Ministro do STF não vê urgência em julgamento de ação para barrar recondução de Jalser.

 Ministro do STF não vê urgência em julgamento de ação para barrar recondução de Jalser.
Compartilhe este artigo

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, avaliou que o pedido do Diretório Estadual do Partido Social Liberal (PSL) para afastar o deputado Jalser Renier (SD) do comando da Assembleia Legislativa não é urgente e, por isso, não pode ser apreciado durante recesso da Corte.

Com a decisão, o caso será encaminhado para análise do ministro Edson Fachin, relator da ação. Não há data para apreciar o pedido, que pede afastamento de Renier do quarto mandato como presidente da Casa.

O pedido foi impetrado no Supremo Tribunal pelo no mês passado, e solicitava decisão urgente do presidente Luiz Fux. O deputado federal Nicoletti é líder da sigla em Roraima.

Além do PSL estadual, a sigla nacional decidiu encaminhar ao Tribunal a mesma solicitação. Os advogados citam manobras políticas que Jalser teria feito para continuar no cargo de presidente do Legislativo. Todas as evidências foram embasadas nas publicações lançadas nos Diários Oficiais do Estado (DOE) e da própria Assembleia.

“Logo em seguida à sua eleição [em 2015], ele providenciou a sua recondução para a Presidência da casa, na mesma legislatura. Fato que, de acordo com a peça, fere o ordenamento jurídico e o princípio democrático”, sustenta o partido.

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) nacional também apresentou documentação solicitando o afastamento de Jalser.

Com informações: Roraima em Tempo

peronico

http://peronico.com.br

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Posts Relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: