Mais de 100 casas demolidas: E aos poucos o Beiral vai deixando de existir.

*** A Coluna de Hoje /// Publicada 00h15 ***

Quase metade das construções existentes no Beiral já foram demolidas pelas máquinas da Prefeitura.

O projeto de revitalização do bairro Caetano Filho, o Beiral, avança e a Prefeitura já descaracterizou 101 dos 241 imóveis existentes na área. Atualmente 39,8% das casas já foram demolidas. Das famílias que já assinaram acordos com o município, 11 foram inscritas no ‘Minha Casa, Minha Vida’ e estão sendo beneficiadas com o Aluguel Social até a entrega das unidades, as outras 90 famílias optaram pela indenização.

A descaracterização da casa de nº 100, marca o avanço destas negociações. Neste cadastro há um total de 252 famílias atendidas, pois algumas das casas abrigavam mais de uma família. A identificação e o levantamento destes casos vem sendo realizada pela equipe do Braços Abertos.

Com a obra que será edificada no local, serão minimizados todos os tipos de problemas encontrados na região, principalmente com relação às cheias do rio Branco no inverno. A intenção é valorizar a área e dar dignidade às famílias que a cada inverno passam por muitos transtornos e que vivem em áreas impróprias para habitação.

Com o avanço das negociações no Caetano Filho, a Prefeitura de Boa Vista, por meio do Braços Abertos, passou a fazer o monitoramento diário com drone em toda área que corresponde a revitalização desde o dia 1º de agosto. Essa medida se dá em função de que alguns moradores da região estão prolongando as negociações por conta de ampliações em suas construções, com o intuito de aumentar o valor da indenização.

Chagas empossado no Parlamento Amazônico

Chagas discursa na solenidade em que assumiu oficialmente a presidência do Parlamento Amazônico.

A nova diretoria do Parlamento Amazônico, para o biênio 2017/2018, cujo presidente é o deputado roraimense Coronel Chagas (PRTB) tomou posse ontem em solenidade realizada no plenário da Assembleia Legislativa de Roraima. Foram empossados também  Lenir Rodrigues (PPS), secretária geral, Gabriel Picanço, tesoureiro e Jorge Everton (PMDB), secretário da Comissão de Minas e Energia.

Em seu discurso de posse Chagas disse que as maiores dificuldades a serem vencidas pelos estados membros do Parlamento Amazônico são aquelas ligadas às questões indígenas e ambientais. Chagas citou ainda o fechamento da BR 174 com a corrente do Jundiá, que para o estado 12 horas por dia, das 18 horas até às 6 horas do dia seguinte.

O parlamentar se referiu ainda aos impedimentos ambientais que fizeram parar a obra do Linhão de Tucuruí, empreendimento importante para Roraima, mas que está estagnado porque os indígenas Waimiri-Atroari não permitem sua continuidade. “Enquanto isso, Roraima fica refém de apagões como os dois que aconteceram nesta Casa somente agora pela manhã”, disse.

Por serem problemas comuns enfrentados na região, Chagas ressaltou esses temas serão pauta do Parlamento Amazônico. “Nossa entidade busca contribuir para o crescimento econômico da nossa região discutindo políticas que visam o interesse coletivo e o bem comum. Estas foram, são e continuarão sendo bandeiras do nosso Parlamento Amazônico”, complementou. Coronel Chagas disse ainda que irá ouvir as demandas de todos os estados da Amazônia Legal para que juntos busquem soluções para os entraves que impedem o desenvolvimento econômico e social da região.

Nós precisamos ter a segurança jurídica necessária para produzir riquezas na Amazônia. Quem tem que decidir o que e como fazer somos nós, que vivemos aqui. Não aceitamos mais viver sob a ameaça de criação de mais reservas e áreas de proteção”, afirmou o Coronel Chagas.

Suely não dar o ar da graça

Oleno (a esquerda de Chagas) representou Suely Campos na solenidade de ontem na Assembleia.

A governadora Suely Campos foi convidada mas preferiu não enfrentar o clima desfavorável na Assembleia e não deu o ar da graça na solenidade de posse da nova diretoria do Parlamento Amazônico, na sessão em que o deputado roraimense Coronel Chagas assumiu oficialmente a presidência.

Diante do clima hostil que reina na Assembleia, a chefe do executivo escalou seu fiel escudeiro Oleno Matos para ir representá-la na solenidade de posse do Parlamento Amazônico.

Já não é segredo para ninguém que os deputados de oposição querem ver o governo sangrar. E a situação só tem piorado diante de tantos desacertos.

Encontro de Brasília

Chagas cumprimenta o deputado amazonense Sinésio Campos, que se despede da presidência do Parlamento.

Encerrando a programação da solenidade de posse da diretoria do Parlamento Amazônico para o biênio 2017/2018, foi realizada a primeira Assembleia Geral e, entre as sugestões apresentadas pelos parlamentares, ficou definido que o próximo encontro será no dia 21 deste mês, em Brasília (DF)

Nesta primeira reunião os parlamentares discutiram algumas pautas e mudaram o regimento do Parlamento Amazônico, aprovando a reeleição para os mesmos cargos. Definiram também que os pagamentos dos custos do parlamento serão autorizados a partir de agora pelo presidente e tesoureiro. Antes eram feitos com a autorização do presidente e do coordenador.

Os membros também aprovaram que a partir deste mandato tanto o presidente quanto o tesoureiro e o primeiro-secretário sejam do mesmo Estado. “Isso vai facilitar a assinatura de documentos, uma vez que esses parlamentares moram na mesma cidade”, disse o deputado Coronel Chagas.

Eles definiram também que a eleição para a escolha da próxima diretoria do Parlamento Amazônico seja anual. “Sendo realizada a cada ano, o revezamento entre os parlamentares será mais rápido, dando oportunidades para todos os deputados da Amazônia Legal”, complementou Coronel Chagas.

TRE mantém cassação de Masamy

Masamy foi casado sob acusação de captação  ilegal de votos por meio de pagamento em cheque de campanha.

O Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE) manteve a cassação do mandato do deputado estadual Masamy Eda (PMDB) e ainda decidiu anular seus votos o que pode gerar mudança no quadro de deputados estaduais com a fixação de um novo quociente eleitoral. O acórdão da decisão do TRE sobre a cassação de Masamy foi publicado ontem no Diário da Justiça Eletrônico (DJE).

O texto deixa claro a comprovação de prática de captação ilegal de votos por meio da pagamentos com cheques de campanha para pessoas que supostamente trabalharam na campanha de Masamy como cabos eleitorais no dia da eleição.

A cassação do parlamentar foi decorrente de Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) movida pelo Ministério Público Eleitoral (MPE). Se houver recontagem de votos o quociente mudará, pode gerar mudança na apuração, dai dois deputados perderão seus mandatos e dois outros candidatos ascenderão.

Shéridan fala. Ninguém entende 

Shéridan insiste em levar adiante o caso do plenário da Câmara onde foi chamada de ‘gostosa’.

A deputada Shéridan (PSDB) – a ‘gostosa’, segundo gritou um deputado no Plenário da Câmara no dia da votação contra Temer – abriu uma cruzada de defesa de sua honra e ao mesmo tempo para atacar o machismo existente entre seus colegas deputados.

Ontem ela gravou uma postagem para seu Facebook queixando-se do bullying espetaculoso, apelando para as mulheres da Câmara se juntarem com esse tipo de violência psicológica.

Com o plenário ao fundo, a parlamentar comete o mesmo pecado de sempre, fala apressada, áudio inaudível, voz esganiçada quase incompreensível. Ela classificou o comentário de ‘indecoroso’.

Mas contraditando a deputada, ‘o que de mal existe em ser chama de gostos?’ Afinal é algo tão banal quanto natural. Ao final ela diz: ‘Nós, mulheres, não devemos nos calar! Temos que nos apropriar do nosso espaço e fazer valer nossos direitos. Juntas podemos mais’!

Fundão político de R$ 3,5 bilhões 

O Fundão vai financiar as campanhas políticas ao custo de R$ 3,5 bilhões por ano.

Proposta consensual na reforma política em gestão, o “fundão eleitoral” de R$3,5 bilhões, para financiar campanhas com os nossos impostos, oficializará o que sempre houve: tudo será pago com dinheiro público, mas agora, em vez de usar contratos superfaturados para afaná-lo, os políticos poderão sacar toda essa fortuna porque a lei determinará. E com uma grande vantagem: sem o risco de Polícia Federal na porta.

A criação do “fundão” tem apoio unânime de governistas e também de oposicionistas mais radicais. Todos de olho no dinheiro público. Políticos alegam que o “fundão” de R$3,5 bilhões compensará o fim da contribuição privada de campanha, que a Lava Jato chama de propina.

Free Shops para Bonfim e Pacaraima

O deputado gaúcho Frederico Antunes acredita na viabilidade das cidades roraimenses nas fronteiras.

Os municípios de Bonfim e Pacaraima, localizados ao norte do Estado de Roraima, estão entre os 32 free shops que serão implantados no Brasil, por se enquadrarem no Decreto do Ministério da Integração que cria as cidades gêmeas em zonas de fronteira, o que fará movimentar o mercado, já que as compras terão tributação diferenciada e os preços serão atrativos. Essa informação é deputado Frederico Antunes (PP-RS), que ministrou a palestra “A regulamentação da Lei dos Free Shops em cidades gêmeas de fronteiras”, durante programação de posse da nova diretoria do Parlamento Amazônico, na Assembleia Legislativa de Roraima, ontem à tarde.

“Queremos criar uma vivificação, manter vidas no seu próprio local de origem. A base é a geração de emprego, povoar as cidades que estão passando por dificuldade de manutenção de vidas, porque as pessoas estão indo embora por não terem o que fazer. Quando se fala em compras, está se falando também em serviços”, explicou Antunes, ao salientar que os free shops promoverão atrativos que movimentarão outros setores, como o hoteleiro e de alimentação.

O turismo de compra, disse o parlamentar, passou a ser a grande alavanca da economia, porque em todas as viagens as pessoas gastam. “Comprar está embutido na intenção da viagem daqueles que se deslocam pelo mundo afora. O brasileiro é considerado o que mais pratica o turismo de compra, e hoje não temos nas cidades brasileiras lojas free shops por causa da falta da legislação”, disse Frederico Antunes.

Dia do Pedestre | Por conta do Dia do Pedestre (foto acima), comemorado no dia 08 de agosto, a Superintendência Municipal de Trânsito (Smtran), por meio da Divisão de Educação e Prevenção de Trânsito levou conscientização no centro de Boa Vista na tarde de ontem, 09. A ação educativa contou com o apoio de jovens do Projeto Crescer. As equipes de agentes de trânsito e jovens do Crescer entregaram panfletos e deram orientações sobre o cuidado no trânsito, como andar sempre na faixa de pedestre ao atravessar uma via, fazer uso das calçadas, observar os sinais coloridos dos semáforos, placas, entre outros itens fundamentais à segurança do pedestre.


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: