Marcelo Lopes afirma que não há desvio de dinheiro na Sesau. Será?

 Marcelo Lopes afirma que não há desvio de dinheiro na Sesau. Será?
Compartilhe este artigo

There is no ads to display, Please add some

estadual e federal, executadas pela Polícia Federal, CGU e Polícia Civil estadual, para apurar desvio de recursos na saúde estadual, o secretário Marcelo Lopes afirma que os recursos da Secretaria há responsabilidade na utilização dos recursos destinados ao combate da doença em Roraima.

Segundo ele, não há desvio de verbas destinadas ao enfrentamento da COVID-19, seja de recursos próprios ou de emendas parlamentares.

“Nenhum valor foi pago para nenhum dos dois processos questionados pela PF (Polícia Federal), uma vez que, após análise do processo destinado à aquisição de teste rápido, foram identificados vícios administrativos, que causaram a anulação do mesmo. Desta forma, não houve qualquer tipo de pagamento. Sendo assim, não ocorreu dano ao erário”, esclarece.

Lopes ressalta que, para manter o combate à COVID-19, a Sesau fez a aquisição de 240 mil unidades de teste rápido, por meio de pregão eletrônico, ao preço unitário de aproximadamente R$ 16,80, um dos menores preços do País.

Estes testes estão sendo utilizados para a testagem em massa da população, a fim de construir um Inquérito Epidemiológico sobre o cenário da doença em Roraima.

O secretário frisou que, desde o primeiro dia de gestão, tem trabalhado de acordo com as diretrizes do Governo de Roraima no sentido de realizar uma boa administração com base na transparência e probidade administrativa.

Ele diz que medidas estratégicas foram adotadas, com a finalidade de assegurar que a sociedade acompanhe a atuação da gestão, entre elas, a implantação do SEI (Sistema Eletrônico de Informações), por meio do qual é possível acompanhar os atos administrativos e contratos executados em Roraima.  

“É importante deixar claro que o outro contrato questionado pela PF, referente à aquisição e instalação de centrais de ar não passou da fase interna dos atos administrativos, uma vez que foi arquivado após análise interna dos autos, ou seja, não houve contratação, nem aquisição e qualquer pagamento”, complementou.

Com informações: Secom/RR

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / texpeditopteronico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

peronico

http://peronico.com.br

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Posts Relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: