Mulheres unidas: Protesto contra Jalser, por ter agredido a prefeita Teresa Surita.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h13

Manifestantes ocuparam a calçada da Assembleia em protesto contra o presidente Jalser Renier. Foto | Facebook

A mulherada vestiu-se de preto e marcou presença em uma forte manifestação contra a postura violenta e machista de Jalser Renier, presidente da Assembleia Legislativa, que na última sexta-feira (26) invadiu o estúdio da Rádio Equatorial FM, quando agrediu verbal e fisicamente a prefeita Teresa Surita (SD). O protesto ocupou a calçada da sede do Poder legislativo com força total.

Centenas de mulheres, famílias inteiras e simpatizantes da causa, gritaram por mais de 2 horas “fora Jalser”, chamando a atenção para o respeito às mulheres, prestando apoio à chefe do Executivo Municipal, Teresa Surita. Havia muitos homens, também vestidos de preto.

O movimento foi organizado através das redes sociais. As mulheres cobraram ações mais efetivas para resguardar os direitos femininos. O movimento trouxe como referência as discussões sobre o empoderamento feminino e a luta pela igualdade social entre homens e mulheres.

Durante cerca de duas horas, o grupo permaneceu em frente à Assembleia. Apesar do reforço na segurança, a manifestação foi pacífica e sem nenhum incidente registrado.

Eles gritaram palavras de ordem como “fora, Jalser”, “cadeia nele”, “respeito à mulher” e cantaram o hino nacional. Os manifestantes pediram a saída do deputado estadual do cargo e classificaram a atitude dele como inaceitável e um verdadeiro ato de tirania.

Teresa agradece solidariedade

Teresa está em Nova Yorque apresentando o programa social Família Que Acolhe.

Em Nova York onde participa de uma conferência para apresentar aos americanos o programa social Família Que Acolhe, a prefeita Teresa Surita se manifestou sobre o ato de solidariedade à ela e demais mulheres que se sentiram igualmente agredidas pelo ato machista do deputado Jalser:

Poderia ter sido com qualquer pessoa. Não é política, não é autopromoção, não é vitimismo. Obrigada a todos pelo dia de hoje. Minha gratidão! Fiquei muito feliz pela manifestação. Um ato muito forte contra a violência, combatendo a violência contra as mulheres. Quero aqui deixar minha admiração pelas mulheres que foram para as ruas protestar. Só quem passa por um momento desses, um homem em fúria, em total desequilíbrio, é que percebe como é diferente de força que existe entre um homem e uma mulher é que vemos como a chanca da mulher é zero. Fico muito feliz mesmo pela coragem dessas mulheres valorosas que se manifestaram publicamente”, disse a prefeita

Há cheiro de boicote

Jalser apareceu ontem para uma reunião com Faradilson Mesquita. Foto | ALE

O Plenário da Assembleia não registra sessão ordinária desde o término do 2º turno das eleições, aparentemente por falta de quorum.

Mas há rumores de que a maioria dos deputados está boicotando o presidente Jalser Renier pelas atitudes impróprias registradas ultimamente.

Mas ontem Jalser apareceu no Plenário, com trajes normais, para uma reunião com Faradilson Mesquita, tratado de assuntos banais.

Uma cena insólita porque não faz muito tempos os dois se tratam como algozes. Faradilson pregou muitas vezes que Jalser fosse apeado da presidência enquanto estava preso por conta de uma condenação no ‘caso gafanhotos’.

E chegou a liderar a invasão do prédio da ALE a serviço de Suely Campos, gerando desconforto geral. E agora Jalser e Faradilson estão encangados. Na Paraíba dá-se a isso o nome de: ‘falta de vergonha na cara’.

Novos tempos: relações republicanas 

Antônio Denarium (centro) reuniu-se ontem com parlamentares de Roraima, em Brasília.

O governador eleito Antônio Denarium (PSL) parece, realmente, querer implantar um novo estilo nas relações políticas no Estado.

Denarium sinalizou que, a partir de janeiro, quando tomar posse, pretende fazer parceria com toda a bancada federal, independentemente de partido, para discutir as prioridades de Roraima junto ao Governo Federal.

E para demonstrar essa aproximação, Denarium reuniu-se ontem em Brasília com 7 deputados federais mais o senador Romero Jucá, para cuidar da destinação das emendas coletivas para o Orçamento da União de 2019.

As emendas de execução obrigatória foram definidas para atender as áreas da saúde, educação, segurança e infraestrutura num total de R$ 879 milhões.

É a primeira vez, nesses quatro anos, que um governador de Roraima participa da reunião da bancada para definir as ações prioritárias do estado.

Cadê o dinheiro que tava aqui?

Policiais e familiares acampados no no gramado em frente ao Palácio. Foto | FolhaWeb

Familiares de policiais e bombeiros militares estão acampados em frente ao Palácio do Governo para cobrar o pagamento de salários, atrasados há ais de 60 dias.

O pior é que os profissionais estão sem salários e sem nenhuma previsão ou resposta por parte do Executivo estadual, de quando será feito o pagamento.

Na manhã de ontem agentes socioeducativos se juntaram ao ato. O governo do estado foi procurado mas ainda não se manifestou.

A transição vai pegar

Frederico Linhares será o representante do Governo de Suely no processo de transição.

Com o fantasma da fiscalização rondando o governo, pelos corredores do Palácio Senador Hélio Campos já há burburinhos sobre as dificuldades que Frederico Linhares terá durante o processo de transição com a equipe de Antônio Denarium.

Certamente a equipe do governador eleito terá de desvendar para onde foram os recursos que deveriam ter sido aplicados na Saúde, Educação, Segurança e Infraestrutura, mas que, certamente, se perderam nas relações nada republicanas entre empresas dos filhos de Suely e seus laranjas.

Denarium prometeu uma profunda auditoria nas contas de Suely e cm certeza encontrar muitas faltas na gestão. É preciso descobrir com rigor o destino que Suely deu a tantos bilhões nesses últimos anos.

Procon-ALE age contra reajuste

O Procom-ALE ingressou com ação conta o reajuste.

O Procon Assembleia ingressou com uma Ação Civil Pública na 4ª Vara da Justiça Federal da 1ª Região contra a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), para que seja imediatamente suspensa a resolução que autoriza a Eletrobrás Distribuição Roraima a reajustar em até 38,90% a conta de luz.

O Serviço de Orientação e Defesa do Consumidor pediu na ação, com pedido de liminar,  que a Justiça proíba cobranças indevidas na fatura de energia dos consumidores relacionadas ao reajuste.

O órgão também quer que Eletrobras e a Aneel informem os motivos que resultaram no aumento da tarifa, por meio da imprensa e com base em laudos técnicos, perícias, auditorias e processos administrativos fundamentados.

A notícia do reajuste não foi bem recebida pela população, que há mais de um ano sofre por um lado com os reiterados reajustes e por outro com as constantes suspensões no fornecimento. Fonte | ALE

Milho para os índios

Índios da Serra do Truarú começaram a colheita de milho em projeto de agricultura familiar. 

Os agricultores indígenas iniciaram em Boa Vista a colheita do milho em grãos. A ação aconteceu na comunidade Serra do Truarú, na terra indígena Serra da Moça e faz parte do projeto de fomento da agricultura familiar nas comunidades, executado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Assuntos Indígenas (SMAI).

A colheita é feita pelos de forma manual. Depois, as espigas de milho são separadas e depositadas em um implemento chamado de debulhadora ou trilhadeira, que separa as cascas e o sabugo do grão. Após esse processo, o milho é ensacado e fica pronto para ser comercializado.

De acordo com o secretário municipal Marlon Buss, a proposta das ações da Smai nas comunidades indígenas é a mais nobre possível. “Nossa missão é oferecer condições para que eles produzam mais e melhor e assim tenham qualidade na alimentação. Estamos contentes com os resultados obtidos com essa nossa parceria com os agricultores indígenas e é gratificante ver a alegria no semblante de cada um”, disse.

Melhorias no bairro Caranã | Graças ao planejamento da Prefeitura de Boa Vista, o cronograma de obras previsto para acontecer na capital, continua em andamento. Esta semana as equipes estão no bairro Caranã, realizando obras de meio fio, sarjeta, pavimentação asfáltica e implantação de calçadas, as quais vão facilitar o tráfego de veículos e pedestres na região. A rua Ritler de Lucena recebe 110 metros de meio fio, sarjeta, calçada e pavimentação asfáltica. Já a Rua Soldado PM Gudivaldo Rodrigues Peixoto, está sendo contemplada com 765 metros de meio-fio, sarjeta, calçadas e pavimentação. A prefeita, Teresa Surita, falou sobre o esforço, dedicação e comprometimento com os moradores, quando o assunto é “obras”, mesmo em tempos de crise. “São construções que contemplam toda cidade, ou seja, garantimos aos longo dos anos que todos os bairros possam receber esses serviços. E não vamos parar! As calçadas, mesmo sendo uma responsabilidade do proprietário, como deixa claro o código de postura do município, também fazem parte do nosso planejamento e são necessárias para a melhoria dos bairros e desenvolvimento de Boa vista”, destacou Teresa.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: