Prefeitura prova que sinalização eletrônica educa e reduz acidentes no trânsito de Boa Vista.

Aos que vivem criticando aleatoriamente a prefeita Teresa Surita, até com ofensas pessoais, por conta da implantação do projeto de segurança no trânsito com o uso de sinalização eletrônica nas ruas da cidade, os números mostram que a Prefeitura está no caminho certo.

Dados estatísticos da Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Trânsito apontam que depois de implantada a fiscalização eletrônica houve uma redução de 78% no número de infrações registradas por esses equipamentos, que envolvem excesso de velocidade e ultrapassagem de sinal vermelho.

Nos meses de dezembro de 2018, janeiro e fevereiro de 2019, 19.924 motoristas cometeram excesso de velocidade, número três vezes menor que o registrado há um ano, quando foram lançadas 64.553 multas no mesmo período. Os números comprovam a diminuição de infrações de trânsito captadas por radares na capital.

As multas relacionadas ao avanço de sinal vermelho também reduziram. Entre dezembro de 2018, janeiro, fevereiro de 2019 foram lançadas 6.019 notificações contra 12.266 no mesmo período do ano passado. Considerando os dois tipos de infração, a redução em um ano é de 78% no número de multas aplicadas, sendo registradas 76.819 multas no primeiro período, contra 25.943 multas um ano depois.

“A redução das mortes no trânsito e das multas confirmam a eficiência da fiscalização eletrônica. Os motoristas tendem a respeitar o limite de velocidade quando sabem que na via que trafegam há um radar e também evitam avançar o sinal vermelho porque sabem que poderão ser multados. Dessa forma, vidas são poupadas”, disse a prefeita Teresa Surita.

Para reforçar a fiscalização eletrônica, a prefeitura iniciou a instalação de mais quatro radares de velocidade e seis de avanço de sinal vermelho. O objetivo é fazer com que esse número de infrações continue caindo em toda a cidade, aumentando a segurança de pedestres, ciclistas, condutores e crianças, principalmente em frente às escolas.

A culpa é do Telmário

Depois que a fronteira do Brasil com a Venezuela foi reaberta, na semana passada, o fluxo de migrantes que invadem nosso chão, em Pacaraima, mais que dobrou.

Enquanto durou o bloqueio a entrada de venezuelanos em Roraima não chegava a 300. Agora, segundo dados da Polícia Federal, ultrapassa os 900 diariamente.

É claro que com os conflitos se acentuando e sem uma perspectiva de solução, a tenência é que mais venezuelanos fujam de seu país.

Mas a migração foi incentivada pelo senador Telmário Mota, o amigo de Nicolás Maduro, que até se aventurou em uma incursão ao território hostil do ditador, em Caracas, para pedir a aberturada fronteira a qualquer custo.

Portanto essa nova onda migratória que certamente nos causará muitos problemas sociais, é de inteira responsabilidade de Telmário Mota (Prós), o senador que desafiou o próprio governo federal brasileiro e foi fazer negociata com Maduro. 

Suely, a franciscana

Demonstrando sinal de pobreza extrema, Suely Campos pediu para a dívida de R$ 287.827,20, imposta pela Vara da Fazenda Pública por crime de improbidade administrativa fosse parcelada: e conseguiu.

A comiseração da Justiça permitiu que o valor fosse dividido em 48 parcelas iguais de R$ 5.996,00. A decisão está pulicada no Diário da Justiça Eletrônico.

Mas para manter a vigência do acordo, Suely terá que desembolsar a primeira parcela no prazo de 5 dias. Ela terá que comparecer no Cartório para receber a GRU e apresentar o respectivo comprovante de quitação da parcela, até o final do mês respectivo, independente de intimação.

“Ocorrendo o descumprimento de qualquer das condições apresentadas, o presente parcelamento será revogado e o débito remetido para inscrição em dívida ativa da União”, alertou o juiz.

Gabinete de Guiadó invadido

Forças da segurança da Venezuela, incluindo do Sebin, os serviços de informação do Estado, cercaram ontem a Assembleia Nacional alegando a presença de uma bomba no local.

O Sebin e elementos da Assembleia Constituinte, fiel a Nicolás Maduro, ocuparam depois todo o edifício, incluindo o gabinete do presidente da Assembleia e líder da oposição, Juan Guaidó.

Foram arrombadas as gavetas da presidência e vice-presidência.

Os serviços da Assembleia publicaram na sua página oficial do Twitter, um vídeo com imagens das forças de segurança em torno do palácio federal, sob o título “o que teme o regime?“.

Estreitando as relações

Agora sob o comando do ex-deputado federal Remídio Monai, emoresário do setor de transporte de passageiro e cargas, a Câmara de Comércio Brasil-Guiana está trabalhando no estreitamento das relações com o país vizinho.

Ontem dirigentes da entidade foram recebidos no Palácio Senador Hélio Campos pelo governador Antonio Denarium (PSL), onde foram discutidos pontos para melhorar a relação comercial entre Roraima e o país vizinho.

A Câmara apresentou 15 pontos que dependem do Governo de Roraima ou da influência do governador em Brasília para que essa relação comercial, que já existe, fique ainda mais forte.

Entre os pontos propostos pela Câmara estão: baixar a tarifa dos aeroportos para voos de pequeno porte, fim da exigência do passaporte para entrar no País vizinho, já que a Guiana faz parte do Mercosul e menos burocracia para o tráfego de carros brasileiros na Guiana.

“E agora temos um fato novo com a Guiana produzindo petróleo e que deve crescer de 20 a 30% ao ano e nós queremos, de alguma forma, participar desse crescimento com a contribuição do nosso País. A reunião foi muito produtiva e nós agradecemos ao governador”, disse Remídio.

O sim coletivo na ALE | Na noite de ontem (14), os deputados estaduais deram lugar no Plenário a 24 casais, que disseram “sim” a um novo ciclo na vida em família, durante o primeiro Casamento do Povo na Casa do Povo, promovido pela Assembleia Legislativa de Roraima no plenário da Casa. Esta é a primeira celebração desta natureza promovida pelo Poder Legislativo, em parceria com o Cartório Loureiro. Além dos trâmites tradicionais de um casamento, oficializado pelo juiz de paz Joziel Loureiro, o casamento coletivo contou com uma novidade: para dizer “sim”, os noivos tiveram que registrar em painel eletrônico, o voto favorável. A cerimônia foi embalada pelos alunos do coral do programa Abrindo Caminhos. Um por um, cada casal foi convidado a trocar alianças e registrar o “sim” no painel eletrônico. Ao final, recebiam pelas mãos de convidados, a certidão de casamento emitido pelo Cartório Loureiro.

‘Promover cidadania’, diz Jalser

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jalser Renier (SD), conduziu a cerimônia acompanhado da esposa, Cinthya Padilha.

“Em parceria com o cartório, significa que estamos integrando a nossa sociedade numa situação totalmente diferente. Isso é muito legal, é algo em que a Assembleia Legislativa está inovando”.

Ele afirmou que a pretensão é incluir a realização destes casamentos comunitários no calendário de celebrações do Poder Legislativo.

O responsável pelo cartório, Joziel Loureiro, afirmou que há a pretensão de continuar a parceria com o Poder Legislativo. “Abrimos uma nova relação entre os representantes e os representados. Hoje a Casa do Povo se veste de Povo, colocam o véu e a grinalda para celebrar algo comum que é o casamento”.

Transporte escolar emergencial

O governo recorreu, como se temia, ao recurso do processo emergencial para restabelecer o transporte escolar no interior de Roraima.

Ao invés de realizar nova licitação para a contratação de empresas para transportar alunos, a Secretaria de Educação conseguiu restabelecer o serviço de transporte escolar com um processo emergencial por meio de contratação direta. Empresas que prestavam o serviço anteriormente para a Educação foram convocadas.

E com o serviço em funcionamento, as aulas começaram ontem para 8.894 estudantes da área rural e no próximo dia 20 está previsto o início do ano letivo para 16.076 alunos das escolas indígenas.

CONTATOS DO AUTOR

www.peronico.com.bremails: peronico.27@gmail.com / blogdoperonico@gmail.com / expeditoperonico@gmail.com –Facebook:Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.

Mais Noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: