Lewandowski nega liberdade a ex-procurador da República em Roraima, preso por receber ‘mesada’ de Joesley Batista.

*** A Coluna de Hoje ||| Publicada 00h13 ***

Ângelo Vilela foi procurador da República em Roraima e encontra-se preso por passar informações da PGR ao empresário Joesley Batista.

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou dois habeas corpus apresentados pela defesa do ex-procurador da República em Roraim Ângelo Vilela, da República em Roraima e do advogado Willer Tomaz. Eles são acusados de atrapalharem investigações feitas pela Procuradoria da República no Distrito Federal contra o frigorífico JBS. Lewandowski negou por razões técnicas e nem chegou a analisar o mérito dos pedidos.

Os habeas corpus foram apresentados contra decisões monocráticas tomadas por ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Uma decisão monocrática é aquela em que apenas uma pessoa decide, sem consultar outros ministros. E a jurisprudência do STF é de que pedidos assim não são analisados. Para ser examinado no tribunal, é preciso que passe primeiro por um órgão colegiado do STJ.

O procurador solicitou uma liminar para que prisão seja substituída por medidas cautelares, como uso de tornozeleira, afastamento das atividades profissionais, proibição de deixar o país e de manter contato com outros investigados. Ao fim do julgamento, requeria a liberdade. Tomaz solicitou diretamente que seja soltou ou, alternativamente, medidas cautelares. Eles estão detidos desde 18 de maio deste ano.

Num dos depoimentos da delação premiada, o empresário Joesley Batista, dono da JBS, acusou Vilela de vazar informações de um inquérito da Operação Greenfield, que investiga desvios em fundos de pensão. O procurador teria sido cooptado pelo advogado Willer Tomaz, que ofereceu seus serviços à JBS.

Boa Vista terá camelódromo moderno

Teresa anuncia hoje a ordem de serviço para a construção de um moderno camelódromo em Boa Vista.

Pequenos comerciantes de rua, mais conhecidos como camelôs, terão um espaço moderno por comercializar seus produtos. A Prefeita de Boa Vista, Teresa Surita, assina nesta segunda-feira, 26, os contratos para início de mais duas obras na capital: construção do Centro Comercial Popular (Camelódromo) e do prédio do Grupamento Tático Municipal (GTAM), da Guarda Civil Municipal. Na ocasião serão anunciados os detalhes de cada projeto.

O Camelódromo será localizado na Av. Dr. Sílvio Lofego Botelho, em área de calçada não utilizada no antigo terminal de ônibus, Centro. Este espaço será destinado aos ambulantes cadastradas em 2016, que aguardam atendimento na área de estacionamento do Caxambú.

Já a equipe do GTAM ganhará uma nova sede a ser construída no endereço atual do grupamento, que fica localizado na Avenida Brasil, Pricumã.

Mais para os mesmos…

O senador Romero Jucá é o autor da PEC que institui um fundo eleitoral para financiar campanhas políticas.

A proposta apresentada pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB), de criar um fundo eleitoral para financiar as campanhas de 2018 vai reservar mais de 60% da verba para os partidos que atualmente integram a base aliada do presidente Michel Temer.

Dos R$ 3,5 bilhões previstos para custear candidaturas, R$ 2,15 bilhões ficariam com as nove legendas que hoje têm assento na Esplanada dos Ministérios.

O dinheiro viria de recurso previsto no Orçamento, 10% de emendas parlamentares em ano eleitoral e da redução de gastos com programas partidários, que seriam suspensos no primeiro semestre do ano da disputa.

O acordo por um novo fundo ganhou fôlego após reunião na quinta-feira entre Jucá e presidentes de outros partidos, entre eles o ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, presidente licenciado do PSD, Tasso Jereissati (CE), presidente interino do PSDB, e José Agripino Maia (RN), presidente do DEM. [As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo”].

E tome dinheiro na conta de RR

O ministro Ricardo Barros encontra Suely novamente hoje para anunciar os recursos.

O Governo de Roraima realiza nesta segunda-feira, 25, às 9h30, no Salão Nobre do Palácio Senador Hélio Campos, solenidade de anúncio para habilitação de recursos do Ministério da Saúde destinados ao Estado.

Serão mais R$12 milhões, dinheiro que será entregue pessoal pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros. Os recursos serão aplicados no custeio dos serviços de média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar.

O comunicado prévio sobre o repasse de verbas foi feito na manhã da última quinta-feira, dia 22, quando o ministro Ricardo Barros fez uma escala técnico a caminho do Haiti.

O sucesso do Boa Vista Junina 

O Boa Vista Junina acabou no sábado e levou mais de 200 mil pessoas para a praça Augusto Paracat, segundo os organizadores.

A 17ª edição do maior Arraial da Amazônia, o Boa Vista Junina chegou ao fim no sábado, 24, mas com a certeza do dever cumprido e de ter animado milhares de pessoas.

Este ano, a estrutura foi modernizada e adaptada para a época chuvosa. Dentre as novidades desta edição, o espaço Caipirão, um complexo com várias estruturas cobertas e que ofereceu atrativos de entretenimento para toda a família. O espaço contou com o Museu Cultural, Feira de Artesanato, a Sala de Reboco e a Casa da Farinha.

Outro diferencial, foi a nova Praça de Alimentação que também foi coberta e instalada em uma área bem mais ampla, garantindo proteção e mais conforto para quem aprecia a gastronomia local. Os hambúrgueres artesanais ganharam uma área reservada especialmente para eles, os famosos Food Truck.

Além das 25 barracas da Praça de Alimentação, a prefeitura disponibilizou 120 espaços para ambulantes, 25 barracas da Feirinha de Artesanato, 30 espaços para brinquedos infláveis, pula-pula e outros. Houve também pela primeira vez a transmissão ao vivo do Concurso de Quadrilhas em um telão localizado na Praça de Alimentação. Quem não conseguiu chegar até a Arena Junina assistiu confortavelmente as apresentações.

A Arena Junina se manteve na Praça Velia Coutinho. Foram instalados ao redor do tablado, três alas de arquibancadas com cobertura, sendo cinco mil lugares para os espectadores conferirem as quadrilhas e grupos folclóricos. O público estimado pela Fetec para as oito noites superou as 200 mil pessoas.

A maior paçoca do mundo: 856 quilos

A maior paçoca do mundo foi servida no sábado no enceramento do Boa Vista Junina: 856 quilos.

O que já era bom ficou ainda melhor. Este ano a Maior Paçoca do Mundo bateu o próprio recorde no Maior Arraial da Amazônia.  A meta era servir 800 quilos, 100 a mais que a edição do ano passado, porém a hora da pesagem reservou uma surpresa, foram mais de 856 quilos da iguaria que faz parte da gastronomia roraimense.

O público que compareceu começou a formar as filas logo no início da noite. Após a pesagem, a paçoca foi servida gratuitamente para mais de 20 mil pessoas presentes da 17ª edição do Boa Vista Junina, conforme contabilizou a organização do evento.

“O melhor de tudo é que tivemos a aprovação da população, que veio prestigiar nosso evento. Todo processo foi feito com muita dedicação e com muito carinho para que as pessoas pudessem saborear essa iguaria da nossa culinária.  E como o Boa Vista Junina é uma festa grandiosa, o Maior Arraial da Amazônia, aproveitamos para reafirmar que a maior e melhor paçoca do mundo se faz aqui em Boa Vista”, destacou a superintendente de cultura da Fetec, Alda Amorim.

A história da paçocaA paçoca é um prato típico originário dos povos indígenas da etnia Macuxi. Item bastante presente na culinária local (foto acima). Foi escolhida para estar presente no Boa Vista Junina para promover a gastronomia regional tanto em âmbito nacional quanto internacional, estimulando a promoção social, turística e cultural da capital. A paçoca é preparada com ingredientes como a carne bovina, tipo carne seca, farinha de mandioca e cebola in natura. O modo de preparo pode variar, triturado ou batido no pilão. Para o preparo da Maior Paçoca do Mundo foi utilizado 600 quilos de carne, 350 de farinha, óleo e cebola.

Mais prazo para renegociar 

Gabriel é autor do projeto que beneficia antigos devedores do extinto Baner: prazo prorrogado.

Prorrogado por mais dois anos o prazo para renegociação de dívidas de clientes do extinto Bando do Estado de Roraima – Baner). O projeto que deu origem a Lei 1.189, sancionada pelo Executivo no dia 20 de junho, é de autoria do deputado Gabriel Picanço (PRB), que altera a Lei 1038, de abril do ano passado, que previa apenas a prorrogação do prazo por apenas um ano.

Aqueles que estão inadimplentes já podem procurar a Agência de Desenvolvimento do Estado de Roraima (Desenvolve RR) para renegociarem as dívidas e serem beneficiados pela lei, uma vez que ela já está em vigor desde a data de publicação no Diário Oficial do Estado (DOE).

O deputado Gabriel Picanço acredita que a prorrogação vai trazer resultados positivos para o Estado, “Tratam-se de dívidas antigas que já estavam dadas como perdidas e agora produtores rurais, microempreendedores, grandes empresas, profissionais liberais e outras pessoas que estão inadimplentes junto ao extinto Baner terão uma nova oportunidade de regularização”, disse.

Pontos de alagamentos são monitorados | A Prefeitura de Boa Vista tem mantido um ritmo intenso de trabalho com as equipes da Operação Patrulha da Chuva (foto acima). As ações que contemplam serviços de limpeza, desobstrução de canais, recuperação de ruas com a operação tapa-buracos, são alguns dos serviços que fazem parte das frentes de trabalho que estão em andamento em diversos bairros do município. A Patrulha da Chuva monitora 80 pontos da cidade diariamente com equipes divididas em cinco áreas. As ações obedecem um cronograma e também são feitas por demandas da Central de Atendimento 156. A Secretaria Municipal de Gestão Ambiental também intensificou os serviços de limpeza, capina, roçagem e recolhimento de entulhos e galhadas nas ruas. Nesse primeiro semestre, já foram retiradas mais de 120 mil toneladas desse material e de lixo doméstico.


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta