PANDEMIA: Governo de Roraima não cumpre sua parte e Hospital de Campanha do Exército continua inativo.

 PANDEMIA: Governo de Roraima não cumpre sua parte e Hospital de Campanha do Exército continua inativo.

A estrutura do Hospital do Exército está montada, mas fata profissionais, equipamentos e insumos, a parte do governo do Estado.

Compartilhe este artigo

Construído como reforço para o atendimento aos casos de Coronavírus, o hospital de campanha construído pelo Exército completa dois meses sem atividade porque o Governo de Roraima não está cumprindo sua parte.

Na parceria Exército, Prefeitura e Governo, a parte que cabe ao Estado como instalação de equipamentos e alocação de profissionais de saúde vem sendo ignorada e não foi informado quando de fato a unidade abra as portas para o atendimento público.

Inicialmente instalado com 80 leitos – mas com capacidade para 1.200, toda a estrutura foi transferida de Pacaraima, onde atendia migrantes venezuelanos que chegavam diariamente ao Estado.

O Exército pretende usar toda a estrutura para auxiliar exclusivamente no atendimento de pacientes com coronavírus. Enquanto as portas não abrem para atender os pacientes, imigrantes atendidos pela Acolhida que precisam de internação são atendidos nas unidades da capital e do estado.

Um edita para a contratação simplificada de profissionais da saúde foi divulgado pelo governo, com 600 vagas para médicos e 200 fisioterapeutas. Mas a admissão, na forma de seletivo, está sendo contestada pelo Conselho Regional de Medicina por irregularidades na formatação do processo.

Estrutura do hospital

A estrutura do hospital vai ser separado em áreas de cuidados, divididos nos níveis 1, 2 e 3 – conforme a gravidade de cada caso – e espaço para isolamento.

Inicialmente contará com 80 leitos, em que três serão de UTI com equipamentos respiradores específicos para pacientes com a Covid-19, doença causada pelo coronavírus. A meta é ampliar o hospital para atender 1.200 pessoas.

A equipe de profissionais já conta com 12 médicos e nove enfermeiros que atuam na missão com os venezuelanos. Esse número deve aumentar porque o governo e prefeitura também vão ceder equipes para o hospital.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

peronico

http://peronico.com.br

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Posts Relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: