Polícia Federal “detona” facções criminosas que atuavam dentro e fora de presídios de Roraima.

A Coluna desta quinta | Publicada 00h05

Federais fizeram vários cercos em busca de criminosos. Foto | PF

Uma mega operação da Polícia federal, deflagrada ontem de manhã, acabou com a farra de facções criminosas que agiam dentro e fora de presídios de Roraima. Chamada de Hipaspistas, a ação agiu no sentido de impedir a consolidação de lideranças e de reorganização regional de grupos criminosos organizados no sistema prisional em todo o País.

As investigações deram sequência aos trabalhos que culminaram com a operação Érebo, deflagrada ao final de novembro de 2018, na qual PF identificou e mapeou a estrutura da organização criminosa em Roraima, além de atribuir aos responsáveis os ataques que ocorreram em Roraima entre 29 e 31 de julho do ano passado.

Mais de 150 policiais federais cumprem 35 mandados de prisão preventiva e 28 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Boa Vista, Rorainópolis, Caracaraí e Mucajaí, no estado de Roraima, e em Santos/SP, Londrina/PR e Ponta Grossa/PR. Os mandados foram expedidos pela Vara de Entorpecentes e Organizações Criminosas da Justiça Estadual em Roraima, após representação da Autoridade Policial pelas medidas.

A operação contou com o apoio do Departamento Penitenciário Nacional, da Divisão de Inteligência e Captura da Secretaria de Justiça e Cidadania de Roraima e do Ministério Público Estadual.

Após o cumprimento de 45 mandados de prisão preventiva da Operação Érebo, a facção criminosa iniciou processo de reestruturação no estado de Roraima, inclusive com a indicação de novos líderes, com o fim de possibilitar maior efetividade na prática de crimes.

Este processo foi acompanhado pela Polícia Federal em Inquérito Policial, de forma que a investigação possibilitou, novamente, a identificação das atividades desempenhadas por cada um dos principais membros dentro da estrutura da organização.

Os crimes imputados aos alvos são a participação em organização criminosa, com uso de arma de fogo e com agravamento da pena para quem exerce o comando da organização, bem como o crime tráfico de drogas. As penas destes crimes, somadas, podem ultrapassar os 25 anos de prisão. Fonte | PF

7 votam pela nova Previdência

Sessão da Câmara que aprovou o texto em 1º turno.

Os 8 deputados federais roraimenses se manifestaram ontem no Plenário da Câmara dos Deputados, no projeto da nova Previdência do Brasil

Sete votaram favorável à Reforma, num placar folgado para o Governo, que venceu por 379 a 131.

Disseram sim: Haroldo Cathedral (PSD), Hiran Gonçalves (Progressistas), Édio Lopes (PR), Jhonatan de Jesus (PRB), Nicoletti (PSL), Otaci Nascimento (Solidariedade) e Shéridan (PSDB).

A deputada indígena Joênia Wapichana (Rede), votou contra.

Para Haroldo, um novo Brasil

Haroldo votou pela aprovação da nova Previdência.

O deputado federal Haroldo Cathedral (PSD) foi um dos que votou pela aprovação do texto, por entender que ela se faz necessária ao reequilíbrio das contas públicas e para a retomada do crescimento econômico do país. “Teremos um novo Brasil”, disse

Haroldo acredita que o atual sistema alimenta desigualdades sociais, realça privilégios e asfixia a capacidade de investimentos em áreas essenciais, como infraestrutura, educação, saúde e segurança pública.

“É oportuno salientar que, em consonância com os princípios defendidos pela Bancada do Partido Social Democrático, trabalhamos alinhados para assegurar uma reforma com mais eficiência fiscal, que seja ao mesmo tempo solidária, inclusiva e universal”, defendeu Cathedral.

O parlamentar afirmou que a Câmara dos Deputados foi palco de um intenso debate democrático nos últimos seis meses, com muitos embates, divergências, que resultaram em diversas alterações no texto original e avanços significativos.

Chame: 75 casos de ameaça

O Chame registra casos de violência contra a mulher.

Dos 202 atendimentos feitos no primeiro semestre deste ano pelo (Centro Humanitário de Apoio à Mulher), 75 chamam a atenção: são mulheres que procuraram a instituição após ameaças de morte no âmbito doméstico ou familiar. Ao serem recebidas no programa permanente da Assembleia Legislativa, estas vítimas são acolhidas e orientadas a registrarem uma ocorrência policial.

O Chame faz os registros conforme as modalidades de violência contra a mulher previstas na Lei Maria da Penha – física, psicológica, sexual, patrimonial e moral – mas devido ao grande número de denúncias, passou a dividir os casos ainda em situações de violência cibernética e, mais recentemente, as ameaças de morte.

A violência psicológica continua como a primeira colocada no ranking dos crimes cometidos contra as mulheres, com 156 casos. Em seguida, está a violência física, com 106 casos, e a moral, com 97 denúncias. Os números são menores em relação ao mesmo período de 2018 (294 atendimentos), mas continuam preocupantes.

200 vagas para a Prefeitura

A Prefeitura vai poder contratar mais 200 profissionais.

Os vereadores de Boa Vista aprovaram ontem projeto de autoria da Prefeitura que cargos efetivos na estrutura do Município e aumenta em mais de 200 o número de vagas que serão preenchidas através de concurso público.

Foram criados cargos efetivos de Técnico em Enfermagem, Sócio-educador, Educador Social, Assistente Social, Nutricionista, Psicólogo, Pedagogo e Designer Gráfico ambos no Poder Executivo, desvinculados da Secretaria Municipal de Saúde.

Foi aumentado também o número de vagas para agente Agente de Articulação, para melhorar o serviço prestado a população municipal, estimulando o melhor atendimento nos programas sociais e aos servidores municipais.

Já o projeto 013, também de autoria do Executivo, foi aprovado por unanimidade, para contratar um médico veterinário, atendendo determinação judicial.

TJ empossa novos juízes

O Tribunal de Justiça empossou ontem dois novos juízes substitutos que vão atuar nas comarcas de Rorainópolis e Pacaraima.

O juiz Nildo Inácio, que vai desempenhar as funções em Rorainópolis, maior do Interior em volumes de processos, destacou que este é o momento de contribuir. “Canalizar toda nossa energia de trabalho e capacidade técnica para conseguirmos alcançar maior pacificação social’, disse.

O juiz Marcelo Moreira, designado para a comarca de Pacaraima, unidade do judiciário que vem atuando em demandas complexas com a imigração, disse que este é um momento de compromisso. “Uma obrigação relevante, principalmente com os jurisdicionados”.

O presidente do Tribunal de Justiça de Roraima, desembargador Mozarildo Cavalcanti, ao dar a posse aos novos magistrados, lembrou de que os jurisdicionados, ou seja, os cidadãos que buscam os serviços da Justiça, compõem o direcionamento principal dos trabalhos par aos quais eles estão sendo designados.

Fotos | Andrezza Mariot

Mais uma selvinha | Como parte da celebração do aniversário de 129 anos de Boa Vista, a prefeita Teresa Surita lançou novo espaço Selvinha Amazônica da cidade, desta vez, no Parque Germano Augusto Sampaio (foto acima), bairro Pintolândia. A segunda etapa da Selvinha conta com um exemplar de uma onça pintada com uma estrutura de 10m de comprimento, 7m de altura, 5m de largura e 13 toneladas, toda em cimento e concreto maciço. A onça pintada, terceiro maior felino do mundo, após o tigre e o leão, e o maior do continente americano, é um dos animais símbolo da Amazônia e um dos predadores mais importantes para manter o equilíbrio ecológico. O projeto Selvinha Amazônica simula e lembra a nossa floresta amazônica, rica em fauna e flora e também de uma diversidade de animais. A ideia é incentivar noções de meio ambiente, biodiversidade tanto na formação escolar como familiar das crianças, além de motivar a ocupação das praças e parques oferecendo às famílias atrações interativas e de acessibilidade.

Fico muito feliz, principalmente hoje em que comemoramos 129 anos, poder entregar esse brinquedo interativo para nossas crianças, aqui nesse espaço, uma segunda edição do Selvinha Amazônica, que vem estimular nas crianças o conhecimento de nossos animais da região local, no caso aqui a onça pintada, algo que elas podem interagir brincar e aprender”, disse a prefeita Teresa Surita.

Venezuela: tortura sistêmica

Maduro: acusado por crimes contra os direitos humanos.

Exilado nos EUA, o ex-chefe do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin) Cristopher Figuera deu uma entrevista ao jornal espanhol El País em que voltou a atacar a ditadura de Nicolás Maduro.

Figuera disse que as torturas promovidas pelo regime são “sistemáticas” e negou que a tentativa de levante liderada pelo oposicionista Juan Guaidó no final de abril tenha fracassado.

“Não podemos falar de fracasso. É um longo amanhecer que está em andamento, há coisas acontecendo”, afirmou o ex-chefe do Sebin.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.br – emails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: