Pizzollati foi afrontar deputados e acabou laçado. Terá que depor hoje.

Compartilhe nosso conteúdo!
A Coluna de hoje | publicada 00h12

João Pizzollati Junior, o secretário festeiro da governadora Suely foi afrontar os deputados estaduais, ontem de manhã, e acabou sendo fisgado pela intimação que o obriga a comparecer hoje à tarde para prestar esclarecimentos sobre sua Secretaria Extraordinária Fantasma de Coisa Nenhuma.

O sol acabara de banhar o prédio sede do Poder Legislativo quando Pizzollati, acompanhado de uma entourage embrenhou-se pelos corredores e foi parar na sala vip, um local privado para deputados e convidados. Queria saber detalhes de sua convocação, até então com data não definida, pois o autor do requerimento, o deputado Jorge Everton, não conseguia intimá-lo justamente porque não sabia onde encontrar o suplicante.

Pronto, como Pizzollati foi atirar no que não via e acabou calhado, Everton aproveitou a gentil presença do secretário e ali mesmo tomou sua assinatura no aviso de convocação. O pedido de convocação surgiu após denúncias de que Pizzolatti não dá expediente no Estado. A nomeação dele foi publicada no Diário Oficial do Estado do dia 10 de fevereiro de 2015. Seu salário é de R$ 23 mil.

Pizzollati terá que apresentar a frequência e as passagens aéreas para saber se nos dias em que ele recebeu salário aqui, trabalhando pelo Estado de Roraima, ele efetivamente estava aqui. Quantos são os dias que ele efetivamente fica no nosso Estado? “Afinal de contas, chegam denúncias de que ninguém nunca vê esse homem no Estado”, diz Everton. Caso haja incompatibilidade de assinatura de folha de ponto com o tempo de permanência no Estado, a comissão encaminhará denúncia ao Ministério Público do Estado de Roraima para adotar providências.

João Pizzollati foi ao prédio da Assembleia, ontem, sem ser chamado. Ai acabou notificado de sua convocação para hoje a tarde.
Pizzollati foi à Assembleia, ontem, sem ser chamado. Ai acabou notificado de sua convocação para hoje a tarde.

Ponte aérea

Na Assembleia Legislativa Pizolatti afirmou que, desde que assumiu a secretaria, esteve quatro vezes em Roraima.

“Virei uma ou duas vezes por mês ao Estado, caso contrário não terei condições de trabalhar. E qual meu trabalho? Captar investidores. Se eu ficar aqui em Roraima com a secretaria vai ser legal, cômodo, mas não vou trazer o investidor para cá”, disse.

E sem ser exigido emendou: “não é em Roraima que tenho que trabalhar”.

Lava-jato

Questionado sobre a citação do nome dele na Operação da Polícia Federal conhecida como Lava-Jato, Pizolatti foi enfático ao dizer que teve 20 anos de mandato parlamentar e que responde a apenas um processo por super faturamento.

“Não tem mais processo nenhum. Minha preocupação é zero com relação à Lava-Jato, até porque não tenho nem processo”.

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou no dia 6 de março a abertura de inquérito para investigar Pizzolatti e mais 48 pessoas citadas durante depoimento de delatores na Operação Lava Jato.

Intimidação?

Jorge Everton é o autor do requerimento que convoca Pizzollati a dar explicações na Assembleia.
Jorge Everton é o autor do requerimento que convoca Pizzollati a dar explicações na Assembleia.

O deputado Jorge Everton garantiu que não cogitou em nenhum momento a possibilidade de que Pizzollati tenha ido ao seu encontro para afrontas ou intimidações.

“Nada, essas coisas não me botam medo. Estou acostumado com coisa pior”, disse.

Pensando bem, Everton tem razão. Delegado de Polícia, tá acostumado a lidar com meliantes.

Expulso do PP catarinense

Investigado em seis inquéritos da Operação LavaJato cinco abertos no STF, João Pizzolatti tem futuro incerto dentro do seu Partido.

O PP já avalia os impactos negativos que a presença do ex-parlamentar na executiva estadual da sigla podem trazer perante a sociedade e para os resultados das eleições municipais do ano que vem.

— O que não pode é o partido bancar o avestruz e colocar a cabeça em um buraco esperando que os outros esqueçam — diz o deputado federal Esperidião Amin, tanto sobre o PP no plano nacional, quanto no estadual.

Aparato circensehttp://www.dreamstime.com/stock-photography-image36107912

Pizzollati estava acompanhado de um verdadeiro séquito em sua entrada triunfante no prédio da Assembleia. Havia repórteres, cinegrafistas, fotográficos e mais um bando de bajuladores de plantão.

Todo o circo foi montado pela Secretaria de Comunicação do Governo. O secretário de de Suely, aliás, parece que tem parentesco com a hiena. Vive rindo.

Mas ao contrário do mamífero africano que se alimenta de carniça e restos de animal morto, o secretário hiena de Roraima rir de sua própria bonança.

É que há anos surfa nas ondas do dinheiro público.

Dívidas convalidadas

Jucá no Senado, ontem: emendas aprovadas.
Jucá no Senado, ontem: emendas aprovadas.

O Senado aprovou a convalidação dos incentivos fiscais concedidos por estados a empresas.

Por 63 votos a 7, com 1 abstenção, foi aprovado o PLS 130 com emendas do senador Romero Jucá. A matéria segue para a Câmara dos Deputados.

O projeto torna válidos os benefícios fiscais (em geral relacionados ao ICMS) que os estados oferecem a empresas para que elas se instalem em seus territórios, gerando empregos e renda e promovendo crescimento econômico.

Câmara na alça de mira 

Edilberto: tudo que fazemos aqui tem amparo legal.
Edilberto: tudo que fazemos aqui tem amparo legal.

O Ministério Público de Roraima entrou com ação civil pública para suspender o pagamento de verbas indenizatórias e de gabinete dos vereadores da Câmara de Boa Vista. A ação, com pedido de liminar, também foi ajuizada contra a prefeitura da capital.

O presidente Edilberto Veras disse que ainda não foi oficialmente notificada sobre o pedido do MPRR, que foi protocolado na última terça-feira (31).

Garantiu que a Casa acatará a decisão da Justiça. “Quando recebermos a notificação, iremos cumprir com o determinado e se tiver algo ilegal, pode ter certeza que vamos consertar”.

 Bola da vez

Uma equipe de jornalistas do Fantástico, da Rede Globo, desembarcou em terras de macunáima. E veio justamente investigar os gastos da Câmara de Vereadores.

A presença do pessoal da Globo causou um alvoroço danado nos corredores do Parlamento Municipal.

Mas a maioria dos vereadores afirma que nada tem a temer. É que todas as decisões tomadas têm amparo legal.

Reintegração de ex-servidores

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou ontem (7) a Medida Provisória que permite a servidores dos ex-territórios de Roraima e Amapá optarem pelo quadro em extinção de pessoal da União, da mesma forma que os servidores e empregados de Rondônia. A edição da MP derivou da Emenda Constitucional 79, de 2014, que estendeu o mesmo direito já existente para o pessoal do antigo território de Rondônia aos dos dois outros ex-territórios.

A MP permite o direito de opção pelo quadro aos empregados admitidos pelos estados de Roraima e do Amapá até 4 de outubro de 1993 e que tenham mantido vínculo empregatício amparado pelo mesmo contrato de trabalho. O texto da comissão permite também a opção àquele que tenha prestado serviço de caráter permanente sob qualquer tipo de contratação ou subordinação, remunerado mediante recibo, pelos estados.

Estelionato eleitoral

Não foi só casa, comida e roupa lavada que Suey prometeu na campanha e que não entregou.
Fez também muitas promessas na área de segurança pública, educação, saúde, e de combate às organizações criminosas e assegurou reforço para consolidar as empesas locais.
Até agora, nada. O que levou o deputado Jorge Everton a afirmar que a governadora está cometendo estelionato eleitoral, pois não cumpriu absolutamente nada do prometeu, muito pelo contrário,

 Segurança acuada

A cúpula da Segurança Pública foi sabatinada ontem por deputados estaduais.
A cúpula da Segurança Pública foi sabatinada ontem por deputados estaduais.

Gestores da Segurança Pública foram duramente sabatinados ontem por deputados estaduais.

Falaram muito e quase nada se aproveitou, porque a segurança pública está falida e não há projetos que indiquem uma melhora. O secretário Januário Miranda com sua fala mansa envolveu os deputados mas todos sabem que na prática a população está desprotegida.

O destaque ficou pelo despreparo e o passionalismo da delegada geral Haydée Nazareth Magalhães. Na plateia alguém sussurrou: “o que uma pessoa não é capaz de fazer para manter-se no cargo!”.

OAB vs. PM

O episódio que envolveu o advogado Kairo Ícaro e uma guarnição da PM, em um DP da capital, ganhou mais relevo na sessão com a cúpula da segurança.

Kairo foi agredido enquanto tentava defender um cliente. O presidente da OAB, presente ao evento, disse que as prerrogativas dos advogados são invioláveis e defendeu melhor qualificação dos PMs que atuam nas ruas.

Jorge disse que encaminhará à governadora Suely Campos um ofício solicitando uma ampla discussão sobre o sistema de segurança em Roraima.

Dinheiro tem, mas…

O secretario Januário desfraldou um assunto grave. Disse que dinheiro para investimentos em Segurança há, em abundância, mas como não existem projetos, a grana pega o caminho de volta.

Vejam bem, se isso é verdade, o secretário tem que abrir procedimento investigatório e punir o gestor que cuida da área. E dar publicidade a este ato irresponsável.

Os caras vão a Brasília, pegam instruções de como investir o recurso e não fazem nada? Ora senhor secretário, sejamos mais rigorosos porque trata-se de algo crítico na administração pública.

 Corporativismo fardado

Impressionante a quantidade de oficiais superiores que foi acompanhar o comandante geral PM na sessão de ontem, na Assembleia Legislativa.

Majores e coronéis havia para mais de penca. E há de se perguntar: mas, no ofício, não deveriam os mesmos estar labutando?

unnamed (28)Testando saber | Olhares alegres e ansiosos. Assim estavam os alunos da Escola Municipal Dalício Faria Filho na primeira ação deste ano do projeto Testando Saber. O simulado, feito ao final de cada bimestre, tem por objetivo verificar o nível de aprendizagem dos mais de 600 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental e premiar aqueles que obtiveram a nota máxima. A prova foi aplicada no dia 30 de março e a premiação nesta terça-feira, 7, que contou com a presença dos pais. O simulado, com 20 questões de múltipla escolha, é elaborado pela Coordenação Pedagógica e envolve as disciplinas de português e matemática. Os alunos que acertaram todas as questões receberam medalhas e certificados padronizados.

Chega pra lá no MPC

A governadora Suely jogou água gelada nas pretensões do Ministério Público de Contas e vetou projeto que previa a criação de mais cargos e o aumento da gratificação dos servidores comissionados de 60% para 70%.

Alegando inconstitucionalidade da matéria, Suely está apenas cumprindo seu dever de ofício: retaliando o MPC, um algoz do seu governo.

Na mensagem governamental enviada na segunda-feira, 6, à Assembleia Legislativa, Suely Campos destaca que o MPC não pode dar início a projeto de lei que cria e aumenta despesa, embora a Assembleia Legislativa tenha aprovado em 2011, uma Emenda Constitucional, concedendo autonomia ao órgão.

mundial saudeDia da Saúde | As pessoas que passaram ontem pelo Centro de Saúde Sílvio Botelho, no bairro dos Estados, puderam conferir uma programação pra lá de especial em comemoração ao Dia Mundial da Saúde. Além dos atendimentos de saúde, palestras abordando temas como: hanseníase, tuberculose, sarampo, saúde bucal, foram oferecidos aos usuários, com objetivo de esclarecer dúvidas e proporcionar a busca por uma melhor qualidade de vida. A data foi criada em 1948 pela Organização Mundial de Saúde,

CONTATOS: www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – whatsapp: 98122-3345 – Facebook: Peronnico Expedito

 

Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts