PF combate a compra de votos e fraude previdenciária em Roraima.

A Coluna de Hoje | Publicada 00h11

A PF não citou os nomes dos envolvidos na compra de votos, na operação Cheque Benefício. Foto | Divulgação

A Polícia Federal deflagrou ontem a Operação Cheque Benefício, a fim de desarticular esquema de compra de votos em troca de concessão de benefícios previdenciários.

Ao todo estão sendo cumpridos cinco mandados em Boa Vista, sendo quatro mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, expedidos pela 8ª Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima.

A investigação apura a atuação de associação criminosa que facilitava a concessão fraudulenta de benefícios previdenciários em troca de votos para um candidato a deputado estadual em Roraima, nas eleições deste ano.

Conforme levantado pela Polícia Federal, os principais beneficiados pelo grupo eram pessoas idosas, que recebiam laudos falsos de um médico envolvido no esquema. O candidato já foi indiciado pela PF por cometimento de crimes eleitorais no pleito de 2014.

Caso as fraudes não fossem descobertas, os prejuízos para a previdência poderiam superar R$ 650 mil. A investigação contou com o apoio do Ministério Público Eleitoral e da Força-Tarefa Previdenciária.

O nome da operação remonta à fraude investigada, comum nesta época, de ludibriar eleitores prometendo a facilitação ou mesmo a efetiva concessão de benefícios previdenciários em troca do voto, enganando e lesando milhares de pessoas. Fonte | PF

O debate dos horrores 

Denarium, Fábio, Anchieta, Suely e Telmário participam hoje do único debate na TV nessas eleições.

A TV Roraima realiza hoje o debate entre os cinco candidatos que disputam o Governo de Roraima. Um programa sinceramente imperdível.

Pela qualidade dos participantes será certamente um momento para ficar na memória do roraimense, mas não é pelos predicados dos debatedores e sim pelo que lhes falta. É até previsível afirmar que haverá um nível baixíssimo nas discussões.

Suely Campos e Anchieta Júnior partirão para ofensas e insultos, porque ambos são responsáveis pela desgraça que se abateu sobre Roraima e ali será o palco ideal para a lavagem da roupa suja.

Telmário Mota e seu falso moralismo tentará atiçar o fogueral com seu vocabulário reles e desprezível, enquanto Fábio Almeida estará ali apenas de figurante. Resta a Antônio Denarium tirar proveito da situação, desde que não me venha com aquela sepulcral homilia de missa dominical.

Acaba na 5ª o Horário Eleitoral

A propaganda eleitoral nesse segundo turno das eleições acaba na quinta-feira, dia 4.

Dentro de seis dias os eleitores roraimenses irão às urnas para escolher o futuro presidente da República, o governador ou governadora, 3 senadores, 8 deputados federais e 24 deputados.

Até a próxima quinta-feira (4), os candidatos poderão usar o horário de propaganda gratuita para conquistar os votos do eleitorado loca, que soma 331.489.

O número representa um aumento de 10,66% em relação às eleições de 2014, quando havia 299.558 eleitores registrados na Justiça Eleitoral.

Os dados estatísticos também mostram que o perfil do eleitorado em Roraima conta com uma maior participação das mulheres nas eleições gerais de 2018. São 169.824 eleitoras, representando 51,2% do total. Os homens correspondem a 48,8%, sendo 161.665 eleitores.

Títulos eleitorais cancelados

Por falta de recadastramento e Justiça Eleitoral de Roraima cancelou quase 13 mil títulos.

Um balanço divulgado nesta semana mostrou que em Roraima quase 13 mil títulos de eleitores foram cancelados pela Justiça Eleitoral. Em todo país, esse quantitativo chega na casa dos 3,4 milhões, sendo a Bahia o estado que teve mais cancelamentos, com pouco mais de 500 mil.

O cancelamento do documento ocorreu por ponta da ausência do eleitor na revisão cadastral, procedimento considerado necessário, que abrange o cadastramento biométrico.

O processo de biométrica já foi concluído recentemente em todas as regiões em Roraima, conforme foi informado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TER).

Reforço na fronteira 

Ao todo 212 militares chegaram a Roraima para reforçar a segurança na fronteira com a Venezuela.

No sábado (28), 212 militares do Comando Militar do Norte (CMN) e do Comando Militar do Nordeste (CMNE) chegaram à cidade de Boa Vista para compor o terceiro contingente da Força-Tarefa Logística Humanitária para o estado de Roraima.

Iniciada em 14 de março de 2018, a Força-Tarefa já foi composta por militares das regiões Sudeste e Sul do país. Agora, chegam do Norte e do Nordeste e ficam até dezembro em Roraima. Os militares foram recebidos na 1ª Brigada de Infantaria de Selva pelo Coronel Georges Feres Kanaan, Coordenador Operacional Adjunto da Força-Tarefa Logística Humanitária.

Ontem, no primeiro dia de atividade, os novos integrantes participam de palestras onde conheceram o trabalho realizado pelas Forças Armadas na Operação Acolhida e receberam as funções que vão desempenhar durante os próximos meses.

A previsão é que o 3º Contingente receba mais militares até a primeira quinzena de outubro, atingindo o número de aproximadamente 500 pessoas que serão divididas entre Boa Vista e Pacaraima.

TJ paga precatórios

O Tribunal de Justiça já realizou pagamentos de mais de R$ 34 milhões de precatórios.

O Tribunal de Justiça, por meio do Núcleo de Precatórios, empreendeu todos os esforços no sentido de que os entes públicos devedores realizassem os depósitos para pagamento dos precatórios nos anos de 2017 e 2018. Nesse sentido, foram firmados termos de compromisso com várias instituições.

No ano de 2018 já foram pagos até o mês de setembro, cerca de R$ 34 milhões, sendo que R$ 31. 654.590,23 pelo Estado de Roraima, R$ 1.373.236,08 pelo município de Boa Vista, R$ 735.590,79 pelo município de Cantá, R$ 128. 946,32 pelo município de Pacaraima, R$ 88.783,99 pelo Departamento Estadual de Trânsito e R$ 31.743,64 pelo Instituto de Terras de Roraima – Iteraima.

Conforme a presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Elaine Bianchi, haviam créditos acumulados desde 2011. Em outubro de 2017, o TJRR efetuou o pagamento do precatório da Varig no valor de 18 milhões.

Meta vacinal é atingida

Boa Vista finalmente alcançou a meta vacinal estabelecida pelo Ministério da Saúde.

Após meses de trabalhos intensos na capital pela Prefeitura de Boa Vista, o município se destacou ao atingir a meta de vacinação nacional contra Poliomielite e Sarampo, com mais de 95% das crianças vacinadas. A campanha aconteceu no período de 6 de agosto e encerrou no último dia 28 de setembro, com duas prorrogações.

Ao todo, foram aplicadas 22.458 doses contra a poliomielite (95,94%) e 22.395 contra o sarampo (95,67%). Frente à baixa adesão da população, a prefeitura desenvolveu diversas estratégias para alcançar as crianças da faixa etária da campanha.

Além de disponibilizar as doses nas unidades básicas de saúde, nas salas do Cernutri e programa Família Que Acolhe, além da campanha de casa a casa no bairro Cruviana, as equipes de imunização estiveram em todas as creches municipais e em todas as escolas particulares que aceitaram receber a ação de vacinação.


CONTATOS DO AUTOR www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta