Operação Tovajar: PF prende advogada roraimense e desarticula organização criminosa.

Compartilhe nosso conteúdo!
*** A Coluna de Hoje /// Publicada 00h14 ***
A Polícia Federal realizou a 2ª fase da Operação Tovajar para desmantelar uma organização criminosa em Boa Vista.

A Polícia Federal em Roraima deflagrou ontem a 2ª fase da Operação Tovajar, com o objetivo de desestruturar a ramificação de organização criminosa nacional que atua no Estado de Roraima. Foram cumpridos três mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão em Boa Vista, deferidos pela Justiça do Estadual, um deles inclusive contra uma advogada que tem ligação com essa facção criminosa.

A advogada foi presa na casa onde mora no bairro Caçari, área nobre da capital, e deve ser conduzida à sede da PF, de acordo com o delegado Alan Robson. Por volta das 10h30, agentes da PF faziam buscas na casa onde a suspeita foi detida. Embora no meio todos saibam de quem se trata, o nome da advogada não foi divulgado pela Polícia nem pela OAB.

Segundo a PF investigações apontaram que a advogada, chamada de ‘gravata’ pela facção, atuava financiada e vinculada à cúpula da organização criminosa nacional. Ainda segundo a PF, ela também é suspeita de se aproveitar do trabalho que exercia para ‘levar e trazer’ ordens da facção criminosa de dentro e fora dos presídios.

As investigações apontam três investigados integram a organização criminosa. Os três estão sendo indiciados e interrogados pelos crimes de organização criminosa e posse irregular de arma de fogo de uso restrito. Os presos foram conduzidos para a Polícia Federal para interrogatórios e indiciamentos e serão encaminhados à penitenciária onde estarão à disposição da Justiça.

Na primeira fase da Operação Tovajar, em 11 de agosto de 17, foram cumpridos 15 dos 16 mandados de prisão expedidos, bem como um envolvido foi preso em flagrante. TOVAJAR significa “inimigo” e também “cunhado” na língua tupi-guarani antiga. Parte da organização criminosa se intitulava “cunhadas”.

Jalser e o Impeachment de Suely 
O destino da governadora Suely Campos repousa na consciência do presidente da Assembleia, Jalser Renier.

A pergunta que não quer calar no momento e é formulada em demasia: ‘afinal Jalser vai ou não dar provimento ao pedido de Impeachment da governadora Suely Campos?

Todos sabem e acompanham com ansiedade, há um pedido para apear Suely do Palácio Senador Hélio Campos, protocolado pelo deputado Jorge Everton (PMDB), baseado nas investigações da CPI do Sistema Prisional onde, segundo o parlamentar, a governadora cometeu crime de responsabilidade.

O pedido de Impeachment ingressou o sistema de protocolos da Assembleia no mês de junho. Mas até o momento o presidente da Assembleia, Jalser Renier não se manifestou sobre o assunto.

Teresa e a migração
A prefeita Teresa Surita esteve em Brasília discutindo a questão migratória. Foto | Thiago Oriuruela

A prefeita Teresa Surita (PMDB) vai apresentar hoje os resultados de sua incursão a Brasília para tratar da questão migratória dos venezuelanos.

Hoje de manhã, a partir das 10 horas, Teresa vai apresentar, em entrevista coletiva, o plano discutido com ministros no Palácio do Planalto.

A prefeita foi recebida por nove ministros do governo e fez questão de afirmar na reunião que o município de Boa Vista tem poucos recursos e sozinho não tem condições de enfrentar a situação, por isso a Prefeitura traçou um Plano de Trabalho que foi apresentado em Brasília e aceito pelos órgãos federais.

Quero agradecer a atenção com a qual fomos recebidos. Discutimos sobre a situação preocupante que estamos enfrentando com a vinda de venezuelanos, que fogem da crise de seu país e buscam uma vida melhor em Boa Vista. É uma questão de humanidade e precisamos recebê-los com atenção e dignidade. Estima-se cerca de 30 mil Venezuelanos hoje em nossa capital e esse número vem aumentando a cada dia. Somos um município com poucos recursos. É fundamental ajuda federal”, disse a prefeita.

R$ 23 milhões em comida
Essa comida é atualmente distribuída a pacientes e acompanhantes nas unidades de saúde do Estado.

Através da Secretaria de Saúde o Governo contratou a empresa Andolini Comércio e Serviços (C.N.P.J 01.443.959/0002-45) como nova fornecedora de comida para as unidades de saúde estadual.

Ele vai fornecer gêneros alimentícios e demais insumos, englobando a operacionalização e desenvolvimento de todas as atividades de preparo, fornecimento e distribuição de refeições (dietas livres e brandas, dietas pastosas, dieta hiperproteica e/ou hipercalóricas e dietas especiais, entre outras).

Valor da festança: R$ 23.923.189,38 (vinte e três milhões, novecentos e vinte e três mil, cento e oitenta e nove reais e trinta e oito centavos).

Shéridan e o fim das coligações
Shéridan apresentou parecer que modifica as condições das atuais coligações já para as eleições de 2018.

A comissão especial da Câmara que analisa Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que trata do fim das coligações partidárias para as eleições, aprovou ontem, em votação simbólica, o parecer elaborado pela relatora deputada Sheridan (PSDB).

Apenas um destaque ou sugestão de texto foi aprovado, o que prevê que o fim das coligações valerá a partir das eleições de 2018, e não em 2020 como previsto inicialmente pela relatora.

A flexibilização para federações foi uma das modificações que a deputada Shéridan fez no texto para atender a alguns pedidos dos partidos menores e garantir a aprovação do texto. Essas federações serão criadas por decisão das convenções nacionais dos partidos que as compõem e podem ser reproduzidas no Senado, na Câmara, nas assembleias legislativas e na Câmara Legislativa do Distrito Federal.

A proposta aprovada prevê que os partidos possam formar uma federação entre as legendas que tenham o mesmo programa ideológico no lugar das coligações partidárias que vigoram atualmente nas eleições proporcionais.

A atuação da federação deve seguir uma identidade política única e, ao mesmo tempo, respeitar o estatuto de cada partido. Uma das principais diferenças é que as federações unem os partidos pelo tempo de mandato, ao contrário das coligações que costumam ser desfeitas logo após as eleições.

A farra das passagens no Congresso
O deputado Édio Lopes está na lista do Ministério Público por uso indevido de passagem aérea.

O Ministério Público Federal se prepara para ir à Justiça cobrar cerca de R$ 50 milhões de mais de 500 políticos, por uso indevido de passagens aéreas.

A relação dos demandados inclui dois atuais políticos roraimenses com mandatos (a senadora Ângela Portela e o deputado federal Édio Lopes) além dos ex-deputados Alceste Madeira de Almeida, Almir Morais Sá, Francisco de Assis Rodrigues, Frankembergen Galvão Da Costa, Luciano de Souza Castro, Márcio Henrique Junqueira Pereira, Neudo Ribeiro Campos, Rodolfo Pereira e Urzeni Da Rocha Freitas Filho.

De acordo com a procuradora Sara Moreira Leite, que assumiu um inquérito civil que se arrasta pelo Ministério Público, a intenção é processar todas as 558 pessoas da relação, que gastaram 76 mil bilhetes aéreos irregularmente. Desses, 1.606 eram para o exterior.

Liberado o PIS/PASEP para idosos 
O senador Romero Jucá informou que a medida do Governo vai beneficiar quase 8 milhões de idosos.

O presidente Michel Temer anunciou ontem que vai liberar o saque de PIS/Pasep para idosos acima de 65 anos, no caso dos homens, e acima de 62 anos, no caso das mulheres.

A ideia é que essa medida injete R$ 16 bilhões na economia para 7,8 milhões de idosos, ajude famílias no pagamento de dívidas e estimule o consumo.

– É uma notícia muito importante feita pelo Ministério do Planejamento que vai beneficiar oito milhões de idosos no Brasil. A ideia antecipa a data de idade para fazer esta transferência direta. Portanto, é uma injeção direta na economia. Assim como foi feito no FGTS das contas inativas, a medida de hoje terá um impacto importante no consumo”, afirmou o líder do governo no Senado, Romero Jucá.

Durante seu rápido discurso no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer afirmou que a idade para o saque de homens e mulheres – 65 e 62 anos, respectivamente – seguiu “o padrão” proposto pelo governo na reforma da Previdência

Crise na Venezuela é ‘produto da corrupção’, diz Ortega
Luíza Ortega está no Brasil para denunciar a violação dos direitos humanos na Venezuela pelo ditador Nicolás Maduro.

A ex-procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega Díaz, relatou ontem ao ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes Ferreira, violações de direitos humanos, casos de corrupção e perseguições a procuradores e juízes por parte do governo de Nicolás Maduro. “Quero denunciar que na Venezuela não existe estado democrático de direito”, disse ela.

Ao lado do chanceler em entrevista no Itamaraty, a dissidente disse que o valor das obras paralisadas e com suspeita de corrupção no país chega à ordem de US$ 300 bilhões.

Ortega Díaz associa casos de desvio de dinheiro ao agravamento da crise alimentar e nas áreas de saúde e segurança por qual passa o país. “Isso é um produto da corrupção. Casos como o da Odebrecht mostram que o dinheiro que deveria ir para a população é desviado.”

A ex-procuradora disse que há 37 pessoas presas na Venezuela em decorrência de críticas ao governo de Maduro e, apesar de já terem a liberdade concedida pela Justiça, seguem mantidas na cadeia pela polícia.

PF entupida de Venezuelanos | Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o tamanho do problema que é a migração de venezuelanos, em busca de refúgio em Boa Vista. O filme foi feito no início da manhã de terça-feira, na sede da Polícia Federal aqui em Boa Vista (foto acima). Uma multidão vai se acotovelando e caminhando na direção da PF quando o portão lateral é aberto. Algo realmente assombroso pela quantidade de gente.


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts