poupar vidas”, disse.

O ministro explicou que o contexto político não era favorável e não havia tempo hábil para uma intervenção federal na segurança pública de Roraima, por causa da gravidade do quadro. Segundo ele, a saída foi uma negociação entre o governo federal e o governo estadual para a criação de uma intervenção negociada.

“A alternativa da intervenção como está na Constituição é muito complexa, porque teríamos que reunir o Conselho de Defesa Nacional, como foi feito no caso do Rio de Janeiro, e em seguida teria um prazo curto de 48 horas para que o Congresso Nacional aprovasse a medida, o que requereria uma engenharia institucional que é extremamente complexa no final do governo. Dada a emergência que nós tínhamos nessa situação foi feita uma negociação para permitir uma “intervenção branca”, acordada com o governo do estado, que permitiu que na última segunda-feira nós tivéssemos essa intervenção”, explicou Raul Jungmann.

O acordo entre os governos foi firmado para durar até dia 31 de dezembro, mas segundo o Depen, as reformas necessárias para garantir a segurança da Penitenciária não serão concluídas até esse prazo. A estimativa é que o apoio federal deve durar pelo menos mais 90 dias, e ainda precisa ser negociado com o novo governo.

O pedido de intervenção foi feito no dia 7 de novembro e o acordo foi firmado no dia 13 de novembro entre a União e o Estado de Roraima. “A administração do sistema prisional passou a ficar a cargo do Depen e o sistema socioeducativo ficou a cargo do Ministério dos Direitos Humanos.

Ele explicou que a situação de descontrole na Penitenciária Monte Cristo foi agravada quando o governo de Roraima deixou de bancar a alimentação dos presos, não pagando a empresa responsável pela entrega de alimentos. “Os próprios familiares passaram a fazer a comprar comida e levar para os presidiários”, disse o ministro.

Raio-X na Pamc 

Celulares e drogas foram apreendidos durante a inspeção na PAMC.

Durante a Operação Élpis na Penitenciária Agrícola do Monte Cristo foram apreendidos 80 celulares, 500 gramas de maconha, 500 gramas de cocaína, 500 comprimidos de ecstasy, duas balanças de precisão e anotações que indicam a ocorrência de tráfico de drogas dentro da prisão.

A força-tarefa envolveu 110 agentes penitenciários do Depen, profissionais de 11 estados da federação que apoiaram a operação, 90 agentes da Polícia Federal, além do apoio da polícia militar e civil, da Polícia Rodoviária Federal e do Exército.

Segundo o Diretor do Departamento Penitenciário Nacional, Tarso Muzzi, todos os presos custodiados na Penitenciária já foram devidamente quantificados e identificados. “Por incrível que pareça, não se sabia exatamente o número de presos que estavam custodiados.” Entre os presos, inclusive, foram encontradas duas pessoas que eram consideradas foragidas pela justiça, mas que agora se sabe que estavam presas na Penitenciária.

Filho de peixe…

Neudo está preso por envolvimento no famigerado “Escândalos dos Gafanhotos. 

Justamente na semana em que foram completados 15 anos da Operação Praga do Egito, que desvendou o “escândalo dos gafanhotos”, eis surge a operação “Escuridão”, que levou para a cadeia o filho de Neudo Campos (Capo daquele esquema milionário de desvio mais de R$ 300 milhões).

O caçula dos Silva Campos, Guilheme [o playboy Gui] foi preso juntamente com dez outros comparsas que desviaram, segundo apurou a Polícia Federal, mais de R$ 70 milhões por meio de contratos fraudados para a distribuição de comida para o sistema prisional.

… peixinho é!

Guilherme é acusado de chefia o esquema que desviou mais de R$ 70 milhões.

“Escuridão” faz referência à 9ª praga bíblica do Egito, que veio após outra, a dos gafanhotos, registro recebido pela Operação Praga do Egito que desarticulou um esquema criminoso envolvendo Neudo Campos, marido de Suely e pai de Guilherme, e que atualmente cumpre prisão em regime domiciliar.

O escândalo que envolveu o patriarca dos Silva Campos não impeliu o filho mais novo a fazer o mesmo, embora sabedor das consequências que geraram o encarceramento do pai.

As investigações que levaram mais um Campos para trás das grades começaram em 2017 após informações sobre o esquema iniciado em 2015.

Espertos, nem tanto…

O deputado estadual Renan Filho está preso no CPC da PM.

Guilherme Campos e o deputado eleito Renan Bekel Filho, que também foi preso, foram apontados pela Polícia Federal como os verdadeiros donos da empresa Qualigourmet, a empresa utilizada pelo esquema criminoso para desviar mais de $ 70 milhões dos cofres do Governo.

Uma empresa constituída havia oito dias, em 2015, foi contratada emergencialmente para fornecer marmitas a presos do Estado. Com mudanças de nomes de sociedade para tentar enganar trouxas, os envolvidos conseguiram um contrato com a Secretaria de Justiça e Cidadania por processo licitatório na modalidade pregão presencial.

Quando do primeiro contrato, que era emergencial e deveria vigorar 180 dias, as marmitas custavam R$ 34,90. No licitatório, caiu para R$ 19,76, o que comprova que a intenção da turma era mesmo superfaturar.

Acolhimento aos venezuelanos

Bolsonaro disse que não pode dar as costas para os venezuelanos.

Com críticas ao governo venezuelano e ao PT, o presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou que abrigará os refugiados daquele país no Brasil.

“No que depender de mim, vamos acolhê-los. Ninguém está saindo de lá porque quer, mas por causa da fome e da ditadura. Devemos acolher, sim”, disse em entrevista à imprensa.

O presidente eleito também afirmou que não vai deixar Roraima, porta de entrada dos venezuelanos, “abandonada à própria sorte”.

Segundo Bolsonaro, é preciso pressionar a ditadura de Nicolás Maduro para que aja diferente. Ele criticou os governos petistas por permitirem a entrada da Venezuela no Mercosul.

A fonte secou

Mulheres de policiais continuam a ‘via crúscis’ em busca dos salários. Foto | Roraima em Tempo

O presidente do Sindicato dos Fiscais de Tributos do Estado de Roraima, Jorge Henrique Teixeira, afirmou ontem o que escrevemos aqui todos os dias: o Governo de Suely não tem uma solução para resolver o problema dos atrasos dos salários atrasados dos servidores.

Por conta descalabro desencadeará uma paralisação total das atividades no posto do Jundiá, onde é feita a fiscalização de tudo eu entra em Roraima por via terrestre.

A greve, segundo Jorge, será geral, envolvendo os demais sindicatos de servidores, prejudicados com o descaso do governo.

A paralisação está marcada para o dia 10 deste mês.

Ninguém quer Rogério

kk

Há movimento cerrado contra a indicação de Rogério Martins para a presidência da Recursos Hídricos da Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Femarh).

Presidente da instituição na gestão de Suely, Rogério foi demitido e ultimamente é visto entre os integrantes da comissão de transição do governador eleito, Antônio Denarium.

E para expor a repulsa os servidores espalharam faixas nas cercanias da sede da Femarh, pedindo que Denaium não o indique para a função novamente.

Boa coisa Rogério não fez. Sua gestão é criticada e elo visto não deixou legado algum entre os servidores.

Força tarefa contra o Aedes | A Prefeitura de Boa Vista promoveu ontem, 30, o Dia D de Mobilização em combate ao Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e Chikungunya. Ao todo, mais de cinco mil imóveis dos bairros São Bento e Pedra Pintada foram visitados por mais de 120 agentes comunitários de saúde e de combate às endemias, que orientaram os moradores sobre as formas de como evitar os criadouros do mosquito, dentro de casa. Ao longo desta semana, a prefeitura desenvolveu diversas atividades de mobilização em combate ao Aedes nas unidades básicas de saúde, em escolas e no Cernutri, principalmente nos bairros que apresentaram alto índice de infestação. As ações de conscientização promovidas pelos agentes em campo, além do projeto 10 Minutos Contra o Aedes, que é desenvolvido nas escolas do município, têm refletido diretamente na redução dos índices de infestação na cidade, pois incentiva hábitos mais responsáveis na população em relação ao combate ao mosquito.  As ações de conscientização promovidas pelos agentes em campo, além do projeto 10 Minutos Contra o Aedes, que é desenvolvido nas escolas do município, têm refletido diretamente na redução dos índices de infestação na cidade, pois incentiva hábitos mais responsáveis na população em relação ao combate ao mosquito.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: