Presos desaparecidos da PAMC serão procurados por força tarefa formada por delegados da Polícia Civil.

Compartilhe nosso conteúdo!
*** A Coluna de Hoje ||| Publicada 00h14***
Parentes dos detentos desaparecidos da PAMC cobram uma resposta do Governo e não acreditam em fuga.

Há algo muito estranho que ainda continua escondido nos esgotos da Penitenciária Agrícola do Monte Cristo. Um grupo de sete detentos simplesmente evaporou das dependências da PAMC, desde o dia 24 de abril, quando teriam escapado por um buraco aberto em uma das paredes da prisão. Ocorre que desde a suposta fuga nunca mais se ouviu falar do paradeiro dos detentos que mesmo na condição de fugitivos geralmente costumam procurar familiares para dar notícias.

As famílias têm procurado todas as instituições de direitos humanos – Assembleia Legislativa, Ordem dos Advogados do Brasil, Defensoria Pública – em busca de uma resposta institucional e até o momento nenhuma pista de onde estariam os detentos foragidos. Informar sobre o ocorrido, a propósito, é obrigação de ofício que cabe ao Estado, prover as famílias de um retorno porque recolhidos à uma unidade prisional é dever do poder público cuidar da integridade físicas deles.

O caso é emblemático e causa certo desgaste na estrutura de Governo, porque as famílias estão pressionando por desfecho. Aliás os próprios parentes não acreditam em fuga e já chegaram a cogitar que os detentos foram arrancados das celas, mortos e os corpos depositados em lugar desconhecido. Por conta da polemica, alguns organismos do Governo decidiram se mobilizar em busca de uma resposta para o caso.

Ontem as cúpulas da Policia Polícia Civil e a Secretaria de Justiça e Cidadania anunciaram a criação de uma força-tarefa para investigar a suposta fuga dos presos. A delegada geral, Edinéia Chagas, explicou que o caso será investigado por uma força-tarefa, formada por delegados da instituição, para que se esclareça o que aconteceu.

A força tarefa começou as atividades ontem mesmo. Ela é composta por servidores da secretaria e pelo Diretor do Departamento de Homicídios, delegado Emerson Luiz, pelo titular da Delegacia Geral de Homicídios, delegado Cristiano Camapum e pela titular do Núcleo de Pessoas Desaparecidas, delegada Miriam Di Manso. Os presos desaparecidos são: Renato Luan Fernandes Novaes Lima, Fernando Ribeiro de Oliveira, Cleuto Braga de Oliveira, Moises Batista de Abreu, Lindomar Santos da Silva, além de Handerson da Silva Gomes e Alan Batista Barbosa Rodrigues.

Todo dia, é dia de frango… 
A comida servida na Maternidade é a base de frango. O mesmo prato servido todos os dias.

Cena absolutamente hilária testemunhada ontem na Maternidade Nossa Senhora de Nazareth. Um grupo de deputados fez uma diligência no local, movidos por denúncias sobre a má qualidade da alimentação servida na unidade de saúde.

Determinado momento o deputado Jalser Renier assumiu as funções de degustador e ao provar o suco servido, claro, enjeitou a bebida na hora. Ali do lado o secretário de Saúde César Penna também foi instado a provar a bebida. E pela expressão facial, também não gostou. “Prova ai o lanche. Não, prova o lanche da manhã”, insistiu Jalser diante do secretário atônito e constrangido.

Jalser constatou ainda que o cardápio servido na Maternidade é bastante seletivo. Um dia é servido peito de frango. E no dia seguinte, coxa de frango. E come-se frango todo dia.

Redes sociais e constatação
Jalser comandou a inspeção surpresa na Maternidade e constatou a má qualidade da comida servida aos pacientes.

A revista na Maternidade foi motivada por denúncias recorrentes nas redes sociais e mais tardes desembocadas nas dependências da Assembleia Legislativa.

Sabedor do assunto, palpitante por demais, o deputado Jalser Renier catou dois colegas parlamentares – George Melo e Naldo da Loteria – e resolveu dar ‘uma incerta’ no local. E constatou exatamente que o clamor que vinha dos pacientes e acompanhantes tinha veracidade. Jalser cercou-se ainda das companhias do Ministério Público do Estado, Defensoria Pública do Estado e Ministério Público de Contas.

Denúncias como a qualidade da alimentação, a demora em servirem a refeição, falta de limpeza, falta de medicamentos, entre outras, foram apresentadas tanto por pacientes como por servidores efetivos.

E ao final da visita, Jalser lamentou o que viu: “É inadmissível. É algo insatisfatório para a população que clama por melhorias. Mas vamos combater dentro da lei, porque as instituições jurídicas devem tomar conhecimento e cobrarem medidas necessárias para que isso não se repita”, comentou.

Sesau contratará nova empresa
O secretário Penna acompanhou Jalser na visita anunciou que a empresa que fornece a comida será descredenciada.

Diante das queixas sucessivas sobre a má qualidade da comida servida na Maternidade, o secretário de Saúde César Penna anunciou ontem que abriu processo licitatório para a contratação de outra empresa fornecedora.

Penna explicou que a Sesau fiscaliza continuamente a execução do serviço. Considerando o que vinha ocorrendo até então, a empresa recebeu inúmeras sanções administrativas, entre advertências e multas, para reprovar a conduta e tentar impedir que isso ocorresse novamente.

O novo contrato prevê seis refeições diárias balanceadas e adequadas às necessidades específicas de cada paciente. Este fornecimento será supervisionado e deverá ser aprovado pela equipe de nutrição de cada hospital.

A Sesau tinha a possibilidade de renovar o contrato atual, mas diante da necessidade de melhorar a prestação deste serviço com urgência, optamos por trocar a empresa responsável para garantir uma melhoria na alimentação das pessoas atendidas nos hospitais”, disse Penna.


Nota Oficial do Governo

“Depois de constatar inadequações em relação à qualidade e a pontualidade da alimentação fornecida nas unidades de saúde do Estado, a Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) multou a empresa responsável pelo fornecimento do serviço e está contratando uma nova empresa para esta finalidade, em vez de renovar o contrato atual. O processo licitatório está em andamento, com sessão pública de pregão agendada para esta sexta-feira (19).

Após a contratação, a expectativa é que a substituição seja realizada o quanto antes. Com isso, a intenção é melhorar significativamente a qualidade da alimentação servida em todas as unidades de saúde e não apenas no Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth.

O trâmite para esta licitação foi aberto no final do exercício de 2016, no entanto, por se tratar de um processo extremamente complexo, por envolver várias dietas e tipos de alimentações específicas, precisou passar por adequações técnicas e contábeis, seguindo recomendações do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RR).

O fornecimento da alimentação é fiscalizado continuamente por servidores da Sesau e através de pesquisas de opinião realizada entre os pacientes e os acompanhantes.

Considerando a insatisfação na prestação do serviço, a Sesau notificou a empresa mais de 30 vezes, advertiu e aplicou multa de até 20% sobre o faturamento, conforme previsto em contrato. Mas como as sanções administrativas não surtiram o efeito desejado, o governo decidiu não renovar o contrato e efetuar nova licitação para garantir uma alimentação de qualidade na rede estadual de saúde.

O contrato prevê seis refeições diárias balanceadas e adequadas às necessidades específicas de cada paciente. Este fornecimento será supervisionado e deverá ser aprovado pela equipe de nutrição de cada hospital. A Sesau continuará fiscalizando a execução do serviço e adotará todas as medidas necessárias para garantir a qualidade na comida servida nas unidades”.

Secretaria de Comunicação Governo do Estado de Roraima


‘Reforma bem suave’, diz Jucá
Jucá visitou a CPI da Previdência para fazer esclarecimentos sobre a importância da Reforma.

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB), visitou a CPI da Previdência ontem a tarde para defender a reforma proposta pelo presidente Michel Temer. “Das reformas que avaliei, já feitas ou em curso, não há país no mundo que esteja fazendo uma reforma da Previdência tão suave e com um prazo de transição tão grande como o do Brasil, que é de 20 anos”, argumentou o senador. O líder do governo argumentou que a reforma é inevitável.

Jucá confirmou a fala do presidente Michel Temer, que tem afirmado em entrevistas que a atual proposta para a Previdência é tão branda que não corrige o déficit previdenciário, apenas diminui seu ritmo de crescimento, de forma que outras reformas serão necessárias no futuro.

Ele afirmou ainda que seria ótimo que o governo Temer não precisasse fazer reformas e pudesse ampliar investimentos, mas que foi uma opção do governo buscar a estabilidade econômica e a segurança jurídica para aqueles que forem governar futuramente.

A Previdência é um desafio para a sociedade brasileira. Se não resolvermos isso, quem pagará a conta serão os aposentados. Estamos fazendo uma transição, a mais tranquila da história, para que não seja necessário cortar na carne dos pensionistas e aposentados”, disse Jucá.

Inspeção e raio-x na PAMC
Desde a carnificina de janeiro, esta é a primeira inspeção realizada na PAMC por técnico do Conselho Nacional de Justiça.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), enviou a Roraima uma missão do Grupo Especial de Monitoramento e Fiscalização (GEMF) para inspeções entre hoje e amanhã na Penitenciária Agrícola do Monte Cristo.

O raio-X vai fornecer elementos para a confecção de um relatório minucioso do combalido sistema penitenciário local. Essa inspeção ainda tem ligações com o massacre de janeiro quando 33 presos foram mortos e esquartejados no interior da PAMC.

O grupo do CNJ foi criado em março para apurar as condições das prisões da região Norte do país. No Amazonas, também em janeiro, os presídios registraram 56 mortes em menos de um dia.

 Shéridan na reforma política
Shéridan será indicada pelo PSDB para relatar uma parte da reforma política. A cláusula de desempenho.

Caiu no colo da deputada Shéridan (PSDB) a relatoria de importante matéria do projeto de Reforma Política.

Ela deve ser a indicada do partido tucano para relatar uma espécie de reforma política “alternativa”. Prevê cláusula de desempenho, federação de partidos e extingue coligações em eleições proporcionais.

A chamada cláusula de desempenho é uma das principais mudanças da PEC, visto que estabelece um número mínimo de votos que todo partido deverá alcançar nas eleições para ter acesso aos recursos públicos do Fundo Partidário assim como o tempo da propaganda no rádio e na TV.

A culpa é do Zé Anchieta 
Abandonado há anos, o Ginásio Totozão teve parte de sua estrutura destrupida ontem por um incêndio.

Um dos mimos do velho brigadeiro Ottomr Pinto, o ginásio Vicente Ítalo Feóla, o Totozão, abandonado no governo de Zé Anchieta e esquecido na atua administração, foi quase destruído por um incêndio na madrugada de ontem.

Desde a morte de Ottomar, em 2007, o Totozão tornou-se algo imêmore, sem utilidade alguma. No governo de Zé Anchieta nunca recebeu uma pintura sequer.

E ultimamente vinha servindo de depósito para materiais como camas, centrais de ar, utensílios de cozinha, colchões velhos e documentos. Além de servir de abrigo de marginais e viciados em drogas.

IPVA atrasado não gera apreensão 
O projeto de Xingu desautoriza o Detran de apreender veículos com o IPVA atrasado.

Foi promulgada ontem pela Assembleia Legislativa a Lei nº 1.179/17, de autoria do deputado Jânio Xingú (PSL), que desautoriza o Detran a apreender veículos com o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) atrasado.

Autor do projeto Xingú acredita que essa seja a maneira de ajudar ao cidadão, principalmente aqueles que dependem do veículo para levar o sustento para o lar.

“A governadora tinha 15 dias para fazer a sanção ou vetar a lei e ela não se manifestou porque é uma lei que, certamente, dará uma grande discussão”, disse o parlamentar.

Para Jânio Xingú, os carros e motos que estão apreendidos por causa da falta de quitação do imposto, devem receber liberação e colocou a disposição dos proprietários, orientação jurídica

Começou a guerra contra o mosquito | A segunda-feira começou com uma grande ação de combate ao Aedes aegypti. Prefeitura de Boa Vista e o Exército Brasileiro se uniram para somar forças contra o mosquito. Ao todo são 257 militares atuando em cinco bairros da capital. A cerimônia para firmar a parceria ocorreu na 1Brigada de Infantaria de Selva (foto acima). O comandante da 1a Brigada de Infantaria de Selva, General Gustavo Henrique Dutra de Menezes, destacou a importância da participação dos militares. “Entendemos a importância da participação coletiva em prol de um bem comum, que é o de combater o mosquito”. Os militares já iniciaram na manhã de ontem mesmo as visitas domiciliares nos bairros Aparecida, Caimbé, Cauamé, Jardim Primavera e Santa Luzia.  As ações serão realizadas durante cinco dias nas casas. A meta é alcançar 14 mil imóveis. Os militares orientam os moradores sobre medidas de prevenção de combate ao mosquito Aedes aegypti, a importância da eliminação mecânica de criadouros e ainda farão o tratamento químico em depósitos não passíveis de remoção ou onde não foi possível outra medida física.


CONTATOS DO AUTOR | www.peronico.com.br – e-mail: peronico.27@gmail.com – Facebook: Peronnico Expedito – Blog do Expedito Peronnico.
Compartilhe nosso conteúdo!
By peronico

Expedito Perônico, jornalista e colunista de política. Este blog cobre os bastidores do poder em Roraima e em Brasília. Já atuei nos principais veículos de comunicação de Roraima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts