Luciano Castro decide que vai concorrer ao Senado em 2018.

Compartilhe nosso conteúdo!
*** A Coluna de Hoje /// Publicada 00h13m ***
Luciano põe fim aos boatos sobre sua candidatura e anuncia que vai disputar uma vaga no Senado.

A corrida pelas 2 vagas de Roraima no Senado na eleição de 2018 ganhou um personagem de peso na disputa. O ex-deputado federal Luciano Castro (PR), atualmente ocupando a função de secretário de Gestão Estratégica do Ministério dos Transportes, pôs fim aos rumores sobre sua participação na eleição do próximo ano e confirmou ontem ao Blog que vai percorrer o caminho que leva ao Senado da República.

A pré-candidatura já está sendo difundida em reuniões que Luciano realiza com lideranças daqui da Capital e interior. Isso desfaz boatos de que estaria disposto a disputar o Governo do Estado ou tentar seu retorno à Câmara dos Deputados, onde viveu por 22 anos seguidos.

Luciano assume a posição num instante que o debate sobre escolhas e nomes prováveis para o pleito patina nas dúvidas e incertezas sobre postulantes às vagas roraimenses, em um ambiente que oficialmente só duas candidaturas à reeleição estão postas: dos senadores Romero Jucá (PMDB) e Ângela Portela (PDT), mais a pré-candidatura do deputado estadual Mecias de Jesus (PRB), já anunciada.

A candidatura de Luciano surge no tabuleiro do jogo eleitoral na hora exata, porque uma candidatura não se constrói de véspera, mas vai sendo amadurecida no curso das conjecturas e Luciano há muito tempo e em quase todas as conversas vem sendo lembrado como alguém capaz, qualificado e preparado para governar Roraima.

E ao resolver pela disputa do Senado, põe em prática um princípio vital na política: as candidaturas viáveis que se consolidam primeiro, têm chances de chegar na frente. E no caso de Luciano, que não é mais nenhum neófito ou principiante na arte da política, o nome dispensa apresentações.

É sobejamente um dos políticos mais bem compostos em quesitos capitais para quem almeja ou sonha o Senado como destino, e vai para sua segunda tentativa só que desta vez com mais possibilidades de alcançar o objetivo. Em 2014 Luciano concorreu ao mesmo cargo e obteve 50.118 votos (21,33% do eleitorado), terminando em segundo lugar naquela corrida de uma vaga só.

Qualidades políticas invejáveis 

Como deputado federal foi um dos mais proeminentes políticos roraimenses no Congresso Nacional.

Enaltecer as qualidades políticas de Luciano Castro é absolutamente dispensável. Foi sem dúvida alguma um dos deputados federais roraimenses mais bem sucedidos nos seus 22 anos seguidos de mandatos na Câmara Federal. Conhece Roraima e sua estrutura de poder desde quando aqui chegou em 1984.

E agora, ocupando função de destaque no Ministério dos Transportes, exibe com certo grau de apuro e dinamismo que é um gestor eficiente e focado sempre na política de obtenção de resultados.

Luciano está pavimentando [e não são apenas rodovias] um caminho consolidado para a eleição do ano que vem. Político habilidoso, está sempre apegado ao exercício da sabedoria dos que só dão o passo conforme o tamanho da perna.

Porque figuras proeminentes como Luciano Castro não podem permanecer na dúvida ou arriscando sua reputação com rebates seguidos para tantas perguntas sobre sua provável candidatura ou não ao Governo.

Curso de Medicina na UERR já era!

A UERR não tem as mínimas condições estruturais para receber o Curso de Medicina.

Por mais que já tenha até anunciado a realização do vestibular, mesmo sem a existência da disciplina, a governadora Suely Campos terá que voltar atrás em relação ao Curso de Medicina, que ela prometeu instalar na Universidade Estadual de Roraima (UERR).

É que o governo federal vai suspender por cinco anos a criação de cursos de Medicina no País. A medida foi sugerida pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, ao presidente Michel Temer e deverá ser formalizada em dezembro, com a publicação de um decreto.

A estratégia é adotada após forte pressão de entidades de classe, contrárias ao expressivo aumento das vagas em graduações da área nos últimos anos, sobretudo depois da Lei do Mais Médicos.

“A expansão de vagas de forma desordenada pode colocar em risco a qualidade de ensino”, disse Mendonça Filho. “Para aumento de escolas, é preciso haver a infraestrutura necessária e um corpo docente com formação adequada”, algo que não existem na UERR

Visita ao Teatro Municipal

O Teatro Carlos Municipal de Boa Vista será oficialmente entregue aos roraimenses no dia 15.

Já tendo definida a data de sua inauguração – 15 de dezembro – a prefeita Teresa Surita está organizando uma visita acompanhada ao Teatro Municipal de Boa Vista.

Ela vai convidar jornalistas e órgãos de imprensa do Estado para a realização de uma espécie de périplo pelas dependências do Teatro, cuja obra física já está concluída.

A visita ocorrerá no dia 13, dois dias antes da entrega oficial da casa cultural. A prefeita revelou que no momento estão sendo finalizado pequenos detalhes de montagem para que o Teatro possa abrir oficialmente suas portas ao roraimense.

Selo Ouro do CNJ para o TJ de Roraima

O Selo Ouro foi entregue ao TJ de Roraima ontem em Brasília em solenidade realizada no CNJ.

O Tribunal de Justiça de Roraima recebeu ontem o Selo Ouro ‘Justiça em Números’ do Conselho Nacional de Justiça. A entrega do selo ocorreu durante a 11ª edição do Encontro Nacional do Poder Judiciário, no Tribunal Superior Eleitoral.

Este é o quarto ano que o TJRR recebe o selo que visa reconhecer os tribunais brasileiros pelo esforço feito para aprimorar os sistemas de estatísticas e informações relacionadas ao funcionamento do judiciário.

Foram avaliados quesitos como nível de informatização do tribunal, uso de relatórios estatísticos para o planejamento estratégico e cumprimento das resoluções do CNJ alinhadas à gestão da informação, entre outros.

A presidente do Poder Judiciário de Roraima, desembargadora Elaine Bianchi destacou o empenho dos magistrados e servidores com essa conquista. “Agradeço todos integrantes do TJRR pela conquista do selo ouro do Poder Judiciário Roraimense, pois sem a dedicação de cada um, isso não seria possível”, disse Elaine.

Previdência: Temer quer apoio de governadores

O presidente Michel Temer quer ouvir governadores e pedir apoio pela Reforma da Previdência.

O presidente Michel Temer e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vão convidar governadores e prefeitos para um encontro esta semana, em Brasília.

O objetivo é pedir apoio para aprovar a reforma da Previdência. Temer e Maia querem que governadores e prefeitos usem sua influência sobre deputados e senadores para que esses parlamentares votem a favor.

Se Temer for depender da influência da governadora Suely Campos sobre deputados e senadores, estará perdido. Ela não tem domínio sobre nenhum deles.

Melhor mesmo é tratar diretamente com deputados e senadores aliados. Assim terá chance de lograr êxito.

Fundo Partidário já pagou R$ 636 milhões

O dinheiro do Fundo Partidário abastece as contas de todos os partidos com representação na Câmara Federal.

Com pagamentos a partidos políticos de quase R$60 milhões apenas no mês de outubro, o Fundo Partidário atingiu os R$636,3 milhões nessa farra até 31 de outubro.

A expectativa é que o total distribuído aos partidos supere os R$ 750 milhões até o final de 2017 mesmo com a decisão do governo federal de contingenciar as verbas do fundo para este ano.

O fundo partidário serve para bancar as atividades dos partidos e dos políticos, como viagens (incluindo jatinhos), estadia etc.

Mesmo em desgraça, o PT foi o partido que mais recebeu verbas do fundo em 2017: R$ 68,3 milhões. Até o fim do ano serão R$80

Cadê o Diário Oficial do Estado?

O Governo de Suely não tem compromisso com a veiculação regular do Diário Oficial.

O Diário Oficial do Estado (DOE) não circula há exatamente uma semana. A última edição foi publicada no último dia 13.

Uma atitude absolutamente irresponsável do governo que deveria ser repelida pelo Ministério Púbico.

Afinal de contas é pela publicação oficial onde são veiculados os atos oficiais do Governo e de mais outras instituições públicas.

Mas como o Palácio do Governo não sofre qualquer reproche por esta ‘desatenção’, o governo de Suely segue ignorando a norma e só publica o DOE quando quer.

Senado quer vaquejada | A área jurídica do Senado enviou ao STF um documento no qual defende as vaquejadas como uma manifestação cultural. As informações foram protocoladas porque o ex-procuarador Rodrigo Janot, quando ainda estava à frente da PGR, entrou com uma ação direta de inconstitucionalidade (ADIN) contra a emenda constitucional 96/2017, aprovada pelo Congresso, que torna legal a prática. Para Janot, a vaquejada inevitavelmente submete os animais a tratamento violento e cruel (foto acima). Já para o Senado, a emenda foi a solução jurídica adequada e necessária para chegar a um equilíbrio entre os direitos dos animais e a realização do evento de “forte conotação social e cultural, com raízes na memória nacional”. O centro do argumento, no entanto, é que é do Legislativo o poder legítimo para criar leis e expressar a voz da sociedade sobre o assunto. Qualquer decisão do STF configura, segundo defende, “desrespeito à soberania popular em uma democracia participativa”.

 


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts