‘Maduro chefia o cartel de drogas los Soles’, diz Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

 ‘Maduro chefia o cartel de drogas los Soles’, diz Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Estados Unidos fixou em US$ 15 milhões a recompensa para quem capturar Nicolás Maduro.

Compartilhe este artigo

A Administração para Controle de Drogas publicou a oferta de recompensa a Nicolás Maduro, Diosdado Cabello e aos outros 12 funcionários do regime socialista que foram indiciados na quinta-feira pelos supostos crimes de narcoterrorismo.

O DEA nomeou Maduro como líder do Cartel de los Soles, uma organização de narcotráfico que envolveria políticos de alto escalão e membros do Exército e Judiciário da Venezuela.

“Maduro e outras autoridades venezuelanas de alto escalão supostamente formaram parceria com as FARC para usar cocaína como arma para inundar os Estados Unidos”, lê a manchete da oferta, que também inclui fotos das indicadas.

Entre os membros do regime acusado pelos Estados Unidos estão Maikel Moreno, presidente do Supremo Tribunal de Justiça chavista; Vladimir Padrino López, Ministro da Defesa; Tareck el Aissami, Ministro das Indústrias e Produção Nacional, e Diosdado Cabello, Presidente da ilegítima Assembléia Nacional Constituinte.

Também estão na lista Luis Motta Domínguez, ex-ministro de Energia Elétrica; Nervis Villalobos, ex-vice-ministro de Energia Elétrica, e Néstor Reverol. “Hoje anunciamos acusações criminais contra Nicolás Maduro Moros por liderar, juntamente com seus principais tenentes, uma associação de narcotráfico com as Farc nos últimos 20 anos”, disse o procurador dos EUA Geoffrey S. Berman, do Distrito Sul de Nova York.

O escritório do Departamento de Justiça dos Estados Unidos dedicado à luta contra o contrabando e o consumo de drogas naquele país também publicou as fotografias de Hugo Carvajal Barrios e Cliver Alcalá Cordones.

O DEA indicou que a transmissão da recompensa corresponde ao anúncio feito anteriormente pelo procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, juntamente com outros quatro promotores dos EUA, que acusaram funcionários do regime de tráfico de drogas, corrupção e outras acusações criminais.

O regime venezuelano, antes liderado por Nicolás Maduro Moros, continua sendo atormentado por crimes e corrupção. Por mais de 20 anos, Maduro e vários colegas de alto escalão conspiraram com as FARC, causando a entrada de toneladas de cocaína e devastando as comunidades americanas.

O anúncio de hoje se concentra na erradicação da corrupção generalizada dentro do governo venezuelano, um sistema construído e controlado para enriquecer os que estão nos mais altos níveis do governo. Os Estados Unidos não permitirão que essas autoridades venezuelanas corruptas usem o sistema bancário americano para transferir seus lucros ilícitos da América do Sul ou promover seus esquemas criminais “, disse o procurador-geral Barr.

O procurador-geral dos Estados Unidos nomeou Maduro como líder do Cartel de los Soles, uma organização de narcotráfico que envolveria políticos de alto escalão e membros do Exército e Judiciário da Venezuela. Fontes: New York Times/El Universal

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

peronico

http://peronico.com.br

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Posts Relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: